Reavivados por Sua Palavra


CANTARES 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
18 de maio de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 Para onde. As filhas de Jerusalém conversam com a noiva para ver o que mais ela tem a dizer. CBASD – Comentário Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1268.

2 Desceu ao seu jardim. A ansiedade devido à perda do amado se foi. Ela sabe que ele está ocupado em outro lugar. Nada aconteceu para perturbar a felicidade deles. CBASD, vol. 3, p. 1268.

4 Como Tirza. Nos v. 4 a 10, Salomāo faz generosos elogios à sua noiva. Tirza … Sem dúvida era notável por sua beleza. CBASD, vol. 3, p. 1268.

Aprazível como Jerusalém. Salomão estabelece uma comparação entre a capital de seu reino no sul da Palestina e sua noiva, para destacar a notável graça desta. Jerusalém era admirada por sua beleza (ver Sl 48:2; 50:2; Lm 2:15). CBASD, vol. 3, p. 1268.

8 Alguns argumentam que a referência a “sessenta rainhas e oitenta concubinas” (v. 8 NVI) indica que o Cântico dos Cânticos foi escrito depois de Salomão aderiu à poligamia. Mas não há evidências de que nos primeiros vinte anos do reinado de Salomão tenha tido mais de uma esposa (ver 1 Reis 3:1; 6:38; 7:1, 8; 9:10, 24), e Cantares pressupõe uma relação exclusiva entre Salomão e a Sulamita (por exemplo, 2:2, 3, 16; 5:10; 6:3; 7:10; 8:6-7). Richard M. Davidson, em http://revivedbyhisword.org/en/bible/son/6/ acesso em 17/05/2017.

10 Formidável como um exército. Força e beleza estão combinadas neste verso numa descrição bem aplicável à igreja (ver PR, 725; AA, 91). Alguns crêem que a pergunta deste verso é feito pelas damas da corte quando vislumbraram a Sulamita pela primeira vez. CBASD, vol. 3, p. 1268.

12 Meu nobre povo. A tradução literal seria “meu povo, meu nobre”. A noiva se imagina sendo erguida e colocada em uma carruagem ao lado de Salomāo. CBASD, vol. 3, p. 1268.

13 Volta, ó Sulamita. Talvez esta declaração tenha sido feita pelos membros do cortejo, que expressaram um desejo de ver melhor aquela que reconheciam como rainha. CBASD, vol. 3, p. 1268, 1269.

Por que quereis contemplar ? Uma encantadora expressão de modéstia. CBASD, vol. 3, p. 1269.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: