Reavivados por Sua Palavra


Nova rodada de leitura da Bíblia by Jobson Santos
12 de outubro de 2018, 19:59
Filed under: Sem categoria

Amigos,

Amanhã, Sábado, recomeçaremos a leitura da Bíblia, com Gênesis 1.

Sugerimos que você, em espírito de oração, faça uma revisão do que aprendeu nessa leitura de um capítulo por dia e das bênçãos que recebeu nesse período.

E que você visite ou telefone para um grande amigo, contando como foi boa a leitura da Bíblia no programa Reavivados e o convide a comecar conosco a leitura. Você verá que não há nada melhor do que compartilhar bençãos.

Que o Senhor nos abençoe a todos.

Pela Equipe Reavivados



APOCALIPSE 22 by jquimelli
12 de outubro de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/apocalipse/ap-capitulo-22/

Uma advertência urgente soa ao longo deste último capítulo da Bíblia – Jesus apela aos nossos corações três vezes (v. 7, 12, 20), nos dizendo que Ele está voltando logo – em breve! Adoremo-Lo de todo o coração, bebamos livremente da água da vida (v. 17) cheia de graça, e recebamos as bênçãos prometidas para a obediência. Aceitemos as promessas proféticas do Apocalipse.

Jesus nos lembra de Sua autoridade como o Alfa e o Ômega (v. 13), significando que Ele é eterno e o que Ele diz é fiel e verdadeiro. Ele faz questão que entendamos a nossa relação de salvação com Ele e total dependência de Sua graça em nossas vidas. Enquanto aguardamos a “bem-aventurada esperança” Ele nos adverte a não mudarmos nada em Suas mensagens.

Na última página do livro “O Grande Conflito” é nos dito de forma majestosa: “O grande conflito terminou. Pecado a pecadores não mais existem. O Universo inteiro está purificado. Uma única palpitação de harmonioso júbilo vibra por toda a vasta criação. DAquele que tudo criou emanam vida, luz a alegria por todos os domínios do espaço infinito. Desde o minúsculo átomo até ao maior dos mundos, todas as coisas, animadas a inanimadas, em sua serena beleza e perfeito gozo, declaram que Deus é amor.”

Ao lermos palavras tão sublimes somos levados a dizer: “Vem, Senhor Jesus!” (v. 20 ARA). Levantemo-nos, brilhemos e juntos proclamemos ao mundo que “Jesus está voltando!” [NT: No original: “Arise! Shine!” and proclaim, “Jesus is coming!”, tema da 60ª Conferência Geral da IASD, realizada em julho de 2015, em San Antonio, Texas].

Ted N C Wilson
Presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia
Estados Unidos

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=1435
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2015/07/10
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Gisele Quimelli e Jeferson Quimelli



APOCALIPSE 22 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
12 de outubro de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



COMENTÁRIO APOCALIPSE 22 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
12 de outubro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

APOCALIPSE 22 – A revelação das coisas que em breve devem acontecer terminam no versículo 5 deste capítulo. O auge do Apocalipse é mostrar o fim dos governos corrutos, imorais e perversos deste mundo. E, um novo reino iniciando no mundo com a presença amorosa de Deus.

Leia em Apocalipse 22:1-5 o clímax dos planos de Cristo para você. Após esta leitura, preste atenção nas exortações, apelos e incentivos para que você não fique de fora desses extraordinários planos – conforme sintetizou Hernandes Dias Lopes:

1. Os habitantes da Nova Jerusalém devem guardar a Palavra de Seu Senhor (vs. 6-11, 18-19):

• A revelação do Apocalipse é absolutamente confiável;
• A observância da revelação do Apocalipse produz bem-aventurança;
• A mensagem do Apocalipse vem de Deus, é sobre Jesus, por meio do anjo a João, para a igreja;
• A mensagem do Apocalipse não deve ser selada, mas proclamada;
• A mensagem do Apocalipse precisa ser mantida na íntegra.

2. Os habitantes da Nova Jerusalém devem estar preparados para o julgamento do Senhor (vs. 12-15):

• Jesus virá como Aquele que julga retamente;
• Jesus é o Juiz que tem credencial para julgar retamente;
• O critério para a salvação não são as obras [humanas], mas a obra vicária de Cristo na cruz;
• Todos aqueles que não foram lavados pelo sangue do Cordeiro ficarão fora da santa cidade;
• Depois do juízo é impossível mudar o destino das pessoas.

3. Os habitantes da Nova Jerusalém devem aguardar ansiosamente a vinda do Seu Senhor (vs. 7, 12, 16-17, 20):

• O livro do Apocalipse é o out-door de Deus, anunciando que Jesus vai voltar em breve;
• O Senhor da glória promete vir buscar Sua noiva sem demora;
• A Noiva do Cordeiro deve clamar ansiosamente para que o Seu noivo venha;
• A Noiva do Cordeiro clama insistentemente para os sedentos virem a Jesus.

“A garantia do Céu deve nos levar não ao descuido espiritual, mas a uma vida plena e abundante aqui e agora”, por conseguinte, “uma igreja que anseia pela volta de Jesus é uma igreja comprometida com o evangelismo” – diz Lopes.

Mesmo que aprendemos muito no projeto “Reavivados por Sua Palavra”, ainda temos muito que aprender; contudo, nossa missão é compartilhar o que sabemos.

O mundo clama por esperança! Reavivemo-nos para testemunhar de nossa fé! – Heber Toth Armí.

Como esse estudo do Apocalipse impactou a tua vida nestes 22 dias?



APOCALIPSE 22 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
12 de outubro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro” (v.7).


Da linda pátria estou mui longe, triste eu estou;
Eu tenho de Jesus saudade; quando será que vou?!
Passarinhos, belas flores, fazem-me almejar,
As maravilhas e esplendores do meu celeste lar!
(“Saudade”, Hino 340, Hinário Adventista).

Este louvor é a mais linda expressão do coração saudoso por chegar ao Lar. João viu “o rio da água da vida” (v.1). Viu “a árvore da vida, que produz doze frutos” (v.2). Ele viu “o trono de Deus e do Cordeiro” (v.3) e o brilho da glória de Deus (v.5). Foi-lhe revelado o maior privilégio que os salvos hão de ter: contemplar a face de Cristo e ter o Seu nome inscrito na fronte. Quando os salvos estiverem sob o governo de Deus “pelos séculos dos séculos” (v.5), serão sempre um símbolo da maravilhosa graça de Jesus. “Nunca mais haverá qualquer maldição” (v.3). “Estas palavras são fiéis e verdadeiras” (v.6).

O início da Bíblia apresenta o relato da criação do mundo, e o final, a sua re-criação. Tudo o que foi manchado pelo pecado há de ser purificado com fogo e ganhar o mesmo tônus da perfeição edênica. João novamente caiu aos pés do anjo “para adorá-lo”, mas o anjo o repreendeu, dizendo: “Vê, não faças isso… Adora a Deus” (v.9). Que diferença para o anjo rebelde que tanto deseja assumir o lugar do Altíssimo! Apocalipse apresenta o grande conflito entre a falsa e a verdadeira adoração e, ao contrário do que foi ordenado ao profeta Daniel (Dn.12:4), a João foi dito que não selasse “as palavras da profecia deste livro, porque o tempo está próximo” (v.10).

Amados, que privilégio o nosso de termos em mãos a santa Palavra de Deus! O Senhor nos deixou escrito tudo o que precisamos saber (Dt.29:29), e em Sua infinita sabedoria, usou a diversidade de seres humanos em diferentes épocas para nos dar o mesmo recado: “Por que os amo, Eu voltarei!” Toda a Bíblia aponta para o reencontro da criatura com o Criador. E assim como “no princípio, Deus criou” (Gn.1:1), no princípio da eternidade Ele recriará. Percebam que há uma mudança de personagens neste capítulo. Não mais um anjo, mas o próprio Senhor declara: “E eis que venho sem demora… Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim” (v.12-13). A expressão “no princípio” revela muito mais do que o tempo da cronologia da Terra, mas nela está contido o fato de que fomos criados em Cristo, “o Princípio”, e nEle, “o Fim”, seremos recriados. E como no final da criação do mundo, Deus deixou a Sua assinatura no sétimo dia (Gn.2:2-3; Êx.20:8-11), Jesus assinou as Suas palavras finais: “Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas” (v.16).

Há um princípio fundamental das Escrituras contido neste capítulo: ser humano algum tem autoridade para acrescentar ou retirar palavra alguma das Escrituras (v.18-19). Jesus também reforçou este princípio quando afirmou no sermão da montanha: “Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra” (Mt.5:18). Não foi sem razão que Jesus elegeu o discípulo do amor para transmitir Suas palavras finais ao Seu povo. Há um peso de amor eterno contido em Suas últimas palavras! Há um desejo ardente por cumprir Sua promessa! Há um sentimento de saudade que espera com ansiedade o mesmo retorno! Quando Ele disse: “Certamente venho sem demora” (v.20), a resposta de João não foi impulsiva ou apenas uma concordância, mas o grito de um coração que não suportava mais viver longe do Seu Senhor e Salvador! João experimentara andar com Cristo, desfrutar de Sua sabedoria e do Seu amor transformador. Não tinha nada que ele mais amasse e desejasse do que a vinda do Senhor em glória!

Jesus não vem buscar um povo que, apesar de professar a sua crença na volta de Jesus, esteja vivendo como se Ele fosse tardar. A estes, o Senhor declara: “Ai de vós que desejais o Dia do Senhor! Para que desejais vós o Dia do Senhor? É dia de trevas e não de luz” (Am.5:18). Jesus está vindo buscar um povo que, à semelhança de João, vive na Terra como peregrino, que diariamente lava “as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro]” (v.14), “que guarda as palavras da profecia deste livro” (v.7) como um precioso tesouro; um povo que, salvo pela maravilhosa graça de Jesus, não somente O aguarda, mas sua vida é uma constante declaração ao mundo: “Vem, Senhor Jesus!” (v.20).

Aquele que ouve, diga: Vem!” (v.17) e declare ao Senhor a sua saudade em forma de canção:

Cristo me deu fiel promessa, vem me buscar;
Meu coração está com pressa, eu quero já voar.
Meus pecados eram muitos, e culpado sou,
Mas o Seu Sangue põe-me limpo, e para a pátria vou”
(“Saudade”, Hino 340, Hinário Adventista).

A graça do Senhor Jesus seja com todos” (v.21).

Bom dia, peregrinos!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Apocalipse22 #RPSP

Deixe aqui seu testemunho sobre o projeto RPSP:



APOCALIPSE 22 – COMENTÁRIOS ADICIONAIS by jquimelli
12 de outubro de 2018, 0:10
Filed under: Sem categoria

2392 palavras

O rio da vida – A árvore da vida – Admoestações e promessas finais

22:1 E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.

22:2 No meio da sua praça, e de ambos os lados do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a cura das nações.

                Árvore da vida – ver comentário sobre Apoc. 2:7.

22:3 Ali não haverá jamais maldição. Nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão,

22:4 e verão a sua face; e nas suas frontes estará o seu nome.

22:5 E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de luz de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumiará; e reinarão pelos séculos dos séculos.

                O Éden Restaurado – “Tudo que Adão e Eva perderam quando pecaram (Gen. 3) será restaurado na Nova Terra. Note estas comparações:

“* Adão e Eva perderam o privilégio de comunicar-se com Deus face a face. Na Nova Terra ‘contemplarão a Sua face. (Apoc. 22:4).

“* Adão e Eva perderam sua pureza – sua veste de inocência. Os remidos recebem as vestes da justiça de Cristo – o Seu ‘linho finíssimo’ (Apoc. 19:8).

“* Adão e Eva perderam seu lar edênico. Os santos de Deus serão reintegrados no Éden restaurado. ‘Adão tinha assuntos para meditação nas obras de Deus no Éden, que era o Céu em miniatura.’ – Comentários de Ellen G. White, SDABC, vol. 1, pág. 1.082.

“* Adão e Eva não puderam mais comer da árvore da vida. Os salvos comerão para sempre da árvore da vida (Apoc. 22:2).

“* Adão e Eva perderam sua perfeita felicidade familiar. Na Nova Terra cumprir-se-ão os propósitos originais de Deus.

“* Adão e Eva perderam o domínio sobre os outros seres criados. Na Nova Terra, leões, cordeiros, leopardos e bezerros andarão juntos, e ‘um menino pequeno os guiará’ (Isa. 11:6).

“* Estresse, medo, confusão, ansiedade, e tudo o mais que resultou do pecado terá desaparecido. Em seu lugar existirá ‘a paz de Deus, que excede todo o entendimento’ (Fil. 4:7; ver também Isa. 26:3 e 4).” – LES893, p. 182.

22:6 E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.

                Deus dos profetas – “Devido a Sua natureza divina é que São Pedro disse que foi Jesus que inspirou os profetas (I São Pedro 1:10, 11) e em Apocalipse 22:6 diz-se ser Ele ‘O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas’. A Bíblia proclama que Jesus é o Verbo, é Deus eterno e coeterno com o Pai. Ex: São João 1:1-3, 14. ” – SRA/EP, p. 22.

22:7 Eis que cedo venho! Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.

                Eis que venho sem demora (ou: Eis que cedo venho)– “Os cristãos têm interpretado essa declaração de maneiras diferentes. É possível que estejamos lendo um idiomatismo oriental com as nossas lentes ocidentais, não interpretando, portanto, corretamente o que Cristo está dizendo nessas passagens. Por exemplo, Cristo assegurou aos discípulos que Deus ‘depressa’ fará justiça a Seu povo (S. Luc. 18:7 e 8).  A palavra ‘depressa’ constitui a tradução da forma substantivada do adjetivo grego usado em Apoc. 22:7, 12 e 20. Jesus disse, porém, que Seu povo clama ‘dia e noite’ e que Deus parece ser ‘demorado’ em defende-los. Afigura-se que a tradução apresenta uma incoerência: Como Deus pode fazer justiça rapidamente, se ao mesmo tempo parece ‘demorado em defende-los’?

“A explicação mais simples é que a referida expressão pode ser às vezes usada como idiomatismo que significa certeza. Jesus estava dizendo que, embora pareça que Deus está sendo moroso em resolver essa situação injusta, é certo e seguro que Ele fará justiça.

“Usando palavras diferentes, Moisés e Pedro expressaram o conceito similar de certezada destruição dos inimigos de Israel (Deut. 32:35) e dos falsos mestres na igreja (II S. Ped. 2:3).

“Se isto for correto, a reiterada declaração de Cristo ao apóstolo João, no fim do primeiro século, visava assegurá-lo, bem como os outros cristãos, da certeza da Segunda Vinda. Também é possível que o vocábulo grego tenha sido usado com o sentido de ‘inesperadamente’. (Comparar com I Tess. 5:1-3.)

“Por outro lado, parece ser razoável interpretar a promessa de Cristo: ‘Eis que venho sem demora’, em conexão com o cumprimento das profecias do Apocalipse referentes ao fim do tempo, especialmente a importante profecia que trata do conflito final acerca do selo de Deus e o sinal da besta. …

“A mensagem de todo o livro do Apocalipse gira em torno do interesse pela prontidão diária para o encontro com o Senhor no fim do tempo. Em Apocalipse 1:1 e 3 é apresentada a idéia da proximidade. Foram mostradas a João ‘as coisas que em breve devem acontecer’, as quais eram urgentes, ‘pois o fim do tempo está próximo’.” – LES893, p. 183.

22:8 Eu, João, sou o que ouvi e vi estas coisas. E quando as ouvi e vi, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava, para o adorar.

22:9 Mas ele me disse: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.

                Adora a Deus – “Recapitule as advertências acerca da falsa adoração em Apocalipse 13:8 e o apelo da primeira mensagem Angélica, em Apocalipse 14:7. O conflito final concentrar-se-á nesta questão simples, mas crucial: A quem iremos adorar?” – LES893, p. 184.

22:10 Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo.

                Não seles – “Partes do livro de Daniel foram ‘seladas’ até o tempo do fim (Dan. 12:4). O livro do Apocalipse é, porém, um livro aberto que deve ser proclamado até os confins da Terra. Depois de 1798 foram desseladas as partes seladas do livro de Daniel, e elas têm sido proclamadas junto com o Apocalipse. Estes dois livros revelam que o tempo para a volta de Cristo ‘está próximo’.

“O livro do Apocalipse deve ser aberto perante o público. A muitos lhes foi ensinado que é um livro selado; mas está selado unicamente para quem rejeita a luz e a verdade. A verdade que contém deve ser proclamada, a fim de que as pessoas tenham uma oportunidade de preparar-se para os acontecimentos que logo ocorrerão. A mensagem do terceiro anjo deve ser apresentada como a única esperança de salvação de um mundo que perece.” – Evangelismo, p. 195 e 196.

22:11 Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda.

Fim do tempo da graça – “O começo e a terminação da mensagem do terceiro anjo estão dentro do período de tempo abrangido por Apocalipse 11:15-19. A cena se desenvolve depois do desapontamento de 22 de outubro de 1844, e culmina no fim do tempo da graça, quando os ímpios e os justos são separados para sempre (Apoc. 22:11).” – LES893, p. 98.

Ainda – “O sentido do versículo é o de que aqueles que cometem a injustiça continuarão a comete-la, e os que praticam a justiça continuarão a praticá-la para sempre. Depois do fim do tempo da graça ninguém alterará seu modo de proceder. ‘Aquele que tem sido o nosso intercessor … logo terminará Sua obra no santuário celestial.’ – Comentários de Ellen G. White, SDABC, vol. 7, pág. 989. ‘Não haverá um segundo tempo de graça para pessoa alguma.’ – Ibidem.” – LES893, p. 184.

22:12 Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra.

                Eis que venho sem demora (Eis que cedo venho) – “O apóstolo S. Paulo advertiu a igreja a não esperar a vinda de Cristo em seu tempo. ‘Porque não será assim’, diz ele, ‘sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado.’ II Tessalonicenses 2:3. Não poderemos esperar pelo advento de nosso Senhor senão depois da grande apostasia e do longo período do domínio do ‘homem do pecado’. Este ‘homem do pecado’, que também é denominado ‘mistério da injustiça’, ‘filho da perdição’, e ‘o iníquo’, representa o papado, que conforme foi anunciado pelos profetas, deveria manter sua supremacia durante 1.260 anos. Este período terminou em 1798. A vinda de Cristo não poderia ocorrer antes daquele tempo. S. Paulo, com a sua advertência, abrange toda a dispensação cristã até o ano 1798. É depois dessa data que a mensagem da segunda vinda de Cristo deve ser proclamada.” – O Grande Conflito, p. 356.

“Estamos vivendo no ‘tempo do fim’ (o período entre 1798 e o fim). Estamos vivendo na era da besta de dois chifres; estamos presenciando o ressurgimento papal de maneira surpreendente. Vemos o fortalecimento das ligações entre o protestantismo, o catolicismo e o espiritismo. Vemos os movimentos em direção ao conflito final acerca do selo de Deus e o sinal da besta – a última profecia básica a ser cumprida antes do retorno de nosso Rei com os exércitos do Céu. Em conexão com essas profecias que se estão cumprindo, as palavras de Jesus são significativas: ‘Eis que venho sem demora.’ Apoc. 22:7.” – LES893, p. 185.

Recompensa – “Não há dúvida de que as glórias da Nova Terra e da Cidade Santa, com a ausência de pecado e morte, doença e tristeza, exercem forte atração. O galardão tem o seu devido lugar, e Jesus declara que virá traze-lo (Apoc. 22:12). Para o seguidor de Cristo, a Cidade Santa é, porém, mais do que uma recompensa: é o seu ‘lar’. Ao tornar-se cristão, ele passou voluntariamente a ser súdito de outro reino. Sua pátria está nos Céus (Fil. 3:20). ‘A Jerusalém lá de cima é mãe de todos nós.’ Gál. 4:26.

“’O Senhor deseja que descansemos nEle sem pensar na medida do galardão. Quando Cristo habita na alma, o pensamento de remuneração não é supremo. Este não é o motivo impelente do nosso serviço. Verdade é que num sentido secundário devemos olhar à recompensa. Deus deseja que apreciemos as bênçãos prometidas; mas não que sejamos ávidos de remuneração, nem sintamos que para cada serviço devamos receber compensação. Não devemos estar tão ansiosos de obter o galardão, como de fazer o que é justo, independentemente de todo o lucro. O amor a Deus e a nossos semelhantes deve ser o nosso motivo.’ – Parábolas de Jesus, págs. 398 e 399.” – LES893, p. 186.

22:13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim.

22:14 Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.

                Bem-aventurados os que lavam as suas vestes (ou: Bem aventurados os que guardam os Seus mandamentos) – “Alguns têm-se preocupado com as traduções diferentes do verso 14: ‘Bem aventurados os que guardam os Seus mandamentos.’ KJV; Almeida, margem. ‘Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras.’ ERAB. Qual é a tradução correta? Os manuscritos gregos se dividem por igual entre essas duas versões do texto, pois algum escriba pode ter cometido um erro ao copiar palavras que diferem bem pouco uma da outra. Ambas as idéias são ensinadas nas Escrituras.

“Se tivéssemos que resumir o conteúdo desses cinco versículos [Apoc. 22:14; 7:14; 15:2; 2:7; 2:10], diríamos: Os que são justificados pela fé no sangue de Cristo, venceram sobre a besta e sua imagem, permanecendo fiéis a qualquer preço. Mas se quiséssemos resumir estes conceitos a uma só palavra, diríamos: convertidos.” – SRA/EP, p. 125.

O povo remanescente se caracteriza por guardar os mandamentos (Apoc. 12:17). Os ‘santos’ de Deus são os que guardam os mandamentos (Apoc. 14:12). Jesus não deixou dúvidas acerca da importância dos mandamentos. (Ver S. João 14:15; 15:10.) Os mandamentos revelam o caráter de Deus, e os salvos reproduzirão o Seu caráter. (Ver Parábolas de Jesus, pág. 69.)

“Os remidos estão ‘vestidos de vestiduras brancas’ (Apoc. 7:9) e é declarado que eles ‘lavaram suas vestiduras, e as alvejaram no sangue do Cordeiro’ (verso 14). Deus dará o justo galardão final aos que O aceitaram, foram perdoados por Ele, e impelidos e habilitados por Seu amor e graça a guardar os Dez Mandamentos, que constituem a transcrição do caráter divino.” – LES893, p. 185.

22:15 Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.

22:16 Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas a favor das igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.

22:17 E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida.

                O último convite – “Compare esta passagem com o convite diário de Jesus (Apoc. 3:20), com o Seu convite aos que têm sede (S. João 4:14 e 15), e com o Seu convite aos que têm fome (S. João 6:32-35). Em Apocalipse 22 é feito o último convite das Escrituras. É o convite de Cristo à humanidade.” – LES893, p. 185 e 186.

O Espírito e a Noiva dizem: Vem! – “À luz de Apocalipse 22:17, o ministério do Espírito e o ministério da Igreja, em certo sentido, são um. E esse único ministério não é outro senão o próprio ministério do Senhor Jesus, e é o próprio ministério de Cristo porque é um ministério conduzido pelo Espírito. Há um senso de unidade entre o ministério de Cristo e o da Igreja. O mesmo Espírito que impulsionou a Cristo naqueles três anos e meio impulsiona a Igreja a partir daquele memorável Pentecostes, cinqüenta dias depois da ressurreição.” – Pastor Dr. José Carlos Ramos, Comentário sobre a lição 11 das Lições da Escola Sabatina do primeiro trimestre de 2004, disponibilizado através do site da Internet: http://www.cpb.com.br.

22:18 Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro;

22:19 e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro.

                Advertência – Ninguém tem o direito de modificar as doutrinas bíblicas nem de pregar idéias próprias acerca da religião. O que se deve pregar é o evangelho eterno, a revelação de Deus tal como se encontra na Santa Bíblia. Por isso a terrível advertência de Deus que está em Apocalipse.” – SRA/EP, p. 131.

22:20 Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém; vem, Senhor Jesus.

22:21 A graça do Senhor Jesus seja com todos.

                Bênção – “Que conclusão incentivadora para a Bíblia! É estendido um convite para a eternidade a todo aquele que aceitar o Seu perdão e poder. ‘A todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que crêem no Seu nome.’ S. João 1:12.

Bibliografia

Anderson, Roy A., O Apocalipse Revelado, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP.

LES892 – Battistone, Joseph J. – Lições da Escola Sabatina, 2º Trimestre de 1989, nº 374, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP.

LES893 – Coffman, Carl – Lições da Escola Sabatina, 3º Trimestre de 1989, nº 375, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP.

LES963 – Gulley, Norman R. – Lições da Escola Sabatina, 3º Trimestre de 1996, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP.

SRA/EP – Belvedere, Daniel – Seminário As Revelações do Apocalipse, Edição do Professor, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP, 2ª ed., 1987.

White, Ellen G., Primeiros Escritos, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP,., 1987.

Seventh Day Adventist Bible Commentary.

White, Ellen G., Atos dos Apóstolos, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP,., .

White, Ellen G., Grande Conflito, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP,., .

Strand, Kenneth A., Interpreting the Book of Revelation. Ann Arbor Publishers, Naples, Florida.

White, Ellen, G., Caminho a Cristo, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP.

 

Publicado anteriormente em: http://apocalipsecomentadoversoaverso.blogspot.com/2015/07/apocalipse-22.html



APOCALIPSE 22 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
12 de outubro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: