Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 5 by jquimelli
4 de abril de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Seria de se esperar que Salomão tivesse algo a dizer sobre os perigos do adultério. Após a leitura deste capítulo ficamos com a impressão de que se Salomão pudesse voltar no tempo e retomar a sua vida desde o começo, ele teria sido mais forte (e possivelmente mais sábio), e não teria tomado para si tantas mulheres, se contentando com apenas uma. Ele mostra que deseja algo melhor para seu filho.

“Beba água da sua própria cisterna”, ele aconselha, sugerindo que um relacionamento monogâmico tem benefícios que superam, em muito, os relacionamentos extra-conjugais. O desejo de Salomão para seu filho é que ele não repita seus próprios erros, mas que tenha uma vida mais disciplinada do que ele próprio teve e se alegre com a mulher da sua mocidade (v. 18).

Com vergonha e arrependimento, Salomão termina o capítulo, reconhecendo que tudo o que ele havia feito tinha sido visto e avaliado pelo Senhor, e que sua grande insensatez e falta de disciplina o desencaminharam.

A sua falta de disciplina o está conduzindo a caminhos tortuosos, hoje? Peça a Deus que lhe ajude a obedecê-lo em todas as coisas antes que seja tarde demais.

Jackie Ordelheide Smith
Diretora Assistente de Escola Sabatina e Ministério Pessoal da Conferência Geral da IASD
Washington, DC, Estados Unidos

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/pro/5 e https://www.revivalandreformation.org/?id=879 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/pro/5/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/01/09
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Provérbios 5 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas – “No Espírito e Poder de Elias”: https://credeemseusprofetas.org/



PROVÉRBIOS 5 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
4 de abril de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



PROVÉRBIOS 5 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
4 de abril de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 5 – O casamento é um ato de sabedoria tanto quanto o adultério é um ato de loucura. Deus criou o casamento, entretanto o diabo inventou o divórcio. A vida de muita gente é uma loucura desgraçada, simplesmente por desprezar às sábias instruções divinas!

Salomão fala “de homem pra homem”, discursa francamente a seus filhos (e aos jovens de hoje também). Neste capítulo ele escancara contra a infidelidade sexual.

O texto é iniciado com uma “introdutória típica do destinatário com o pedido por atenção (5.1-2), acompanhado das razões motivadoras (vs. 3-6). O corpo principal mostra a insensatez do adultério (vs. 7-14) e a sabedoria da atividade sexual dentro do casamento (vs. 15-20). A palestra termina com uma predição sombria acerca das consequências fatais de se pecar contra Deus e rejeitar a instrução do pai (vs. 21-23)” – sintetiza Bruce K. Waltke.

Sexo é bênção de Deus no casamento, fora é uma maldição. O pai que deseja o bem do filho ensina o que Salomão ensinou aos seus filhos em Provérbios 5.

• Viver a sabedoria revelada por Deus e ensinada pelos pais piedosos preserva do sofrimento dos males indesejados (vs. 1-2).

• Ainda que palavras dos pais piedosos, sejam duras, difíceis de engolir, e contra nossos desejos, o resultado final é incomparável em relação às palavras dóceis e sedutoras das mulheres que não têm “ideia do que é a vida de verdade, nem de quem ela é, nem para onde está indo” (vs. 3-6).

• Quem rejeita aos princípios revelados pelo Pai Celestial desperdiçará completamente sua curta existência, depois lamentará os conselhos sábios ignorados – quanta insensatez; ser sábio é fugir das tentações do pecado e das seduções do diabo para ser feliz de verdade (vs. 7-14).

• O prazer sexual é essencial à vida conjugal – deve ser profusamente aproveitado. A fidelidade deve ser preservada, e jamais destruir-se com alguns supostos momentos com distração sexual, afogando-se nos engodos da prostituição (vs. 15-20).

• O pecado contra o corpo é um ato contra o Criador. Ele levará a juízo, portanto, viva com sabedoria (vs. 21-23; I Coríntios 6:15-20; 3:16-17).

“Mulher da vida” leva à morte; é melhor curtir a vida com a esposa! Quantas lágrimas evitaríamos se vivêssemos mais os princípios de sabedoria celestiais!

Há vida plena nos planos divinos! Vamos vivê-los? – Heber Toth Armí.



PROVÉRBIOS 5  #RPSP  Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
4 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade” (v. 18).

Exatamente hoje, meu marido e eu completamos mais um ano de casamento. Há treze anos atrás afirmamos o nosso desejo de estar unidos pelo matrimônio diante de Deus, de nossos familiares e amigos. E eu posso afirmar com convicção, que a mesma certeza que nos moveu a dizer “Sim” no altar é a mesma que nos move a fazer a mesma escolha à cada dia, não por sermos melhores do que ninguém, mas porque sabemos que isto é o melhor de Deus para nós. Em uma época em que o casamento é considerado uma instituição falida, Deus espera dos Seus filhos que esta realidade esteja bem longe de seus lares.

A vida a dois foi planejada ainda na perfeição como um símbolo de unidade e de amor: “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois UMA SÓ CARNE” (Gênesis 2:24). Infelizmente, após a entrada do pecado, a corrupção passou a fazer parte da natureza humana e o que era para ser uma benção, começou a transformar-se em maldição. Os filhos de Deus encantaram-se pelas filhas dos homens e começaram a tomar para si quantas mulheres pudessem satisfazer as suas concupiscências (Gênesis 6:2). E foi este mal que desencadeou um dos episódios mais tristes da história deste mundo: o dilúvio.

A depravação foi tão terrível que corrompeu toda a Terra (Idem, 6:5). Apenas Noé e sua família foram salvos, porque mantiveram-se puros mesmo em meio a uma geração adúltera (Idem, 7:1).

Em Sua Lei imutável, Deus também nos deixou o seguinte mandamento: “Não adulterarás” (Êxodo 20:14), cuja validade foi ampliada por Jesus (Mateus 5:27-32) e confirmada por Tiago (Tiago 2:10-12). Em Provérbios, podemos extrair três princípios, sendo dois deles os mesmos usados por Davi no Salmo 1: “Afasta o teu caminho… não te aproximes” (v. 8). E numa época em que a distância que separa o homem da lascívia e do adultério pode estar a apenas um clique, não é de se admirar que já tenhamos ultrapassado a corrupção dos antediluvianos.

O apelo que o SENHOR nos faz é este: “filho, dá-me ouvidos e não te desvies das palavras da minha boca” (v. 7). A comunhão através da Palavra do SENHOR é o único meio que temos de manter puro o nosso caminho. Este é o terceiro e o principal princípio. Lembre-se que Noé deu ouvidos às palavras do SENHOR e foi salvo junto com a sua casa. O plano original do Criador é que o casamento esteja sempre blindado pelo amor, satisfação e fidelidade. É por isso que os jovens devem ter como um projeto de especial atenção o unir-se em matrimônio. Como nenhum outro propósito de vida, devem ter em mente que tal decisão deve ser feita apenas sob a certeza da orientação divina. Para que não ande “cego pela estranha” (v. 20) e para que possa se saciar com “a água da sua própria cisterna” (v. 15).

Amados, o adultério é pecado, por isso, passível de morte (Romanos 6:23). Ainda que as leis humanas não o considerem mais como uma infração, a Lei de Deus jamais passará (Isaías 40:8) e será com base nela que seremos julgados (Tiago 2:12). Portanto, aos casados, o SENHOR diz: “Bebe… das correntes do teu poço” (v. 15) para que não “gemas no fim de tua vida” (v. 11), e, aos solteiros, diz: “Filho meu, atende a Minha sabedoria” (v. 1), para escolheres bem e não morreres “pela falta de disciplina” (v. 23). Se tão-somente deres ouvidos às palavras do SENHOR, será sempre “bendito o teu manancial” (v. 18)!

Bom dia, fiéis de Deus!

Desafio do dia

Aos casados: Faça uma surpresa especial para seu cônjuge e separe um momento para fazerem um pequeno culto juntos.

Aos solteiros: Escreva em um papel uma oração especial para que o SENHOR lhe conduza a um casamento feliz e coloque esta oração dentro de sua Bíblia para que sempre possa lembrar de orar por este propósito.

Rosana Garcia Barros 
#PrimeiroDeus  #Provérbios5




%d blogueiros gostam disto: