Reavivados por Sua Palavra


OSEIAS 8 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
27 de novembro de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

1. Emboca a trombeta. Como fiel sentinela (ver Ez 33:1-3; Am 3:6), Oseias aqui proclama, em tom de urgência, que o julgamento rapidamente virá sobre o povo de Deus. A trombeta devia dar o alarme da invasão iminente. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 1003.

Como a águia. Isso se refere ao rei da Assíria, Salmaneser V, que estava prestes a invadir a Síria e a Palestina (2Rs 18:9), descendo do norte em um voo rasante e assustador, como uma águia que arrebata sua presa (ver Dt 28:49). CBASD, vol. 4, p. 1003.

4. Eles estabeleceram reis. Uma referência aos ímpios usurpadores que assassinaram seus antecessores reais para abrir caminho e subir ao trono (ver com. de Os 7:7). CBASD, vol. 4, p. 1003.

5. O teu bezerro. … a referência é, provavelmente, ao bezerro de Betel, pois essa cidade parece ter sido o principal centro de adoração ao bezerro de Samaria (ver com. de Am 7:13). CBASD, vol. 4, p. 1004.

E rejeitado. Literalmente, “lançado fora”. … o pensamento de toda a passagem (v. 5-7) é bastante claro, pois mostra que a nação logo colheria os frutos da adoração ao bezerro instituída por Jeroboão I (lRs 12:28). A LXX diz: “Lançai fora o teu bezerro, ó Samaria”, exortando Samaria e todo o país a rejeitar a adoração ao bezerro, que trouxe sobre eles a ira de Deus. CBASD, vol. 4, p. 1004.

6. Porque vem de Israel. Oseias aqui mostra a insensatez do comportamento de Israel. Este início da frase indica a origem dessa específica adoração de ídolos, a imagem do bezerro de ouro. Ela surgiu no reino do norte sob Jeroboão I (lRs 12:26-33) e continuou sob seus sucessores. CBASD, vol. 4, p. 1004.

E obra de artífice. E a maior loucura olhar para qualquer objeto que tenha sido planejado e moldado por nós como superiores a nós. A idolatria conduz os seres humanos contra o próprio princípio da razão. CBASD, vol. 4, p. 1004.

7. Semeiam ventos. Não importa o que se torna o ídolo ou o que rouba de Deus o Seu lugar de direito no coração, certamente voltará para nós em colheita de pesar e angústia. CBASD, vol. 4, p. 1004.

8. Israel foi devorado. Isso inclui não apenas os produtos do campo, mas as próprias pessoas. CBASD, vol. 4, p. 1004.

9. Jumento montês. Este animal, voluntarioso e ingovernável é aqui mencionado para retratar o comportamento e a disposição de Efraim ao se voltar para a Assíria e em participar das práticas pagãs e idolatras. CBASD, vol. 4, p. 1004.

11 Os altares que tinham o propósito de remover pecados na verdade aumentavam os seus pecados pelo seu mau uso na adoração a Baal. Life Application Study Bible Kingsway.

12 Como coisa estranha. Embora as direções e as instruções de Deus fossem completas e adequadas, elas se tornaram estranhas diante das inclinações do povo escolhido. … Em vista do livre acesso que todos têm à Palavra de Deus hoje, em todas as terras e em todas as línguas, nós que vivemos em um mundo mais carente, problemático e hostil do que nos dias de Israel, descobriremos que não temos desculpa se não atentarmos às Sagradas Escrituras e à sua mensagem (ver Hb 2:1-3). CBASD, vol. 4, p. 1005.

Apesar das leis terem sido escritas para eles, os israelitas as consideravam “coisa estranha”, escrita para os outros. É fácil ouvir um sermão e pensar em todas as pessoas que o deveriam ouvir. Ou ler a Bíblia e pensar naqueles que deveriam estar implementar o que aquela passagem ensina. Os israelitas faziam isto constantemente, aplicando as leis de Deus sempre aos outros, nunca a sim mesmos. Esta é apenas outra maneira de desviar-se da vontade de Deus e evitar implementar mudanças requeridas. Quando você pensar nas pessoas que precisam aplicar aquilo que você está ouvindo ou lendo, verifique se esta aplicação se ajusta melhor pra você. Aplique as lições primeiramente para sua própria vida, porque frequentemente nossas faltas são exatamente as primeiras que vemos nos outros. Life Application Study Bible Kingsway.

13. E a comem. Os sacrifícios de Israel a Deus não eram aceitáveis a Ele, porque não eram apresentados no verdadeiro espírito de devoção (ver com. de Is 66:3). CBASD, vol. 4, p. 1005.

Eles voltarão para o Egito. A paciência de Deus atingiu seu limite por causa da plenitude da iniquidade. … O Deus que havia libertado Israel da escravidão do Egito iria enviar seus filhos a um destino semelhante ou pior do que o do Egito. CBASD, vol. 4, p. 1005.

14. Eu enviarei fogo. Esta previsão foi cumprida quando Senaqueribe tomou as cidades fortificadas de Judá (2Rs 18:13), e, mais tarde, quando Nabucodonosor tomou e incendiou Jerusalém (ver 2Rs 25:8, 9; 2Cr 36:19, SI 74:3-8; Jr 17:27). CBASD, vol. 4, p. 1005.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: