Reavivados por Sua Palavra


AMANHÃ COMEÇAREMOS A LER PROVÉRBIOS! by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2020, 17:56
Filed under: Sem categoria



SALMO 150 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 150 – Leia a Bíblia antes

SALMO 150 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

SALMO 150 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



SALMO 150 by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/150

Este é o último dos cinco salmos de Aleluia que concluem o Livro dos Salmos. Cada um destes últimos salmos começa e termina com “Louvado seja o Senhor”, em hebraico hallelu yah.

Quando li este salmo, imaginei a orquestra de instrumentos usada para louvar a Deus mencionada nos versos 3 a 5 e me lembrei do Coro de Aleluia de Handel, na segunda parte de seu oratório: “O Messias”. Esta inspiradora peça musical comemora a vitória final de Deus sobre a morte e o pecado e ressoa louvores ao nosso Redentor.

Este salmo é o clímax do louvor no Livro dos Salmos. O salmista nos convida a louvar a Deus por Seus atos de poder e pela Sua suprema grandeza (v. 2). Ele chama tudo o que tem fôlego para louvar a Deus (v. 6). Você pode imaginar a Terra toda louvando a Deus? Você pode imaginar cada joelho se curvando diante Dele e toda língua confessando que Ele é digno de louvor? (Isaías 45:23)

Esse sonho em breve será uma realidade quando na Nova Terra nos unirmos ao mais culminante Aleluia de todos os tempos: “E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono e dos anciãos; e o número deles foi dez mil vezes dez mil, e milhares de milhares, dizendo com grande voz: Então olhei e ouvi a voz de muitos anjos, milhares de milhares e milhões de milhões. Eles rodeavam o trono, bem como os seres viventes e os anciãos, e cantavam em alta voz: ‘Digno é o Cordeiro que foi morto de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor!’” (Apocalipse 5: 11-12).

Aleluia!

Thandi Klingbeil
Tennessee, Estados Unidos

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=874
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli



SALMO 150 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

185 palavras

Introdução. O Salmo 150 é o último dos salmos de aleluia. É a grande aleluia de encerramento ou doxologia do saltério. Desta forma o livro de Salmos termina com um convite para que todo o ser que respira se junte ao grande hino de louvor. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1057.

1 Louvai-O no firmamento. Como no Salmo 148, a convocação ao louvor se estende aos habitantes do Céu e da Terra. CBASD, vol. 3, p. 1057.

3 Trombeta. Do heb. shofar, “trombeta. CBASD, vol. 3, p. 1057.

Saltério. Do heb nebel, “harpa. CBASD, vol. 3, p. 1057.

Harpa. Do heb. kinnor, “lira”. CBASD, vol. 3, p. 1057.

4 Adufes. Do heb. tof, um pequeno tambor de mão. CBASD, vol. 3, p. 1057.

5 Címbalos. Do heb. tsiltselim. CBASD, vol. 3, p. 1057.

6 Louvai ao SENHOR (ARC; ARA: “Aleluia!”). O maior livro de cânticos já composto encerra com uma grande aleluia final. … No grande auditório dos salmos, onde se estremeceu o nosso coração ao compasso de muitos coros comoventes, levantamo-nos com reverência no momento em que a grande sinfonia chega a seu clímax. De bom grado unimos nossas vozes neste último apoteótico “aleluia”ao Cordeiro de Deus. CBASD, vol. 3, p. 1057.



SALMO 150 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de julho de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Todo ser que respira louve ao Senhor. Aleluia!” (v.6).

No livro “Viagem ao Sobrenatural” (Editora CPB), Roger Morneau registrou a sua experiência com o sobrenatural e como de forma milagrosa Deus o livrou do domínio das trevas. Relatando certo episódio, ele revelou uma das formas que Satanás usa para ofender a Deus, através de sessões de louvor usando músicas cristãs como instrumentos de blasfêmia e afronta “contra tudo que se chama Deus e é objeto de culto” (2Ts.2:4). As revelações contidas na biografia de Morneau abrem os nossos olhos para compreendermos ainda mais claramente o grande conflito que se encerra em cada alma.

O convite do último Salmo deixa claro o objetivo de Deus na Terra: salvar a todos. “Todo ser que respira” (v.6) é convidado a participar das alegrias do Céu através de uma vida de verdadeira adoração na Terra. E o conhecimento de que há um inimigo combatendo com “grande cólera” (Ap.12:12) a fim de conquistar para si o maior número possível de seguidores, adoradores de si mesmos e do príncipe deste mundo, nos ajuda a compreender a nossa necessidade de olhar “firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, O qual, em troca da alegria que Lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hb.12:2).

Todas as vezes que nos entregamos à oração, somos chamados a entrar “no Seu santuário” (v.1) e entreter com Cristo santa comunhão. Ao abrirmos o nosso coração a Deus em confissão, arrependimento e gratidão por “Seus poderosos feitos” (v.2) em nossa vida, estreitamos cada vez mais os laços sagrados que nos unem a Ele e nos é dado o incomparável privilégio de receber as porções diárias de Seu conhecimento e de “Sua muita grandeza” (v.2). Por meio da oração e estudo das Escrituras somos revestidos da armadura de Deus e Satanás é impedido de fazer o que deseja, impelido pela força imbatível da fiel palavra: “Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca” (1Jo.5:18).

Os instrumentos apresentados neste Salmo representam a nossa vida como um todo e os dons que o Espírito nos confere a fim de darmos ao mundo o sonido certo da mensagem evangélica. Empregaremos tudo a serviço dAquele que nos amou primeiro? Entregaremos tudo a Ele a fim de que seja feita a Sua vontade? Oxalá não seja dito a nosso respeito: “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim” (Mt.15:8). O verdadeiro louvor procede de um coração manso e humilde. Daí a nossa necessidade de ir a Cristo e dEle aprender (Mt.11:28-29). Entregue agora mesmo o seu coração a Deus em oração e, certamente, “Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus” (Fp.1:6). “Aleluia!” (v.1). Vigiemos e oremos!

Bom dia, dependentes de Deus!

* Deixe nos comentários o seu pedido de oração. #EuOroPorVocê

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo150 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 150 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
1 de julho de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 150 – Uma adoração incorreta, ou incompleta a Deus, ou uma total negligência em relação à adoração ao único Ser digno de adoração, é um desvio do propósito pelo qual os seres humanos foram criados.

Sem uma atitude correta perante Deus, estaremos em desarmonia com a obediência, com propósitos errados e com a vida voltada para o pecado. Desta forma, quebramos os Dez Mandamentos, começando pelo primeiro.

O Deus que atende nossas súplicas merece adoração! Ao estudar sobre o hinário divino, João Calvino concluiu:
“Posso, com toda sinceridade, chamar este livro de anatomia de todas as partes da alma, pois não há movimento do espírito que não se encontre refletido em seu espelho. Salmos registra de modo vívido todas as tristezas, dificuldades, medos, dúvidas, esperanças, dores, perplexidades e tempestades que agitam o coração dos homens”.

Os Salmos nos ajudam a redefinir a vida, nos convocam a adorar ao Autor da existência, e a harmonizar nossos interesses com os planos do Senhor e Salvador. São 150 Salmos. Quem estuda um por dia, passa 150 dias meditando nestas mensagens inspiradoras.

O último dos Salmos é uma convocação universal para adorar e louvar ao Deus verdadeiro:
1. Precisamos render louvores que vão além das paredes de nossa casa ou do templo, eles devem chegar ao Céu, no Santuário Celestial (v. 1);
2. Precisamos entender que há uma convocação para que nós, percebendo os feitos maravilhosos de Deus no mundo, Lhe adoremos por Sua muita grandeza (v. 2, conf. Deuteronômio 3:24);
3. Precisamos utilizar todos os instrumentos para fortalecer nosso louvor e adoração ao Senhor do Universo (vs. 3-5);
a) De metais;
b) De sopro;
c) De cordas;
d) De percussão, etc.
4. Precisamos louvar e convidar a todos os seres viventes a se unirem na celebração ao Soberano Deus todo-poderoso (v. 6).

Não há melhor forma de terminar o livro de Salmos do que com as palavras do Salmo 150. Estas palavras são tão inspiradas quanto Mateus ou Romanos; elas encerram grandes convites sagrados:
TODO ser que respira louve ao Senhor (v. 6) com TODOS os instrumentos (vs. 3-5), por TODAS as Suas maravilhas realizadas (v. 2) e por TODO Seu grande poder (v. 1). Se assim fizermos, não haverá nenhum espaço para adorarmos nada mais, absolutamente!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: