Reavivados por Sua Palavra


NEEMIAS 2 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
29 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“… não declarei a ninguém o que o meu Deus me pusera no coração para eu fazer em Jerusalém” (v. 12).

Neemias estava diante de um grande desafio: expor diante do rei a sua angústia. Como copeiro do rei, a sua função lhe exigia um constante estado de satisfação, de forma que até a sua expressão facial declarasse o quão bom era estar na presença do monarca e servi-lo. Mas naquele dia específico aconteceu o que Neemias temia, e ele não pôde conter a sua tristeza, pois “nunca antes estivera triste diante dele” (v. 1). Só que Neemias não era um copeiro qualquer, e sim alguém que havia conquistado a confiança e a simpatia do rei. Notem que após ser questionado a respeito de sua tristeza, Neemias temeu sobremaneira (v. 2). Pois tal atitude poderia ser punida até com a morte. Daí, algo interessante também aparece no mesmo versículo. O rei percebe que a tristeza de seu servo não procedia de algum mal estar físico, mas emocional: “Tem de ser tristeza do coração” (v. 2). O rei foi sensível aos sentimentos de Neemias. Ele teve a sensibilidade de notar que o seu fiel copeiro estava com o coração ferido, e dele se compadeceu, a ponto de conceder-lhe a palavra e ouvir-lhe as lamentações, e ainda por cima perguntar-lhe o que ele poderia fazer para amenizar o seu sofrimento: “Que me pedes agora?” (v. 4).O pedido de Neemias não foi proveniente de sua angústia, ou de seu desabafo, mas a resposta de sua oração. Observem que o final do verso 4 apresenta uma das menores orações da Bíblia. Diz que Neemias orou a Deus e, logo em seguida, falou ao rei. Ora, ele não teve tempo de se ajoelhar, nem de se prostrar, nem de levantar clamores audíveis, nem tampouco olhou para o rei e disse:

— Com licença, rei. Deixa eu perguntar a Deus o que Ele deseja que eu fale.

Não, amados. Neemias simplesmente elevou o seu pensamento aos céus e falou mediante um coração contrito, inteiramente nas mãos do SENHOR. E ele não era mais um súdito do rei Artaxerxes, mas tornou-se alguém tão querido, e cuja presença o fazia tão bem, que por mais que concordasse em lhe deixar retornar a Jerusalém, a sua ausência seria sentida: “Quanto durará a tua ausência? Quando voltarás?” (v. 6). Ele era alguém que fazia falta, que fazia a diferença no reino. A boa mão do SENHOR foi com Neemias (v. 8 ), e ele logrou êxito no início do projeto da reconstrução dos muros. No entanto, ele passou um tempo silente com relação aos planos que Deus lhe pôs no coração. Ninguém sabia, a não ser o rei, o que ele pretendia fazer.

Isto me lembra algo muito interessante que uma amiga me contou outro dia. Ela me disse que sonhou comigo e com minha família, e o sonho tinha a ver com a volta de Jesus. Eu fiquei muito feliz e admirada com o que ela me disse, até porque a irmã dela também já havia sonhado comigo e o teor do sonho era o mesmo, como se estivéssemos preparadas para a vinda Cristo. Então, logo em seguida, ela me disse que contou a uma outra pessoa outro sonho que teve. E sabem quando você vai contar com empolgação algo que é especial para você e alguém lhe joga um balde de água fria? Pois é, foi o que aconteceu com ela. A pessoa disse que tudo era coisa da cabeça dela e que seus sonhos eram apenas reflexos do que ela tinha vivido ou pensado naquele dia. Ela me disse que todo aquele ânimo foi embora na mesma hora. Ou seja, nem todos estão preparados para ouvir de nossas experiências com Deus ou de nossos momentos de dificuldade. E precisamos, assim como Neemias, ter muita cautela quando o assunto diz respeito aos planos de Deus para nós, para que não sejamos desmotivados. Porque quando atingimos os dois extremos de nosso estado de espírito, quer positivo, quer negativo, a nossa tendência natural é de desejarmos compartilhar as nossas vitórias ou desilusões com alguém. Porém, algumas vezes fazemos isto de forma impensada, agindo por impulso, movidos pelas nossas emoções. Neemias usou da razão e foi comedido. Ninguém sabia aonde ele ia e nem o que fazia (v. 16), até que ele percebeu que poderia contar com aqueles que o estavam acompanhando, relatou a eles o que realmente estava fazendo ali, e o final do verso 18 diz que aqueles homens “fortaleceram as mãos para a boa obra”. Tanto é que no verso seguinte encontramos os que discordaram daquela obra e zombaram e desprezaram tanto de Neemias quanto dos que com ele se uniram (v. 19). E a resposta de Neemias aqueles zombadores são palavras que confirmam que a sua decisão em ser cauteloso só lhe trouxe benefícios. Ele canalizou a sua confiança em Deus, reafirmou a sua confiança nos que a ele se uniram e ignorou aqueles néscios que não tinham parte alguma na obra do SENHOR.

Quer reconhecer um servo do Altíssimo? Quer saber com quem contar? Quer que os planos de Deus se cumpram em sua vida? ORE MAIS E FALE MENOS. Quando confiamos mais em Deus, Deus nos mostra, a Seu tempo, aqueles com quem podemos contar. Aquela minha amiga aprendeu esta lição tendo que passar por uma experiência desagradável para aprender. Pode ser que já tenhamos passado por experiências assim também. Que tal se a partir de hoje tomarmos a decisão de sermos mais cuidadosos com relação a isto? Com certeza Deus nos ajudará e colocará em nosso caminho Seus servos, e, unidos a eles, fortaleceremos “as mãos para a boa obra” (V. 18) do SENHOR! Então, como Neemias, seremos sempre pessoas cuja presença é almejada e cuja ausência é sentida.

Bom dia, servos da boa obra do SENHOR!

Desafio do dia: Fazer o bem a alguém sem contar para ninguém. “E teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mateus 6:6).

*Leiam #Neemias2

Rosana Garcia Barros


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Maravilhosa reflexão Rosana Garcia Barros. Que o ESPÍRITO DE DEUS continue te iluminando!

Comentário por Charles Alvarenga Nascimento




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: