Reavivados por Sua Palavra


SALMO 55 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
25 de dezembro de 2016, 0:55
Filed under: Sem categoria

Este salmo foi provavelmente escrito ao tempo da rebelião de Absalão e a traição de Aitófel (2Sm 15-17). Alguns dizem que os versículos 12-14 são messiânicos porque eles também descrevem a traição de Cristo por Judas (Mateus 26: 14-16, 20-25). Life Application Study Bible Kingsway.

O Salmo 55 é uma oração por ajuda, em meio a uma situação desesperadora. É concluído com a convicção de que Deus intervirá. O poema tem frequentes repetições e contém queixa, anseio, rogos, indignação, confiança e esperança. Este salmo é o clamor da alma de alguém que desejava encontrar alívio da tristeza e se refugiar na solidão. CBASD, vol. 3, p. 859.

1 Dá ouvidos. Os quatro rogos dos v. 1 e 2 revelam a intensa necessidade do salmista. CBASD, vol. 3, p. 859.

2 sinto-me perplexo em minha queixa. Literalmente, “divago em minha preocupação”. CBASD, vol. 3, p. 859.

3 opressão. Do heb. ‘aqah, “pressão”. A palavra transmite a ideia de algo que é esmagado por um grande peso. CBASD, vol. 3, p. 859.

4 terrores de morte. Por saber que só a morte satisfaria aos conspiradores, o salmista já sentia a sombra dela sobre si (ver Sl. 116:3). CBASD, vol. 3, p. 859.

5 horror. Do heb. pallatsuth, que parece indicar agitação profunda como resultado do medo (ver Jó 21:6; Is 21:4; Ez 7:18). O poeta usa uma linguagem vívida para expressar a intensidade de suas emoções. CBASD, vol. 3, p. 859.

6-8 Mesmo aqueles que estão especialmente perto de Deus, como Davi estava, já tiveram momentos em que queriam escapar de seus problemas e pressões. Life Application Study Bible Kingsway.

6 Então, disse eu: quem me dera asas como de pomba! Voaria e acharia pouso. A beleza poética deste versículo (ver Jr 9:2) expressa de forma comovente o desejo de todo cristão que anseia livrar-se de algum problema. Toda pessoa deseja fugir para algum lugar onde possa estar a salvo de todas as preocupações. Mas, nesta terra, carregamos os problemas a menos que sejam entregues a Jesus. Não se deve esquecer de que há um lugar onde os problemas não podem entrar, e esse lugar é o Céu (ver Ap 21:4). CBASD, vol. 3, p. 859.

Voaria. É preciso não seguir os instintos que motivam a escapar das circunstâncias. Se esse desejo se torna habitual, não é um bom indício. O trabalho, o lar, os relacionamentos e as responsabilidades são uma disciplina essencial para o amadurecimento do caráter. Em vez de voar para longe ou fugir, deve-se invocar a Deus (v. 16). CBASD, vol. 3, p. 859.

7 deserto. Lugar não habitado [ermo] (ver Mt 4:1). Diz-se na Palestina que os pombos povoam os lugares solitários e pedregosos, longe do ser humano. CBASD, vol. 3, p. 859.

9-11 A cidade que deveria ser santa era atormentada por problemas internos: violência, conflitos, malícia, abuso, destruição, ameaças e mentiras. Os inimigos externos, embora uma ameaça constante, não eram tão perigosos quanto a corrupção interior. Mesmo hoje, as igrejas muitas vezes procuram defender-se contra os problemas do mundo pecaminoso, enquanto não conseguem ver que seus próprios pecados estão causando seus problemas. Life Application Study Bible Kingsway.

12-14 Nada machuca mais do que uma ferida feita por um amigo. Pode haver momentos em que os amigos irão confrontá-lo amorosamente para ajudá-lo. Amigos reais irão confrontá-lo amorosamente para ajudá-lo. Os amigos reais repreenderão você em momentos de dificuldade e trazem amor, aceitação e compreensão. Que tipo de amigo é você? Não traia aqueles que você ama. Life Application Study Bible Kingsway.

12 eu o suportaria. Não é difícil suportar a calúnia de um inimigo declarado. No entanto, a calúnia de alguém que outrora foi um inimigo íntimo é arrasador. CBASD, vol. 3, p. 859.

14 Junto andávamos. O tempo imperfeito no hebraico neste caso indica ação habitual. A comunhão era frequente e íntima. CBASD, vol. 3, p. 859.

e íamos. Eles não só desfrutavam estreita comunhão em particular; também estavam juntos na adoração pública. Há um sentimento profundo neste versículo. CBASD, vol. 3, p. 859.

15 cova. Do heb she’ol, “a morada figurada dos mortos” (ver com. de Pv 15:11). CBASD, vol. 3, p. 859.

16 Eu. No hebraico, o começo da frase indica ênfase. O salmista fala de si e contrasta sua atitude coma  conduta dos traidores. CBASD, vol. 3, p. 860.

17 À tarde, pela manhã. Daniel orava três vezes ao dia (Dn 6:10). A verdadeira religião é fortalecida por períodos de oração regulares e frequentes (ver Sl 119:164). CBASD, vol. 3, p. 860.

20 Tal homem estendeu as mãos contra os que tinham paz com ele. O traidor … era amigo íntimo do salmista (ver v. 12-14). O salmista volta a falar da traição do ex-amigo. CBASD, vol. 3, p. 860.

corrompeu a sua aliança. Uma relação que indica amizade estreita. CBASD, vol. 3, p. 860.

21 A sua boca era mais macia que a manteiga. Ele era um verdadeiro hipócrita (ver Sl 28:3; 57:4). As imagens concretas deste versículo são vivas e impressionantes. CBASD, vol. 3, p. 860.

22 Confia os teus cuidados ao SENHOR, e Ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado. O salmista repete a si mesmo estas promessas feitas aos justos que dependem de Deus e as compartilha com todos os que desejam aprender com sua experiência. Deus nem sempre remove a carga, mas ajuda os que avançam com fé. No oratório Elias, Mendelssohn emprega as palavras deste versículo no belo hino para quatro vozes, que se canta após a oração de Elias por chuva no monte Carmelo. CBASD, vol. 3, p. 860.

cuidados. Do heb. yehab, palavra que aparece apenas nesta passagem no AT;… O Talmude lhe atribui o significado de “fardo”. A LXX traz merimna, “cuidado”, “ansiedade” ou “preocupação”. Merimna ocorre em 1Pe 5:7: lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade”. CBASD, vol. 3, p. 860.

Life Application Study Bible Kingsway.

23 metade de seus dias. Abundância de dias era sinal de agrado de Deus (ver Pv 3:2). Deus quer que Seus filhos vivam o período máximo de vida. A prática da impiedade tende a encurtar a vida. CBASD, vol. 3, p. 860.

eu, todavia, confiarei em Ti. O salmista não confia na violência nem no engano, mas somente em Deus (ver Sl 7:1; 11:1). Confiar em Deus é um dos conceitos exaltados no livro dos Salmos. CBASD, vol. 3, p. 860.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: