Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 37, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de outubro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Farei com eles aliança de paz; será aliança perpétua. Estabelecê-los-ei, e os multiplicarei, e porei o Meu santuário no meio deles para sempre” (v.26).


Como a profecia mais conhecida de Ezequiel, esta visão revela de forma muito clara a condição de Israel como se fosse um amontoado de ossos secos. A nação chamada a ser dentre as demais nações um “aroma de vida para vida”, tornou-se um “cheiro de morte para morte” (2Co 2:16).

Seguindo as ordens de Deus, Ezequiel profetizou e viu um vale de ossos “sequíssimos” (v.2) se tornar “um exército sobremodo numeroso” (v.10). O Senhor ressuscitaria “a casa de Israel” (v.11) de sua morte espiritual e lhes daria uma nova vida (v.14). A divisão do reino não mais existiria (v.17) e um novo rei os governaria “para sempre” (v.25).

Na escuridão deste mundo, o Senhor suscitou homens e mulheres de fé que, como exército de “apenas um” (v.17), têm marchado em conformidade com a luz que receberam. Em um período onde as trevas espirituais pareciam não poder ser dissipadas, Lutero, Huss, Knox, dentre outros, foram as primícias de um povo sobre o qual Deus derramou a luz de Sua Palavra. Firmes e inabaláveis no propósito de viver o “assim diz o SENHOR”, tornaram-se “apenas um” usados poderosamente pela destra de Deus (v.19).

O avanço de tal obra alcançou resultados extraordinários e revolucionou o mundo, dando a todos a chance de participar das mesmas bênçãos divinas. Com a Bíblia em mãos, o que dantes lhes era negado, a verdade que havia sido “lançada por terra” (Dn 8:12) começou a ser revelada e os princípios da santa Palavra de Deus reerguidos.

O capítulo culmina com a promessa da união entre o povo de Deus e dEle, conosco, simbolizado pelo Seu tabernáculo (v. 27). Através dos símbolos do santuário terrestre foi derramada grande luz para possibilitar ao homem a compreensão do caminho divino que, pela verdade, nos conduz à vida (Jo 14:6). Como uma maquete do original (Hb 8:2), ali encontramos todo o plano da redenção da humanidade e o desejo de Deus em estabelecer o Seu reino eterno de justiça. Em Apocalipse 21:3, está escrito: “Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles”.

Está chegando o dia em que “nunca mais para o futuro” (v.22) haverá dois reinos, divisões entre o povo de Deus. “Nunca mais” haverá idolatria, nem apostasia e nem pecado algum (v.23). Onde o “Filho de Davi” (Mt 9:27) reinará eternamente sobre um povo que andará nos Seus juízos, guardará os Seus estatutos e os observará (v.24), sendo “o Autor da salvação eterna para todos os que Lhe obedecem” (Hb 5:9).

Chegada é a hora de um novo reavivamento dos “ossos secos”! “Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR” (v.4)! Não é mais tempo de falar, é tempo de viver! Chegada é a hora de restaurarmos o altar do SENHOR, assim como fez Elias (1Rs 18:30), “pela prática”, tendo as nossas “faculdades executadas para discernir não somente o bem, mas também o mal” (Hb 5:14). De vivermos de maneira plena os princípios bíblicos, ainda que sob a ameaça das fogueiras da perseguição. “Porque, ainda dentro de pouco tempo, Aquele que há de vir virá e não tardará” (Hb 10:37).

A tentativa de acabar com a obra de Deus iniciada com os reformadores está bem diante de nossos olhos. E, sob o discurso de um falso amor, o dia que deveria celebrar o início do renascimento da verdade, congregará o mundo numa infeliz mistura da verdade com o erro. Pressionados pela massa popular, muitos há que abandonarão a fé (1Tm 4:1). Mas, todo aquele “que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt 24:13). “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap 14:12).

Não se iluda com o amor que o mundo oferece, mas, revestido da armadura de Deus (Ef 6:10-18), viva o verdadeiro amor: “Se Me amais, guardareis os Meus mandamentos” (Jo 14:15). E, os que hão de herdar a salvação, como João, conhecem o amor de Deus: “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os Seus mandamentos; ora, os Seus mandamentos não são penosos” (1Jo 5:3). Viva o verdadeiro amor aqui, então, viverás “para sempre” (v.25)!

Bom dia, povo de Deus!

Jornada espiritualChuva Serôdia. Chegou a hora!”, 12° dia: “Sente-se, eleve seus pensamentos a Deus e pergunte: Senhor, tenho vivido como “trigo” ou como “joio”? Em seguida converse com Ele sobre suas dificuldades e decida ser totalmente do Senhor. Para finalizar, clame ao Espírito Santo pela chuva serôdia para capacitá-lo a manter seu compromisso. E tenha certeza que sua oração já foi atendida” (Chuva Serôdia. Chegou a hora!, p. 74).

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel37
#RPSP

Deixe um comentário:


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Bom dia! Que o Senhor continue abençoado por esses comentários. Como posso adquirir essa jornada espiritual Chuva Serôdia?

Comentário por Jucinara Cleusa Cerqueira Fiuza

Bom dia Jucinara,

A jornada você pode adquirir direto com o pastor Manassés, segue o contato dele no Facebook:
Facebook.com/manassesqueiroznt

Se preferir, temos a seguinte jornada espiritual, também de autoria do pastor Manassés:
Ebook Intimidade com Deus

https://drive.google.com/open?id=0BzUT7aQjkgNFRElBbk5CMnpoU0U

Um abraço,
Ivan Barros
Equipe RPSP

Comentário por Ivan Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: