Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 22 by jquimelli
21 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este capítulo nos ensina como construir um bom nome – não para a auto-glorificação, mas para a glória de Deus. O verso 4 explica como alcançar o verdadeiro sucesso: “A recompensa da humildade e do temor do Senhor são a riqueza, a honra e a vida” (NVI).

As admoestações sábias deste capítulo também advertem contra as escolhas erradas e suas conseqüências. Deus bondosamente nos incentiva na direção certa e nos indica as áreas de perigo.

Em última análise, cada pessoa que vive neste mundo escolhe correr atrás das riquezas ou atrás de um bom nome. Aqueles que escolhem buscar um bom nome acima da busca pelas riquezas experimentarão as bênçãos de Deus. Qual será a sua escolha hoje?

Querido Deus,
por favor me ajude a fazer as escolhas certas hoje e buscar um bom nome, não para obter vantagens pessoais egoístas, mas para experimentar a alegria da Tua companhia, o bem do meu próximo e para honra e glória do Teu reino. Amém.

Susan Marcellino
Hope Channel, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/22 e https://www.revivalandreformation.org/?id=896 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/22/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/26
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 22 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 22 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
21 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 22 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
21 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 22 – Há bênçãos ao praticar a sabedoria, tanto quanto há maldições na prática da loucura.

Concluindo seus provérbios, Salomão mostra a importância da boa reputação ao pobre e ao rico (vs. 1-2). Revela a visão clara dos sábios e a visão deturpada dos ignorantes, tolos e preguiçosos (vs. 3, 13, 15-16). Apresenta a recompensa advinda da humildade e do temor do Senhor: Fartura, honra e vida (v. 4).

Além disso, Salomão oferece estas instruções de sabedoria:

• Fique longe dos caminhos dos perversos para não perder tua vida (v. 5);
• Mostre o caminho da vida para teus filhos para que eles se salvem (v. 6);
• Não tome emprestado dos ricos para não ficar nas mãos deles (v. 7):
• Cuidado com o preço do pecado (v. 8);
• Inclina-te para a generosidade e suas recompensas (v. 9);
• Coloque fim nas brigas e insultos mandando embora quem gosta de confusão (v. 10);
• Considere Deus em cada uma de tuas atitudes, reflita o Seu caráter em todas as circunstâncias (vs. 11-12);
• Cuidado com mulheres perigosas; só se envolve com mulheres devassas quem se afasta de Deus (v. 14).

A partir do versículo 17 “encontramos aqui outra coletânea de provérbios, desta vez subdivida em ‘preceitos e admoestações dos sábios’ e ‘mais alguns provérbios dos sábios’ [24:23]”, destaca o Comentário Bíblico Africano.

Os versos 17-21 contém uma “introdução de uma nova seção cheia de provérbios dos sábios”, explica a Bíblia Andrews.

A teologia de Salomão e a destes sábios se equiparam. Nos versículos 17 a 29 os sábios declaram que a sabedoria está firmada em Deus; conquanto Deus age e interfere na vida das pessoas para defender os indefesos (v. 23). Então, estes provérbios são divinos. Atenção:

• Promova justiça social (v. 22);
• Fique longe das pessoas de pavio curto que causam confusões, tal convivência prejudica (vs. 24-25);
• Não se iluda com crendices para ganhar dinheiro: Você pode perder tudo – se ganhar, será somente dívidas (vs. 26-27).
• Seja honesto, sincero e bom naquilo que você faz, isso te fará ser solicitado e admirado (vs. 28-29).

As consequências da loucura devem motivar-nos a buscar a sabedoria com todas as suas recompensas.

Contudo, não existe verdadeira sabedoria sem confiança em Deus! Busquemo-lO sempre! Pois, não dá para viver longe da sabedoria divina! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 22 – COMENTÁRIO ROSANA GARCIA BARROS by jquimelli
21 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 22 – #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS

“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (v. 6).

O versículo acima é um dos maiores consoladores de pais cristãos que, em algum momento na vida, viram seus filhos escolhendo um caminho diferente do que lhe foi ensinado. Mas também uma forte confirmação do que Deus já havia ordenado em Deuteronômio 6:4-9. A Bíblia não diz para ensinar a criança O caminho, e sim NO caminho. Isto é, sejam os pais os primeiros a praticar o que ensinam. Ensinem pelo exemplo, ensinem no caminho, CAMINHEM JUNTOS.

Jesus ensinou os Seus discípulos desta forma. Ele instruía os doze enquanto andavam, enquanto comiam, quando paravam. Ele não perdia a oportunidade de ensinar-lhes e fazia isso pessoalmente. A presença de Cristo era-lhes um particular tesouro de ilimitada sabedoria e Suas palavras ecoavam em Sua vida. Ele não ensinou o amor, Ele ensinou amando. Ele não ensinou a paciência, Ele ensinou sendo longânimo. Ele não ensinou a mansidão, Ele ensinou sendo manso.
Se a criança já nasce com o coração inclinado para o mal (v. 15), ela precisa ser instruída e disciplinada mediante um exemplo que a ensine da melhor maneira que ela possa compreender.

Os desafios do dia à dia tem retirado de muitos pais a plenitude do relacionamento pais e filhos. Os pais perdem a oportunidade ímpar de instituir na vida dos filhos, marcos (v. 28) que lhes seriam regras áureas e imutáveis. E o que era para ser uma educação presencial, tem sido uma educação, em grande parte, à distância. Pais são administradores de vidas; vidas que necessitam receber a orientação da “vara da disciplina” (v. 15). Esta expressão dá a ideia de presença, pois uma vara, para ter utilidade, precisa de alguém que a maneje.

Se guardarmos NO coração (v. 18) as palavras do SENHOR e se a nossa confiança estiver NELE, andaremos NO caminho e NO caminho ensinaremos. “A certeza das palavras da verdade” (v. 21) precisam ser vistas pelos filhos nos pais. Não há forma mais eficiente de educar do que o exemplo.

Encerramos aqui os provérbios que definem uma linha de separação entre o justo e o perverso, o sábio e o insensato. Se esta distinção for vista na vida de pais cristãos que lutam para transmitir a seus filhos os verdadeiros valores “da humildade e o temor do SENHOR”… “riquezas, e honra, e vida” (v. 4) serão o resultado. A decisão, porém, de desfrutar deste resultado será de cada filho, que tem o livre arbítrio para escolher entre “a vida e a morte, a benção e a maldição” (Deuteronômio 30:19).

“Excelentes coisas acerca de conselhos e conhecimentos” (v. 20) a Palavra do SENHOR tem nos ensinado. Que possamos guardá-las no coração e aplicá-las em nossa vida diária para que, pela graça de Deus, alcancemos a vitória final. O chamado do SENHOR para a tua vida hoje é: “Escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” (Deuteronômio 30:19). Escolhe seguir o exemplo de Jesus, “e serás salvo, tu e tua casa” (Atos 16:31).

Bom dia, pais tementes a Deus e filhos sábios!

Rosana Garcia Barros
#primeiroDeus
#Provérbios22




%d blogueiros gostam disto: