Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 24 by jquimelli
23 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

“Pois ainda que o justo caia sete vezes, tornará a erguer-se” (Provérbios 24:16a NVI).

Foi muito triste o que aconteceu na esquina perto da minha casa, onde morava uma jovem família com três crianças entre as idades de seis meses a seis anos. Mark, o marido, foi diagnosticado com câncer. Em menos de seis meses, ele morreu em sua casa, nos braços de Beth. Logo após, Beth perdeu o emprego. Em seguida, veio um tornado que quase pôs abaixo a sua casa. E, para completar, uma das crianças foi diagnosticada com uma doença que exigia cuidados constantes. Que situação difícil!

Hoje Beth está casada com um homem de Deus, um marido e pai maravilhoso, e eles vivem felizes juntos em um novo lar.

Apesar de gostar de finais felizes, não é a vida nova de Beth que mais me fortaleceu espiritualmente nessa história toda. É a confiança inabalável que minha amiga Beth tem em Deus, tanto nos bons quanto nos maus momentos. Nem uma única vez durante os tempos difíceis eu a ouvi reclamar, desistir, ou questionar o porquê de tantas dificuldades. Em meio a tudo o que atravessou, ela sempre soube que iria se recuperar e que seus maus momentos eram apenas um revés temporário.

Querido Senhor, dê-me a coragem que eu preciso para atravessar momentos difíceis sempre confiando em Tuas promessas. Amém.

Fylvia Fowler Kline
Hope Channel , Inc.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/24 e https://www.revivalandreformation.org/?id=898 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/24/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/28
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 24 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 24 – VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
23 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 24 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
23 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 24 – Não compensa rejeitar a sabedoria, nem substituir a verdadeira (pura) sabedoria por uma genérica, ou falsificada.

Numa sociedade onde reina inveja, corrupção, imoralidade, glutonaria, perversidade, ira, revolta, injustiças, hipocrisia, falsidade, ganância, etc., precisamos ser guiados pela sabedoria divina.

Neste capítulo encontramos os últimos dos 30 provérbios dos sábios, os quais terminam no versículo 22. Os quais, segundo Jacques Doukhan, se agrupam da seguinte forma:

1. Primeiro provérbio (capítulo 22:21-23);
2. Segundo provérbio (capítulo 22:24-25);
3. Terceiro provérbio (capítulo 22:26-27);
4. Quarto provérbio (capítulo 22:28);
5. Quinto provérbio (capítulo 22:29);
6. Sexto provérbio (capítulo 23:1-3);
7. Sétimo provérbio (capítulo 23:4-5);
8. Oitavo provérbio (capítulo 23:6-8);
9. Nono provérbio (capítulo 23:9);
10. Décimo provérbio (capítulo 23:10-11);
11. Décimo primeiro provérbio (capítulo 23:12);
12. Décimo segundo provérbio (capítulo 23:13-14);
13. Décimo terceiro provérbio (capítulo 23:15-16);
14. Décimo quarto provérbio (capítulo 23:17-18);
15. Décimo quinto provérbio (capítulo 23:19-21);
16. Décimo sexto provérbio (capítulo 23:22-25);
17. Décimo sétimo provérbio (capítulo 23:26-28);
18. Décimo oitavo provérbio (capítulo 23:29-35);
19. Décimo nono provérbio (capítulo 24:1-2);
20. Vigésimo provérbio (24:3-4);
21. Vigésimo primeiro provérbio (capítulo 24:5-6);
22. Vigésimo segundo provérbio (capítulo 24:7);
23. Vigésimo terceiro provérbio (capítulo 24:8-9);
24. Vigésimo quarto provérbio (capítulo 24:10);
25. Vigésimo quinto provérbio (capítulo 24:11-12);
26. Vigésimo sexto provérbio (capítulo 24:13-14);
27. Vigésimo sétimo provérbio (capítulo 24:15-16);
28. Vigésimo oitavo provérbio (capítulo 24:17-18);
29. Vigésimo novo provérbio (capítulo 24:19-20);
30. Trigésimo provérbio (capítulo 24:21-22).

Após os 30 provérbios dos sábios, contendo diversos assuntos, há mais alguns provérbios interessantes de outros sábios (24:23-34). Sobre eles, Doukhan analisa:

“Este breve apêndice (24:23-24) […], concentra-se num aspecto específico do ensino: a necessidade de aprofundar nosso juízo e trabalho. O sábio adverte, por um lado, sobre a tentação de ser ‘parcial no julgamento’ (24:23-26) e contra as falsas testemunhas (24:28-29). Por outro lado, a tentação da superficialidade em nosso trabalho (24:27, 30-34)”.

• Precisamos combater a superficialidade nos julgamentos e no trabalho!

Deus quer o melhor para nós. Ele nos deixou um livro de sabedoria escrito por diversos sábios. Estudá-lo nos conduzirá à sabedoria dEle, e, praticar os princípios de vida ali contidos nos tornará sábios aqui na Terra e nos preparará para a Pátria Celestial.

Viver a sabedoria nos dará inúmeras vantagens relevantes no caminho ao céu. “Senhor, orienta-nos!” – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 24 #RPSP Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
23 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“A sabedoria é alta demais para o insensato; no juízo, a sua boca não terá palavra” (v. 7).

Ontem assisti a um vídeo impactante e, ao mesmo tempo, totalmente realista, falando sobre a situação da geração atual de cristãos. Vivemos em uma geração que não faz ideia do que seja negar-se a si mesmo e tomar a sua cruz. Onde a Bíblia é o livro mais vendido no mundo, mas que nunca foi tão evitado ou tão mal interpretado. Geração que usa a Palavra de Deus da maneira que lhe convém, e que não aceita a sua utilidade como instrumento corretivo e educativo (II Timóteo 3:16). Geração que ama as bênçãos e não o SENHOR das bênçãos. Que diz louvar a Deus entre quatro paredes, enquanto o louvor aceitável a Deus está nas mãos que se estendem para salvar.

Temos recebido, por assim dizer, uma “avalanche” de conselhos, contudo a vitória está em praticá-los. Não adianta de nada, meu querido irmão e minha amada irmã, estarmos nos alimentando espiritualmente à cada dia se este alimento não for compartilhado com os que têm fome. Eu não chamo o verso 11 nem de conselho, mas de ordem: “Livra os que estão sendo levados para a morte e salva os que cambaleiam indo para serem mortos”. LIVRA! SALVA! Não nos faz lembrar de uma outra ordem que nos foi dada por Cristo? 

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado” (Mateus 28:19). A nossa missão aqui como cristãos não é outra a não ser IR FAZER DISCÍPULOS, cuidar de gente. Quem zela mais pelas coisas do que pelas pessoas acabará sem palavras no dia do juízo (v. 7).

A graça de Deus tem sido interpretada de forma errônea e muitos se perderão por acreditar que nada do que façam importa para Ele. “E não pagará Ele ao homem segundo as suas obras?” (v. 12). Assim diz o SENHOR: “Dizei ao justo que bem lhes irá; porque comerão do fruto das suas ações. Ai do perverso! Mal lhe irá; porque a sua paga será o que as suas próprias mãos fizeram” (Isaías 3:10-11). “E eis que venho sem demora, e Comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Apocalipse 22:12). Portanto, querer usar de desculpas para enganar os outros pode até funcionar, mas dizer diante de Deus: “Não o soubemos, não o perceberá Aquele que atenta para a tua alma?” (v. 12). Não podemos ser negligentes quanto ao chamado que nos foi feito. João Batista, os discípulos, Paulo e tantos outros deram, literalmente, a vida pelo evangelho. Será que estamos dispostos a fazer o mesmo?

“Teme ao SENHOR, filho meu” (v. 21) “e não será frustrada a tua esperança” (v. 14). Que a operante graça de Jesus em sua vida seja um convite de amor aos teus semelhantes!

Bom dia, testemunhas de Jesus!

Desafio do dia: Peça ao SENHOR que lhe oriente como melhor cumprir a missão e comece a orar por cinco amigos especiais.

Rosana Garcia Barros 
#PrimeiroDeus  #Provérbios24




%d blogueiros gostam disto: