Reavivados por Sua Palavra


SALMO 68 – BUSQUE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
10 de abril de 2020, 2:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 68 – Leia a Bíblia antes

SALMO 68 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR WEVERTON E EQUIPE (link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)



SALMO 68 by Jeferson Quimelli
10 de abril de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/68

O livro de Salmos poderia muito bem se chamar “Canções de Davi”, pois foi ele quem escreveu a maior parte deste livro. Os três que se seguem foram escritos por seu filho Salomão: Provérbios, Eclesiastes e Cantares (ou Cântico dos Cânticos). Essa unidade dos quatro livros começa e termina com poesia, unindo pai e filho, que em uníssono apelam para que nos juntemos a eles em sua adoração a Deus.

O Salmo 68 dirige a atenção do leitor para um momento da história em que Deus se erguerá e os pecadores não mais existirão (v. 1-2 ); um tempo em que os justos se alegrarão e cantarão louvores Àquele que cavalga sobre as nuvens (v. 3-4), um tempo de libertação da morte (v. 20); um tempo em que milhares e milhares de carros de Deus virão para nos levar ao lar (v. 17), semelhantes ao carro que veio buscar Elias (2 Reis 2:11).Então o Senhor habitará entre o Seu povo, como Ele habitava no Sinai (v. 17).
Davi almeja que todos os reinos do mundo cantem louvores a Deus. Ele quer que a humanidade se junte a ele em sua fé e esperança. Ao longo dos Salmos, ele compartilha experiências dos pontos altos e baixos da sua vida despertando sentimentos que elevam a nossa alma e nos encorajam a participarmos do círculo de amor divino.

No salmo 68 há uma surpreendente mensagem acerca das mulheres no versículo 11: “O Senhor anuncia a palavra, e as mulheres que a proclamam são uma grande multidão” (New International Version). E a New English Translation diz: “O Mestre soberano fala; muitas, muitas mulheres difundem as boas novas”. Essas palavras indicam o papel muito importante reservado por Deus às mulheres na proclamação do Seu amor ao mundo.Este Salmo credita às mulheres dividirem o despojo da batalha (v. 12), e faz referência às asas da pomba (v.13), no encerramento dessa sessão que as menciona (v. 11-13). Salomão também faz referência à mulher como uma pomba (Cantares 5:2). Neste tempo em que Jesus está prestes a retornar sobre as nuvens (v. 4), as filhas de Deus pelo mundo se alegram e louvam a Deus com grande voz.

Usemos nossos dons nos papéis a nós reservados e unamo-nos todos em canções incontidas de louvores!

Teresita Pérez
Florida, USA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=792 e https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/01/07/salmo-68-2/
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 68 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
10 de abril de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1383 palavras

O Salmo 68 celebra a liderança vitoriosa do Senhor sobre Israel desde a época do Êxodo até os dias do salmista. Ele descreve com pequenos detalhes a jornada de Israel pelo deserto, a conquista de Canaã, a fuga dos reis hostis e o estabelecimento final de Jerusalém como o centro religioso da nação. A citação de Paulo em Efésios 4:8 atesta o caráter messiânico de pelo menos uma parte do Salmo 68. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 887.

Os v. 1-18 contém muitas referências à marcha triunfante desde o monte Sinai (nos dias de Moisés) até o monte Sião (nos dias de Davi). … A igreja primitiva, seguindo os indícios em Ef 4.8-13, compreendeu que esse salmo prenuncia a ressurreição, ascensão e governo presente de Cristo, e o triunfo final de sua igreja sobre o mundo hostil. O Sl 68 é o último numa série de quatro. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 Levante-se Deus. Que Deus se levante como o sol quando Davi perseverar com sua força e os filhos das trevas se dissiparem, tal como as sombras da noite fogem antes do alvorecer. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

4 exaltai o que cavalga sobre as nuvens (ARA; ARC: “louvai aquele que vai sobre os céus”.

exaltai. Do heb salal, que tem o significado básico de ” erguer”, ” exaltar”. CBASD, vol. 3, p. 887.

5. Pai. Deus revela Seu caráter aos seres humanos por meio de Seus atos de bondade. Quanto mais o ser humano se relaciona com Ele, mais compreende o bondoso cuidado divino. Cristo ” estendeu Sua tenda ao lado da dos homens para que pudesse viver entre nós e tornar-nos familiarizados com Seu caráter e vida divinos” (DTN, 23). CBASD, vol. 3, p. 888.

Embora Deus seja Altíssimo, Ele não desampara o humilde. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

6 Deus faz com que o solitário more em família. A figura pode ser a se um solteiro pobre que não tem dinheiro para pagar por uma noiva (cf. Jacó; Gn 29:18) e, portanto, não pode se casar. Deus tem cuidado dele e o ajuda a formar uma família. CBASD, vol. 3, p. 888.

Os rebeldes habitam em terra seca. Ele é um Deus justo, pois contabiliza os malfeitos dos opressores, que assim não tem paz naquilo que conquistam pela fraude e pela injúria. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

7 Ao saíres. Este versículo introduz o glorioso tema do salmo. Deste ponto em diante [até o v. 18] apresentam-se várias alusões à marcha triunfal de Israel pelo deserto até Canaã, tendo a Deus como guia constante. CBASD, vol. 3, p. 888.

8 O próprio Sinai. Embora a presença de Deus fosse manifestada continuamente durante a longa jornada no deserto, Sua gloriosa majestade foi mostrada de forma especial no Sinai (ver Êx 19:16-18; PP, 339, 340). CBASD, vol. 3, p. 888.

12 aquela que ficava em casa repartia os despojos. O que demonstra a abundância dos despojos que serão conquistados. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

13 Por que repousais entre as cercas dos apriscos? (ARA; NVI: “vocês dormem entre as fogueiras do acampamento”). Ficam de repouso no arraial. Bíblia de Estudo NVI Vida.

O termo heb. shefathayim, traduzido como “redis” na ARC e “fogueiras do acampamento” na NVI, na verdade indica pedras de fogão de lenha ou chaminé. …a passagem deve ser traduzida… “Ficareis assentados junto às pedras do fogão?” é uma pergunta que envergonha os que, num momento de emergência nacional [batalha e vitória contra os reis], ficam em casa quando grandes interesses estão em jogo, CBASD, vol. 3, p. 888, 889.

Cobertas de prata. Uma bonita imagem que sugere a luz do sol incidindo sobre a plumagem de uma pomba que alça voo. CBASD, vol. 3, p. 889.

14 Dispersa os reis. Evidentemente uma referência à frustração dos reis de Canaã quando Josué invadiu a terra (Js 10:10, 11). CBASD, vol. 3, p. 889.

Cai neve sobre o monte Salmon. Deus espalhou os reis assim como a neve desaparece do monte Zalmon. … É mais provável que este “Zalmon” seja Jebel Haurân, que fica ao leste do mar da Galileia, chamado por Ptolomeu de Asalmanos. Sua altura é de 2 mil metros e seu topo fica coberto de neve quase todos os invernos. CBASD, vol. 3, p. 889.

15, 16 As montanhas ao redor de Basã [a leste de Israel], incluindo-se o altíssimo monte Hermom, são apresentadas com ciúmes porque Deus escolheu o monte Sião como a sede do seu governo, fazendo dele o “mais alto” dos montes (v. 48.2 e nota). Bíblia de Estudo NVI Vida.

16 Por que olhais com inveja … ? O salmista personifica os imponentes montes como se estivessem invejosos dos montes de Jerusalém. Deus honrou Sião ao escolhê-lo para construir ali o Seu templo (ver Sl 132:13-16). CBASD, vol. 3, p. 889.

17 O Sinai tornou-se em santuário. O próprio Deus, acompanhado dos anjos celestiais, carregando consigo toda majestade e glória manifestada no Sinai, Se estabelece no monte Sião. Que conclusão gloriosa para essa retrospectiva histórica! CBASD, vol. 3, p. 889.

18 Subiste. O salmista emprega a figura de um monarca que retorna triunfante, com vários cativos, para descrever o Rei celestial subindo a Jerusalém. … Paulo aplica a figura do salmista à ascensão de Cristo (Ef 4:8). CBASD, vol. 3, p. 889.

Subiste em triunfo às alturas. Até teu lugar de entronização no monte Sião (v. 47.5, 6 e nota; v. tb. 7.7). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Paulo aplica esse versículo (como é traduzido na Septuaginta) ao Cristo na Ascensão (Ef 4.8-13), e ali dá a entender que a Ascensão de Cristo foi uma continuação e cumprimento do reino que Deus estabelecera na sua cidade real de Jerusalém. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Compare com o Salmo 47.5, 6. A ascensão de Cristo às alturas é enunciada em Sua honra. Ele triunfara sobre os portões do inferno. Ou seja, Ele triunfou conduzindo muitos cativos, tal como grandes conquistadores costumam fazer (Cl 2.15). E capturou aqueles que nos haviam capturado e que, não fosse Sua intervenção, teriam nos deixado cativos para sempre. Não! Mais do que isso, Ele fez cativo o próprio cativeiro, tendo prontamente destruído o poder do pecado e de Satanás. Isso testemunha a integralidade da vitória que Jesus Cristo obteve sobre nossos inimigos espirituais. De tal modo que, pelo amor do Messias, somos mais do que vencedores, somos mais do que conquistadores (Rm 8.37). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

19 Suporta as nossas cargas. Livra-nos de carregar os fardos que os inimigos imporiam sobre nós, caso nos escravizassem (v. 81:6; Is 9.4; 10.27). Mas alguns associam esse trecho a textos bíblicos como 55.22; Is 46.4. Bíblia de Estudo NVI Vida.

21 ferirá gravemente a cabeça de seus inimigos. Ou seja, a cabeça de Satanás, a antiga serpente (pela primeira promessa de Deus, fora profetizado que a semente da mulher pisaria a cabeça da serpente). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

22 Basã … profundezas do mar. Basã (cf. tb v. 15) era o planalto elevado a leste do Jordão, e o mar era o Mediterrâneo – nenhum dos inimigos escapará (v. Am 9.1-4). Bíblia de Estudo NVI Vida.

23 Para que banhes o pé em sangue. Uma expressão que descreve a destruição dos inimigos (ver com do Sl 58:10). CBASD, vol. 3, p. 890.

Ele os fará vitoriosos sobre seus inimigos. … Sobre a destruição das gerações anticristãs, lemos sobre o sangue do lagar até [a altura de] os freios dos cavalos (Ap 14.20). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

24 Adufes (ARA; NVI: “tamborins”). Possivelmente um tipo de tambor. CBASD, vol. 3, p. 890.

27 Benjamim … Judá. Todo Israel está representado, desde a pequena Benjamim até a poderosa Judá, incluindo tribos do norte e do sul. Bíblia de Estudo NVI Vida.

30 Multidão dos fortes (ARA; NVI: “a fera entre os juncos”). Em vez disto ” animal selvagem dos juncos”, expressão usada talvez para simbolizar o Egito, a potência mundial da época. CBASD, vol. 3, p. 890.

O Egito é destacado aqui como representante das nações hostis – isso por causa das experiências passadas com aquela potência mundial, e porque, na ocasião em que o salmo foi composto, era o único império grande nos horizontes imediatos de Israel. Bíblia de Estudo NVI Vida.

32 Cantai a Deus. O salmo termina com um convite a todas as nações para louvar o Deus supremo que de forma tão gloriosa manifestou Seu poder e Sua bondade ao conduzir Israel em sua marcha triunfal desde o Egito até o monte Sião. Quando Cristo subiu ao Pai, os anjos O receberam nas cortes celestiais cantando em triunfo as palavras dos v. 32 a 34 (ver AA, 32, 33; comparar também com o Sl 24:7-10). CBASD, vol. 3, p. 890.

35 Bendito seja Deus! A contemplação do caráter de Deus conforme descrito neste poema motiva este tributo de louvor do coração de cada filho de Deus (ver Sl 66:20). CBASD, vol. 3, p. 891.



SALMO 68 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
10 de abril de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Bendizei a Deus nas congregações, bendizei ao Senhor, vós que sois da estirpe de Israel” (v.26).

Usando figuras de linguagem conhecidas pelo povo, de experiências vividas, e símbolos que representam cenas futuras, Davi compôs este precioso Salmo. Já no início, percebemos o cenário de um julgamento. “Levanta-Se Deus” (v.1) significa que o Juiz justo está pronto para proferir Sua sentença. Antes de sua morte, o mártir Estêvão, “cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, à sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus” (At.7:55-56). A visão de Estêvão representava a sentença do Senhor sobre o povo de Israel, de que não mais seria a Sua nação eleita na Terra; marco este que encerrou a profecia das setenta semanas dadas ao profeta Daniel (Dn.9:24).

Descrevendo as cenas finais deste mundo, João viu “o Cordeiro em pé sobre o monte Sião” (Ap.14:1). Costumo dizer aos meus filhos que se temos Jesus como nosso Advogado hoje (1Jo.2:1), não O temeremos quando Ele vier como Juiz. Mas “à presença de Deus perecem os iníquos” (v.2), pois não suportarão a glória de Deus, e dirão “aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face dAquele que Se assenta no trono e da ira do Cordeiro” (Ap.6:16). Dentro em breve, o céu se recolherá “como um pergaminho quando se enrola” (Ap.6:14) e ficará repleto de “milhares e milhares” de anjos, e, “no meio deles, está o Senhor” (v.17), pois “virá o Senhor, meu Deus, e todos os santos, com Ele” (Zc.14:6). E os justos se regozijarão e exultarão “na presença de Deus” (v.3), e dirão: “Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e Ele nos salvará; este é o Senhor, a quem aguardávamos; na Sua salvação exultaremos e nos alegraremos” (Is.25:9).

Eu não sei vocês, amados, mas eu me sinto “exausta” (v.9) e com grande expectativa aguardo e clamo  pela preciosa promessa da “copiosa chuva” (v.9) do Espírito Santo: “Pedi ao Senhor chuva no tempo das chuvas serôdias” (Zc.10:1). O “Pai dos órfãos e Juiz das viúvas” (v.5), “que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração” (2Co.1:22), do alto olha para a Terra e sela os Seus últimos servos (Ap.7:3). “O Senhor” também nos “deu a Palavra” (v.11) que nos aproxima do nosso “Deus libertador” (v.20) e nos “faz ouvir a Sua voz, voz poderosa” (v.33). “Bendito seja o Senhor” (v.19)!

Em Seu batismo, Jesus foi ungido pelo Espírito Santo, que desceu “como pomba, vindo sobre Ele” (Mt.3:16), como pomba cujas asas “são cobertas de prata, cujas penas maiores têm o brilho flavo do ouro” (v.13). Sob Suas asas, o Senhor, o Espírito, deseja, “dia a dia”, levar “o nosso fardo” (v.19) até chegarmos no “monte de Deus” (v.15), pois com Ele, “o Senhor, está o escaparmos da morte” (v.20). Falta muito pouco, amados, para, do santuário, iniciar “o cortejo do meu Deus” (v.24) e do seu Deus, que culminará no dia em que, olhando para Cristo, diremos: “Deus é a nossa salvação” (v.19)! Portanto, “bendizei ao Senhor, vós que sois da estirpe de Israel” (v.26), do “Israel de Deus” (Gl.6:16). “Reinos da Terra, cantai a Deus, salmodiai ao Senhor” (v.32), “porque o tempo está próximo” (Ap.22:10). De Sua habitação Jesus declara: “Venho sem demora” (Ap.3:11). “Bendito seja Deus!” (v.35). Vigiemos e oremos!

Bom dia, justos do Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo68 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 68 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
10 de abril de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 68 – Os desejos divinos com relação a nós são muito maiores e melhores que os nossos. São incríveis!

“Deus deseja fazer mais por nós do que sequer podemos imaginar. Com frequência, vivemos muito abaixo de nossos privilégios. Pegamos umas migalhas aqui e ali, quando poderíamos regalarmos à mesa de banquete de Seu amor” alerta-nos Mark Finley.

DEUS…

• …confunde os Seus inimigos e alegra os Seus amigos (vs. 1-4);
• …é Pai dos órfãos, Ele faz justiça às viúvas, dá família às pessoas solitárias, liberta os presos e lhes dá riqueza e felicidade, mas os rebeldes recebem terra árida (vs. 5-6);
• …guia, cuida, protege, abençoa e orienta a Seu povo em Sua jornada nesta vida (vs. 7-13);
• …se inclina e desce para habitar com e entre Seu povo (vs. 14-18);
• …leva nossas cargas, nos dá poder e nos livra da morte, de nossos inimigos e julga os rebeldes e pecadores (vs. 19-23);
• …vence tudo, portanto, todos devem louvar ao Seu santo e poderoso nome por tantas coisas que Ele fez em nosso favor baseado em Seu amor (vs. 24-35).

“A mão de Deus está aberta. Ele oferece bênçãos espirituais que nem podemos imaginar. Ele deseja que sejamos cheios de Seu amor, do Seu Santo Espírito, do Seu poder. Se o buscarmos de todo o coração, Ele derramará Seu Espírito abundantemente” (Finley).

A maior dádiva de Deus a nós foi Seu Filho Jesus, o qual deixou tudo por amor e nós, Se entregou e morreu numa cruz, ressuscitou e subiu ao Céu para garantir a plenitude do Espírito Santo para atender, fortalecer, orientar e guiar a quem quiser na jornada rumo ao Céu – sem Ele não temos garantia de nada.

“O Espírito Santo é Deus conosco, dia a dia, levando nosso fardo em muitas ocasiões. Às vezes, temos tantas coisas a fazer que chegamos a desejar que alguém nos ajude a tomar decisões acertadas” (Wilson Sarli); é aí que se clamarmos por ajuda, teremos a presença do Espírito de Deus, e com Ele, tudo o que precisamos para vencer e avançar rumo ao Céu.

De Seu santuário Deus vence e age como Juiz poderoso e justo para punir os perversos e recompensar os conversos!

“Senhor, não nos deixe contentar apenas com as migalhas da bênçãos que tens para nós” – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: