Reavivados por Sua Palavra


ÊXODO 20 by jquimelli
21 de dezembro de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/exodo/ex-capitulo-20/

No monte Sinai, Deus expressa Sua natureza divina mediante a concessão da Lei Moral. O amor é a raiz de Sua Lei; o amor por Deus é a base do amor uns pelos outros. A concessão da Lei é tanto um ato de graça e de misericórdia como foi a libertação da escravidão egípcia porque por meio dela Deus mostra aos Seus redimidos como eles devem viver. A colocação destas “tábuas da aliança” (Dt 9:9-11) sob o propiciatório da arca indica que eles são a base da aliança.

Aliança envolve relacionamento e comunhão. Relacionamento real e comunhão não podem ocorrer entre dois indivíduos sem um conjunto de normas que definam essa relação. Os primeiros quatro mandamentos definem nosso relacionamento com Deus, enquanto que os próximos seis definem nosso relacionamento uns com os outros.

O sábado é definido por Deus como o sétimo dia em que descansamos com Ele e renovamos o nosso reconhecimento e adoração de Deus como Criador. O sábado se torna o sinal da aliança entre Deus e Seu povo para sempre (Ex 31:16-17). A pessoa que da maneira correta guarda o sábado como definido por Deus indica que ele ou ela está em um relacionamento de salvação com Deus.

Michael Hasel
Departamento de Arqueologia
Southern Adventist University

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/exo/20
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Isabela Brossi, Jeferson e Gisele Quimelli

Ouça em áudio (Voz: Valesca Conty):



JESUS E OS DEZ MANDAMENTOS by jquimelli
21 de dezembro de 2018, 0:58
Filed under: Sem categoria

“Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, e ainda que dos menores, e ensinar a outros a fazerem o mesmo, será chamado de menor no reino dos céus; mas todo o que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no reino dos céus.” Mat. 5:17-19 (NVI).

Os Dez Mandamentos dizem… Jesus diz…
Êxodo 20:3 “Não terás outros deuses diante de mim”. Mateus 4:10 “Adore o Senhor, e só a Ele preste culto”.
Êxodo 20:4 “Não fará para ti nenhum ídolo”. Lucas 16:13 “Nenhum servo pode servir a dois senhores”.
Êxodo 20:7 “Não farás mau uso do nome de Deus” Mateus 5:34 “Não jurem de forma alguma: nem pelos céus, porque é o trono de Deus…”
Êxodo 20:8 “Lembre-se do sábado para o santificar” Marcos 2:27, 28 “O sábado foi feito por causa do homem e não o homem por causa do sábado. Assim, pois, o Filho do Homem é Senhor até mesmo do sábado”. *
Êxodo 20:12 “Honra teu pai e tua mãe” Mateus 10:37 “Quem ama seu pai mais do que a Mim não é digno de Mim”.
Êxodo 20:13 “Não matarás” Mateus 5:22 “Qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento”.
Êxodo 20:14 “Não adulterarás” Mateus 5:28 “Qualquer que olhar para uma mulher para deseja-la, já cometeu adultério com ela no seu coração”.
Êxodo 20:15 “Não furtarás” Mateus 5:40 “Se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que leve também a capa”
Êxodo 20:16 “Não darás falso testemunho” Mateus 12:36 “No dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado”.
Êxodo 20:17 “Não cobiçarás” Lucas 12:15 “A vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”.
 
Fonte: Life Application Study Bible
* Jesus não estava aqui questionando a validade do sábado, mas a forma como era observado. E mostra Suas credenciais para fazer isso (ver contexto, Mc 2:23-28).


ÊXODO 20 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
21 de dezembro de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 20 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
21 de dezembro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

Os Dez Mandamentos (ou “dez palavras” conforme Deuteronômio 4:10 e 10:4), de acordo com o formato no capítulo em análise, foi dado por período limitado, como Paulo claramente declarou em Gálatas 3:19. Observe:

A Lei “foi acrescentada para que se manifestassem as transgressões – ATÉ que viesse a descendência/[JESUS], a quem fora feita a promessa”. Entretanto, a mudança operada pelo Catecismo e seguida por várias vertentes cristãs não tem aprovação de Deus (Daniel 7:25). Cuidado!

Foi Jesus pré-encarnado, Filho de Deus, que entregou os Dez Mandamentos a Moisés, conforme declarou Estevão em seu sermão pentecostal, atestando serem eles palavras de vida (Atos 7:37-38). Precisamos de todos eles!

O que importa é ter os princípios introduzidos nos Dez Mandamentos impressos no coração pelo Espírito Santo (Jeremias 31:31-33; Hebreus 8:8-10). Para tanto, faremos uma reflexão desde a conclusão dos Dez Mandamentos para entender o todo:

A cobiça é desejo/anseio focado no lugar errado. É querer o que não é certo possuir. É o único imperativo que proíbe sentimentos profundos (anseios) da alma. O único mandamento que diz “NÃO” duas vezes. Ele é o auge/ápice/apoteose da Lei Moral; pois, é por causa da cobiça que…

1. Substituímos Deus por deuses falsos (v. 3);
2. Adoramos/veneramos/reverenciamos o que não devemos (vs. 4-6);
3. Desonramos o nome Divino (v. 7);
4. Ignoramos a santidade do sábado (vs. 8-11);
5. Proclamamos independência dos pais (v. 12);
6. Matamos (v. 13);
7. Adulteramos (v. 14);
8. Roubamos (v. 15);
9. Denegrimos o próximo (v. 16).

O cobiçoso rouba, adultera e mata; ambiciona o lugar de Deus e O destrona do coração; pisoteando, assim, nos primeiros mandamentos… (Leia atentamente Mateus 5, Jesus vai à raiz do problema).

O problema é o pecado enraizado no coração; desta forma, obediência sem o décimo mandamento seria fácil. Atenção: Apenas desejar, sem possuir a mulher e coisas do próximo, não seria pecado.

Pecados afastam-nos de Deus promovendo em nós atos pecaminosos. Consequentemente, temos medo (Êxodo 20:18-21), o qual motivam-nos a criar/fazer/fabricar deuses mais convenientes. Prevendo isso, Deus proíbe tais alternativas (vs. 22-26).

A libertação da escravidão do pecado/desobediência/rebeldia/orgulho/egoísmo/etc. é fruto da graça que conduz à obediência/submissão/reverência/restauração naquele que permite Deus agir (vs. 1-2).

Sobretudo, precisa-se reverência para estar na presença de Deus (v. 21). Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ÊXODO 20 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
21 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 20 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
21 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria

1326 palavras

Por que os Dez mandamentos foram necessários para a nova nação de Deus? Ao pé do monte Sinai, Deus mostrou ao Seu povo a verdadeira função e beleza de Suas leis.Os mandamentos foram concebidos para levar Israel a uma vida de santidade prática. Neles, o povo poderia ver a natureza de Deus e Seu plano de como deveríamos viver. Os mandamentos e as orientações buscavam dirigir a comunidade de forma a satisfazer as necessidades de cada indivíduo de modo amoroso e responsável. Ao tempo de Jesus, contudo, muitas pessoas olhavam a lei de maneira errada. Eles a olhavam como um caminho para a prosperidade neste mundo e no próximo. E eles pensavam que obedecer a cada lei era o caminho para conseguir a proteção de invasões estrangeiras e desastres naturais. Guardar a lei se tornou um objetivo em si, não um modo de cumprir a definitiva lei de amor de Deus. Life Application Study Bible.

1-17 Uma significativa introdução (vs. 1-2) é seguida pelas dez “palavras” (ou mandamentos; 34:28; Deut. 4:14; 10:4; ver também Deut. 5:1-21). Sobre a existência da Lei antes do Sinai, ver Gên. 25:5; Êx. 16:27-28. Sobre a Lei enquanto revelação do caráter de Deus, ver Sal. 19:7-11. Para uma avaliação de Jesus sobre a Lei, ver Mat. 5:17-19. A de Paulo, ver Rom. 7:12,14. Para mais sobre a lei no novo concerto/aliança, ver Heb. 8:8-10. Sobre as implicações sobre a Lei nos últimos dias, ver Apoc. 12:17; 14:12 (Andrews Study Bible).

1-6 Os israelitas tinham recém saído do Egito, uma terra de muitos ídolos e muitos deuses. Porque cada deus representava um aspecto diferente da vida, era comum adorar a muitos deuses para obter o máximo número de bênçãos. Quando Deus disse ao Seu povo para adorar e acreditar nEle, isso não foi muito difícil para eles – Ele era só mais um deus para adicionar à lista. Mas quando Ele disse “Não terás outros deuses diante de Mim”, isso foi muito difícil para que eles aceitassem. Mas se eles não aprendessem que o Deus que os guiou para fora do Egito era o único Deus, eles não poderiam ser o Seu povo – não importa quão fielmente eles guardassem os outros nove mandamentos. Portanto, Deus estabeleceu este mandamento e o enfatizou mais do que aos demais. Hoje podemos permitir que muitas coisas se tornem deuses para nós. Dinheiro, fama, o trabalho ou o prazer podem se tornar deuses quando nos concentramos demais neles para identidade, significado ou segurança pessoal. Ninguém estabelece a intenção de adorar essas coisas. Mas pela quantidade de tempo que dedicamos a elas, elas podem vir a se tornar deuses que por fim controlam nossos pensamentos e energias. Manter Deus no primeiro lugar em nossas vidas evita que essas coisas se transformem em deuses. Life Application Study Bible.

2 Eu sou o SENHOR. A identificação do Senhor como o libertador da escravidão nunca deveria estar separada dos Dez Mandamentos (6:2-8). Os judeus consideravam este verso como parte do primeiro mandamento. A obediência aos mandamentos é baseada na experiência da libertação graciosa de Deus, que é mostrada nos primeiros 19 capítulos de Êxodo. Tanto o VT quanto o NT enfatizam a graça de Deus como base para a obediência (ver Ef. 2:8-10) (Andrews Study Bible).

Antes de Deus nos dar os Cez mandamentos, nos faz lembrar Quem Ele é, e o que faz por nós (que te tirei). Bíblia Shedd.

3 não terás outros deuses. O primeiro mandamento requer que somente o Senhor seja adorado. Esta adoração é baseada na Sua libertação e demonstra o Seu poder sobre os deuses egípcios. Para Israel, e especialmente para Jesus, este mandamento (bem como os demais mandamentos) está relacionado com amor (Ver Deut. 6:1-5 e Mat. 22:36-38) (Andrews Study Bible).

3-6 Enquanto o primeiro mandamento especifica o Quem da adoração, o segundo mandamento restringe o como da adoração. A idolatria é proibida. Alguns cristãos e muçulmanos definem idolatria como sendo representação bi ou tridimensional, excluindo figuras, quadros, imagens e estátuas religiosas. Muitos cristãos vêem como ídolos somente reproduções tridimensionais que tenham a intenção de serem objetos de adoração. Contudo, idolatria não está limitada a imagens mas envolve qualquer coisa que substitua o controle de Deus na vida por qualquer outra coisa (Andrews Study Bible).

A idolatria está totalmente condenada, em todas as suas formas. Bíblia Shedd.

6 mil gerações. O contraste é entre a relativa curta duração dos efeitos da iniquidade (três ou quatro gerações) com a longa duração (milhares de gerações) da graça divina àqueles que O amam (Andrews Study Bible).

7 Não tomarás o nome do Senhor, teu Deus, em vão. O terceiro mandamento inclui mais do que a menção descuidosa ou irada do nome de Deus – haja vista que que nenhum israelita meramente considerasse a hipótese de fazer isto. Refere-se primariamente ao uso do nome de Deus para apoiar falsas declarações (ver Lev. 19:12 e Mat. 5:33-37) (Andrews Study Bible).

O nome de Deus foi um presente da graça divina a Israel. Não através de algum ídolo, mas no nome, Israel tinha acesso a Deus na adoração. O nome de Deus, pois, deve ser reverenciado. Bíblia de Genebra.

Condenação da hipocrisia: “Não lançarás mão da aparência da religião como cobertura das tuas maldades”. Bíblia Shedd.

8-11 lembra-te. A palavra implica que o quarto mandamento, o sábado, já era conhecido. Israel deveria pensar sobre sua origem em Gên. 2:2-3 e sua prévia menção em Êxodo (16:5, 22-30). A ordem de lembrar do sábado tem base na Criação de Gênesis (v. 11); portanto os vs. 9-10 identificam o sábado com o sétimo dia.Ligações do sábado com a criação podem ser encontradas tanto em Gênesis (2:2) quanto em Apocalipse (14:7, 12), portanto abrangendo todo o percurso da história bíblica. A maioria dos cristãos aceita os Dez Mandamentos como obrigatórios mas estranhamente alguns ignoram ou alteram o comando divino. Porque esta passagem liga a significação do sábado com a criação e Deut. 5:14-15 o liga à libertação divina do Êxodo, o sábado se torna um sinal da aliança de Deus (Êx. 31:12-17). Sobre guardar o sábado, ver Is. 58:13-14; Mat. 12:12. Sobre o momento do início e fim do sábado, ver Lev. 23:32; Marcos 1:32. Sobre a tentativa de mudar o sábado, ver Dan. 7:25. Sobre o relacionamento de Jesus com o sábado, ver Marcos 2:28; Luc. 4:16. Sobre o relacionamento dos apóstolos com o sábado, ver Luc. 23:54, 56; Atos 13:42; 17:2 (Andrews Study Bible).

Em última análise, o sábado indica Cristo, nosso Criador e Redentor, que traz descanso para o povo de Deus. Bíblia de Genebra.

12 O quinto mandamento, assim como o sétimo, reconhece a importância da família (Andrews Study Bible).

13 Não matarás. A tradução da Nova Versão King James, “assassinar” é melhor que a tradicional “matar”. Esta última pode ser mal interpretada no contexto hindu/budista como não matar animais (Andrews Study Bible).

14 Não adulterarás. A quebra dos votos conjugais condenada pelo sétimo mandamento é frequentemente utilizada na Escritura como uma analogia da quebra, por parte de Israel, da sua aliança com Deus. Veja, por exemplo, Oséias 3:1 (Andrews Study Bible).

16 falso testemunho. O cerne do nono mandamento se relaciona com questões judiciais.Falso testemunho pode injustamente condenar o inocente ou libertar o culpado (Andrews Study Bible).

17 não cobiçarás. O décimo mandamento é único por tratar especificamente com uma atitude interna em vez de um ato externo.Compare com o Sermão do Monte, que também enfatiza a atitude (Mat. 5:21-37) (Andrews Study Bible).

18-21 Esta breve história destaca a importante função mediadora de Moisés (Andrews Study Bible).

19 fala-nos tu. A atitude comum dos que não se converteram pessoalmente a Deus, mediante a obra de Jesus Cristo. Querem mediadores, sacerdotes, que lhes dêem preceitos carnais, que possam cumprir fisicamente, mas não de comunhão com Deus. Bíblia Shedd.

22-26 Diferentes tipos de altares são conhecidos dos registros arqueológicos. Altares desempenhavam uma função chave no serviço sacrifical e sua construção era regida por leis específicas (Andrews Study Bible).

22 dos céus Eu vos falei. A voz de Deus intervém na situação humana como interveio no caos para criar o Universo (Sl 33.6), e por isso não há lógica em consultar as obras esculpidas pelo homem (23). Bíblia Shedd.

26 A ordem e a decência são exigidas em um culto, sem a mínima mescla de malícia. Às vezes, nossos cultos de hoje carecem disto. Bíblia Shedd.




%d blogueiros gostam disto: