Reavivados por Sua Palavra


SALMO 40 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
10 de dezembro de 2016, 15:38
Filed under: Sem categoria

O Salmo 40 combina louvor e petição. Nele, o salmista agradecido relembra as misericórdias de Deus ao livrá-lo das dificuldades passadas (v. 1-10) e clama por outro livramento em face de novos problemas (v. 11-17). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 821.

Esperei confiantemente pelo SENHOR. O salmista perseverou em oração. Muitas vezes, o crente não segura as mãos de Deus com força suficiente (ver Sl 27:14). CBASD, vol. 3, p. 822.

poço de perdição. É provável que o salmista tivesse em mente uma caverna profunda, escura, na qual rugiam as águas subterrâneas, enchendo-a de terríveis ruídos, e onde não há esperança de livramento. CBASD, vol. 3, p. 822.

tremedal de lama (ARA; NVI: “atoleiro de lama”). O fundo desse poço não era de terra sólida onde o salmista, na sua desolação, pudesse ficar em pé, mas sim de barro lamacento (ver Sl 69:2, 14, 15). Toda tentativa de se livrar do atoleiro fazia com que afundasse mais. CBASD, vol. 3, p. 822.

um novo cântico. O cristão que se mantém próximo a Deus encontra diariamente novas razões para louvá-Lo (ver Lm 3:22, 23). CBASD, vol. 3, p. 822.

confiarão. Muitos verão o livramento que Deus deu ao salmista e também aprenderão a confiar nEle. O ser humano aceita a Cristo como Salvador porque vê o que Ele fez por outros. CBASD, vol. 3, p. 822.

o homem. Do heb. geber, “homem no vigor da vida”. CBASD, vol. 3, p. 822.

São muitas… mais do que se pode contar. As recordações das bênçãos de Deus … foram tantas que ele não pode ordená-las a fim de que as pudesse contar. CBASD, vol. 3, p. 822.

Sacrifícios e ofertas não quiseste. O salmista se pergunta como poderia agradecer a Deus os maravilhosos feitos em seu favor e conclui que Deus requer dele um serviço mais elevado do que todas as ofertas e os ritos do templo. Esse serviço mais elevado é o tema dos versículos seguintes. CBASD, vol. 3, p. 822.

O rituais religiosos dos dias de Davi envolviam sacrificar animais no tabernáculo. Davi diz que esses atos não tinham sentido a menos que fossem feitos pelas razões certas. Hoje, freqüentemente fazemos rituais de ir à igreja, tomar comunhão, pagar os dízimos. Essas atividades também são vazias se nossas razões para fazê-las forem egoístas. Deus não quer esses sacrifícios e ofertas sem uma atitude de devoção a Ele. O profeta Samuel disse a Saul: “O obedecer é melhor do que o sacrificar” (1Sm 15:22). Certifique-se de que você dá a Deus a obediência e o serviço ao longo de toda a sua vida que Ele deseja de você. Life Application Study Bible Kingsway.

abriste os meus ouvidos. Do heb. karah, “esburacar”, “cavar”. Aqui se trata de destapar o canal auditivo, de modo que o ouvido esteja aberto para a Palavra de Deus. A obediência é superior a mero sacrifício (ver Sl 51:16, 17). CBASD, vol. 3, p. 822, 823.

7 Então, eu disse: eis aqui estou, no rolo do livro está escrito está escrito a meu respeito. Depois de seu ouvido ter sido aberto para compreender a mensagem de Deus. Esta passagem se aplica ao Messias (ver Hb 10:7). CBASD, vol. 3, p. 823.

agrada-me fazer a Tua vontade, é Deus meu. Cristo tinha prazer em obedecer a Seu Pai. Quando a lei é escrita no coração, a obediência se torna um prazer. Em vez de ser considerada uma série de ordens externas a serem seguidas ao pé da letra, a lei é vista como uma transcrição do caráter de Deus. O conhecimento correto de Deus conduz à apreciação inteligente de Seu caráter e desperta o desejo de imitá-Lo. Ao se compreender o custo infinito da salvação, a pessoa a aprecia mais e mais, de modo que viver em harmonia com os princípios do Céu se torna o maior deleite do cristão (ver com. de Pv 3:1). CBASD, vol. 3, p. 823.

Jesus retratou essa atitude de obedecer e servir a Deus (João 4:34; 5:30). Ele veio como os profetas predisseram, proclamando a Boa Nova da justiça de Deus e perdão dos pecados. Em Hebreus 10.5-10, os versículos 6-8 são aplicados a Jesus. Life Application Study Bible Kingsway.

dentro do meu coração, está a Tua lei [“Lei”, do heb. torah (ver com. de Pv 3:1)]. Para os judeus, o exterior era a parte integral da religião. Jesus ensinou que o exterior era apenas um meio para um fim, e que o fim em si era estar em harmonia com a vontade de Deus. A função básica é restaurar no ser humano a imagem divina (Ed, 15), e qualquer sistema religioso que subordine essa função ao cumprimento de cerimônias e tradições obscurece o propósito da verdadeira religião. CBASD, vol. 3, p. 823.

Proclamei as boas novas de justiça na grande congregação. Esta passagem ilustra a responsabilidade do cristão de pregar o evangelho a outros. Não é justiça o que se reserva para si mesmo. CBASD, vol. 3, p. 823.

Quando sentimos o impacto da justiça de Deus em nossas vidas, não podemos mantê-lo escondido. Queremos dizer a outras pessoas o que Deus tem feito por nós. Se a fidelidade de Deus mudou sua vida, não seja tímido. É natural compartilhar a existência de um bom negócio com os outros ou recomendar um médico habilidoso. Por isso também deve ser natural compartilhar o que Deus tem feito por você. Life Application Study Bible Kingsway.

10 Não ocultei no coração a Tua justiça. Uma religião que faz com que a pessoa retenha para si os benefícios de sua fé sem compartilhá-los com outros não tem nada a ver com cristianismo. “Se o amor de Deus está no coração, será manifesto na vida” (GC, 83). CBASD, vol. 3, p. 823.

fidelidade. Quando pensamos em fidelidade, um amigo ou o cônjuge pode vir à mente. Pessoas que são fiéis a nós nos aceitam e amam, mesmo quando não somos amáveis. As pessoas de fé mantêm suas promessas, sejam elas promessas de apoio ou promessas feitas em nossos votos de matrimônio. A fidelidade de Deus é como a fidelidade humana, somente perfeita. Seu amor é absoluto, e Suas promessas são irrevogáveis. Ele nos ama apesar de nossa constante inclinação para com o pecado, e ele mantém todas as promessas que Ele nos fez, mesmo quando quebramos nossas promessas a ele. Life Application Study Bible Kingsway.

15 Bem feito! Bem feito! Expressão que indica desprezo e reprovação (ver Sl 35:21). CBASD, vol. 3, p. 823.

17 não Te detenhas, ó Deus meu! A fé do salmista continua firme até o fim. Em meio à tristeza, a pessoa pode confiar que Deus vigia sobre ela e dará livramento. CBASD, vol. 3, p. 824.



SALMO 40 by jquimelli
10 de dezembro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O Salmo 40 exalta o benefício da paciente confiança em Deus e apresenta a obediência como o melhor sacrifício. Os males que estão acontecendo ao redor de Davi inspiram a sua oração.

Davi frustrou os planos de Deus para a sua vida de muitas maneiras, mas ele esperou pacientemente que Deus cumprisse a Sua promessa de dar-lhe o reino. Quando tropeçava ou ficava confuso Daví sabia para onde ir. Ele era rápido para reconhecer a fonte do seu sucesso e para louvar a Deus pelo perdão recebido.

Davi chegou a compreender que Deus queria o seu coração e não mais sacrifícios. De sua boca saíram as palavras maravilhosas profetizando a submissão de Jesus à vontade do Pai: “Tenho grande alegria em fazer a tua vontade, ó meu Deus; a tua lei está no fundo do meu coração” (Sl 40:8, NVI)(Mt 26:39; Jo 4:34; Jo 6:38).

Do mesmo modo que Jesus, Davi foi muitas vezes acusado de pecados dos quais era inocente. Sentia-se rodeado de inimigos, mesmo quando estava entre aqueles que diziam ser seus amigos. Algumas vezes, Davi não suportou a tensão e falou e agiu de maneira equivocada. Jesus entretanto, sob toda a pressão, não pecou! Louvado seja Deus!

Senhor, dê-me o mesmo prazer em fazer a Sua vontade que motivou Jesus em Sua vida entre os homens. Eu também sou “pobre e necessitado”. Por favor, vem rapidamente ao meu socorro, mas ensina-me a esperar pacientemente para que você resolva o meu dilema a Seu próprio modo, mesmo que a Sua resposta seja diferente da solução esperada por mim. Amém.

Helen Pyke
Universidade Adventista do Sul

Texto original: blog Conferência Geral em inglês
Tradução anterior expandida: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/09/16/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos
Texto bíblico: Salmo 40 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leitura da semana programa Crede em Seus Profetas: blog Conferência Geral e blog Crede em Seus Profetas



SALMO 40 MUSICADO – “NOVA CANÇÃO” by jquimelli
10 de dezembro de 2016, 0:55
Filed under: Sem categoria

O Salmo 40, como adaptado e musicado pelo pastor e cantor Daniel Ludtke:

NOVA CANÇÃO

Esperei confiantemente no Senhor
E Ele se inclinou a mim
Me ouviu, quando por socorro eu clamei
Ele se inclinou a mim.
Tirou me, de um poço de perdição
Salvou me da lama e meus pés firmou numa rocha.
Ele me pôs nos lábios nova canção
Hino e louvor ao Deus que traz salvação
Maravilhas sem fim operou
Tantos planos pra mim preparou
Nem dá pra contar.
Tua lei está dentro do meu coração
Tua vontade é meu prazer
Os meus lábios não calarei, sim vou dizer
Tua vontade é meu prazer.
Proclamo Tua graça, verdade e amor
Eu canto que Tu és justo e fiel, meu amparo.
Ele me pôs nos lábios nova canção
Hino e louvor ao Deus que traz salvação
Maravilhas sem fim operou
Tantos planos pra mim preparou
Nem dá pra contar. (2X)

 

Álbum Salmos



SALMO 40 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
10 de dezembro de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

SALMO 40 – Deus está sempre com você, mas isso não significa que você está com Ele. É possível ser indiferente em Sua presença!

Leia, estude e reflita nas Escrituras até testemunhar com Davi: “Quando a Palavra de Deus entrou em minha vida, ela se tornou parte do meu ser”.

O Salmo em questão tem muito a ensinar-nos do que Deus pode fazer até mesmo quando estamos no fundo do poço sem saber o quê fazer.

• Deus surpreende aos que O buscam com sinceridade, intensidade e exclusividade. Suas obras são magníficas na vida daqueles que esperam pacientemente pelo Seu agir; motivando-os a louvar para testemunhar do Seu poder e atenção. Assim canta o salmista: “Abençoado são vocês, que se dão ao Eterno, que viram as costas para as ‘coisas certas’ do mundo e ignoram o que o mundo adora!” (vs. 1-4).

• As maravilhosas obras de Deus neste mundo escuro e contaminado pelo pecado são inumeráveis e imensuráveis; Suas ações, planos e palavras são bênçãos neste mundo de maldições promovidas pelo mal. O salmista revela que religião é muito mais do que muitos pensam: “Fazer algo para ti, levar algo para ti: não é isso que procuras. Ser religioso, agir com devoção: não é o que estás pedindo”, é caminhar para a eternidade com Deus (vs. 5-8).

• As surpreendentes ações misericordiosas e graciosas de Deus são proclamadas com poder e empolgação pelos que reconhecem Sua mão agindo neste mundo imundo; são apoios que sustentam na jornada cristã ao frágil pecador arrependido; e são também a base para orar com a certeza do auxílio frente aos empecilhos impostos pelos inimigos dos filhos de Deus (vs. 9-17).

Se você crê verdadeiramente que Deus é capaz de atuar poderosamente neste mundo deprimente, o salmista te incluiu na oração: “que cantem e sejam felizes todos os que te buscam com sede. Os que sabem do que És capaz contem ao mundo que És nobre e não desistes” (v. 16).

Seja você a resposta desta oração!

Quem não espera em Deus pode esperar calamidades; mas quem confia nEle para tudo, experimentará grande felicidade!

Rick Warren observou que: “Você nunca saberá que Deus é tudo o que você precisa até que Ele seja tudo o que você tiver”.

Experimente Deus! Priorize Deus! – Heber Toth Armí.



SALMO 40 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
10 de dezembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Esperei confiantemente pelo SENHOR; Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro” (v. 1).

Quantas vezes não já lemos esta divina orientação: “Espere em Deus“. E quantas vezes percebemos o mesmo resultado: vitória. Esperar em Deus em meio à nossa realidade, onde tudo precisa ser extremamente rápido é realmente uma grande prova de fé. Mas são estes testemunhos de fé e de confiança que levarão muitos outros a temer e a confiar no SENHOR (v. 3).

Agora prestem muita atenção: a bem-aventurança do verso quatro são para os que põem “no SENHOR a sua confiança” (v. 4) e não se assemelham aos arrogantes. A arrogância, na verdade, é uma consequência de uma atitude anterior: o egoísmo. Em II Timóteo 3:1-5, Paulo nos advertiu quanto à natureza humana nos últimos dias. E a primeira ação destacada pelo apóstolo foi o egoísmo. Pessoas egoístas certamente serão “avarentos, orgulhosos, arrogantes…” e assim por diante. A partir do momento em que alguém age em favor próprio em detrimento do próximo, está sendo egoísta. Se nossas ações não condizem com nossas intenções, pode até ser que, aparentemente, aquelas sejam boas, mas são as intenções que revelarão quem somos de verdade. Deus não requer de nós “sacrifícios e ofertas” (v. 6), e sim a nossa entrega diária: “eis aqui estou” (v. 7). Só assim poderemos reconhecer a nossa real situação (v. 12), nos arrepender e folgar de júbilo (v. 16) diante do Deus que é o nosso amparo e o nosso libertador (v. 17).

Entregar-se nas mãos do SENHOR não tem a ver com inércia, mas com total dependência: “Eu sou pobre e necessitado, porém o SENHOR cuida de mim” (v. 17). Então, diante das inúmeras maravilhas que Ele tem operado (v. 5), nada nos fará mais felizes do que ter a Sua lei em nosso coração (v. 8) e proclamar diante de todos a justiça, a fidelidade, a salvação, a graça e a verdade provenientes do SENHOR (v. 10). Quem se entrega nas mãos dAquele que tudo entregou, não conhece o egoísmo, mas vive o altruísmo.

Espere no SENHOR e Ele fará de você um arauto das “boas-novas de justiça” (v. 9)!

Feliz sábado, arautos do SENHOR!

Desafio do dia: Você está sendo reavivado pela Palavra. Viva o evangelho e faça a diferença na vida de alguém hoje.

*Leiam #Salmo40

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: