Reavivados por Sua Palavra


SALMO 34 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
4 de dezembro de 2016, 0:25
Filed under: Sem categoria

“Oh! Provai e vede que o SENHOR é bom” (v. 8).

Diante de um Salmo tão belo e repleto de ricas mensagens de fé e de adoração, fica difícil pensar que Davi o escreveu após o episódio em que se fingiu de louco diante de Aquis, rei dos filisteus (Vide I Samuel 21:10-15). Aquele texto me faz rir todas as vezes que o leio, pois fico imaginando a cena. Então, me deparo com o Salmo de hoje e me pergunto: toda esta inspiração veio depois daquele teatro de loucura de Davi? Sim. Lembro-me de uma outra história que, semelhante a de Davi, salvou a vida de uma senhora cristã em meio à Segunda Guerra. Quando os soldados invadiram a sua propriedade, ela saiu de casa descabelada, toda suja, com uma vassoura na mão e gritando palavras sem sentido. Assustados, pensando que ela fosse alguma espécie de bruxa ou feiticeira, os soldados fugiram e assim a sua vida e a sua integridade física foram preservadas.

No momento em que Davi foi posto frente a frente com o rei filisteu, aparentemente, ele não tinha chance alguma de escapar e nada do que ele dissesse poderia justificá-lo. Então, como sempre, Davi buscou o Único capaz de livrá-lo naquele momento (v. 4). O fingir-se de louco não calou o seu clamor (v. 6). Aos nossos olhos pode até soar estranho tal atitude, mas, para Davi, a forma como ele conseguiu escapar de uma morte certa, foi uma prova inequívoca de que o SENHOR é bom e de como é verdadeiramente feliz todo aquele que nEle se refugia (v. 8). Foi uma experiência tão real e tão forte, que ele pôde sentir a presença do anjo do SENHOR ao seu redor (v. 7).

Davi escolheu refrear a língua e esperar no SENHOR (v. 13). Certamente, ele teria muito o que falar diante daquele rei perverso e pagão, mas o procurar a paz (v. 14) era o mais sensato a se fazer naquele momento. Ele foi levado à presença de Aquis como um herói de guerra, e saiu como um louco. Se Davi tivesse se pronunciado ali, só provocaria ainda mais a ira deles (v. 21). De coração quebrantado e espírito oprimido, ele pôde sentir, mediante uma situação inusitada, que o SENHOR estava com ele (v. 18); que os olhos de Deus repousaram sobre ele e que os Seus ouvidos ficaram bem atentos ao seu clamor (v. 15). Depois do que ali houve, Davi tinha a firme certeza de que, por mais que ainda tivesse que passar por muitas aflições, Deus o livraria de todas elas (v. 19). E que não há condenação para todo aquele que confia no SENHOR (v. 22).

Muitas vezes não entendemos o agir de Deus. E algumas delas pensamos até ser loucura. Mas o que pode nos parecer louco, pode ser a maneira mais eficaz e sábia de se agir. Lembrem que Noé anunciou um dilúvio quando nunca havia chovido antes. Jonas fugiu de Deus e foi engolido por um grande peixe. Jeremias era uma ilustração ambulante do juízo de Deus sobre o Seu povo. São apenas alguns exemplos de que o nosso conhecimento é assaz limitado diante da sabedoria divina. A nós cumpre clamar, provar (ou seja, experimentar, colocar para dentro) e confiar. Portanto, aceitemos o terno convite do SENHOR: “Vinde, filhos, e escutai-me” (v. 11). Quando procuramos ouvir a voz de Deus acima de qualquer voz humana, Ele nos faz enxergar a Sua provisão em meio ao improvável. PROVAI E VEDE!

Bom dia, justos de Deus!

Desafio do dia: “Os que odeiam o justo serão condenados” (v. 21). Não guarde rancor em seu coração por ninguém. Procure a paz (v. 14) e devolva o mal com o bem. 

*Leiam #Salmo34

Rosana Garcia Barros


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: