Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 23 by jquimelli
22 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Alguma vez você já sonhou em se tornar rico para ser capaz de pagar suas dívidas, ajudar financeiramente a sua família e comprar outras coisas de que você precisa? Isso não é um sonho ou desejo ruim. Outra coisa boa a fazer seria ajudar os necessitados e as missões.
 
Mas se o homem sábio de Provérbios 23 estiver certo, tão logo o dinheiro chegue às minhas mãos, o meu sonho de fazer o bem pode ser completamente modificado. Isto significa que há uma boa chance de que eu mude completamente meus planos caso ganhe muito dinheiro. O mais provável é que minha natureza humana pecadora transforme estas intenções bondosas em um funil de planos egoístas. Provavelmente eu compre uma mansão, realize meus sonhos consumistas imediatos e, em seguida, saia a viajar pelo mundo sem sequer pensar em ajudar as missões ou algum membro da família necessitado. Enquanto essa grande soma de dinheiro estiver apenas nos meus sonhos, longe da realidade, é fácil imaginar-me utilizando estes recursos para ajudar o semelhante e não deixando a riqueza subir à minha cabeça. Mas a verdade é que ninguém, a não ser Deus, conhece as propensões do meu coração.
 
Não quero dizer que o dinheiro seja ruim. Mas o amor ao dinheiro é muito perigoso para a vida cristã, especialmente quando fazemos do enriquecer a nossa prioridade e ficamos desgastados tentando conseguir mais e mais recursos financeiros. Ter muito dinheiro não é para todos. Só Deus sabe a quem Ele pode confiar muitas riquezas para que façam prosperar o Seu reino e que estas próprias pessoas não se percam. Para as demais pessoas que não possuem tantos recursos, Deus oferece o dom do contentamento.
 
“Querido Senhor, ajuda-me a viver contente com o que tenho. Mas, se por alguma forma, eu receber mais dinheiro do que eu preciso, me ajude a ser generoso e não esquecer a família, as pessoas em necessidade e as missões. Amém.”

 

Fylvia Fowler Kline
Hope Channel , Inc.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/23 e https://www.revivalandreformation.org/?id=896 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/23/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/27
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 23 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/u



PROVÉRBIOS 23 – Vídeo Pr Evandro Fávero by Ivan Barros
22 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 23 – Comentário Pr Heber Toth Armí by Ivan Barros
22 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

A vida é bem melhor se for vivida com sabedoria! Pena que muitos acham que a loucura traz paz, alegria e felicidade; tal ilusão só pode ser desfeita à luz do livro de Provérbios.

A teologia de Provérbios é fantástica. “Como revela este livro de sabedoria, Deus se apresenta, a cada indivíduo, segundo a sua necessidade espiritual”, diz Charles R. Swindoll. E, então, pontua:

  • Para todas as pessoas, de todas as partes, Deus é o Criador (3:19-20; 14:31; 16:11; 17:5; 20:12; 22:2);
  • Deus é o Onisciente pastor das almas (5:21; 15:3, 11; 22:12; 24:12);
  • Para o pecador obstinado e impenitente, Deus é o Juiz justo (8:35; 17:15; 21:3; 22:22-23; 23:10-11; 29:26);
  • Para o desamparado, Deus é o defensor dos fracos (14:31; 15:25; 17:5; 22:2, 22-23; 23:10-11; 29-13);
  • Para os fieis, o Senhor é o Benfeitor dos justos (3:1-10; 8:35; 10:32; 11:1, 20; 12:2, 22; 15:8; 16:20; 18:22; 19:17; 28:25).

O capítulo 23 contém mais provérbios dos sábios (não de Salomão). Observe este detalhe: Existem trinta provérbios sapienciais anônimos, em dois grupos:

  1. Primeiro grupo: Provérbios 22:17-23:11;
  2. Segundo grupo: 23:12-24:26.

Depois temos mais 6 provérbios de outros sábios, também desconhecidos, em Provérbios 24:23-34.

O capítulo 23 de Provérbios oferecem-nos os seguintes pontos:

  • Fique ligado quando jantar com alguém importante, um líder político (vs. 1-5);
  • Rejeite o convite para comer quando vier de pessoas mesquinhas, há boas razões para isso (vs. 6-8);
  • Não perca tempo na presença de pessoas que te colocam para baixo (v. 9);
  • Os filhos devem ser disciplinados com muita sabedoria, por isso os pais, antes, devem ser sábios para, depois, educar (vs. 10-18); educação desprovida de sabedoria cria filhos para a loucura.
  • As armadilhas do desequilíbrio são fatais, até coisas boas em demasia causam males (vs. 19-28);
  • Bebidas alcoólicas levam aos que delas usufruem de mal e pior, promovem insatisfação, desgraças e terríveis sofrimentos evitáveis (vs. 29-35).

A Palavra de Deus é ampla, trata de nosso dia a dia, não apenas de nossa vida na igreja. Deus anseia nosso bem-estar. Quer nossa satisfação. Planeja nossa alegria. Deseja uma família unida para nós. Quantos de nós valorizamos o que Deus valoriza?

Colocar Deus em primeiro lugar em tudo o que fazemos em nossa existência é a essência da verdadeira sabedoria! – Heber Toth Armí



PROVÉRBIOS 23 #RPSP Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
22 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos” (v. 26).

Guerras, fome, terremotos, enchentes são causadores de muitas mortes. Mas há outra causa que a todas aquelas supera: a gula. Gula não é apenas comer em demasia, mas comer em demasia o que é prejudicial à saúde. Milhares morrem todos os dias devido às consequências causadas pela má ingestão de alimentos aliado ao estilo de vida sedentário. Além dos efeitos nocivos à saúde física, o mau uso da alimentação também tem total influência sobre os aspectos mental e espiritual. Um estômago pesado por causa de uma refeição desregrada ou uma corrente sanguínea tomada pelo álcool são torpor para a mente, e, consequentemente, uma porta fechada para dar ouvidos à voz de Deus (v. 19).

É engano pensar que o SENHOR não se importa com o que nós comemos ou bebemos. O apóstolo Paulo confirmou a sabedoria destes provérbios quando, inspirado por Deus, disse:

“Portanto, quer COMAIS, quer BEBAIS ou façais outra coisa qualquer, fazei TUDO para a glória de Deus” (I Coríntios 10:31).

Além de nos ter deixado regras acerca das carnes que somos autorizados a fazer uso (Leia Levítico 11), Deus foi além. A nossa comida e a nossa bebida devem glorificá-Lo!

Eu não conseguia compreender esta mensagem até que o meu corpo começou a apresentar as consequências de minha má alimentação: pedras nos rins e uma vesícula comprometida. Resultado? Retirada da vesícula e uma “visita” à emergência com uma dor indescritível por causa de uma pedrinha saindo de um rim. A má administração do “santuário do Espírito Santo” (I Coríntios 6:19, 20) me trouxe marcas que poderiam ter sido evitadas se eu tão-somente tivesse dado ouvidos ao SENHOR (v. 19) e aos meus pais que tanto haviam me orientado no sentido correto (v. 22). Quantas doenças e mazelas não poderiam ser evitadas se o homem entregasse a Deus a única coisa que Ele nos pede: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos” (v. 26). Precisamos primeiro educar nossos olhos, então, nosso paladar. Foi quando Eva olhou para onde não devia que acabou comendo o fruto da morte (Gênesis 3:6).

A descrição feita dos versos 29 ao 35 nos dá uma visão exata da degradação de uma pessoa entorpecida pelo álcool, que, aliado à gula, completa o quadro da tragédia humana. O que bebemos e o que comemos tem tudo a ver com o que pensamos e fazemos. E famílias inteiras têm sido destruídas como resultado da desobediência quanto ao comer e beber.

Amados, o apelo do SENHOR para nós é que, a partir de hoje, possamos tomar a decisão de Daniel: “Resolveu Daniel, FIRMEMENTE, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia” (Daniel 1:8). E o resultado da firme decisão de Daniel e seus três amigos, comparado aos que comiam das iguarias do rei, foi: melhor aparência, maior força (Daniel 1:15), discernimento espiritual (Daniel 1:17) e DEZ VEZES MAIS INTELIGÊNCIA do que os maiorais de Babilônia (Daniel 1:20). Querem prova maior de que a comida e a bebida que o SENHOR nos deixou (Leia Daniel 1:12) é uma fonte da juventude e da inteligência?

Não sejamos insensatos desprezando a sabedoria das palavras do SENHOR (v. 9), mas que possamos aplicar o nosso “coração ao ensino e os ouvidos às palavras do conhecimento” (v. 12). Não é uma caminhada fácil, mas com Deus a vitória está garantida! Disto depende a minha e a sua vida, aqui e no porvir.

Feliz sábado, sábios do SENHOR!

Desafio do dia: Reveja o seu estilo de vida. Ore muito para que o SENHOR lhe ajude e comece a fazer uso diário dos oito remédios que Ele nos deixou: Água, alimentação saudável, luz solar, ar puro, temperança, exercício físico, repouso e confiança em Deus.

Rosana Garcia Barros 
#PrimeiroDeus   #Provérbios23




%d blogueiros gostam disto: