Reavivados por Sua Palavra


SALMO 38 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
8 de dezembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Mas eu, como surdo, não ouço e, qual mudo, não abro a boca” (v. 13).

Diante do quadro apresentado no Salmo de hoje, você pode pensar: 💭Mas como manter-me inerte e silente diante de tão grande maldade? 💭

A descrição da situação de Davi com certeza lhe fez lembrar um outro personagem que há pouco estudamos: Jó. Percebam como o salmista descreveu a sua degradação física e compare com a história de Jó: “não há saúde nos meus ossos” (v. 3); 

“não há parte sã na minha carne” (v. 3, 7);

“Tornam-se infectas e purulentas as minhas chagas” (v. 5);

“ando de luto o dia todo” (v. 6);

“dou gemidos por efeito do desassossego do meu coração” (v. 8);

“Os meus amigos e companheiros afastam-se da minha praga e os meus parentes ficam de longe” (v. 11).

Porém, ao contrário de Jó, Davi faz uma ligação entre seu sofrimento e suas iniquidades (v. 4). Sabemos que nem todo caso se dá desta forma. Jó, apesar de pecador, foi considerado justo e íntegro aos olhos do próprio Deus, por duas vezes (Jó 1:8; 2:3). Outra diferença está na reação: Jó replicou as duras palavras de seus amigos. Já Davi, buscou na sabedoria do silêncio (v. 14) esperar uma resposta que viesse do SENHOR (v. 15). Mas, em ambos os casos, podemos perceber o mesmo espírito de entrega e de confiança. Jó sabia em Quem cria (Jó 19:25). Sua fé estava alicerçada em Deus, e, apesar de todo o sofrimento, a sua esperança não era depositada neste mundo, mas naquele que sabia que herdaria. 

Mais uma vez podemos observar a preocupação do salmista com os que sem causa o odiavam (v. 19), pois estes eram os seus reais adversários (v. 20). O bem que lhes fazia, sempre lhe tornava em mal e, o incompreensível acontecia: “os meus inimigos são vigorosos e fortes” (v. 19). A atitude de Davi também pode nos parecer incompreensível. Como se manter calado diante da injustiça? Difícil, não é mesmo? Mas foi exatamente por uma atitude assim que hoje podemos ter confirmado no coração a mesma esperança que tinha Jó: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra” (Jó 19:25).

Cristo Se entregou como ovelha muda (Vide Isaías 53:7), por amor a mim e por amor a você. No maior ato de amor da história deste mundo, praticou o mais sublime ato de bondade e só recebeu o mal como paga. Curou, sorriu, perdoou e amou a quem O rejeitou, O dilacerou, O maltratou e O matou.

Diante das injustiças da vida, lembre-se que você foi comprado a preço de sangue inocente. Se aqueles a quem você fez o bem só lhe retribuíram com o mal, como Davi, e como Cristo que nos amou até o fim, persevere na seguinte resolução: “eu sigo o que é bom” (v. 20). Arrepende-te dos teus pecados, confie em Deus e siga a bondade que dEle procede. Ainda que a injustiça grite aos seus ouvidos, escolha ouvir a voz do SENHOR e ser prudente, pois, “o homem prudente, este se cala” (Provérbios 11:12).

Bom dia, prudentes do SENHOR!

*Leiam #Salmo38

Rosana Garcia Barros

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Lindas palavras, como sempre que edificam e nos fazem crescer espiritualmente! A única coisa que hoje senti falta, foi do desafio diário!

Comentário por Cláudia Cristina Gonçalves Ferreira




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: