Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 15 by jquimelli
14 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Como você reage quando é criticado ou comandado duramente por pessoas excessivamente controladoras? A minha tendência natural é ficar na defensiva e talvez até mesmo ficar com um pouco de raiva e responder com argumentos ásperos. Respostas irritadas são emitidas facilmente. Muitas vezes nós aceitamos estas nossas reações como parte normal da vida.

Pelas minhas contas, Provérbios 15 têm bem mais de uma dúzia de sugestões sobre a melhor forma de responder às provocações. Depois, há pelo menos uma dúzia de provérbios que contrastam o comportamento e as ações do ímpio/tolo/orgulhoso/ganancioso em relação ao justo/bom/sábio. Salomão deixa claro que a felicidade ou mágoa dependem da nossa atitude e como escolhemos falar e agir. E mais: , minhas palavras e atitudes registram diretamente a extensão da minha relação (ou a falta dela) com Jesus.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (verso 1 ARA).
“A língua serena é árvore de vida, mas a perversa quebranta o espírito” (verso 4 ARA).

A língua pode enfeiar, ferir e destruir. Ou pode adornar, acalmar e curar. Lemos que “A censura contínua estraga e escurece a vida de ninguém” (4T, p. 65). “Quando pais e mães são convertidos […] seus pensamentos serão convertidos; suas línguas serão convertidas” (AH, p. 436).

Senhor, minha Rocha e meu Redentor, meu maior desejo é uma conversão indescritível, total, de todo coração. Que assim as palavras da minha boca e as meditações do meu coração sejam agradáveis a Ti hoje. Amém.

David A. Steen
Professor Emérito
Universidade Andrews

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/15 e https://www.revivalandreformation.org/?id=889 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/15/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/19
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 15 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 15 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
14 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



COMENTÁRIO PROVÉRBIOS 15 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
14 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 15 – Se é verdade que o pior “cego” é aquele que não quer ver, deve ser verdade também que o pior louco é aquele que rejeita a sabedoria divina porque crê que a sabedoria humana a supera.

Na realidade, a loucura nos afasta da sabedoria; o contrário também é verdade: A sabedoria nos afasta da loucura (Tiago 3:13-18). Todavia, só é possível obter sabedoria na companhia do Deus das Sagradas Escrituras (Romanos 11:33).

Quem se sente desprovido de sabedoria, deve buscá-la; jamais ignorá-la (Tiago 1:5). Pois, segundo Provérbios 15, ela nos livra de males e nos proporciona bênçãos!

Ligando o capítulo anterior com este, Bruce K. Waltke analisa que, “por meio de sinônimos ‘fúria’ (14.35) e ‘furor’ (15.1), uma sequência sobre o modo de falar, adverte acerca das palavras dolorosas que incitam a ira e acerca dos efeitos benéficos de uma língua dócil no reparo dos estragos (15.1-4)”.

Observe estes dois grandes pontos:

1. A alegria que resulta de instruir-se com a sabedoria e, a tristeza que resulta em rejeitá-la (vs. 1-19, 30-33).

2. A alegria que resulta em viver a justiça e a retidão baseadas na revelação de Deus e, a consequência da sua rejeição objetivando viver os próprios desejos do coração (vs. 20-29).

Os retos e piedosos são deleitáveis ao Senhor, enquanto que, os perversos, orgulhosos e ímpios são deletérios.

Sobre o versículo 29, diz Waltke, “o provérbio deixa de falar de pessoas e passa a falar de Deus, dando a razão teológica para ser reto. Nas crises o Senhor se aproxima para responder às orações dos retos que falam de modo construtivo na comunidade, mas se mantém afastados das orações dos perversos que falam de maneira destrutiva” do, e, ao seu próximo.

Witness Lee diz: “Melhor é o pouco, havendo o temor do Senhor, do que grande tesouro onde há inquietação. O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e a humildade precede a honra”.

• A solução para cada situação está na dependência total do Deus que anseia por nossa transformação radical.

• O segredo do sucesso não está nos diplomas ou em status, mas em temer ao Senhor em todos os lugares, sempre.

Permitimos Deus reger nossa existência quando humildemente aplicamos os princípios de sabedoria em nosso coração diariamente! – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 15 #RPSP Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
14 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“O SENHOR está longe dos perversos, mas atende à oração dos justos” (v. 29).

Quando estamos distantes de algo ou de alguém, podemos afirmar que há um espaço geográfico entre nós e o objeto ou a pessoa em que estamos pensando. Eu moro no mesmo bairro em que meus pais moram, mas estamos separados por ruas e avenidas. Meus filhos estão dormindo no quarto ao lado, mas estamos separados pela distância de alguns passos. Não consigo visualizá-los através da parede e nem quando estão na escola, por exemplo, por mais que quisesse ter este poder.

Mas há Alguém que transpõe as barreiras do espaço geográfico que desconhecemos para nos contemplar: “Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons” (v. 3). Os olhos do Onipresente estão visualizando você neste exato momento. Ninguém pode fugir da realidade de que Deus o observa. Mas pode evitar a Sua aproximação.

Há uma linha divisória entre o ser humano e Deus. Assim diz o SENHOR: “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o Seu rosto de vós, para que vos não ouça” (Isaías 59:2). Ou seja, a distância que nos separa de Deus não é meramente geográfica, mas espiritual. Deus está atento a cada um de nós, mas respeita os limites de distância que nós mesmos escolhemos. Ele não invade o espaço que você mesmo limitou.

Muitos há que não vêem sentido na oração. Afinal, para que falar com Deus se Ele já sabe de tudo, não é mesmo? E acabam entrando na insensatez de uma vida religiosa baseada em obras vazias. Então, lemos o verso 8, que diz: “O sacrifício dos perversos é abominável ao SENHOR, mas a oração dos retos é o Seu contentamento”. Quando um justo ora, o que era intransponível, torna-se alcançável. A oração rompe as barreiras que o pecado impôs e nos concede uma audiência particular com o SENHOR do Universo. Ou seja, Deus não está longe de nós, nossas escolhas é que definem a distância.

Mais uma vez Salomão enfatiza a importância de filhos obedientes aos pais (v. 5 e 20), e, para reforçar as palavras do sábio, atentem na parábola do filho pródigo (Lucas 15:11-32). Foi este que impôs a distância entre ele e seu pai. E quando vamos à parábola e lemos que quando o filho apontou na estrada de volta para casa, o pai correu ao seu encontro, percebemos que os olhos do pai nunca se desviaram de sua direção e que o espaço que os separava foi limitado pelo próprio filho.

Amados, o SENHOR só fica longe dos que rejeitam a Sua presença (v. 29), mas Seus olhos nunca desistem de olhar e esperar por uma única chance sequer de poder correr e abraçá-los, e conduzi-los ao “caminho da vida” (v. 24). Para lhes conceder o banquete da alegria, que além de ser constante (v. 15), é o segredo da beleza (v. 13). Para que sejam torrentes de conhecimento (v. 7) e apaziguadores (v. 18).

Deus não olha para “o coração dos filhos dos homens” (v. 11) para registrar os seus pecados, e sim para receber uma oportunidade de apagá-los (Isaías 1:18). A Bíblia diz que Ele está à porta e bate (Apocalipse 3:20), apenas esperando o convite para entrar e ali oferecer um “banquete contínuo” (v. 15). O que você está esperando para romper esta distância que você mesmo impôs? Com humildade, aproxime-se de seu Pai Celeste e assim como o pai ofereceu ao pródigo a honra imerecida, Ele correrá ao seu encontro para honrá-lo (v. 33)!

Continua…

Bom dia, justos do SENHOR!

Desafio do dia: Você tem dificuldades para orar? Então, humildemente, peça ajuda a Deus e, certamente, Ele correrá em teu auxílio. Mas, em nome de Jesus, não perca o privilégio da oração!

Rosana Garcia Barros 
#PrimeiroDeus  #Provérbios15




%d blogueiros gostam disto: