Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 40 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
3 de setembro de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

O rei Nabucodonosor mandou Nebuzaradã não fazer mal a Jeremias, mas que cuidasse bem dele e que concedesse qualquer pedido seu. Nebuzaradã, então, deu a Jeremias liberdade para ir a qualquer lugar que quisesse. Jeremias decidiu viver perto de Gedalias, em Mispa de Benjamim, a quem Nabucodonosor nomeou como governador de Judá. Deus concedeu ao novo governador ajuda através da presença do profeta Jeremias com ele. Jeremias poderia consultar a vontade do Senhor sempre que o governador pedisse. Gedalias foi um bom governador do ponto de vista humano. Ele procurou a bondade e a felicidade do povo de Judá (Ver Jeremias 40:9-10). Havia capitães do exército de Judá, do lado de fora de Jerusalém, que não foram capturados pelos babilônios. Eles foram a Gedalias e lhe disseram que havia um plano para matá-lo através de Ismael, a mando de Baalis, o rei dos amonitas. Gedalias não acreditou no relatório de Joanã e dos capitães do exército da Judéia. Mas Joanã estava preocupado e propôs um plano para matar Ismael antes que ele matasse o governador. Joanã sabia que o pequeno povo remanescente de Judá se dispersaria caso o governador Gedalias fosse assassinado por esses assassinos pró-egípcios. No entanto, o governador foi complacente para com os assassinos ao não acreditar no relatório. Ele ordenou a Joanã, “Não faça uma coisa dessas. O que você está dizendo sobre Ismael não é verdade. Você não deve matar Ismael. Porque você fala falsamente a respeito de Ismael” (v. 16 NVI). Yoshitaka Kobayashi, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/10/.

6 Mispa. Evidentemente, Mispa foi escolhida para ser o novo centro do governo. Esta cidade, cujo nome significa “torre de vigia” (ver com. de Gn 31:49), ficava, possivelmente, no território de Benjamim (ver com. de Js 18:26; 2Rs 25:23). Foi ali que Samuel “julgou a Israel” (1Sm 7:15, 16) e Saul escolhido rei (1Sm 10:17-25). Mispa tem sido identificada com Tell en-Natsbeh. CBASD, vol. 4, p. 537.

10 Colhei o vinho. Uma vez que os proprietários de campos, vinhas e olivais tinham sido levados cativos para Babilônia, Gedalias ofereceu aos “capitães” esses produtos para suprir suas necessidades imediatas e fornecer alimento para a época do inverno que se aproximava. CBASD, vol. 4, p. 537, 538.

11 Todos os judeus. Indivíduos que fugiram para países vizinhos a fim de escapar da captura dos caldeus. CBASD, vol. 4, p. 538.

12 Muita abundância. Os campos, embora não tratados durante o verão, evidentemente produziram por si mesmos uma grande abundância para o miserável remanescente deixando em Judá. CBASD, vol. 4, p. 538.

14 Sabes tu … ? O rei dos amonitas esteve em aliança com Zedequias contra os babilônios (Jr 27:3). Se não ousou resistir abertamente Nabucodonosor, ele ainda esperava, por meio da ação de Ismael, realizar seu propósito. Joanã soube da conspiração e, em fidelidade a seu novo protetor, alertou a Gedalias; mas em vão, pois o último, em confiança inocente, recusou crer na culpa de Ismael (ver v. 16). CBASD, vol. 4, p. 538.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: