Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 47 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
6 de novembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 47 – A prioridade de Deus sempre foi estar entre os seres humanos, restaurando Seu povo,  embora os pecadores sempre tentassem se esquivar de Sua presença.

Ezequiel já profetizara a respeito do desejo divino de restaurar física, emocional e espiritual a nação de Israel após o exílio em Babilônia, através de Sua Palavra (Ezequiel 37).

Agora, o profeta expande o assunto. “Israel receberá vida a partir do templo, pois este constitui o verdadeiro foco e atenção na terra (47.1-48.35). Ezequiel deseja que o templo seja tão central na vida da nova comunidade na terra rejuvenescida assim como o tabernáculo outrora foi quando Israel se acampava ao seu redor” (Paul R. House).

Tudo no Santuário/Templo apontava para Cristo. Ali estava tipificado o plano da salvação. O significado de cada emblema e ações orientados por Deus deveria reavivar totalmente os judeus disciplinados com o castigo do cativeiro, assim como as águas que saem do templo, desde o altar até o oriente.

Se as águas não saem do templo não sairão de nenhum outro lugar. Caso esta não seja a fonte, a aridez espiritual tomará conta e nenhuma vida existirá (vs. 1-12). Deus é a fonte da vida – este é o sentido da água sair do templo (Joel 3:18; Zacarias 14:8). A Palavra de Deus deve ser pregada. Quanto mais água, mais vida – o mesmo se dá com a Palavra divina!

A água que flui do santuário de Deus, que é a mensagem do evangelho, restaura o deserto, faz crescer bonitas e frondosas árvores, forma rios, produz grandes quantidades de peixes. Assim, a igreja, ao pregar toda a mensagem do santuário, produzirá cura, vida, crescimento, frutos e avançará onde o pecado havia produzido morte.

Embora literalmente a profecia de Ezequiel não tenha se cumprido com os judeus (vs. 13-23), ela foi projetada para se cumprir para todos os crentes, culminando no céu.

• Tudo isso está relacionado com o derramamento do Espírito Santo profetizado por Cristo (João 7:37-39).

• “A obra é do Senhor, e não é Sua vontade que a força e eficiência seja centralizada em um lugar”, diz Ellen G. White.

• Em Apocalipse 22:1-2 João tem a visão do “rio da água da vida” que fluía “do trono de Deus e do Cordeiro” pela nova Jerusalém, que mantinha a árvore da vida cujas folhas “servem para a cura das nações”.

Cresçamos espiritualmente! – Heber Toth Armí.

 
 

 

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: