Reavivados por Sua Palavra


DANIEL 8 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
15 de novembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

Não existiria verdade no mundo caso Deus não agisse. Mesmo existindo a Bíblia, poderes antagônicos ao reino divino exaltaram o engano, a doutrina falsa e a religião pervertida.

• Deus precisou proteger Sua verdade, pois a vontade do inimigo é que ela ficasse jogada por terra.

Se os livros de Romanos e Gálatas trouxeram ao mundo reavivamento na doutrina da justificação pela fé, promovendo reformas na doutrina da salvação, após ter sido deturpada por centenas de anos, o estudo do livro de Daniel trouxe reavivamento na doutrina da volta de Cristo, do santuário, da intercessão de Cristo e do julgamento pré-advento.

O capítulo em análise é extremamente importante ao cristão que deseja a plenitude da revelação bíblica. “Em muitos aspectos, Daniel 8 é o capítulo mais importante do livro. Ele contém a mais longa profecia de tempo. Também menciona o tempo do fim no contexto do santuário e sua purificação. Constitui a introdução dos capítulos 9 a 12” (G. Arthur Keough).

Observe os seguintes pontos do capítulo:

• Um carneiro com dois chifres: Representa a Média-Pérsia (vs. 1-4, 20);
• Um bode macho unicórnio, que ataca e destrói ao carneiro e tem seu chifre substituído por quatro chifres: Representa a Grécia, que após morrer Alexandre, o Grande, dividiu-se em quatro partes (vs. 5-8, 21-22);
• Uma ponta/chifre pequena/pequeno surge e toma posse da Terra Santa, além de desafiar a Deus: Representa Roma em suas duas fases, política e religiosa (vs. 9-12, 23-26).

O coração do capítulo (vs. 13-19) e seu ápice, o último versículo (v. 21), mostram quão aflito ficou Daniel com esta profecia, pois Deus revelou o quanto seria dificultada a propagação da verdade devido ao ataque dos que preferem à mentira.

Até 2300 tardes de manhãs (ou anos), então o santuário seria purificado (v. 14), responde às perguntas do versículo 13. Antes do advento de Jesus revelado em Daniel 7, uma redescoberta de inúmeras verdades lançadas por terra trariam despertamento espiritual.

Enfim, no tempo do fim, no ano de 1844…

• …terminou o período dos 2300 anos iniciado em 457 a.C.;
• …marcou o início da purificação do santuário celestial;
• …começou o juízo que antecede ao advento de Cristo;
• …a verdade bíblica foi restaurada na Terra devolvendo esperança aos crentes.

Releia, estude, reflita, aviva-te… compartilhe! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: