Reavivados por Sua Palavra


NÚMEROS 6 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
12 de fevereiro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Quais as lições do antigo ritual do nazireado? Embora o nazireado não seja praticado hoje, este capítulo inspirado tem princípios a nos revelar. Leia até o fim para não perder a bênção final reservada a você…

Nazireu era um voto de consagração, do qual os pais poderiam dedicar seu(s) filho(s) a Deus ou, alguém poderia fazer uso do livre-arbítrio para submeter-se a tal consagração exclusiva ao serviço divino.

Abstinência quanto ao fruto da videira implicava que a intimidade com Deus é melhor que o melhor fruto da terra. Sua aparência (cabelos longos) revelaria publicamente ser um peregrino em busca de um mundo melhor, livre de qualquer contaminação (não tocar em cadáveres).

Exemplos de nazireus:

• Sansão;
• Samuel;
• João Batista.

Jesus e Paulo falaram de o cristão abster-se do casamento (celibato) objetivando dedicar-se inteira e intensamente à obra de Deus (Mateus 19:12; 1 Coríntios 7:32-33). Estes casos específicos são raros; celibato e nazireado não são regras gerais para todo religioso.

Entretanto, casada ou solteira, nova ou idosa, cada pessoa deveria consagrar-se inteiramente a Deus; biblicamente, a consagração não é opção; acompanha a conversão genuína. Portanto, querido(a) amigo(a):

“Consagre-se a Deus pela manhã; faça disso tua primeira atividade. Ore: ‘Toma-me, Senhor, para ser Teu inteiramente. Aos Teus pés coloco todos os meus planos. Usa-me hoje para Teu serviço. Permanece comigo, e permite que toda a minha obra seja feita em Ti’. Essa é uma questão diária. Cada manhã, consagre-se a Deus para esse dia. Submeta-Lhe todos os teus planos, para saber se devem ser levados adiante, ou não, de acordo com o que a Sua providência indicar” (Ellen G. White).

O capítulo encerra com magnífica bênção espiritual. A bênção no final “trata-se de uma bela invocação tripla da providência, graça e favor do Senhor” (Merril F. Unger). Leia-a como entusiasmo a cada manhã:

“Que o Eterno abençoe e guarde vocês,
Que o Eterno sorria para vocês e presenteie vocês,
Que o Eterno olhe para vocês bem nos olhos e os faça prosperar”.

Ao receber esta bênção recebe-se o nome de Deus, a confirmação do compromisso de Deus e a Sua bênção para as atividades do dia e a jornada da vida rumo ao Céu (vs. 22-27).

Reavivemo-nos! A consagração resulta em preciosas bênçãos! Vamos consagrar-nos? – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: