Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 19 by jquimelli
18 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Como todos os capítulos do livro de Provérbios, o capítulo 19 é incrivelmente rico. Por não podermos explorar todos os conceitos, vamos focalizar somente o verso 11: “A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas.” (NVI).

Como, porém, eu posso ignorar uma ofensa? Afinal de contas, fui eu quem foi ofendido. Isso não está certo. Eu deveria responder ao ofensor, não deveria? Sem dúvida, a tendência natural é de incendiar-se em raiva ou gastar tempo e energia tentando descobrir uma maneira de pagar, em dobro, a ofensa recebida.

Entretanto, conforme amadurecemos na vida cristã passamos a perceber a importância crucial de relevar uma ofensa, como recomendado por este provérbio. Aprendi a pensar desta maneira ao meditar em Salmo 103:8-10: “O Senhor é compassivo e misericordioso, mui paciente e cheio de amor. Não acusa sem cessar nem fica ressentido para sempre; não nos trata conforme os nossos pecados nem nos retribui conforme as nossas iniquidades. Pois como os céus se elevam acima da terra, assim é grande o seu amor para com os que o temem;” (NVI).

Senhor, não consigo relevar ofensas por minhas próprias forças. Enche-me com o Espírito Santo para que eu possa ter o fruto do Espírito. Só então, com o Seu amor pelos outros fluindo através de mim, poderei abençoar aqueles que me amaldiçoam. Amém.

David A. Steen
Professor Emérito, Universidade Andrews

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/19 e https://www.revivalandreformation.org/?id=893 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/19/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/23
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 19 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 19 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
18 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 19 – Os Provérbios de Salomão são fonte de bênçãos para cidades, ou mesmo nações, que aplicarem a vivê-los de coração.

Como seria se cada um de nós disseminássemos mais amplamente os provérbios…

1. Em nossa família?
2. Em nosso bairro?
3. Aos nossos líderes político?
4. Aos membros de nossa igreja?
5. Para nossa cidade?
6. Para nosso país?
7. No mundo inteiro…?

“Foi a ampla disseminação desses princípios e o reconhecimento de Deus como Aquele a Quem pertencem todo louvor e honra que fez dos primeiros tempos do reinado de Salomão uma ocasião de reerguimento moral bem como de prosperidade material”, enfatiza Ellen G. White.

Com a facilidade dos meios de comunicação modernos está bem mais fácil compartilhar os princípios de sabedoria de Provérbios com amigos, colegas de trabalho/faculdade/escola, professores, alunos, funcionários, chefes/encarregados/gerentes, familiares, etc.

O capítulo em apreço oferece-nos importantes lições de vida:

• A honestidade está acima das riquezas, e compensa mais que bens materiais (v. 1);
• Ser zeloso desinformado ou, apressado sem raciocínio resulta em fracasso (v. 2, 28);
• A loucura não admite suas falhas, muitos até culpam a Deus pelas consequências (v. 3);
• Há vantagem e desvantagem na pobreza e na riqueza (v. 4, 22);
• Testemunhas falsas sofrerão no dia do juízo (v. 5);
• A generosidade atrai bons amigos (v. 6);
• O fracasso afasta até familiares (v. 7);
• O segredo da vida está em obter um coração cheio de sabedoria (v. 8);
• Fofocas e boatos resultam em desgraças a quem os propaga (v. 9);
• Viver de qualquer jeito ou sem respeito aos superiores dificulta nossa existência (v. 10, 15-16, 24);
• Inteligentes controlam a língua e perdoam com facilidade – isso é nobre (v. 11);
• Não vale a pena ser líder tendo mau gênio, é melhor ser bondoso (v. 12, 17);
• Filho insensato e esposa resmungona é o desprazer de um homem (v. 13-14, 26);
• Disciplinar quando os filhos são pequenos resultará no sucesso deles, indisciplina promove fracasso (v. 18, 25, 27, 29);
• Não tente ajudar pessoas esquentadas, só piora (v. 19);
• Dependa da sabedoria e ação de Deus, assim terás uma existência que valha a pena (vs. 20, 21, 23).

Além de princípio de sabedoria, o temor do Senhor é fonte de vida, é o segredo da satisfação! Experimente! Compartilhe! – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 19 #RPSP Comentário Rosana Garcia Barros by Ivan Barros
18 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“O que guarda o mandamento guarda a sua alma; mas o que despreza os seus caminhos, esse morre” (v. 16).

A palavra “provérbio” vem do hebraico “mashal”, que significa “ser comparado com”. Realmente temos estudado diversas comparações, todas referentes à diferença entre o justo e o perverso. Percebemos que o pecado traz consigo consequências que maculam o que Deus criou para ser perfeito; que o fato de Ele nos amar, independente do que fazemos ou deixamos de fazer, não muda o outro fato de que um dia Ele terá de aplicar a Sua justiça e separar justos de ímpios.

Os provérbios de Salomão não são simplesmente um relato sobre o que é correto e o que é errado, mas palavras do SENHOR que deseja nos conduzir à vida (v. 23). Por isso, “ouve o conselho e recebe a instrução, para que sejas sábio nos teus dias por vir” (v. 20) e para que não venhas a participar dos juízos preparados “para os escarnecedores” (v. 29).

Duas coisas têm crescido de forma alarmante em nossos dias: a pobreza e os lares destruídos. O tema do aquecimento global nunca foi tratado com tanta urgência e sobre este pesa a culpa pelo descontrole da natureza, que por sua vez causa danos na agricultura, que por sua vez causa prejuízos na economia mundial, que por fim resulta em desemprego e miséria. Por outro lado, a família entrou num colapso tão grande, que para amenizar a tragédia, leis têm sido criadas para chamar de família qualquer ajuntamento de pessoas que vivam sob um mesmo teto. Porém, o homem pode fazer ou planejar o que quiser, “mas o desígnio do SENHOR permanecerá” (v. 21).

O apóstolo Paulo já havia advertido que nos últimos dias os homens seriam “egoístas… desobedientes aos pais” (II Timóteo 3:2). Podemos aplicar o egoísmo à esposa contenciosa, no final do verso treze. Uma mulher que só vive reclamando e que não possui um coração agradecido, pensa somente em si e no seu próprio bem-estar, e com as próprias mãos destrói a sua casa (Pv. 14:1). Mas uma esposa prudente, além de ser uma benção do SENHOR, é mais valiosa do que qualquer bem material (v. 14). Ela vive em função de promover a felicidade do seu lar, e faz isso com prudência, com sabedoria e com gratidão. Já no início do mesmo verso, diz que “o filho insensato é a desgraça do pai”. Este é outro fator que tem arruinado muitas famílias: filhos desobedientes e incontroláveis. Drogas, prostituição e criminalidade têm invadido os lares, transformando em maldição a instituição que Deus criou para ser uma bênção.

O que temos feito para amenizar o sofrimento alheio? Se Deus não faz acepção de pessoas (Romanos 2:11), muito menos nós devemos fazer. Sejamos “ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir” (I Timóteo 6:18). Cuidemos de desempenhar com diligência o papel que nos cabe como membros de uma família. Bons maridos, boas esposas e bons filhos, também serão bons membros da família de Deus. Então, não haverá lugar para o egoísmo (v. 4), acepção (v. 6), mentira (v. 5 e 9) ou lares infelizes (v. 26). Todo aquele que compreende o que Deus entregou em nosso favor (João 3:16), certamente se compadecerá de quem necessita (v. 17) e zelará pelo bom andamento de seu lar.

Continua…

Bom dia, piedosos do SENHOR!

Desafio do dia: Pratique o verdadeiro jejum, o jejum agradável a Deus: estenda a mão ao necessitado (Isaías 58:6-7) e faça uma boa ação inesperada a algum membro de sua família.

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus
#Provérbios19



PROVÉRBIOS 19 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
18 de abril de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: