Reavivados por Sua Palavra


ÊXODO 6 by jquimelli
7 de dezembro de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/exodo/ex-capitulo-6/

Em Êxodo 6, o Senhor faz uma aliança com os filhos de Israel de estabelecê-los em Canaã, assim como estabelecera com seus antepassados (v. 4,8). Ele lhes diz, através de Moisés, que removerá seus fardos, os resgatará, redimirá e restaurará sua herança. Por fim, Ele quer ser seu Senhor, seu Redentor, seu Salvador.

Nós mesmos somos mantidos em cativeiro por nossas naturezas mergulhadas no pecado. Nossos fardos são imensos, nosso sofrimento enorme, nossa miséria profunda. Nós, também, estamos inclinados a ficar tão absorvidos com nossa “angústia de espírito e escravidão cruel” que não damos atenção ao que Deus nos oferece. Mas Deus estendeu Suas mãos feridas por pregos! Ele oferece a remoção de nossos fardos, o resgate de nossos captores, a redenção de nossos erros e a restauração de nosso caráter!

Deus quer ser nosso Deus, não apenas o Deus de nossos pais e mães; não apenas o Deus de nossos pastores e de nossos mentores espirituais. Ele quer ser nosso Redentor. Buscaremos por Ele hoje? Tiraremos de nossos olhos o véu de nossas perplexidades? Levantaremos nossas cabeças e fixaremos nossa esperança naquele que deseja nos ajudar e na libertação que Ele já realizou em nosso favor?

Emily Gibbs
Professora de Língua Inglesa
Great Lakes Adventist Academy
Cedar Lake, MI USA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=303
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli

Ouça em áudio (voz: Valesca Conty):

 



ÊXODO 6 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
7 de dezembro de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



ÊXODO 6 – COMENTÁRIOS PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
7 de dezembro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

Precisamos conhecer a Deus. Quem não O conhecer, não perderá metade da vida, perderá a vida eterna inteira.

Após a frustração de Moisés notando a decepção do povo com suas propostas e a reação negativa do Faraó frente às suas solicitações, seu único consolo disponível era Deus. Não havia mais onde, nem ninguém, para recorrer.

Para muitos que descartam Deus, muitas circunstâncias são indescritivelmente desesperadoras. Estrategicamente, é nos limites humanos que Deus Se apresenta desejando ser conhecido – e, anseia que O conheçamos (vs. 1-9). Ele…

1. Apresenta-Se como Yahweh/Senhor/Jeová;
2. É o Todo-poderoso que aparecera a Abraão, Isaque e Jacó – não outro;
3. É Quem estabeleceu aliança com ancestrais israelitas e prometeu dar a terra de Canaã a seus descendentes;
4. É Quem ouviu gemidos dos escravos hebreus e lembrou-Se das Suas palavras;
5. Faz promessas incríveis aos escravos no Egito:
• “Vou livrar vocês desse trabalho desumano”;
• “Vou resgatá-los da escravidão e, para redimir vocês, vou interferir com alguns castigos bem severos”;
• “Vou tirá-los do Egito, porque vocês são meu povo, e eu serei do Deus de vocês…”;
• “E vou levar vocês para a terra que prometi dar a Abraao, Isaquel e Jacó. Ela será o país de vocês”;
6. É o soberano que respeita as incompreensões sobre Ele, e age para corrigi-las.

A majestade de Deus não impressionou os milhões de hebreus no Egito; pelo contrário, “eles nem deram atenção” à teologia, pois, todos “estavam com espírito abatido” devido à opressão do Faraó.

Aqui a narrativa é interrompida abruptamente por uma genealogia (vs. 14-27). Por quê? Abel Ndjerareou explica:

“Ao que parece, essa genealogia é introduzida para enfatizar que, apesar das dúvidas de Moisés, ele e Arão foram designados porta-vozes e intermediários entre o Senhor e Faraó. A lista de nomes é emoldurada por dois versículos nos quais o autor assevera que Deus enviou Moisés e Arão a Faraó para tirar os israelitas do Egito”: vs. 13, 27.

Contudo, “as renovadas promessas de Yahweh”, comenta Paul R. House, “têm o propósito de insuflar em Moisés o zelo por sua tarefa, mas não provocam qualquer efeito imediato [vs. 9-12, 28-30]. Moisés continua desanimado”.

Nós, humanos, damos muito trabalho a Deus; contudo, Ele…

• Respeita nossos limitados sentimentos estragados;
• Molda estes falhos sentimentos…

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí



Êxodo 6 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
7 de dezembro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Falou mais Deus a Moisés e lhe disse: Eu sou o Senhor” (v.2).


Moisés estava diante do “Deus Todo-Poderoso”, o mesmo que havia aparecido a Abraão, Isaque e Jacó, “O SENHOR” (v.3). Assim como Israel, ele ainda precisava aprender que as circunstâncias não mudam o fato de quem Deus é, e o que Ele pode realizar. A aliança que fizera com os patriarcas continuaria fiel em seus efeitos e nem a recusa de Faraó, nem a rebeldia dos filhos de Israel poderiam revogar o juramento feito pelo Deus cujas promessas jamais falham (Js.21:45). O resgate já tinha hora e data marcada. Deus os livraria do jugo egípcio “com braço estendido e com grandes manifestações de julgamento” (v.6).

O recém líder ainda encarava o seu chamado como um oneroso fardo. Ia falar aos filhos de Israel na corda bamba de suas próprias limitações. E perante a incredulidade do povo e rejeição às suas palavras, novamente regredia a olhar para a sua fraqueza: “E não sei falar bem” (v.12). Olhando para si, jamais conseguiria vencer os seus medos. Moisés compreenderia que tudo o que mais lhe intimidava seria subjugado quando aprendesse a olhar para o alto. Independente de seus temores, Deus agiria por seu intermédio e o ensinaria a crescer numa fé simples, como a fé de uma criança.

Todos nós estamos limitados à estatura de pecadores. Nossos pensamentos, palavras e ações, quando não entregues ao controle do Espírito Santo, são regidos por um coração enganoso e “desesperadamente corrupto” (Jr.17:9). Nenhuma de nossas realizações é meritória de aplausos ou condecorações. Não fosse a obra redentora de Cristo e consoladora do Espírito Santo, e morreríamos em nossas transgressões. Ao olharmos para o início do ministério de Moisés e percebermos o quanto o Senhor foi longânimo com ele, exercitamos a nossa mente no sentido de tirar o foco do ser humano e fixar os olhos nAquele que capacita o ser humano.

Em sala de aula nenhum aluno aprende olhando para si ou para os demais alunos. Mas mantendo a atenção no professor e em suas palavras, consegue bom êxito em seus estudos. Da mesma forma, como alunos na escola de Deus, precisamos fixar nossos olhos no Professor e dar ouvidos às Suas palavras: “Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração” (Hb.3:15). Louvado seja o nome de Deus, “O SENHOR” (v.3), por nos conceder o Espírito Santo como mentor!

Bom dia, alunos do Espírito Santo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Êxodo6 #RPSP

Comentários em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA



ÊXODO 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
7 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria

1132 palavras

1 Agora. Sem mais demora Deus agirá. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Agora, verás. Uma vez que Moisés não estava preparado para entender os caminhos de Deus, de nada serviria dar-lhe alguma explicação. É como se Deus lhe dissesse: “O que Eu faço não o sabes agora; compreendê-lo-ás depois” (Jo 13:7). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 555.

2-8 Esta seção apresenta quatro vezes a exclamação: “Eu sou o SENHOR” (vv. 2, 6, 7 e 8). A mesma frase aparece repetidamente introduzindo importantes manifestações divinas (e.g., 20:2). Andrews Study Bible.

Note o uso repetitivo da fórmula da revelação (autoridade) “Eu sou o SENHOR”, nestes versículos (vs. 2.6-8). O uso do nome de Deus da aliança sublinha a certeza das promessas e da fidelidade da aliança. Bíblia de Genebra.

3 Todo-poderoso. Em hebraico, El Shaddai; era o nome empregado por todos os povos do Oriente Médio para descrever a Deus, mesmo entre aqueles que tinham perdido a ideia monoteística da divindade. SENHOR [YHWH]. O nome específico revelado para Moisés quando lhe foram dadas as promessas da Salvação (Êx 3.14). Normalmente na Bíblia, o nome “Senhor” descreve a Deus nas Suas relações com a raça humana, Sua revelação e Sua graça, enquanto o nome “Deus” O aponta como criador Todo-poderoso dos céus e da terra, a origem de tudo. Bíblia Shedd.

Mas pelo meu nome, o SENHOR, não lhes fui conhecido. Não significa que os patriarcas desconheciam totalmente o nome Iavé (“O SENHOR”) , mas mostra que não compreendiam plenamente todas as suas implicações como o nome daquele que resgataria o seu povo. … Esses fatos poderiam ser compreendidos somente pelos israelitas que experimentariam o êxodo e pelos seus descendentes. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Deus estava para se revelar de maneira de forma mais completa, libertando Seu povo com “mão poderosa” (Êx 6:1), de fato considerando-os como Seu povo (v. 7), estabelecendo Sua aliança com eles e dando-lhes a terra de Canaã (v. 4). Por isso, no v. 3, Deus se refere ao novo significado que a libertação traria ao Seu nome (ver v. 1-7). CBASD, vol. 1, p. 555.

“Conhecer” alguém na Bíblia se refere a um conhecimento relacional. Andrews Study Bible.

5 Me lembrei da Minha aliança. Quando o verbo “lembrar” é usado em relação a Deus, quer dizer que Ele está disposto a agir com base em Suas promessas, e não simplesmente que as estava relembrando. Esta narrativa afirma a inclusão de todo o povo de Israel na aliança abraâmica. Bíblia de Genebra.

aliança. Conjunto das promessas imutáveis de Deus, que alcançam a gloriosa plenitude do seu cumprimento na pessoa de Jesus Cristo. Bíblia Shedd.

6 vos tirareivos resgatarei. A resposta de Deus à queixa de Moisés em 5.22-23. Esse é o âmago da presente seção, uma solene garantia da redenção e da reafirmação da aliança. Bíblia de Genebra.

resgatarei. Normalmente, esse termo refere-se à restauração dos direitos a um membro da família em desvantagem, mediante o pagamento de um preço ou resgate; tal redenção normalmente era efetuada pelo parente mais chegado (Lv 25.25; cf Rt 4). Israel, como filho primogênito de Javé (4.22), foi remido do Egito para ser o próprio povo de Deus. … O âmago da aliança é a reivindicação de Deus sobre Seu povo, bem como a reivindicação recíproca que Ele lhes permitia fazer. Bíblia de Genebra.

Grandes manifestações de julgamento. Este livramento não poderia ser alcançado por meios pacíficos, mas exigiria demonstração de força da parte de Deus. CBASD, vol. 1, p. 556.

9 Este verso introduz o tema recorrente na descrença de Israel (14:10-12; Js 5:6; Jz 2:17; 2Rs 18:12). Andrews Study Bible.

12 Eu sou incircunciso de lábios (ARC). Esta é uma frase típica do hebraico que significa o mesmo que “pesado de língua”, de Êxodo 4:10. Da mesma forma, ouvidos “incircuncisos” (Jr 6:10) são aqueles que não ouvem, e coração “incircunciso” (Jr 9:26) é mente que não entende. Na ARA, a expressão idiomática é traduzida como “não sei falar bem”. CBASD, vol. 1, p. 557.

Moisés se encontra desencorajado após seu primeiro encontro com Faraó e após a reação de seu próprio povo. Andrews Study Bible.

14-27 Estabelece as credenciais de Aarão como líder religioso de Israel. Andrews Study Bible.

Nessa seção de transição, Moisés e Arão são formalmente identificados, e história do trabalho deles é passada em revista e reiniciada, como preparação para a descrição das dez pragas. Bíblia de Genebra.

Já que a decisão [negativa de Faraó e do povo] estava firmada, cabe agora, uma definição sobre quem era este Moisés, antes de proceder com a história. Bíblia Shedd.

16 Levi. O terceiro filho de Jacó, chamado de Israel. Mencionaram-se os dois primeiros, Rúben e Simeão, para chegar a Levi. Depois a genealogia segue a linha até Arão e Moisés, e aos parentes deles que haveriam de assumir trabalhos sacerdotais, sem descrever os outros filhos de Jacó. O que interessa em qualquer vida humana é que se converta para servir a Deus. Bíblia Shedd.

Levi viveu cento e trinta e sete anos. Cf. v. 18, 20. No AT, chama-se a atenção para o número de anos que uma pessoa viveu somente no caso de ultrapassar os cem. Bíblia de Estudo NVI Vida.

20 Anrão. Não há dúvidas de que esse Anrão seja o “homem da casa de Levi” mencionado em Êxodo 2:1. Ele era neto de Levi. Deus prometeu a Abraão que a quarta geração daqueles que entrariam na terra da opressão retornariam à terra prometida (Gn 15:16). As quatro gerações seriam então as de Levi, Coate, Anrão e Moisés. CBASD, vol. 1, p. 557.

Joquebede. Significa “Yahweh” [YHWH] é glorioso”. Joquebede é o primeiro nome relacionado ao nome divino Yahweh, que aparece aqui na sua forma abreviada “Jo”. CBASD, vol. 1, p. 557, 558.

Sua tia. Embora um casamento entre tia e sobrinho fosse proibido pela lei mosaica (Lv 18:12), foi aparentemente permitido em épocas anteriores. CBASD, vol. 1, p. 558.

O registro do casamento de Anrão com sua tia paterna seria extremamente improvável em uma genealogia fictícia. Bíblia de Genebra.

21, 24 Corá. Um primo de Moisés e Aarão que liderou uma rebelião contra os dois líderes (Nm 16). Andrews Study Bible.

23 lhes deu à luz. Nenhum descendente de Moisés é mencionado, mas os descendentes de Arão continuam, pelas duas gerações seguintes, a estabelecer a sucessão sacerdotal de Arão através de seu sucessor, Eleazar. A genealogia abrange somente quatro gerações durante a permanência no Egito, e é claramente seletiva (Gn 5.3-32). Bíblia de Genebra.

 Nadabe e Abiú ofereceram fogo impróprio diante do Senhor e foram consumidos pelo fogo (Lv 10:1-2). Eleazar se tornou sumo sacerdote após Aarão (Nm 3:32) e seu neto Finéias desempenhou ação decisiva durante a rebelião sexual e a subsequente praga em Baal Peor (Nm 25). Durante o período de assentamento, Finéias ainda interviu com Rúben, Gade e Manassés para prevenir guerra entre as tribos (Js 22). Andrews Study Bible.

26 São estes. A pausa para definições e explicações é o prelúdio ao grande ato de salvação, que agora passará a ser descrito. Bíblia Shedd.

29 Eu sou. A mensagem dos servos de Deus vem da revelação que Deus lhe concede da Sua própria natureza. Bíblia Shedd.



ÊXODO 6 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
7 de dezembro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: