Reavivados por Sua Palavra


SALMO 57 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
27 de dezembro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 57 – Dificuldades surgem para pessoas boas. Problemas e ameaças incomodam os justos. Tem desafios que enfrentamos simplesmente por fazer a coisa certa. O brilho dos justos incomoda àqueles que preferem as trevas do pecado. Davi e Jesus sofreram inocentemente.

Neste Salmo, “Davi clama por libertação quando o rei [Saul] procurava tirar sua vida” (Bíblia Andrews). Embora Davi só havia feito o bem ao rei, este só queria o mal daquele; contudo, Davi ao clamar a Deus, o faz baseando-se na misericórdia divina, não em algum mérito humano.

“O Salmista não exige livramento, como se tivesse direito de esperá-lo. Pede-o como uma demonstração da misericórdia de Deus, uma bênção imerecida, resultante de Sua bondade. Sem fazer caso do ambiente abafado e escuro onde se encontra, considera-se protegido à sombra das […] asas de Deus, como um pintinho aninhado sob as asas da galinha. Ali permanecerá até que passem as tempestades da vida. Desse lugar privilegiado de proximidade consciente, ele clama ao Deus Altíssimo, confiando de que nada nem ninguém podem impedir o Senhor de realizar Seus propósitos para a vida de Seu povo. Quando a resposta vier dos céus, constituirá livramento para o coração confiante e desonra para aqueles que o oprimem. Será uma demonstração inesquecível da segurança e do amor de Deus” (William MacDonald).

1. A intimidade com Deus gera tranquilidade no coração ao travar uma conversa com o bondoso e poderoso Altíssimo através da oração: “Da sua morada no céu, Ele dá ordens e me salva, humilham aos que me agridem. Deus ama generosamente e confirma Sua palavra” (vs. 1-3).
2. Quem conhece a Deus sabe que pode tirar os olhos dos que devoram com sua língua e ameaças de morte, para fixar no Deus que desarma as armadilhas dos perversos (vs. 4-6).
3. Um coração escondido em Deus levará o indivíduo a cantar, louvar, exaltar e glorificar ao Salvador apesar do “furacão”, “dos leões”, das “flechas” e “armadilhas” (vs. 7-11).

“A oração por auxílio muda o coração do salmista, levando-o do desespero à confiança exultante. Rodeado de pessoas de violência selvagem (57.4), ele pode cantar com alegria a Deus (57.8-9)” (Duane A. Garrett).

A oração tira nossos olhos dos problemas para fixá-los em Deus, nossa salvação! Então, consagremo-nos à oração! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: