Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 29 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
28 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 29 – Nosso cérebro precisa ser desenvolvido a fim de que vivamos com sabedoria neste mundo de loucura. Deus nos deu capacidade e quer que progridamos no caminho da justiça. Não podemos parar nem desviarmo-nos do caminho.
“Um estudante pode consagrar todas as faculdades à aquisição de conhecimento; mas a menos que possua conhecimento de Deus, a menos que obedeça as leis que lhe governam o ser, destruir-se-á. Mediante hábitos errôneos, perde a faculdade de apreciação de si mesmo, perde o domínio próprio […]. Mediante a negligência do cultivo dos princípios justos, arruína-se tanto para este mundo como para o futuro” (Ellen G. White).
Antônio Neves de Mesquita intitula este capítulo de: “Deus e a sociedade humana”; e, logo, o divide em três tópicos:
1. O homem justo é o alvo desta seção (vs. 1-10);
2. Os efeitos de um mau governo (vs. 11-17);
3. Guardar a lei é a certeza da felicidade (vs. 18-27).
Paul R. House observou: “A intenção de Deus ao conceder a revelação é… criar um grupo de indivíduos justos, sábios e fieis. Essas são pessoas corajosas (28.1), vitoriosas (29.6) e pacientes (29.11). Tais traços de caráter criam líderes bons (29.2) que protegem o pobre (29.7), afastam a ira (29.8) e evitam os insensatos (29.9). Deus abençoa sua fidelidade (28.20). Seu caráter obviamente deriva da sua relação com o Senhor e do seu compromisso em obedecer aos padrões claramente revelados de Deus”.
Não é em diplomas das faculdades renomadas, nem na fama ou no dinheiro, nem mesmo nos altos postos políticos que estão as fontes da sabedoria, segurança e esperança. As coisas que realmente importam estão além de qualquer ser humano. “A justiça vem do Senhor” (v. 26).
Deus está acima do mais alto poder humano, Ele julga instituições de julgamento; os grandes juízes do mundo deverão prestar-Lhe contas. Ele é soberano. Sua lei é a que importa, ela é a Lei das leis.
• Qualquer lei diferente da Lei de Deus está fora da lei.
• É impossível viver sabiamente independente de Deus.
Negar a lei de Deus é negar a justiça – que é um ato de loucura. Devemos buscar o favor de Deus, ter como alvo fazer Sua vontade e, pautar nossa vida pelos Seus princípios.
Submeter-nos-emos ao soberano Rei? – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 29 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
28 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma” (v. 17).


Existe um trabalho cujas atribuições são imprevisíveis e tão difíceis que exigem total disponibilidade. A qualquer momento pode haver uma emergência e não há como mensurar o quanto de labor diário será necessário. Cada dia reserva surpresas à parte e o estado de humor tem grande influência sobre os “clientes”. Este serviço requer olhos sempre atentos e mãos sempre dispostas. É preciso ser um pouco de cada coisa: professor, educador físico, nutricionista, psicólogo, enfermeiro, plantonista, vigilante, chefe de cozinha, camareira, artesão, conselheiro espiritual. A jornada de trabalho é de 24h, sem férias, salário ou benefícios trabalhistas. E se adoecer, trate logo de melhorar, porque também não há auxílio doença e nem licença por questões de saúde. Eu não sei qual é a sua profissão, mas sei que certamente você não estudaria em troca de um trabalho assim.

Depois de toda aquela descrição, você lembrou de alguém? Alguém que carregou os seus primeiros quilos dentro de si por nove meses. Alguém que sentiu dores para que você sentisse vida fora do ventre. Que percebeu que um pedaço do seu coração estava em seus braços. Que chorou com sua primeira vacina. Que perdeu diversas noites de sono para lhe alimentar e acalentar. Que transforma em torcida organizada cada conquista sua. Que sofre com suas quedas. Que te repreende  quando necessário, mas que te ama o tempo todo. Que chora escondido quando você a magoa, ou que não contém as lágrimas diante de seus atos insensatos. Que pode não receber remuneração monetária, mas que trocaria todo o dinheiro do mundo pela sua felicidade. Eis que lhes apresento A MATERNIDADE!

De tudo o que temos aprendido neste livro, pelo menos 80% deve ser ensinado pela mãe. Sem desmerecer a paternidade, cumpre à mãe, como mulher que edifica a sua casa (Pv. 14:1), ter participação mais ativa e mais próxima dos filhos. Todos os dias enfrento desafios, e cada um deles não se compara a dez metas das maiores multinacionais. Requer muita sabedoria, controle emocional, raciocínio rápido, domínio próprio e muito, muito amor. A disciplina faz parte da educação e saber aplicá-la e dosá-la na medida certa não é tarefa fácil. Mas a Palavra do SENHOR nos diz que precisamos usar “a vara e a disciplina” (v. 15) para que o resultado seja o de filhos sábios. Contrariando este contexto, “a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe” (v. 15). Crianças entregues ao ócio, liberdade excessiva e que não são submetidas a regras, certamente serão vergonha para a mãe e tristeza para o pai.

Não sou uma mãe perfeita e estou bem longe de ser. Cada filho possui particularidades que precisam ser trabalhadas com muito cuidado e atenção e quantas vezes eu tenho errado tentando acertar. Há pouco mais de três anos meu marido e eu optamos por ele ser o provedor do lar e eu me dedicar integralmente à educação dos nossos filhos. Percebi o chamado de Deus nesta direção e resolvi fazer a Sua vontade. Desde então tem sido um desafio após outro, afinal, o “título” de mãe em tempo integral não é algo bem visto onde a mulher precisa ser um “animal” de carga para ser valorizada. E um dia desses, com o coração pesaroso pelas circunstâncias e por achar que ainda não estou cumprindo fielmente a parte que como mãe me corresponde, em oração pedi que o SENHOR falasse comigo, nem que fosse para apontar os meus erros, e Ele assim me respondeu:
“Eu contenderei com os que contendem contigo e SALVAREI OS TEUS FILHOS… Todo homem saberá que Eu sou o SENHOR, o Teu Salvador e o Teu Redentor, o Poderoso de Jacó” (Isaías 49:25 e 26). Eu fiquei sem palavras diante de tal resposta. Glórias ao SENHOR!

Podemos ser conhecedores da Bíblia de Gênesis a Apocalipse. Podemos ter muitas graduações e especializações. Podemos aplicar a disciplina e a vara em nossos filhos e lhes impor autoridade. Entretanto, o resultado SALVAÇÃO só o SENHOR pode dar. Percebi que não adianta ficar cobrando de mim mesma o que só Deus pode realizar. Que não existe responsabilidade que cause mais estafa mental e física do que a maternidade, mas que não há nenhuma outra obra tão poderosa em todo o planeta. Diante de uma época onde jogos virtuais têm ceifado a vida de crianças e adolescentes, ser mãe é uma corrida contra o tempo e um caso de vida ou morte. O mundo está se corrompendo por dar as costas às profecias da Palavra de Deus (v. 18), e mães que decidem vestir-se para a batalha com a armadura certa (Efésios 18:10-18), certamente no SENHOR estarão seguras (v. 25) e serão bem-sucedidas em seu labor:

“Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se ela permanecer em fé e amor, e santificação, com bom senso” (II Timóteo 2:15).

Mãe, acredite, ainda que não sejas valorizada aqui, muito em breve serás honrada no mundo porvir! Aleluia!

Bom dia, mães segundo o coração de Deus!

Desafio do dia: Lembram do nosso jejum das quartas-feiras? Não desanime. Oremos e jejuemos por nossas famílias e elas serão mais influentes do que muitos sermões!

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus
#Provérbios29
#RPSP



PROVÉRBIOS 28 by Jeferson Quimelli
27 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

“Quem repreende o próximo obterá por fim mais favor do que aquele que só sabe bajular” (v. 23 NVI). É difícil acreditar nessas palavras, na cultura em que vivemos.

Sendo honesto comigo mesmo, tenho que admitir que sou repreendido todos os dias, quando estudo a Palavra de Deus. A Bíblia está cheia de palavras de sabedoria que me edificam, mas ela também me corta profundamente, porque com frequência desejo seguir caminhos contrários à Palavra de Deus. Quando paramos para pensar, entendemos que pelo fato de sermos pecadores, as justas palavras de Deus irão nos ferir repetidas vezes.

Deus é um amigo de verdade que não me lisonjeia com Suas palavras, um amigo que quer o melhor para mim. Ele constantemente deseja me refinar para que eu esteja apto para o céu. Sou eternamente grato pela maneira como Ele trabalha comigo.

John Huynh
Hope Channel , Inc.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/28 e https://www.revivalandreformation.org/?id=902 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/28/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/31
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 28 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 28 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
27 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 28 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
27 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVERBIOS 28 – Nossa fé deve reger nossa conduta em casa, no trabalho, esporte, mercado, em todo lugar, até mesmo nossos relacionamentos na igreja.

O capítulo oferece-nos estes pontos, conforme Bruce K. Waltke:

1. Relação com a Torá/Lei para gerenciar e ganhar riquezas:
• Provérbio introdutório (v. 1);
• Primeira subunidade sobre a Torá/Lei e o governo justo (vs. 2-6);
• Segunda subunidade sobre a Torá/Lei e o governo justo (vs. 7-11).

2. Relação com Deus para governar e conseguir riqueza:
• Provérbio introdutório (v. 12);
• Deus e o dirigente (vs. 13-18);
• Riqueza mediante trabalho duro frente à precipitação (vs. 19-24);
• Riqueza através da confiança no Senhor e generosidade frente à mesquinharia (vs. 25-27).

3. Provérbio de conclusão (v. 28).

Diz o teólogo Paul R. House que “o conhecimento e a observância da lei de Deus são fatores supremos na luta contra a maldade. Os que abandonam a lei de fato escolhem louvar o pecador e suas convicções (28.4). Os mantenedores da lei alcançam sabedoria (28.7); suas orações são ouvidas (28.9). Sem profecia, a aplicação da lei na vida diária, as pessoas não têm nenhum freio; mas quando obedecem à lei elas são abençoadas (29.18). Tanto a profecia quanto a lei são revelações inspiradas por Deus que ensinam as pessoas a viver, e ambas requerem uma relação com Yahweh. Assim as matérias de sabedoria, a lei e a profecia formam um corpo de ensinamento que torna possível uma vida sadia”.

Tratar com indiferença aos princípios divinos faz que o avanço dos princípios do inferno seja rápido. Quando permitimos que a filosofia do inferno domine nossas atitudes tornamo-nos missionários do maligno, precursores dos demônios, agentes do diabo.

Pior é atacar princípios bíblicos que dão vida, para defender conceitos diabólicos que promovem morte. A tirania religiosa caracteriza-se pela arrogância daqueles que são agentes do mal, vestidos com vestes religiosas, alegando crença no evangelho, mas distorcendo a Palavra de Deus.

“Como sempre, Deus é a figura central na aquisição da sabedoria. O temor do Senhor permanece o pré-requisito para a graça divina (28.14). Crer no Senhor continua sendo a chave para as relações divino-humanas que resultam em enriquecimento (28.25) e segurança (29.25)” – declara House.

Sejamos fieis à Torá/Lei de Deus, revistamo-nos com a justiça divina/Cristo, para que nossa religião não seja hipócrita! – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 28 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
27 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (v. 13).


Diante do estudo destes provérbios em forma de antítese, a Bíblia mais uma vez nos confirma que Deus faz distinção entre o certo e o errado, o justo e o perverso, a bênção e a maldição. Não há como buscar ao SENHOR e não ser por Ele transformado. A conversão promove mudanças e o justo começa a experimentar uma novidade de vida que os ímpios não conseguem entender (v. 5).
 
Ricos passam a compartilhar as suas riquezas. Egoístas deixam de o ser e priorizam mais os outros do que a si mesmos. Ébrios abandonam o vício e tornam-se exemplares sacerdotes do lar. Prostitutas tornam-se respeitáveis mães de família. Jovens entregues à luxúria e às orgias tornam-se valorosos porta-vozes de Deus e de Sua Palavra. Religiosos fariseus passam a ser praticantes da verdadeira religião (Tiago 1:27). Para o mundo tudo isto é loucura. Para Deus é a conjugação de dois verbos: CONFESSAR e DEIXAR.
JAMAIS haverá prosperidade na vida de quem encobre os seus pecados! Fazer isso é como alguém que varre toda a sujeira da casa para debaixo do tapete. Um dia o “tapete” da vida será levantado e toda a imundícia, exposta (Eclesiastes 12:14)!
 
Os reis da Terra estão embriagados com o vinho da devassidão da grande meretriz (Apocalipse 17:1-2). A suma do mundo é: “Siga a voz do seu coração!”
A suma da Palavra de Deus é: “Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque ISTO É DEVER DE TODO HOMEM” (Eclesiastes 12:13).
A verdadeira felicidade está no “constante… temor de Deus” (v. 14) e, aquele que teme a Deus, guarda os Seus mandamentos. Mas, “o que desvia os ouvidos de ouvir a lei, ATÉ A SUA ORAÇÃO SERÁ ABOMINÁVEL” (v. 9). A quem você tem dado ouvidos? Não foi sem razão que Cristo nos advertiu: “Vede que ninguém vos engane” (Mateus 24:4).
 
Por onde você tem andado?
“O que anda em integridade será salvo, mas o perverso em seus caminhos cairá logo” (v. 18). A sua vida tem refletido o caráter de Jesus ou você tem tentado usurpar o lugar que só a Ele pertence? Ser cristão não é simplesmente viver para Cristo, mas ter Cristo na vida. Nunca seremos exemplo para ninguém, mas Jesus nos chama como Suas testemunhas (Atos 1:8), para proclamar as Suas preciosas verdades. Verdades que precisam ser ditas, mesmo que causem dor (v. 23). O problema é que as igrejas não enchem se a mensagem não for a que as pessoas querem ouvir. Os gazofilácios não terão dinheiro se não houver milagres e expulsão de demônios. ESTÁ ESCRITO: “Nem todo o que Me diz: SENHOR! SENHOR! entrará no reino dos céus, mas AQUELE QUE FAZ A VONTADE DE MEU PAI, que está nos céus” (Mateus 7:21). Jesus foi cristalino, meus irmãos! Assim como Ele veio a este mundo e fez a vontade do Pai, estamos aqui para fazer a mesma coisa. Não confie em si mesmo, pois “o que confia no seu próprio coração é insensato” (v. 26) e “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9). Escolha ser temente a Deus e fiel aos Seus mandamentos e, certamente, você “será cumulado de bênçãos” (v. 20) e suas orações chegarão ao trono divino como aroma suave e agradável (Apocalipse 8:4).
 
Bom dia, filhos prudentes (v. 7) do Pai!
 
Desafio do dia: “Examinais as Escrituras” (João 5:39)! Não se contente com uma leitura superficial. Estude a Palavra de Deus e o Espírito Santo continuará lhe guiando “a toda a verdade” (João 16:13).
 
Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus #Provérbios28 #RPSP


PROVÉRBIOS 27 by Jeferson Quimelli
26 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O rei Salomão era um homem como nós. Ele tinha a capacidade de escolher e o poder para implementar o que ele havia escolhido. Ao analisarmos sua vida, aprendemos que apesar de seu grande começo com Deus ele tinha muitas fraquezas de caráter e e estas, por fim, o impediram de exercer a influência como líder para a qual Deus o havia chamado, por ter corrompido o seu coração casando com quem não conhecia e amava ao Senhor (1 Reis 11:1-3 ).

Salomão, na verdade, experimentou a sabedoria de dois modos: primeiro como um presente divino e, depois, obtendo-a na “escola das experiências difíceis“, a partir das consequências de suas decisões erradas.

No entanto, para que não nos sintamos compelidos a apontar o dedo julgador para Salomão, lembremo-nos de que fazemos o mesmo quando agimos de modo contrário a sabedoria, a qual é uma dádiva divina.

A partir da soma de tudo o que viu e experimentou, Salomão chega a compreender plenamente que a fraqueza humana só causa danos. Nós simplesmente não podemos confiar em nossos próprios sentidos, razão e intuições mas precisamos receber poder dos Céus para reconhecer e superar nossas fraquezas.Como uma poderosa profecia, Provérbios 27 começa assim: “Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer” (NVI).

Pai Celestial, preciso de Sua ajuda. Não quero usar o que me confiaste para ferir a outros ou para desonrar o Teu nome. Conceda-me não apenas conhecimento, mas sabedoria para usá-lo corretamente. Amém.

Joe Sloan
Hope Channel , Inc.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/27 e https://www.revivalandreformation.org/?id=901 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/27/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/31
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 27 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 27 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
26 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 27 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
26 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 27 – Alguém disse: “Chega-te aos bons, serás um deles; chega-te aos maus, serás pior do que eles”. E, Aristóteles declarou: “É fazendo que se aprende a fazer aquilo que se deve aprender a fazer”.

Então, escolha bem teus amigos e faça o certo, assim desenvolverás sabedoria! Passe tempo na companhia dos sábios de Provérbios e verás o que te sucederá. Aliás, passe tempo com Deus, e serás moldado pelo Autor da sabedoria. Coloque tua vida em harmonia com a vontade dEle e viverás dias de doce alegria!

Cícero observou: “Não basta adquirir sabedoria; é preciso, além disso, saber utilizá-la”; e, é exatamente a isso que cada capítulo de Provérbios intenta conduzir-nos. Atente para os 27 versículos deste capítulo. Hernandes Dias Lopes assim os sintetizam:

• O futuro não está em suas mãos (v. 1);
• O autoelogio não cai bem (v. 2);
• O peso da ira do insensato (v. 3);
• A inveja é muito perigosa (v. 4);
• Quem ama confronta (v. 5);
• As feridas do amor (v. 6);
• A alma enfastiada (v. 7);
• Cuidado, pezinho, onde pisa (v. 8);
• As bênçãos da amizade (v. 9);
• Valorize seu vizinho (v. 10);
• A sabedoria é fonte de alegria (v. 11);
• A prudência pode salvar sua pele (v. 12);
• Cuidado com os compromissos que você assume (v. 13);
• Há elogios e elogios (v. 14);
• O desconforto de viver com uma mulher ranzinza (v. 15);
• A impossibilidade de controlar uma mulher ranzinza (v. 16);
• O contato abençoador (v. 17);
• A recompensa do trabalho (v. 18);
• O poder da autoanálise (v. 19);
• Insatisfação crônica (v. 20);
• Como você reage aos elogios? (v. 21);
• A estultícia inveterada (v. 22);
• Você conhece o estado de suas ovelhas? (v. 23);
• A riqueza é passageira (v. 24);
• Um trabalho que vale a pena (vs. 25-27).

Quando indivíduos “que têm condescendido com maus hábitos e práticas pecaminosas se rendem ao poder da verdade divina, a aplicação dessa verdade ao coração faz reviver as energias morais, as quais pareciam paralisadas” (Ellen G. White).

Desta forma, se aplicarmos esses princípios de Provérbios em nossa vida…

1. Substituiremos hábitos e práticas pecaminosos por hábitos e práticas espirituais;
2. Deixaremos de viver no pecado que nos paralisa e mata, para viver os princípios que fazem-nos reviver.

Clamemos: “Senhor, reaviva-nos!” – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 27 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
26 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Como o crisol prova a prata, e o forno, o ouro, assim, o homem é provado pelos louvores que recebe” (v. 21).


Tem um ditado que diz mais ou menos assim: Quer conhecer alguém? Dê poder para ele.
No contexto do verso acima poderíamos criar a seguinte versão:
Quer conhecer alguém? Elogie-o.

A Bíblia adverte sobre o auto elogio e aconselha que o louvor por nossas ações não saia de nossos próprios lábios, mas da boca do estranho (v. 2). Em uma época onde as palestras e livros motivacionais e de auto ajuda estão no auge, este conselho parece mais um balde de água fria. Onde predomina a depressão, a reclusão e a anti socialização, a auto estima tem sido evocada como uma ferramenta imprescindível e até curativa. Só que o verso acima, longe de ser um “bullying” ao amor próprio, é uma reflexão sobre o limite da auto estima. Gostar de si mesmo é até imprescindível para que possamos praticar o segundo maior mandamento: “Amarás o teu próximo COMO A TI MESMO” (Mateus 22:39). Eis o limite apresentado por Jesus, um pouco mais a frente: “o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado” (Mateus 23:12).

A provação não se trata apenas de algo externo, mas, principalmente interno. Quando o nosso ego é massageado, há o grande perigo de trocarmos a glória de Deus pelo orgulho próprio. Por isso que é muito melhor “a repreensão franca do que o amor encoberto” (v. 5). Pois “leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos” (v. 6). Receber conselhos cordiais é como “o óleo e o perfume” que “alegram o coração” (v. 9). Contudo, entramos numa zona de risco iminente quando buscamos os holofotes para nós mesmos.

Precisamos buscar a prudência para nos esconder do mal (v. 12) e isto inclui até a auto exposição que vemos hoje. Use suas redes sociais com sabedoria e se elas lhe têm sido uma pedra de tropeço, se desfaça delas. O que você imagina ser uma exposição inocente, pode se tornar pior do que “a ira impetuosa” (v. 4). Quando fazemos o possível para fugir do mal, Deus faz o impossível para que ele não nos alcance.

Escolha atentar para os sábios conselhos do SENHOR, pois “o que atenta para o seu SENHOR será honrado” (v. 18). Porém, “procurar a própria honra não é honra” (Pv. 25:27). Portanto, aceite o terno convite do Pai: “Sê sábio, filho meu, e alegra o Meu coração” (v. 11). Que tudo o que façamos seja com o real objetivo de filhos que querem alegrar o coração de seu Pai!

Bom dia, filhos sábios do Pai!

Desafio do dia: “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo” (Filipenses 2:3).

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus  #RPSP  #Provérbios27




%d blogueiros gostam disto: