Reavivados por Sua Palavra


LEVÍTICO 26 by jquimelli
5 de fevereiro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/levitico/lv-capitulo-26/

O plano divino de salvação foi provido na forma de uma aliança na qual, repetidamente, Deus disse: “Eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.” Contudo, isto dependia da resposta do homem. Se alguém aceitasse fazer de Deus o seu Senhor, Deus responderia derramando as bênçãos de Sua aliança. Se um homem não aceitasse a aliança, maldições cairiam sobre ele.

Deus, em Sua misericórdia, não planejara as maldições para serem retributivas, uma espécie de punição, mas foram concebidas para serem redentivas, exortando as pessoas a acordar e perceber a sua necessidade do Senhor. Embora Deus use sempre a mão mais suave possível, as maldições se tornaram cada vez mais pesadas. Por fim, o povo de Israel foi lançado ao exílio em um país estrangeiro. Mas quando eles se arrependeram, Deus os restaurou e os trouxe de volta para casa.

Que Deus maravilhoso e misericordioso nós temos! Ele procura nos salvar por todos os meios possíveis. Ele nos dá bênçãos de todos os tipos, e de bom grado nos daria mais do que poderíamos lidar. Se cairmos em pecado e O rejeitarmos, mas depois nos arrependermos, Ele sempre vai nos aceitar de volta graciosamente e restaurar as Suas bênçãos.

Dean Davis
Atlantic Union College
EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/lev/26
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



LEVÍTICO 26 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
5 de fevereiro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



LEVÍTICO 26 – COMENTÁRIOS PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
5 de fevereiro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Os pais anseiam obediência dos seus filhos, Deus também. Filhos têm facilidade para desobedecer, inclusive os filhos de Deus. Em ambos os casos, obediência tem recompensas e desobediência tem consequências.

Este capítulo trata da…

• Recompensa pela obediência aos santos princípios de Deus (vs. 1-13); e,
• Consequência da desobediência aos santos princípios de Deus (vs. 14-46).

O Deus que nos fez com competência intelectual e moral pedirá contas de nossas negligências e responsabilidades. Somos criaturas pensantes, atuantes e conscientes; consequentemente, seremos julgados.

Desobediência é um mal que todo inconsequente precisa saber que resultará em condenação e morte no final.

Obediência não é legalismo. Deus pede e reclama nossa obediência, não desobediência. Assim como um pai não quer nenhum filho rebelde, revoltado e indiferente, Deus também não quer. Obediência e santidade se equiparam na vida religiosa orientada por Deus na Bíblia. Analfabetos biblicamente são ignorantes desta verdade.

Deus revela que…

1. A obediência resulta em maravilhosas bênçãos:
• Chuvas e colheitas fartas (vs. 1-5);
• Paz (vs. 6-10);
• Presença de Deus (vs. 11-13).

2. A desobediência resulta em desastrosas maldições:
• Doenças, escassez e fracassos (vs. 14-17);
• Seca e colheitas magras (vs. 18-20);
• Presença de predadores (vs. 21-22);
• Sufoco pela pilhagem de pessoas cruéis (vs. 23-26);
• Despejo ou deportação (vs. 27-39).

Deus permite que o mal causado pelo pecado aflija às pessoas a fim de que se lembrem dos benefícios de Sua presença e se arrependam das atitudes que resultam em morte e separação eterna dEle (vs. 40-46).

Assim como um pai amoroso educa para corrigir, Deus corrige para salvar permitindo o castigo da dor do pecado.

Reconhecendo nossa situação desesperadora, Deus deu Jesus para executar uma obra redentora. Jesus não morreu na cruz para deixar-nos na lama da desobediência. Sua morte foi necessária para libertar-nos das correntes da desobediência. O resultado é a obediência.

Livrar-se da idolatria, guardar o sábado e conhecer o santuário é de suma importância espiritual!

“A observância do sábado e a frequência escrupulosa da adoração no santuário serão as melhores maneiras de prevenir as corrupções da religião canaanita”, analisa Roland Kenneth Harrison.

Milian Lauritz Andreasen observou que, “o conhecimento da verdade quanto ao santuário, é o único antídoto aos falsos reclamos da hierarquia romana”.

Entreguem-se ao Senhor que anseia nossa obediência! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



LEVÍTICO 26 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de fevereiro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Andarei entre vós e serei o vosso Deus, e vós sereis o Meu povo” (v.12).


Nesta última década, o mundo tem passado por grandes mudanças e uma acelerada derrocada no que diz respeito aos antigos costumes. A casa da vovó não tem mais graça se não tiver Wi-Fi. Dar lugar a um idoso no ônibus é coisa do passado. Uma criança que não fala palavrões tornou-se esquisita. Um homem que não trai a esposa é artigo de luxo. Estudar em uma escola onde todos estejam satisfeitos com o seu próprio sexo é praticamente impossível. Estamos presenciando os últimos anos, os anos decisivos deste planeta, onde cada um terá de responder pelas escolhas que tenha feito em vida. Ignorar os avisos de Deus em Sua Palavra certamente não é a melhor escolha a ser feita, mas professar segui-la enquanto as atitudes não condizem com o discurso creio ser bem pior.

Israel só tinha dois caminhos a seguir: o da maldição e desobediência para a morte ou da bênção e obediência para a vida. “Se” permanecessem fiéis ao Senhor em obedecer às Suas leis, receberiam as mais ricas bênçãos. “Mas”, rejeitando ao “Assim diz o Senhor”, seriam “consumidos pela sua iniquidade” (v.39). Muitos têm trocado a obediência pela conveniência. Negando a luz que temos recebido, folgam-se em assumir uma postura semelhante à maioria, tornando-se mais amantes dos frívolos métodos do mundo do que do eficaz e simples método de Cristo. Unicamente a obediência por fé faria de Israel uma nação diferente de todas as demais, e os habilitaria a viver pequenos vislumbres do Éden, quando o Senhor andava com nossos primeiros pais.

Todas as punições listadas neste capítulo refletem o estado deplorável e desesperador do homem sem Deus. Doenças, fome, guerras são consequências diretas do pecado. Isto não significa que os justos não passam por momentos difíceis nesta Terra, mas que, mesmo sob duras provas, sua fé os faz “andar eretos” (v.13). Nada é mais valioso para Deus do que um coração disposto a servi-Lo. Há uma sebe especial reservada para todo aquele cujo coração é qual barro nas mãos do Oleiro. Mas há um juízo específico reservado para todo o que não ouve e nem cumpre os mandamentos do Senhor. Isto não se trata de uma visão legalista, e sim de uma mensagem que aponta para o breve desfecho: “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se” (Ap.22:11).

Não há medo onde há amor. Não precisamos temer os juízos de Deus se Ele anda conosco. Também não se trata de uma barganha: eu obedeço e Ele me abençoa; e sim uma resposta de amor ao Deus que me salvou. Eu obedeço ao Senhor porque não consigo fazer diferente frente ao grande amor que Ele tem por mim. Se desrespeitar as leis dos homens já possui resultados ruins, que dirá desobedecer às leis dadas pelo Senhor do Universo! Acerca disto, Ellen White pontuou: “A fim de se prepararem para o juízo, é necessário que os homens guardem a lei de Deus. Esta lei será norma de caráter no juízo. Declara o apóstolo Paulo: ‘Todos os que sob a lei pecaram pela lei serão julgados… No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens por Jesus Cristo’. E ele diz que ‘os que praticam a lei hão de ser justificados’ (Rm.2:12-16). A fé é essencial a fim de guardar-se a lei de Deus; pois ‘sem fé é impossível agradar-Lhe'” (O Grande Conflito, p.435).

Para todos os que têm andado “contrariamente para com” Deus (v.21), há um chamado de misericórdia sendo realizado com o interesse de todo o Céu para que pecadores se arrependam e confessem seus pecados Àquele que “é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1Jo.1:9). O Senhor, por amor de todos nós, tem lembrado da aliança que fez com o Seu povo e que assinou com o sangue de Seu Filho unigênito. A um povo obediente o Senhor dará as “chuvas a seu tempo” (v.4). Que vindo a última chuva, estejamos prontos para recebê-la:

“Caso alguém não seja purificado pela obediência à verdade, e vença o egoísmo, o orgulho e as más paixões, os anjos de Deus têm a recomendação: ‘Estão entregues a seus ídolos; deixai-os’, e eles passarão adiante à sua obra, deixando esses com seus pecaminosos traços não subjugados, à direção dos anjos maus. Os que satisfazem em todos os pontos e resistem a toda prova, e vencem, seja qual for o preço, atenderam ao conselho da Testemunha Verdadeira, e receberão a chuva serôdia, estando assim aptos para a trasladação” (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, v.1, p.64).

Bom dia, filhos da obediência!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Levítico26 #RPSP

Comentário em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA



LEVÍTICO 26 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
5 de fevereiro de 2019, 0:17
Filed under: Sem categoria



LEVÍTICO 26 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
5 de fevereiro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

510 palavras

1 Não façam ídolos. Dinheiro, aparência, sucesso, reputação, segurança – estes são os ídolos de hoje. Quando você olha para estes falsos ídolos que prometem tudo o que você quer mas nada do que você precisa, você pode realmente responder que a idolatria foi removida de sua vida? Life Application Study Bible.

12 Andarei entre vós. Especialmente na nuvem de glória chamada Shekinah, que ficava entre os querubins, sobre o “trono de misericordia”, ou seja, o propiciatório no Santo dos Santos. Bíblia Shedd.

13 quebrei os timões do vosso jugo e vos fiz andar eretos (ARA; NVI: “quebrei as traves do jugo que os prendia e os fiz andar de cabeça erguida”). Quando escravos no Egito, suas costas tinham sido curvadas; como bois na canga tinham carregado e puxado vários fardos. Deus os libertou da escravidão do Egito, fazendo-os tornar a andar eretos. Bíblia Shedd.

18 Se não me ouvirdes, tornarei a castigar-vos. O propósito em disciplinar a nação era para levá-la a a se arrepender dos seus maus caminhos e voltar para seguir ao Senhor. O desejo de Jeová era perdoar e abençoar, mas isto dependia de Israel se arrepender do mal, para seguir e obedecer ao Senhor. Bíblia Shedd.

Se os israelitas desobedecessem, haveria paz na terra. Se desobedecessem, aconteceriam desastres. Deus usou as consequências do pecado para trazê-los ao arrependimento. .. Hoje em dia, as consequências do pecado não são tão aparentes. Quando as calamidades caem sobre nós, podemos não saber a razão. Pode ser como: 1) resultado de nossa própria desobediência, 2) resultado do pecado de outra pessoa, 3) resultado de desastre natural [resultante, em última análise, do pecado da humanidade]. Tendo em vista que não podemos saber a razão, devemos analisar nosso coração e estarmos certos de estar em paz com Deus. Seu Espírito, como uma gigante luz de busca, revelará aquelas áreas que precisamos tratar. Porque a calamidade nem sempre é resultado de algum mau ato, devemos nos guardar de atribuir culpa ou aceitá-la por toda tragédia por que passarmos. Culpa indevida é uma das armas favoritas do inimigo contra os crentes. Life Application Study Bible.

29 Isto aconteceu no cerco de Samaria (2 Rs 6.28), e também no … de Jerusalém, no ano 70 d.C., quando o povo estava morrendo de fome. Flávio Josefo nos traz um relatório terrível sobre um soldado que descobriu uma mulher, chamada Maria, comendo a seu próprio filho, depois de havê-lo assado; cf Dt 28.53-57; Jr 19.9; Lm 2.20; 4.10; Ez 5.10; Mt 24.19; Lc 23.29. Bíblia Shedd.

30 altares de incenso Provavelmente colunas dedicadas ao deus sol. Nota textual NVI (Da Bíblia Evangelismo em Ação NVI).

34 O cumprimento destas palavras se vê no cativeiro babilônico. Do rei Saul ao cativeiro foram aproximadamente 490 anos, um período durante o qual 70 anos sabáticos tinham sido negligenciados pelos hebreus. Sendo que o cativeiro durou 70 anos, a terra recebeu o repouso prescrito pela lei de Deus. Bíblia Shedd.

40-45 Estes versos mostram o que Deus quis dizer quando falar que que Ele é tardio em irar-Se (Êx 34:6). Mesmo se os israelitas escolhessem desobedecer e fossem dispersos entre seus inimigos, Deus ainda lhes daria a oportunidade de arrependimento e retorno a Ele. Life Application Study Bible.




%d blogueiros gostam disto: