Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 44 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
3 de novembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 44 – Deus não esconde Sua vontade, Seus anseios nem Seus interesses, mesmo que eles não venham a se concretizar – como de fato não se cumpriram as profecias condicionais finais do livro de Ezequiel.

O capítulo em pauta trata dos sacerdotes do novo templo e dos príncipes do povo de Deus:

1. O texto descreve a porta oriental exterior, para o príncipe (vs. 1-3);
2. O relato expõe as orientações referentes aos estrangeiros e às tribos rebeldes (vs. 4-14);
3. O relatório profético inclui detalhes referentes ao sacerdócio (vs. 15-27);
4. O profeta informa a herança dos sacerdotes (vs. 28-31).

Não é porque não se cumpriram os detalhes das profecias dos últimos capítulos de Ezequiel que vamos ignorar Seus ensinamentos. Sendo que os crentes são os sacerdotes de Deus, há princípios relevantes para nós que vivemos no século 21.

Além de ser negado beber vinho, “o sacerdote não podia permitir que algo viesse a obliterar seu discernimento espiritual ao se ocupar das coisas sagradas. Uma das razões para a temperança é que ao sacerdote cabe ensinar o povo a distinguir entre o santo e o profano (44:23); (ver Levítico 10:10; Malaquias 2:7)” explica Siegfried Júlio Schwantes.

“O versículo 4 deve inspirar em nós o desejo de participar de culto nos quais a glória do Senhor se manifesta de tal modo que os adoradores se prostrem diante dEle”, aplica William MacDonald).

Os sacerdotes confiam em Deus para viver. “De acordo com o plano de Deus, ele próprio será a herança de seus servos, e eles não terão nada na terra. O mesmo princípio se aplica aos servos do Senhor nos dias hoje. Deus deseja que encontremos plena satisfação nele e, desse modo, tenhamos liberdade de servir, sem vínculos com coisas deste mundo”, diz MacDonald.

Deus…

• …persiste em amar aos seres humanos;
• …preserva Seus interesses apesar do desinteresse do Seu povo;
• …refaz Seus planos para salvar a humanidade.

Mesmo que os planos de Deus para os judeus não tenham se tornado realizado, Deus ainda habitará com os seres humanos. Jesus veio e habitou entre nós para mostrar como podemos habitar com Deus (João 1:14; 14:1-6). Jesus pagou o preço de nosso pecado para criar a possibilidade de um dia estarmos eternamente na presença de Deus.

Vamos orar? “Senhor, concede-nos o reavivamento!” – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: