Reavivados por Sua Palavra


LIVRO REAVIVADOS PELA PALAVRA DE DEUS by jquimelli
24 de outubro de 2018, 23:01
Filed under: Sem categoria

Amigos,

Recomendo muito a leitura do livro Reavivados pela Palavra de Deus, disponibilizado gratuitamente pela Associação Ministerial mundial através do endereço abaixo.
Um excelente livro!

Destaco a frase da última capa: “O estudo da Palavra de Deus, que conduz a uma experiência transformadora com Jesus, está no próprio centro do reavivamento.” Mark Finley

http://cdn.ministerialassociation.org/docs/languages/portuguese/RevivedByGodsWord-Portuguese.pdf

Jeferson



Gênesis 12 by jquimelli
24 de outubro de 2018, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/genesis/gn-capitulo-12/

A promessa do Senhor a Abraão em Gênesis 12:2 revela outra verdade eterna, de longo alcance: “Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção” (NVI). As bênçãos que Deus nos dá não devem ser egoisticamente acumuladas. Somos abençoados para abençoar. Ao compartilhamos as bênçãos que Deus nos deu, trazemos glória ao Seu nome.

E “…por meio de você todos os povos da terra serão abençoados” (v. 3 NVI). Deus abençoou Abraão para que ele pudesse abençoar a outros. Ele nos abençoa para que nossas famílias possam ser abençoadas através de nós. Nós nos tornamos um canal de bênçãos celestes para aqueles que nos rodeiam.

O caminho do sucesso e o caminho do fracasso andam muito próximos um do outro. Abraão comprometeu sua integridade ao declarar que Sara, sua esposa, era sua irmã. Sua falta de fé quase resultou em tragédia. Como o faraó afirmou corretamente: “eu poderia tê-la levado como minha esposa” [v. 17 tradução do autor]. A incredulidade de Abraão poderia ter causado a perda de quem ele mais amava. Anos mais tarde, Deus conduziu Abraão a um teste semelhante de fé. Quando Deus disse que Sara iria conceber na velhice, será que Abraão agora acreditaria em Deus?

Quando falhamos em um ponto, Deus nos leva ao mesmo lugar novamente e novamente. As aulas na escola do Senhor não podem ser desprezadas. Graças a Deus Abraão passou no teste. Do igual maneira, nós também podemos passar no teste.

Mark Finley
Evangelista

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=247
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli

Este texto em áudio:



GÊNESIS 12 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
24 de outubro de 2018, 0:55
Filed under: Sem categoria



COMENTÁRIO GÊNESIS 12 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
24 de outubro de 2018, 0:45
Filed under: Sem categoria

GÊNESIS 12 – A rotina era permanente. Tudo estava tranquilo. Abrão descendia de Sem, um dos filhos de Noé. Morava em Ur dos Caldeus, cidade ao norte da Mesopotâmia. Sendo filho primogênito de Terá, seria o herdeiro legítimo de todo privilégio e responsabilidade que cabiam ao patriarca de um clã. Entretanto, Abrão não tinha filhos – nenhum herdeiro; pois Sarai, sua esposa, era estéril.

Contudo, Moisés descreve que o destino deste casal foi completamente alterado ao receber de Deus uma ordem e uma promessa.

• Quando Deus nos escolhe para uma missão, tudo muda em nossa vida.
• Ao intervir, Deus nos tira da mesmice, monotonia e rotina diária e motivando-nos a agir pela fé.

A família sempre esteve no coração de Deus. Após a família de Noé salvar-se do dilúvio numa arca, e o texto bíblico apresentar a importante genealogia de Sem (Gênesis 11:10-27), e mostrar que a família de Abrão (Gênesis 10:28-32) descende do filho abençoado de Noé, não do amaldiçoado (Gênesis 9:24-27), revelará os princípios da raça hebraica, retratando quatro pessoas: Abraão, Isaque, Jacó e José.

Temos muitas lições para extrair do capítulo em análise. Na primeira parte (vs. 1-9), podemos destacar três aplicações:

1. Sem demonstrar renúncia total e submissão absoluta a revelação de Deus, nunca teremos uma experiência marcante em nosso currículo espiritual.
2. Se não estivermos dispostos a deixar o conforto de nossa vida aparentemente estável, o convívio dos amigos e familiares jamais experimentaremos os privilégios dos planos divinos.
3. Sem confiar em Deus, não vamos jamais sair do lugar de onde estamos para ir no centro de Sua vontade.

Na segunda parte (vs. 10-20), donde se nota Abrão titubeando, temos mais quatro preciosas lições de vida:

1. Podemos enfrentar crises periódicas em nossa jornada mesmo quando seguimos totalmente as orientações divinas. Abrão enfrentou a seca ao chegar em Canaã.
2. Ao depararmo-nos com crises, criaremos medidas drásticas para resolver problemas. Abrão desceu ao Egito para salvar seus bens.
3. Graça, misericórdia, fidelidade e paciência de Deus são mantidas independentes de nossas decisões sem consultá-lO.
4. Ao sofrer as consequências de nossas escolhas erradas, devemos aceitar novamente a orientação de Deus para nossa vida diária, caso queiramos ser realmente bem-sucedidos.

Somente os planos divinos dão certo para nós! Então, conscientizemo-nos e reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



GÊNESIS 12 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
24 de outubro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria

“De ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção!” (v.2).


Da mesma forma que chamou a Noé, Deus chamou a Abrão e lhe deu uma ordem expressa: “Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, e vai para a terra que te mostrarei” (v.1). Semelhante ao pregador da justiça, Abrão obedeceu sob o amparo da promessa divina: “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra” (v.3). Abrão literalmente saiu de sua zona de conforto para habitar em tendas como um peregrino. Como não tinha filhos, seu sobrinho Ló recebera afeição de filho e decidira segui-lo na peregrinação rumo à Canaã.

Aonde Abrão armasse a sua tenda, ali edificava um altar ao Senhor, reconhecendo a guia divina e invocando o nome do Senhor. Mas apesar de sua fidelidade a Deus, ele também era homem sujeito a falhar. Ao fazer uso de uma “meia verdade”, Abrão colocou em risco a própria vida e seu casamento. Naquele tempo a expectativa de vida era outra e uma mulher como Sara, com aproximadamente sessenta e cinco anos, ainda esbanjava uma encantadora beleza jovial. Por ser uma mulher “sobremaneira formosa” (v.14), Abrão temeu assumi-la como esposa, submetendo-a a ser “levada para a casa de Faraó” (v.15). Mas as misericórdias do Senhor foram maiores do que o medo do patriarca, que teve sua mulher de volta após Deus lançar juízo sobre a casa do rei do Egito.

Quantas vezes frustramos os propósitos de Deus em nossa vida porque deixamos de invocar o Seu nome para olhar para as dificuldades que nos cercam. Em cada lugar onde chegava, Abrão edificava um altar ao Senhor. Mas no Egito foi diferente. Se tão somente ele tivesse confiado na boa mão de Deus, teria deixado ali o testemunho de um verdadeiro adorador. Como representantes de Deus na Terra, Ele nos concede a oportunidade e o privilégio de sermos Suas testemunhas. Erguemos um altar de adoração ao Deus único quando nossa vida encontra-se velada em Cristo Jesus.

Em Cristo, somos todos filhos de Abraão e herdeiros da mesma promessa. Que se cumpra em nossa vida a profecia de Isaías: “A sua posteridade será conhecida entre as nações, os seus descendentes, no meio dos povos; todos quantos os virem os reconhecerão como família bendita do Senhor” (Is.61:9).

Bom dia, família bendita de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis12 #RPSP



GÊNESIS 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
24 de outubro de 2018, 0:10
Filed under: Sem categoria

7 tua descendência. Literalmente, “tua semente” (singular). Faz referência à “semente” em 3:13. Andrews Study Byble.

13 minha irmã. A meia verdade de Abrão é tacitamente aceita por Sara. Tanto Abrão quanto Sara tinham o mesmo pai (20:12) […] O leitor é lembrado que mesmo sendo Abrão o pai da fé (Heb. 11:8-11, 17-19), ele ainda é um ser humano, com medos e falhas de caráter e é resgatado por Deus e pelas esposas/mães da fé, Como se verá, seus medos eram bem fundados. Andrews Study Byble.

17-20 Apesar de Abrão não parecer considerar a honra e integridade de Sara, Deus considera. Em resposta a pragas, o Faraó devolve Sara a Abrão e os manda de volta a Canaã. Note a importante ligação desta história com a posterior narrativa do Êxodo: Tanto Abrão quanto Israel são benvindos no Egito; eles sofrem e Deus intervem enviando pragas (o mesmo termo em Êx. 11.1); eles retornam carregando riquezas do Egito para Canaã. Andrews Study Byble.



GÊNESIS 12 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
24 de outubro de 2018, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: