Reavivados por Sua Palavra


CANTARES 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
14 de maio de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 Eu sou a rosa de Sarom. Segundo a gramática e o contexto, é mais natural considerar este verso como uma declaração da noiva. … a noiva está confessando sua modéstia, declarando que se sente descolada no palácio. Ela é apenas uma flor do campo. … “Sarom” significa literalmente “um campo”, “uma planície”. O nome próprio se refere à planície marítima entre Jope e o Monte Carmelo. CBASD, vol. 3, p.1261.

2 Lírio entre os espinhos. Não os espinhos de plantas e árvores, mas plantas espinhosas. Salomão garante à sua noiva que as demais mulheres, comparadas a ela, são como plantas espinhosas e ela uma linda flor campestre. CBASD, vol. 3, p.1261.

3 A macieira. A noiva devolve o elogio. Seu noivo, comparado a outros homens, é como uma árvore frutífera, e eles são árvores estéreis. CBASD, vol. 3, p.1261.

Debaixo dela [de sua sombra]. A noiva desfruta a sombra e come os frutos com satisfação. Estas palavras têm sido utilizadas para ilustrar o descanso da alma à sombra do amor de Cristo, desfrutando um abençoado companheirismo com o Senhor. Os benefícios dessa comunhão não podem ser apreciados por aqueles que se detêm apenas por alguns instantes na presença de Jesus. Com muita frequência a agitação das atividades da vida tira os preciosos momentos de comunhão, tão essenciais ao crescimento saudável na graça (ver T7, 69; Ed, 261). CBASD, vol. 3, p.1261.

5 Sustentai-me com passas. Melhor seria “sustentai-me com bolos de uvas secas”. Esses bolos eram considerados estimulantes e também benéficos em casos de esgotamento. CBASD, vol. 3, p.1262.

Desfaleço de amor. No português moderno poderíamos dizer que ela estava apaixonada. A noiva estava completamente dominada pelas emoções dessa nova experiência e não conseguia encontrar palavras adequadas para expressar seus sentimentos. CBASD, vol. 3, p.1262.

7 Não acordeis… o amor. “Amor” vem de ‘ahabah, uma forma feminina que considera o amor como abstrato e não como o ser amado. São exaltadas as afeições puras e naturais. CBASD, vol. 3, p.1262.

8 Ei-lo aí. a intuição amorosa da noiva pressente a aproximação de seu amado a longa distância, enquanto ela se dirige para o lar dela nas montanhas. CBASD, vol. 3, p.1262.

9 Olhando pelas janelas. A imagem mostra Salomão brincando ao procurar sua amada através da janela. CBASD, vol. 3, p.1262.

11 Passou o inverno. Os vs. 11 a 13 constituem uma das mais belas descrições poéticas da primavera (ver Ed, 160). CBASD, vol. 3, p.1262.

Cessou a chuva. As últimas chuvas terminavam no início da primavera. CBASD, vol. 3, p.1262.

14 Pomba minha. A pomba das rochas escolhe os rochedos mais altos e os mais profundos desfiladeiros como locais de descanso (ver Jr 48:28), a fim de evitar a convivência com as pessoas. É desta forma que Salomão indica a modéstia e timidez de sua amada. CBASD, vol. 3, p.1262.

15 Apanhai as raposas. O sentido desta declaração e quem a pronuncia são questões de conjectura [1. alerta dos irmãos da noiva quanto às raposas; 2. deveres domésticos da noiva que a impedem de responder ao noivo; 3.  prazer dos apaixonados ao brincar, perseguindo as raposas entre as vinhas]. CBASD, vol. 3, p.1262.

16 O meu amado é meu. … refrão frequente … [ver Ct 6:3).  A expressão ilustra a afetuosa relação entre Cristo e Seu povo (ver MDC, 64). CBASD, vol. 3, p.1262.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: