Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
13 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

 658 palavras

8 Segundo o seu entendimento. Nada traz mais louvor duradouro do que a sabedoria e a discrição. Sempre há necessidade de pessoas em quem se pode confiar a todo tempo, cujas ações são governadas pela inteligência e por princípios elevados (ver 1Sm 18:5). Indivíduos vãos e insensatos, que tem uma visão alterada da vida e dos seres humanos, que distorcem e desvirtuam, são desprezados por todos que os enxergam como de fato são, mesmo por aqueles que os usam para os próprios objetivos. Judas era assim (Mt 27:3-8; At 1:16-20). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1113.

10 É cruel. Deus tem terna consideração pelos animais que criou. O sofrimento não merecido de Suas cristuras é notado (Jn 4:11; Mt 6:26; 10:29). As instruções da lei incluíam regras relacionadas ao tratamento dos animais (Êx 23:4, 5; Dt 25:4; PP, 443; DTN, 500). O adversário da humanidade tem feito muito para agravar o sofrimento de pessoas e animais. Os que o aceitam como mestre se tornam cruéis, e seu egoísmo os cega para as necessidades reais dos outros. CBASD, vol. 3, p. 1113.

13 Sairá da angústia. O perverso se emaranha nas mentiras que conta, e não há ninguém para tirá-lo. CBASD, vol. 3, p. 1113.

14 Retribuído. É Deus quem faz as recompensas serem retribuídas, abençoando as pessoas de bem (ver Jó 1:10; Is 3:10). CBASD, vol. 3, p. 1113.

16 Num instante. O insensato não se exercitou no domínio próprio. Se for importunado por um insulto ou um desprezo imaginário, expressará de imediato seus sentimentos feridos. O sábio percebe que esse tipo de atitude tende a agravar o problema, por isso espera a mente se acalmar antes de tentar endireitar o erro, ou pode simplesmente ignorar a situação (ver Pv 20:22; 24:29; Mt 5:39; Lc 6:35). CBASD, vol. 3, p. 1113, 1114.

17 Diz a verdade. Literalmente, “respira a verdade”. Talvez uma referência ao hábito confirmado de falar a verdade, ou seja, uma pessoa que diz a verdade com a mesma naturalidade da respiração. … Em contrapartida, o transgressor habitual não diz a verdade nem mesmo quando jura fazê-lo. CBASD, vol. 3, p. 1114.

18 Pontas de espada. A comparação é ainda mais impressionante no hebraico, pois a ponta de uma espada é chamada de boca. A boca apressada e impaciente usa palavras que ferem o coração de amigos, ocasionando grande sofrimento e tristeza. Palavras desprovidas de tato costumam perfurar o coração sensível de quem está em luto ou passando por dificuldades, mas o sábio pensa no que dizer a fim de confortar o sofredor, aliviar a raiva e alegrar o desanimado (ver Pv 10:11; Ed, 236, 237). CBASD, vol. 3, p. 1114.

19 Apenas um momento. As mentiras … logo são descobertas e expostas, se não nesta vida, no juízo vindouro. O grande engano de Satanás será, por fim, totalmente revelado ao universo no final do milênio (Ap 20:1-10; Gc, 666-670). CBASD, vol. 3, p. 1114.

23 Oculta o conhecimento. O prudente não fica calado com a intenção de enganar, mas em sábia e modesta cautela. É a falta de sabedoria e modéstia que leva o insensato a expressar tudo que lhe vem à mente (ver Pv 12:16; 13:16; 15:2). CBASD, vol. 3, p. 1114.

24 A [mão] remissa será sujeita a trabalhos forçados. A preguiça traz pobreza e desconforto, em vez do prazer prometido. As pessoas trabalhadoras, que usam o tempo com sabedoria, certamente se erguerão acima dos indolentes. CBASD, vol. 3, p. 1114.

25 Ansiedade. Ou, “preocupação”, “cuidado”. O coração ansioso não consegue sentir a paz de Cristo… Ela [a ansiedade] pode ser muito aliviada por uma palavra de esperança e ânimo, junto com a exortação de ter fé nas promessas de Deus (ver Is 35:3, 4). CBASD, vol. 3, p. 1114.

26 Serve de guia. O caminho do perverso é escuro e enganoso, por isso, ele é levado para a destruição e não consegue guiar ninguém para o rumo certo (ver Mt 15:14). CBASD, vol. 3, p. 1114.

28 Na vereda da justiça, está a vida, e no caminho da sua carreira não há morte. Escolher o caminho da santidade é escolher a vida tanto hoje quanto na época em que Salomão proferiu estas palavras, ou na ocasião em que Israel se deparou com a escolha nos montes Gerizim e Ebal (ver Dt 27; 28; 30:15-20; Mt 19:17). CBASD, vol. 3, p. 1115.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: