Reavivados por Sua Palavra


HOJE COMEÇAMOS A LER O LIVRO DO ÊXODO! by jquimelli
2 de dezembro de 2018, 17:00
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 1 by jquimelli
2 de dezembro de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/exodo/ex-capitulo-1/

Embora os israelitas estivessem no Egito há mais de 400 anos – e mal conheciam os nomes de suas famílias – Deus conhecia cada um pelo seu nome. E Ele os estava preparando para ouvi-Lo falar Seu próprio nome (YHWH) em voz audível no Sinai.

Que surpreendente história é o livro do Êxodo. É o evangelho para os hebreus: uma história de libertação, de graça. O povo judeu sente-se tão fortemente tocado com o livro do Êxodo como os cristãos se sentem com o Evangelho de João.

Ao contrário do pensamento popular, os judeus nunca acreditaram que eram salvos por suas obras. Antes de Deus pedir sua obediência no Sinai, Ele os salvou no Mar Vermelho.

Como os israelitas e Moisés, nós também formos resgatados por um menino que cresceu para ser um libertador. No final de sua vida, Jesus subiu uma montanha na terra de Canaã e se encontrou com Moisés e Elias. Lucas 9:31-32 diz que eles conversaram sobre a “partida” de Jesus, literalmente, seu “êxodo”.

De que forma a necessidade dos israelitas por libertação te lembram de nossa própria necessidade? Você se lembra de um tempo onde um “novo faraó” surgiu em sua vida e tornou as coisas muito difíceis?

Andy Nash
Escola de Jornalismo e Comunicação
Southern Adventist University

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=297
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli

Ouça em áudio (voz: Valesca Conty):



ÊXODO 1 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
2 de dezembro de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 1 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
2 de dezembro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

Neste primeiro capítulo do segundo livro da Bíblia é perceptível a fé abrindo caminho em meio ao medo.

Êxodo começa onde terminou Gênesis, no Egito. Êxodo significa saída. É o livro que narra a saída dos israelitas após a libertação miraculosa da escravidão egípcia. Este capítulo é a introdução de toda a história do livro composto de 40 capítulos:

1. Conexão entre o livro de Êxodo com o livro de Gênesis. Genealogia introdutória. Narra o sucesso dos descendentes de José após sua morte (vs. 1-7);
2. Explicação da escravidão dos filhos de Jacó/Israel no Egito: Crescimento extraordinário da família de José o qual levou Faraó a ter medo deles (vs. 8-14);
3. Narração das atitudes de Faraó baseadas no medo: Matança/genocídio de bebês como meio de controle de natalidade devido a que todos os meios anteriores falharam (vs. 15-22).

Atitudes baseadas no medo geralmente levam outros a regirem por medo também. Ameaças são medos tentando intimidar os outros. Com medo, Faraó queria, ao decretar a morte dos bebês, assombrar aos israelitas que já enfrentavam a pressão de terem que trabalhar como escravos – e isso por cerca de quatro séculos.

Contudo, quem teme a Deus não terá medo de nada. As parteiras ousaram e desafiaram a ordem do Faraó. Sifrá e Puá têm seus nomes nas páginas sagradas como mulheres corajosas, não como mentirosas. O problema é que sempre focamos no problema quando não focamos em Deus e, não vemos que em meio aos problemas estas mulheres focaram em Deus.

Se acusarmos as parteiras de mentiras, estaremos do lado do acusador que queria destruir a nação donde viria o Messias. Antes de julgá-las e condená-las devemos colocar-nos no lugar delas: Escravas, ameaçadas, correndo riscos de perder a vida – não somente o emprego, etc.

Isso não justifica a mentira delas, mas revela que Deus atua independente dos méritos humanos. A graça sempre foi a forma de Deus lidar com nossa desgraça.

Alguém escreveu: “O medo aprisiona, a fé liberta; o medo paralisa, a fé dá poder; o medo desanima, a fé encoraja; o medo debilita, a fé cura; o medo torna inútil, a fé torna útil”.

Sifrá e Puá foram úteis a Deus embora tivessem falhas! Aleluia!

Reflita! Você tem fé ou tem medo? – Heber Toth Armí.



Êxodo 1 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
2 de dezembro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Mas os filhos de Israel foram fecundos, e aumentaram muito, e se multiplicaram, e grandemente se fortaleceram, de maneira que a terra se encheu deles” (v.7).


Após a morte de José e de seus irmãos, os filhos de Israel se estabeleceram como um grande povo na terra do Egito. A promessa de Deus a Abraão iniciou o seu cumprimento, de forma que o povo muito se multiplicou. Gozando de anos de paz com os egípcios, Israel permanecia ali e ia se fortalecendo. Até que “se levantou novo rei sobre o Egito, que não conhecera a José” (v.8). Vendo o potencial daqueles estrangeiros, temeu por uma futura rebelião. Apesar de serem menores em número, usaram de astúcia para com os israelitas, afligindo-os “com dura servidão” (v.14).

O pesado jugo, contudo, não foi empecilho para que o povo crescesse ainda mais, pois, “quanto mais os afligiam, tanto mais se multiplicavam e tanto mais se espalhavam” (v.12). Foi quando Faraó teve a ideia de dizimar os homens do povo no momento mais vulnerável do ser humano: em seu nascimento. Às parteiras foi dada a ordem de matar todos os meninos hebreus que nascessem. Mas Sifrá e Puá temeram a Deus e, colocando em risco a própria vida, não fizeram conforme Faraó lhes ordenara. E o Senhor as recompensou “lhes constituindo família” (v.21).

Existem determinados momentos na vida em que tudo parece conspirar contra nós. Sentimos como se duras cargas estivessem sobre os nossos ombros, de forma que muito nos afligimos. Em um mundo de competições, o sucesso ou o destaque podem até ser acompanhados de aplausos, mas também podem despertar a inveja e a cobiça. Ao descer dos pódiuns da vida, muitos têm se deparado com a triste realidade de que nem todos compartilham da alegria de suas conquistas. E sofrendo o duro golpe de aflições que não buscaram, pensam estar sozinhos nesta lida injusta.

O sábio Salomão escreveu muitos provérbios e se dedicou ao estudo da vida, mas de tudo o que aprendeu e escreveu, sua conclusão foi esta: “De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem” (Ec.12:13). As parteiras escolheram a melhor parte e não consideraram a própria vida como bem mais importante do que a lealdade que tinham ao Senhor. E diante de um tempo de angústia e aflição, Deus lhes concedeu felicidade e alívio.

Em tempos de bonança ou em tempos de aflição, “é dever de todo homem” permanecer ao lado dAquele que sofreu a maior injustiça já cometida por amor a mim e a você. Assim como as parteiras foram recompensadas pelo seu temor a Deus, o Senhor promete recompensar com as alegrias eternas todo aquele que atender às palavras angélicas: “Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo; e adorai Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Ap.14:7). Deixe Deus cuidar de você, confie em Sua provisão e Ele lhe fará bem eterno!

Feliz semana, aqueles que temem a Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Êxodo1 #RPSP

Comentários em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA



ÊXODO 1 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
2 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 1 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
2 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria

697 palavras

Os hebreus não chamam este livro “Êxodo.” Chamaram-no pelas suas primeiras palavras ou pensamentos no livro [Shemot ou We’eleh shemoth= “E estes são os nomes”]. (É assim que deram o nome de seus livros. Eles chamam Gênesis “no princípio” [B’reshit = “no princípio”]). Andy Nash, em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/exo/1/

O título “Êxodo” se baseia na tradução Septuaginta grega, que emprega o termo exodus, “saída” (19:1), e que foi mais tarde adotada pela Vulgata Latina (tradução da Bíblia para o latim, no início do século V, por Gerônimo). O título em hebraico demonstra a conexão [do livro do Êxodo] com Gênesis tendo em vista que começa com a conjunção “e”, sugerindo, portanto, a continuação de uma história anterior. …  e repete as exatas palavras de Gên. 46:8 (Andrews Study Bible).

1-22 O capítulo mostra a prosperidade que Deus sempre quer dar ao seu povo, e a desgraça que o mundo está sempre prestes a infligir (Bíblia Shedd).

1-4 Os livros de Êxodo e Gênesis estão ligados entre si por esta introdução (Gn 46.8-27). A promessa de Deus a Abraão foi cumprida pela frutificação de Israel (Gn 12.2) (Bíblia de Genebra).

7 Sete verbos descrevem a aparentemente sobrenatural multiplicação do povo de Israel: isto parece ser um eco consciente e alusão à criação, usando verbos de Gên. 1:20-22, 28 (Andrews Study Bible).
A terra era, provavelmente, a terra de Gósen, no Noroeste do Egito, no Wadi Tumilat, no delta, um vale que tinha entre 50 e 60 km de extensão (cf Gn 47.4) (Bíblia de Genebra).
Os reis da terra conspiram visando a frustrar o plano divino. Mas isso seria o mesmo que deter a mará montante. Os dias em que a igreja sofreu perseguição e oposição foram sempre os dias de crescimento (Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento).

8 novo rei. Aqui saltamos quatro séculos de história, desde a entrada de José no Egito. Trata-se de novas dinastias com outras maneiras de pensar e agir (Bíblia Shedd).
Esse novo rei do Egito pode ter sido Amosis I (1570-1546 a.C.) da XVIII dinastia, que expulsou os hicsos, os governantes semitas do Egito, de 1700 a 1550 a.C. (Bíblia de Genebra).
não conhecera. Não se refere a conhecimento intelectual ou  possível deslize de memória mas, ao invés, um conhecimento relacional e compromisso. O nome do rei não é mencionado, em contraste com as relativamente menos importantes parteiras (v. 15). Na Escritura, pessoas de nome não mencionado parecem não ter futuro. De acordo com 12:40, Israel passou 430 anos no Egito (Andrews Study Bible).

9 Refere-se, pela primeira vez, aos filhos de Israel como um povo. Ao invés de uma família ou tribo, eles são agora um povo e destaca o cumprimento da promessa divina (Gên. 15:5) (Andrews Study Bible).

11 feitores de obras. O termo hebraico geralmente indica trabalho não voluntário a um poder superior. Pitom e Ramessés. Possivelmente Tell-el-Rataba (aprox 96 km NE do Cairo) e Tell-el-Dab’a (32 km n de Pitom) (Andrews Study Bible).

As pinturas nas paredes das pirâmides dão testemunho dos sofrimentos infligidos a escravos com feições hebreias por feitores armados de chicotes (Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento).

12 quanto mais. A graça de Deus com seu povo sempre supera as tentativas de destruição feitas contra seus escolhidos (Bíblia Shedd).

14 amargar. A experiência de Israel é lembrada nas ervas amargas da refeição pascal (12:8) (Andrews Study Bible).

15 parteiras. Duas parteiras para servirem tão numerosa população parece muito pouco; elas podem ter sido líderes das parteiras (Bíblia de Genebra).
É admirável notar os inesperados instrumentos que Deus usa para derrotar as intenções de seus inimigos. Logo essas duas mulheres, que pareciam as menos prováveis  (Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento).

16 O assassínio secreto: as parteiras podiam atribuir a morte do filhinho a um acidente de nascimento (Bíblia Shedd).

17 temeram. Outra tradução poderia ser “ter respeito”. Isto envolve escolhas morais (9:30; 14:31; 18:21; 20:20). As parteiras colocaram aas ordens divinas acima das ordens humanas (Atos 5:29) (Andrews Study Bible).

20 Nada afeta tão profundamente o bem-estar de uma nação como o tratamento dispensado às crianças (Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento).

21 lhes constituiu família. Deus honrou o compromisso das parteiras e deu descendentes a elas (Ver também Rute 4:12; 2 Sam. 7:11; 1 Rs. 2:24)(Andrews Study Bible).

22 O assassínio público: a fidelidade das parteiras em conservar a vida dos filhinhos forçou Faraó a revelar publicamente sua iniquidade. Assim é que uma atitude corajosa pode desmascarar as obras do maligno (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: