Reavivados por Sua Palavra


OSEIAS 8, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de novembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Israel rejeitou o bem; o inimigo o perseguirá” (v.3).


A trombeta era um instrumento muito utilizado, tanto em batalhas quanto em festas e assembleias solenes. Geralmente, servia como um sinal de alerta ou de convocação, mas também para comemorar a vitória em alguma batalha. No Antigo Testamento encontramos diversos relatos em que a trombeta é utilizada. No livro de Neemias, por exemplo, o próprio Neemias convocava o povo que estava disperso, reconstruindo o muro de Jerusalém, para orar e lutar ao “som da trombeta” (Ne 4:20).

Pois bem, o capítulo de hoje já se inicia com um recado em tom de urgência: “Emboca a trombeta” (v.1), indicando que ela está prestes a ser tocada. Com o castigo às portas, e tendo sido avisado pelos profetas de Deus de que sua falsa religião precisava ser substituída pela “religião pura e sem mácula” (Tg 1:27), “Israel rejeitou o bem” (v.3) e teria de sofrer a dor das feridas que ele próprio causou (Pv 11:17).

Apesar da aberta idolatria (v.6), o povo ainda enchia a boca para dizer: “Nosso Deus! Nós, Israel, Te conhecemos” (v.2), e, ao mesmo tempo, contaminava a casa do Senhor com seus ídolos e práticas pagãs. Eram exatamente um tipo de Laodiceia, acomodando-se à condição de que, como nação eleita de Deus, já eram ricos e abastados e não precisavam de mais nada (Ap 3:17).

Conforme as profecias bíblicas, vivemos no tempo que antecede a sétima e última trombeta. Basta observar um pouco a situação deste mundo e da raça humana para perceber que “o sétimo anjo” (Ap 11:15) já está com a trombeta na boca apenas aguardando a ordem divina. E adivinhem só o que João viu logo após o ressoar da última trombeta: “Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da Aliança no seu santuário…” (Ap 11:19). E o que era mantido dentro da arca da Aliança? Além da vara de Arão e da urna de ouro contendo uma porção do maná, estavam ali “as duas tábuas do Testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus” (Êx 31:18).

Agora, vejamos o porquê do Senhor ter-se irado contra o Seu povo: “porque transgrediram a Minha aliança e se rebelaram contra a Minha lei” (v.1). Transgredir significa passar dos limites. Israel passou dos limites confessando uma fé tão frágil quanto os deuses que construiu. Como uma revelação do verdadeiro caráter divino, a lei do Senhor “é santa, e o mandamento, santo, e justo e bom” (Rm 7:12). Desde o Éden, a desobediência (ou transgressão), sempre foi um ato ofensivo contra Deus, de tal forma que o seu salário “é a morte” (Rm 6:23).

O Criador nos deixou dez preceitos com base nos quais um dia seremos julgados (Tg 2:12). A lei de Deus expressa dez vezes que você e eu somos pecadores e precisamos de um Salvador que, foi “obediente até à morte e morte de cruz” (Fp 2:8), nos deixando isto como exemplo. Ele não voltará para buscar os que “amam o sacrifício“, pois “o SENHOR não os aceita” (v.13), mas virá segunda vez para levar Consigo “os que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé em Jesus” (Ap 14:12) como expressão do grande amor que os salvou.

Não podemos perder a inocência (v.5) que este mundo vil tem tirado até das crianças. Os mandamentos de Deus “não são penosos” (1Jo 5:3), mas o prazer daqueles que descobrem a bem-aventurança de seguir os passos de Jesus (1Pe 2:21). Que estejamos todos prontos para o ressoar da última trombeta, orando em todo o tempo: “Ensina-me, SENHOR, o caminho dos Teus decretos, e os seguirei até ao fim” (Sl 119:33).

Bom dia, bem-aventurados!

Jornada de oração, dia 11/21: Oremos para que tenhamos sempre prazer nos mandamentos de Deus.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Oseias8
#RPSP

Deixe seu comentário:


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Não estou recebendo informações quanto aos capítulos de leitura do Espírito de Profecia. Josué Dantas

Comentário por Anônimo

Caríssimo Josué, os capítulos do Espírito de Profecia e seus comentários você pode encontrar em: https://credeemseusprofetas.org/

Comentário por jquimelli




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: