Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 17 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
18 de julho de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO PROVÉRBIOS 17 – Primeiro leia a Bíblia

PROVÉRBIOS 17 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

PROVÉRBIOS 17 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES(link externo)



PROVÉRBIOS 17 by Jeferson Quimelli
18 de julho de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/pv/17

Será que Provérbios 17:22 tem alguma ligação com as células assassinas naturais? As células assassinas naturais [“NK” ou “Natural Killers”, no original] são uma parte extremamente importante do sistema de defesa do nosso corpo que agem contra células danificadas ou aquelas que não pertencem a nossos corpos. As células assassinas naturais pertencem a um tipo de glóbulos brancos que atacam e matam as células infectadas por vírus, as que mostram sinais de se transformar em tumor ou aquelas danificadas de outras maneiras. E o que estas células assassinas tem a ver com Provérbios 17:22?

“Um coração alegre … ” é um provérbio tão famoso que todos nós podemos completar a frase “… é bom remédio. ” Pesquisadores relataram em um artigo que o riso reduz o estresse e reforça as células assassinas naturais. Outro pesquisador também descobriu que o riso muda genes e células. Esses pesquisadores não têm informação suficiente para ligar essas alterações genéticas e celulares a outra qualquer coisa boa ou má. Mas, com esta informação eles concluíram que foi o riso (ou o “coração alegre”, se quiserem) que causou as mudanças.

Veja só, essas poucas palavras na Bíblia Sagrada foram comprovadas como verdadeiras e precisas por anos de pesquisa e centenas de livros e artigos de periódicos. A quantidade de pesquisas sobre terapia do riso aumentou mostrando que ela realmente funciona. Funciona tão bem que essa terapia é prática comum em muitos centros de saúde.

Querido Senhor, ajuda-me a ser mais positivo(a) e alegre ao meditar no que tens feito para me salvar e pela esperança que tenho através de Seu amor e sacrifício por mim. Amém.

David A. Steen
Professor Emérito
Universidade Andrews

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=891
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli



PROVÉRBIOS 17 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
18 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

414 palavras

4 O malfazejo. Os malfeitores se deleitam em ouvir quem pensa como eles. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1134.

5 O que se alegra da calamidade. O contraste sugere que o tipo de calamidade mencionado no texto se refere à que leva a pessoas à pobreza. Aqueles que prosperam com a aflição dos pobres ganham um alto retorno de seu investimento, mas tamb;em uma medida esmagadora de remorso no dia que se enxergarem como Deus os vê. CBASD, vol. 3, p. 1134.

8 O suborno. O suborno faz brilhar os olhos do indivíduo que o recebe com tanta intensidade que ele trabalha duro para se tornar digno do presente ou para obter ainda mais benefícios. Ao declarar este traço do comportamento humano, Salomão não está, por este motivo, aprovando-o. CBASD, vol. 3, p. 1134.

9 Encobre a transgressão. Aqueles que insistem em repetir relatos de males feitos por outros costumam criar inimizade entre amigos, mesmo que a transgressão original tenha sido pequena (ver Pv 16:28; 1Co 13:6, 7; T2, 54; T4, 607). CBASD, vol. 3, p. 1134.

12 Uma ursa roubada. A notória ira da ursa de quem se tiraram os filhotes não é tão perigosa quanto a adversidade obstinada do insensato (ver Os 13:8). CBASD, vol. 3, p. 1135.

16 Não tem entendimento. Isto é, não tem cabeça ou compreensão. O dinheiro gasto na educação de uma pessoa assim é desperdiçado. CBASD, vol. 3, p. 1135.

19 Faz alta a sua porta. Alguns acham que o texto se refere à construção de uma passarela elevada que faria uma casa pequena parecer uma mansão. Esse tipo de ostentação tola só serviria para atrair a atenção de coletores de impostos e ladrões, convidando, assim, a destruição. Não se sabe, porém, se havia esse costume nos tempos antigos (ver Pv 10:14; 16:18). CBASD, vol. 3, p. 1135.

23 Suborno. O suborno de qualquer tipo faz pecar tanto quem o dá quanto quem o recebe. A Bíblia tem muito a dizer contra esta prática perversa, que tende a tornar o rico ainda mais rico e o pobre cada vez mais pobre (ver Êx 23:8; Dt 16:19; Is 1:23; Ez 13:19). CBASD, vol. 3, p. 1135.

26 Príncipe. Do heb. nevibim, referindo-se talvez à nobreza do indivíduo, não à sua posição no reino. CBASD, vol. 3, p. 1135.

27 Sereno. Todo o conteúdo dos escritos de Salomão é contrário à fala apressada, sem pensar (ver Pv 15:23; 18:6; 25:11; 29:20; Ec 5:2, 3; 10:14; 12:10). CBASD, vol. 3, p. 1135.

28 Até o estulto. Aquele que duvida da própria sabedoria … se sente compelido a demonstrar sua inteligência, falando demais. Só quem tem firme confiança no próprio entendimento consegue permanecer em silêncio até chegar o momento de dizer poucas palavras sábias. CBASD, vol. 3, p. 1135.



PROVÉRBIOS 17 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
18 de julho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Quanto àquele que paga o bem com o mal, não se apartará o mal da sua casa” (v.13).

Atitudes prudentes e palavras que edificam são duas coisas de que o mundo carece e de que necessitamos exercitar. Em meio ao caos de uma sociedade moralmente egoísta, praticamente destituída de altruísmo, somos desafiados a viver “a fé que atua pelo amor” (Gl.5:6). Imbuídos do Espírito Santo, nossa natureza carnal deve ser combatida mediante diligente esforço em perseverar no estudo das Escrituras e “orando em todo tempo no Espírito” (Ef.6:18). Essa batalha, que é diária, só pode ser vencida pela firme confiança nos méritos do Salvador, que tudo deu a fim de nos tornar “sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo” (Fp.1:10).

As verdades e advertências a nós outorgadas no livro de Provérbios são valiosas gemas dos tesouros da sabedoria e conhecimento do Céu. Não se tratam de suposições, e sim afirmações que retratam a realidade dos “que servem a Deus e [dos] que não O servem” (Ml.3:18). A repetição quanto ao procedimento dos filhos com relação aos pais explica o cenário degradante na maioria das famílias. A insensatez, ausência de disciplina e carência de amor genuíno no lar, corrompem os relacionamentos produzindo uma atmosfera tóxica e quase insustentável. As ocupações e preocupações da vida absorvem o que de fato é importante e, sobrecarregada, a mente irrompe em atos impulsivos e palavras impensadas.

Através de contendas (v.19), “lábio mentiroso” (v.7) e rebeldia (v.11) muitos têm se enveredado por caminhos tortuosos sob o disfarce encantado de uma falsa religião. Contudo, “aos corações prova o Senhor” (v.3). Uma obra é realizada para provar de que material somos feitos. Para tanto, não há trincheira mais delicada e tão desejada quanto a mente humana. Há uma batalha acontecendo neste exato momento na sede de nosso entendimento. Um conflito entre o bem e o mal. E só temos duas escolhas a fazer: submeter-nos às nossas más inclinações e fraquezas, ou colocá-las sob o governo de Cristo que pode torná-las em poderoso testemunho do poder transformador de Deus.

O perverso de coração jamais achará o bem” (v.20). Um coração impenitente e duro não consegue avaliar o mal que faz a si mesmo. Por isso que “Mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no insensato” (v.10). Que ao provar o meu e o seu coração, o Espírito Santo encontre um terreno fértil e pronto para dar “muito fruto” (Jo.15:5). Que o mundo veja em nós amigos que amam e irmãos que acolhem (v.17). Seja o nosso alvo a sabedoria de Cristo (v.24), que, em Sua vida, nos oferece a fonte de todo o saber. E, muito em breve, no Dia de Sua volta, seremos encontrados por Ele como filhos prudentes. Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, filhos prudentes do Pai do Céu!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Provérbios17 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



PROVÉRBIOS 17 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
18 de julho de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

PROVÉRBIOS 17 – Disponível a todos, a verdadeira sabedoria, vinda unicamente de Deus, acessível através de Sua Palavra, nunca separa ética da doutrina.

Apenas obter informação bíblica sem experimentar transformação de vida não é a essência da sabedoria divina. Compreensão correta de Provérbios e interpretação equilibrada de sua mensagem leva-nos a uma vida mudada, consagrada.

O capítulo 17 de Provérbios é sensacional. Suas preciosas máximas sapienciais enriquecem a alma daqueles que as assimilam:
• A sabedoria dá discernimento aos pais para lidarem com filhos difíceis, evitar brigas, conversas maliciosas e fofocas, por isso ela vale mais que morar num palácio ou muitos tesouros (vs. 1-4);
• A sabedoria promove a honra em quem a possui, os netos valorizam avós sábios e, filhos sentem-se satisfeitos com pais assim (vs. 5-6);
• Os Provérbios são úteis à vida prática de todos, do comunicador, do líder, do rei, do pobre, do rico, dos amigos, dos maus, dos bons, dos encrenqueiros, dos vingadores, dos gananciosos, etc. (vs. 7-16);
• Provérbios insistem no cuidado com a língua, finanças e comportamentos em geral, pois uma conduta saudável é imensamente louvável perante Deus e os homens (vs. 17-28).

Há muitos bons provérbios neste capítulo, destaco três:
1. É altamente perigoso estar na companhia de pessoas desprovidas de sabedoria. “É melhor encontrar uma ursa que teve os filhotes roubados que o insensato em sua loucura” (v. 12).
2. Sabedoria tem a ver com espiritualidade. “Quem namora o pecado se casa com a confusão; e quem deixa a arrogância subir à cabeça faz um convite à destruição” (v. 19).
3. Advertências de sabedoria devem ser acatadas, não atacadas: “Quem sabe muito fala pouco; quem é sensato sabe manter a calma” (v. 27).

A piedade é a maior transformação que a sabedoria de Provérbios faz com quem coloca nela seu coração:
• A imoralidade cede lugar à moralidade;
• A perversidade cede lugar à santidade;
• A crueldade cede espaço à bondade;
• O egoísmo cede espaço ao altruísmo;
• A loucura vai embora para deixar o caminho livre à sabedoria.

Por causa disso, em nossa alma…
1. …tristezas transformam-se em alegria;
2. …decepções convertem-se em satisfação;
3. …angústias tornam-se em paz;
4. …conflitos viram harmonia com Deus.

Deus deseja que sejamos sábios, portanto, oremos: “Senhor, arranque nossa loucura, e implante sabedoria em nós!” – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: