Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 25 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
8 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 25 – É perda de tempo fazer sem sinceridade o que é certo, nobre e honesto. Tem indivíduo que não aproveitará as glórias da eternidade no Céu nem os inúmeros prazeres do mundo perverso – porque está na igreja desprovido de sinceridade. Tem gente que faz e fará coisas boas e mesmo assim será reprovado por Deus. Isso está claro no relato de hoje: Amazias fez o que era reto perante o Senhor, mas não com inteireza de coração.

1. Fazer o que é correto diante do Senhor, mas ter o coração longe de Deus não garante a aprovação de Deus e nem a salvação de ninguém (vs. 1-4).
2. Desejar o sucesso da obediência é uma coisa, mas obedecer de coração é outra coisa. Na prática, obedecer de coração quase não se nota, pois obedientes por interesse e obedientes de coração revelarão comportamentos parecidos; só Deus vê o coração (vs. 5-13).
3. Quem obedece por interesse poderá até obter vitórias e sucessos, porém, logo sua arrogância e indiferença a Deus e Seus mensageiros revelará hipocrisia (vs. 14-16).
4. Quem não é íntegro para com Deus é provocador de intrigas, instiga outros à briga; sua arrogância desafia a força dos outros, rouba a paz de seu irmão, se mete em confusão… (vs. 17-24); contudo, como fica evidente, o orgulho precede a ruína (vs. 25-28).

Quem provoca os outros morre mais cedo. Amazias morreu aos 54 anos, quando poderia ter vivido mais. As bênçãos e vitórias dadas por Deus enchem de orgulho os crentes vazios de Deus. O orgulho, fonte muitos males, provoca autodestruição em quem é dominado por ele. A falta de humildade e integridade perante Deus é a causa de inúmeras calamidades. Ambição, materialismo, vaidade e idolatria tem como fundamento o orgulho.

Ser filho de pais piedosos, fazer coisas certas, andar segundo a Lei revelada, alcançar vitórias com auxílio divino, sem entregar inteiramente o coração a Deus, é insuficiente para a salvação. Uma fé superficial, uma vida cristã de fachada, o praticar os princípios bíblicos externamente, implica em falta de integridade e sinceridade. John Paulien observou: “Nenhuma experiência com Deus exercerá algum impacto significativo sobre a sociedade secular, a menos que seja autêntica e faça diferença em cada aspecto de nossa vida”. Fuja da religiosidade vazia de Amazias! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: