Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 21 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
22 de julho de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO PROVÉRBIOS 21 – Primeiro leia a Bíblia

PROVÉRBIOS 21 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

PROVÉRBIOS 21 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR(link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES(link externo)



PROVÉRBIOS 21 by Jeferson Quimelli
22 de julho de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/pv/21

O povo de Israel muitas vezes entendia a adoração como atos rituais de sacrifício, do mesmo modo como seus vizinhos pagãos compreendiam. Mas Deus queria que Seus filhos compreendessem a essência da verdadeira adoração. É por isso que Jesus repetiu as palavras do profeta Oséias (Os 6:6): “Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos; pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]” (Mt 9:13).

Provérbios 21 nos adverte duas vezes para que não tenhamos más intenções ao nos achegarmos a Deus para a adoração (versos 3 e 27). Provérbios 21:27 afirma claramente: “O sacrifício dos ímpios é abominação; Quanto mais oferecendo-o com intenção maligna!” (ARA). O ímpio sacrifica para obter o favor divino, para encobrir irregularidades que pretende continuar fazendo ou, pior ainda, cheio de hipocrisia.

É por isso que Provérbios 21:3 aconselha aos que desejam ser fiéis a Deus: “Fazer o que é justo e certo é mais aceitável ao SENHOR do que oferecer sacrifícios” (Prov. 21:3 NVI). Quantas vezes nós adoramos a Deus com motivos errados e até mesmo sem nenhuma intenção de mudança?

“Querido Senhor, ajuda- me a entrar em Tua presença para Te adorar com um coração grato pelo que tens feito por mim. Que meus motivos sejam puros, baseados em minha necessidade de Ti. E quando eu deixar a Tua presença, vou precisar do Espírito Santo para me manter perto de Ti. Amém.”

Oleg Kostyuk
Hope Channel – EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=895 e https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/04/20/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli



PROVÉRBIOS 21 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
22 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

681 palavras

1 O coração do rei. Para que todas as coisas cooperem para o bem, é necessário que Deus direcione o coração dos monarcas a caminhos que eles não seguiriam de outra maneira. … Esse direcionamento do coração não interfere na liberdade do ser humano em escolher se seguirá ou não o caminho da salvação. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1147, 1148.

5 Os planos do diligente. Os planos da pessoa diligente podem torná-la próspera, graças ao esforço realizado, enquanto o trabalhador apressado e negligente tem toda a chance de falhar, mesmo se seus planos forem bons. A “pressa”também pode se referir à vontade de ficar rico rapidamente (ver Pv 28:20). CBASD, vol. 3, p. 1148.

6 Vaidade. Aqueles que desejam fama e fortuna usando de mentiras são um mero fôlego que logo passará. CBASD, vol. 3, p. 1148.

9 Eirado. Na Palestina antiga, o homem poderia viver em relativo conforto no telhado plano de sua casa durante a maior parte do ano (ver 1Sm 9:25, 26). Salomão argumenta que é melhor ficar exposto ao vento e à chuva do que à língua briguenta e irritante da mulher rixosa (ver Pv 19:13; 27:15). CBASD, vol. 3, p. 1148. [NC: Esta observação também é certamente válida com relação ao homem rixoso.]

10 Recebe dele compaixão. Para a pessoa de desejos maus, nada parece mais importante do que realizar seus projetos perversos. O vício torna o ser humano egoísta e endurecido de coração, não só com o próximo, mas também com a própria família (ver Is 26:10)”. CBASD, vol. 3, p. 1148.

12 O Justo. Ou, “o justo”, com minúscula. … Não se sabe … qual seria a tradução correta da passagem. … A LXX traduz: “O justo entende o coração do injusto e o despreza por sua perversidade”. CBASD, vol. 3, p. 1148.

13 Tapa o ouvido. O comportamento insensível pode trazer retribuição nesta vida e, com certeza, será lembrado no juízo vindouro (ver Pv 14:21; Mt 18:23-25; 25:41-46; Lc 6:38; Tg 2:13). CBASD, vol. 3, p. 1148.

16 Dos mortos. Negligenciar o entendimento e rejeitar o temor do Senhor é o mesmo que garantir para si um lugar eterno com os mortos (Ml 4:1; Ap 20:9). CBASD, vol. 3, p. 1148.

17 Ama os prazeres. Os prazeres, nesta passagem, são ligados ao vinho e ao óleo. Festas e bebedeiras são exemplo da prodigalidade que causa miséria. CBASD, vol. 3, p. 1148.

18 Resgate. Do heb. kofer. Neste caso, não deve ser interpretado no sentido religioso. Não há nada no restante das Escrituras para apoiar a ideia de que a salvação dos justos dependa, de alguma forma, dos ímpios. A segunda parte do versículo, ao ser comparada com uma passagem parecida (Pv 11:8) sugere que o problema do qual o justo é salvo cai sobre aquele que recusa o caminho da salvação. CBASD, vol. 3, p. 1148, 1149.

21 Justiça. A referência não é a quem busca justiça e misericórdia de Deus, mas a quem se comporta com retidão e misericórdia em relação aos outros. CBASD, vol. 3, p. 1149.

24 Indignação e arrogância. Os críticos das coisas santas em geral se encontram tão cheios de orgulho nas próprias habilidades que não veem limites para os ataques céticos que estão dispostos a fazer (ver 2Pe 3:3-7). CBASD, vol. 3, p. 1149.

27 Intenção maligna. Todo sacrifício oferecido por um pecador que não se arrependeu é inaceitável (ver com. de Pv 15:8). É mais ainda, quando apresentado com algum tipo de intenção maligna, como subornar o Senhor para que negligencie o pecado ou então para ter aparência de piedade, para enganar os outros. Contudo, há muitos que dão para a igreja ou para a caridade parte do lucro de seus negócios irregulares com a ilusória ideia de que acertaram as coisas com Deus (ver CBV, 340). CBASD, vol. 3, p. 1149.

29 Considera o seu caminho. A pessoa atrevida e sem princípios defende uma posição sem e preocupar com o certo ou errado, e depois é teimosa demais para mudar. CBASD, vol. 3, p. 1149.

30 Contra o SENHOR. Os seres criados não tem sabedoria nem entendimento que possa se comparar ao Senhor, nem conseguem superar seus conselhos (At 4:25-30). CBASD, vol. 3, p. 1149.

31 Vitória. O cavalo é um símbolo de poder militar. No entanto, por mais bem preparados que os seres humanos estejam para a guerra ou para qualquer outra grande iniciativa, a vitória ou o sucesso provêm do Senhor (ver Sl 20:7; 33:17; 1Co 15:57). CBASD, vol. 3, p. 1149.



PROVÉRBIOS 21 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de julho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e iracunda” (v.19).

Toda mulher passa por um ciclo mensal que abala a sua estrutura emocional, que pode ser em maior ou menor grau. A tensão pré-menstrual, a famosa TPM, é provocada por uma série de mudanças hormonais, que podem influenciar, e muito, o estado de humor da mulher. Portanto, este é um período crítico, mas provisório e deve ser encarado com paciência por parte do cônjuge, assim como a mulher também deve compreender os momentos em que o homem precisa se “esconder” na “terra do nada”. E a partir desta introdução, me permitam destacar dois versos do capítulo de hoje: o 9 e o 19.

Não obstante existam casos de TPM mais severas, o que pode ser tratado e amenizado com o devido uso dos oito remédios naturais e acompanhamento médico, a Bíblia não fala da mulher com tensão pré-menstrual, mas da mulher com tensão pré, pós e sempre. Uma casa com uma mulher rixosa torna-se o último lugar para o qual o marido deseja voltar após um dia de trabalho. A palavra “rixosa” significa “aquela que gosta de provocar brigas; briguenta”. Tudo se torna motivo para reclamações e discórdias. Ela não é uma mulher agradável e não zela para que a sua casa seja um lugar de paz. Ou seja, um ambiente com uma mulher dessas torna-se inabitável e insuportável. Ela é um completo contraste com a mulher sábia (Pv.14:1) e virtuosa (Pv.31:10-31).

Já a pessoa “iracunda” é aquela que se irrita com facilidade, que tem um gênio difícil, que guarda rancor. E a Palavra nos diz que é melhor morar em um deserto do que com uma mulher assim. Ora, no deserto não tem água, não tem comida, o calor castiga de dia e o frio à noite, há feras e animais peçonhentos, e ainda assim é melhor morar em um lugar desses a ter de dividir o mesmo teto com alguém de natureza briguenta e geniosa. Meus amados, com toda a convicção que tenho na santa Palavra do Senhor, nós não fomos chamados para viver esta terrível situação. E se por um acaso a estamos vivendo, dada a situação da crise atual que tem causado grande estresse, precisamos urgentemente clamar pelo auxílio divino.

Daí você pode estar se perguntando: Mas porque a Bíblia se referiu apenas às mulheres? Não existem também homens rixosos e iracundos? Sim, existem. Mas quem o Senhor dotou da habilidade de cuidar do ambiente do lar foi a mulher. Pode perceber que o estado de espírito da mulher será o estado de espírito de toda a casa. Se a mulher está bem ela promove bem-estar a toda a família. Se por algum motivo ela está mal, da mesma forma todos irão sofrer. A mulher é o equilíbrio emocional do lar. Quando a Bíblia diz que “a mulher sábia edifica a sua casa”, está afirmando que em suas mãos pesa a responsabilidade de fazer do seu lar um lugar aprazível e feliz. E não encare isso como um discurso machista e ultrapassado, mas como um conselho do Criador que conhece o nosso potencial.

Os maridos também carregam sobre si uma tremenda responsabilidade. Se preciso for, devem dar a própria vida em favor de suas esposas (Ef.5:25). Há, portanto, um dever mútuo que envolve amor e respeito (Ef.5:33). Assim sendo, que marido não daria a sua vida por uma mulher sábia? Ou que mulher sábia não teria prazer de respeitar o seu marido que a ama mais do que a própria vida? Mas o real desafio está em cada um cumprir com o propósito que lhe foi confiado por Deus, fazendo tudo “de todo o coração, como para o Senhor e não para homens” (Cl.3:23): eis o segredo para tornar o lar um pedacinho do Céu. Ainda que o seu marido não seja merecedor do seu respeito, respeite-o, pois assim Deus é honrado. Se a tua mulher não tem sido digna do teu amor, ame-a, pois assim faz quem ama o Senhor. Este foi o grande desafio que Jesus nos deixou e que por Seu exemplo nos ensinou.

Portanto, procuremos fazer a nossa parte e confiemos que “a vitória vem do Senhor” (v.31). Vigiemos e oremos!

Bom dia, mulheres sábias e homens amorosos!

* Oremos hoje em especial pelas famílias.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Provérbios21 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



PROVÉRBIOS 21 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
22 de julho de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 21 – Pegar atalhos na vida não é sábio. Cair nas armadilhas do diabo não é característica de quem busca a sabedoria divina. Buscar satisfação no pecado é coisa de gente desprovida da direção de Deus!

Nossos atos são moldados por nossas motivações, embora nem sempre ambos se harmonizem. Contudo, Deus conhece o que realmente está por trás de cada um de nossas atitudes:

1. “Nós avaliamos nossos atos pelas aparências; mas o Eterno analisa nossos motivos” (v. 2).
2. “Motivos confusos transformam a vida num emaranhado; os motivos puros levam você pelo caminho direito” (v. 8).

Aqueles que querem ter boa liderança realizarão seus sonhos, se permitirem ser regidos por Deus e Seus princípios de sabedoria. Tal motivação nobre deve aproximar-nos do Senhor para que a realização seja possível (v. 1).

A pureza de coração perante Deus resulta em procedimentos corretos para com as pessoas, tal pureza vale mais que qualquer ritual religioso – por mais nobre que seja! Portanto, qual então é a motivação de um religioso que não procede com equidade em seus relacionamentos? (v. 3).

Arrogância, orgulho, afobação, estresse, perversidade, infidelidade, imoralidade, inveja, ciúmes, raiva, ódio, etc. tudo isso motiva ações que fará aquele que o possui receber “apenas ilusão e a sua promoção – será a morte!” (vs. 4-7).

Na sequência, os provérbios tratam de diversos temas:
1. Reclamação, resmungar de tudo é ingratidão (v. 9);
2. Confusão, promovida por pessoas desprovidas de amor (v. 10);
3. Incapacidade de aprender, a justiça divina aos perversos ensina ao fiel (vs. 11-12, 15);
4. Desprezo ao pobre nos levará ao desprezo de Deus (v. 13);
5. Formas e resultados no presentear pessoas irritadas (v. 14);
6. Resultados de quem se desvia do caminho correto:
a) Morte (v. 16);
b) Insatisfação (v. 17);
c) Punição/retribuição (v. 18);
d) Irritação (v. 19);
e) Destruição (v. 20);
f) Descontrole emocional (v. 24).
g) Fome (v. 25);
h) Ambição/mesquinharia (v. 26);
i) Hipocrisia (v. 27);
j) Desrespeito (vs. 28-29);
k) Derrotas (v. 30).
7. Resultados de quem procura a justiça divina:
a) Vida abundante (v. 21);
b) Sucesso (v. 22);
c) Utilidade/importância (v. 23).

Portanto, “faça sempre o melhor, prepare-se para o pior – então, confie no Eterno e você alcançará a vitória” (v. 31). Com Deus avançaremos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: