Reavivados por Sua Palavra


NEEMIAS 13 – Comentários selecionados by jquimelli
9 de setembro de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

1-2 Converteu a maldição em bênção. O amor e a soberania de Deus muitas vezes se revelam no fato de fazer todas as coisas cooperarem para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28). […] Da mesma maneira, a cruz que era o símbolo da morte vergonhosa dos piores criminosos, foi transformada em símbolo de salvação eterna (Bíblia Shedd).

3 elemento misto. Do heb. ‘ereb. Esta palavra é utilizada em Êxodo 12:38 para o “misto de gente” egípcia que se juntou aos israelitas (CBASD, vol. 3, p. 496).

5 uma câmara grande. Como o sumo sacerdote Eliasibe tomava conta de toda a área do templo, ele entregou uma das melhores salas do templo a Tobias, que evidentemente a utilizava como residência (v. 8). Durante o governo de Neemias, Tobias manteve correspondência com líderes em Jerusalém, mas não podia entrar na cidade. Quando o governador esteve ausente, ele não podia entrar na cidade. Quando o governador esteve ausente, ele não somente conseguiu entrar na cidade, como passou a residir no templo. Esta profanação era inédita, ainda mais que esta sala especial, ou “câmara” fora separada para as ofertas e doações do povo (CBASD, vol. 3, p. 497).

6 pedi licença. É somente a partir desta passagem que se sabem dos dois períodos de Neemias como governador (CBASD, vol. 3, p. 497).

10 Os levitas retornaram a suas fazendas para obterem o seu sustento porque deixaram de receber o sustento do povo. Negligenciaram, assim, suas obrigações no templo e o bem estar do povo. Trabalhadores espirituais merecem seu pagamento e seu sustento deve ser suficiente para suas necessidades. Eles não deveriam ter que sofrer (ou abandonar seus postos) porque os crentes deixaram de avaliar e atender adequadamente as necessidades de seus ministros (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

Protestei contra eles. O pisar as uvas no lagar era o primeiro passo na produção de vinho e uma violação flagrante do quarto mandamento. O mesmo era verdade com relação aos que transportavam produtos agrícolas para a capital a fim de vendê-los. Alguns comentaristas acreditam que o transporte de grãos era uma necessidade para se estar cedo na cidade para o mercado do dia seguinte. Mas a lei não previa tal atividade. O v. 16 registra que produtos eram vendidos no sábado. A última parte do v. 15 parece indicar que Neemias os advertiu no dia, ou seja, no sábado, no qual eles transportavam os bens para Jerusalém e realmente os vendiam (CBASD, vol. 3, p. 497).

17 Deus ordenou que Israel não trabalhasse no Sábado, mas descansasse em lembrança à criação e ao êxodo (Êx 20:8-11; Dt 5:12-15). O descanso do sábado, do por de sol de sexta ao por de sol do sábado, devia ser honrado e observado por todos os judeus, servos, estrangeiros visitantes e mesmo animais das fazendas. O ativo comércio de Jerusalém aos sábados violava diretamente a Lei de Deus. Portanto Neemias ordenou que as portas da cidade fossem fechadas e os negociantes fossem mandados embora em cada sexta-feira, quando as horas do sábado se aproximavam (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

18 não fizeram vossos pais assim […]? A profanação do sábado está entre os pecados denunciados com mais intensidade pelos profetas (Jr 17:21-27; Ez 20:13; 22:8, 26; 23:28). De acordo com Amós (8:5), o sábado era guardado mais na letra co que no espírito da lei. Neemias também lembra aos judeus que as grandes catástrofes ocasionadas por Nabucodonosor ocorreram como resultado da violação do quarto mandamento por seus antepassados, como predissera Jeremias (Jr 17:27), uma profecia à qual Neemias aparentemente se referiu (CBASD, vol. 3, p. 498).

19 Quando as sombras da tarde cobriram as portas de Jerusalém. Antes do pôr-de-sol, quando se iniciava o sábado. Os israelitas, assim como os babilônios, contavam os dias de um pôr-de-sol a outro (os egípcios contavam de uma amanhecer a outro). O momento exato em que o sábado começava era anunciado por um sacerdote ao tocar a trombeta. Segundo o Mishna Judaico: “Na véspera do sábado, costumavam dar mais seis toques: três para fazer o o povo cessar de trabalhar e três para marcar a separação entre o sagrado e o profano” (Bíblia de Estudo Vida NVI).

Neemias ordenou que as portas da cidade fossem fechadas algum tempo antes do início do sábado. Ao agir assim, ele pretendia proteger os “limites” das horas sagradas do santo sábado de Deus. É uma profanação do espírito do sábado realizar atividades seculares até o último momento permitido (CBASD, vol. 3, p. 499).

20 pernoitaram fora de Jerusalém. Chegando no sábado e encontrando as portas fechadas, os negociantes esperaram do lado de fora e ali, possivelmente, realizaram o comércio que teriam efetuado dentro da cidade. O fechamento das portas resultou simplesmente na transferência do local de negociação: da praça da cidade para o exterior, fora das portas. Por dois sábados, esta prática foi mantida. Então Neemias soube disso e a interrompeu, ameaçando prender os comerciantes que novamente fossem encontrados com seus produtos perto da cidade no sábado (v. 21) (CBASD, vol. 3, p. 499).

26 não pecou nisso Salomão […]? O exemplo era mais apropriado do que qualquer outro para mover os judeus. A que o autor de I Reis 11:3 chamou eufemisticamente como “lhe perverteram o coração”, Neemias abertamente chamou de pecado (CBASD, vol. 3, p. 500).

Neemias usou o exemplo dos erros de Salomão para ensinar seu povo. Se mesmo um dos maiores reis de Israel caíra por causa da influência de descrentes, outros também cairiam. Neemias viu este princípio no exemplo de Salomão: seus dons e forças não serão de muito benefício se você falhar em lidar com suas fraquezas. Apesar de Salomão ser um grande rei, seus casamentos com mulheres estrangeiras trouxeram tragédia a todo o reino. Qualquer tendência ao pecado deve ser imediatamente detectada e resolvida; de outro modo, ela irá dominar você e fazê-lo cair. Uma das maiores razões para a leitura da Bíblia é aprender com os erros do povo de Deus (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

28 filhos de Joiada. O fato de um membro da família do sumo sacerdote ter feito esse tipo de aliança com o principal inimigo de Neemias era absurdo e humilhante (CBASD, vol. 3, p. 500).

afugentei de mim. Isto possivelmente signifique que Neemias forçou o transgressor a deixar a nação e se tornar um exilado. Podemos supor que ele recusou repudiar sua esposa estrangeira e preferiu se refugiar em Samaria com Sambalate (CBASD, vol. 3, p. 500).

28 genro. Foi esse que foi usado para constituir um novo sacerdócio samaritano, com um templo no monte Gerizim, formando uma seita rival do judaísmo (cf João 4.20) (Bíblia Shedd).

29 contaminou […] a aliança sacerdotal. […] a aliança que Deus firmou com a tribo de Levi e com Arão e seus descendentes (ex. 28.1). […] A expulsão do genro de Sambalate de Jerusalém pode estar ligada com a edificação do templo dissidente dos samaritanos no monte Gerizim. Josefo relata (Antiguidades, xi.7.2) que Manassés, um irmão do sumo sacerdote Jadua, se casou com Nikaso, filha do sátrapa Sambalate, um cutita. Quando, por causa disso, as autoridades judaicas o excluíram do sacerdócio, ele estabeleceu o templo e a adoração no monte Gerizim, com o auxílio do seu sogro (CBASD, vol. 3, p. 500).

31 A história da vida de Neemias fornece muitos princípios de liderança efetiva que são válidos ainda hoje. (1) Tenha um propósito claro e o avalie sempre à luz da vontade de Deus. Nada impediu Neemias de se manter no caminho. (2) Seja reto e honesto. Todos sabiam claramente o que Neemias queria e ele falava a verdade mesmo quando seu objetivo era muito difícil de ser atingido. (3) Viva acima da reprovação. As acusações contra Neemias eram vazias e falsas. (4) Seja uma pessoa de oração constante, recebendo poder e sabedoria de seu contato com Deus. Tudo que Neemias fazia glorificava a Deus. A liderança parece glamurosa, fascinante à vezes, mas ela é geralmente solitária, ingrata, e cheia de pressões para se comprometer valores e padrões. Neemias foi capaz de alcançar um tremendo sucesso contra dificuldades incríveis porque ele aprendera que não existe sucesso sem risco de fracasso, não existe recompensa sem trabalho duro, nem liderança verdadeira sem confiança em Deus. O tema deste livro é sobre a reconstrução da muralha de uma grande cidade, mas também sobre reavivamento espiritual, reconstruindo a dependência do povo em Deus. Quando tiramos nossos olhos de Deus, nossas vidas começam a desmoronar (Life Application Study Bible Kingsway NIV).


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: