Reavivados por Sua Palavra


SALMO 88 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
30 de abril de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO SALMO 88 – Leia a Bíblia antes

SALMO 88 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO PR. HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUAREZ (link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

COM. VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo) 

COM. VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA(link externo)

COM. VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)

COM. VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)



SALMO 88 by Jeferson Quimelli
30 de abril de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/88

“Estou confinado e não posso escapar” (v.8).

Milhares de anos depois, o lamento desesperado de Hemã é ecoado por milhões que enfrentam tediosas semanas de confinamento em casa. Ricos e pobres, famosos e infames, homens e mulheres, todos sofrem nas mãos do Covid-19 indiscriminadamente insidioso.

O sofrimento aparece em uma variedade de tons. Pode ser o resultado de uma pandemia, perseguição, doença ou rejeição ou inúmeras outras formas de agonia. Independentemente da repetida nota, todos os que sofrem sofrem encarcerados pelo desespero e pelo sofrimento. Não há saída? Os olhos escurecem de tanto chorar; a força desaparece. Amigos e familiares freqüentemente abandonam o sofredor ou deixam de entender sua luta.

Corações esmagados clamam a Deus: Por que não me respondes? Por que estás se escondendo de mim? Em desespero desolado, imploramos que Deus se levante, responda e mostre Seu rosto. Presos na tristeza, ansiamos pela presença consoladora de Deus. Certamente, Seu amor pode nos libertar.

Olhos ofuscados pela tristeza geralmente deixam de perceber a presença de Deus. No entanto, emoções intensas não são um verdadeiro indicador da presença de Deus. Nossa falta de percepção nunca equivale à ausência de Deus.

Está você confinado pelo sofrimento? Não tema! Deus está eternamente presente. Seu amor nunca será colocado em quarentena.

Lori Engel
Capelã (atualmente com deficiências)
Eugene, Oregon EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=812
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli



SALMO 88 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
30 de abril de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

798 palavras

O Salmo 88 tem sido considerado o mais triste e depressivo do livro dos Salmos. … foi composto num período de sofrimento físico e mental. Nele não há um raio de esperança, com exceção da frase: “Ó SENHOR, Deus da minha salvação.” É um longo gemido de tristeza, concluindo com a palavra “trevas”. CBASD, vol. 3, p. 937.

Não importa quão abatido possamos nos sentir., sempre poderemos nossos problemas a Deus e expressar nossa angústia a Ele. Life Application Study Bible Kingsway.

A situação imediata nos mostra um atribulado buscando a face de Deus. A figura profética nos mostra o peso que Jesus carregou para ser nosso Salvador e ser o cumprimento do salmo anterior. Bíblia Shedd.

É o único salmo atribuído ao ezraíta Hemã (descendente de Corá), a quem Davi colocou na liderança da música na casa do Senhor (1Cr 6:31-22, 90). Bíblia de Estudo Andrews.

Da minha salvação. Este parece ser o único raio de luz em todo o salmo. … Um filho de Deus nunca deveria chegar ao ponto de desistir, mesmo em desespero.Não importa quão abatido possamos nos sentir., sempre poderemos nossos problemas a Deus e expressar nossa angústia a Ele. CBASD, vol. 3, p. 937.

6 Nenhuma destas expressões é forte demais para o sofrimento mental, mais profundo que o físico; mas também têm paralelos na história de Israel: cova – José [e também Daniel] foi posto na cova e depois na prisão, como parte do plano divino para levantá-lo e fazê-lo salvador de sua família; lugares tenebrosos – Abraão foi cercado por Deus, nas cerradas trevas antes de receber a aliança (Gn 15:12-18); abismos – Jonas foi lançado nos abismos para depois aprender a ser fiel profeta de Deus. E tudo isto se coroa pela angústia de Jesus no jardim do Getsêmani (Mt 26.38). Jesus, que por meio de sofrimentos, foi aperfeiçoado Autor de nossa salvação (Hb 2.10). O sofrimento faz parte do plano de Deus (cf Cl 1.24; 1 Pe 3.14). Bíblia Shedd.

Um crente não está isento … de sofrimento neste mundo. Pelo contrário, a sorte do crente comumente inclui sofrimento e dor. Não podemos esperar escapar de todo o sofrimento, mas encontramos consolação nos sofrimentos e na ressurreição de Jesus (Fp 3:10). Bíblia Shedd.

Abominação. Isto é, algo detestável e abominável, que deve ser evitado como impuro. CBASD, vol. 3, p. 937.

10-12 maravilhas. Os atos salvíficos de Deus a favor de Seu povo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Não existe vida, louvor a Deus, declaração de Seu amor, fidelidade, maravilhas ou atos de justiça na sepultura. Os mortos não se levantam. Ênfase no caráter final da vida, pois a ressurreição não é uma experiência cotidiana (89:49); a afirmação não nega necessariamente a esperança da ressurreição. Bíblia de Estudo Andrews.

11 Será referida a Tua bondade na sepultura? Cadáveres não apreciam os atributos de Deus. Somente os vivos conseguem louvar a Deus por Seu amor (ver Sl 89:1). CBASD, vol. 3, p. 938.

12 terra do esquecimento. Expressão poética única que retrata a ausência de memória após a morte, 0casião em que se encerram todos os processos mentais, o nada total (ver Ec 9:5, 6, 10), mas também a imagem da falta de lembrança dos mortos algum tempo depois pelos vivos, ou até mesmo pro Deus, pois são eliminados de Seu cuidado terreno (ver Sl 88:5, comparar com 139:8). Bíblia de Estudo Andrews.

13-18 Qual a diferença entre a angústia do crente e a do pagão? O crente odeia o pecado, a causa de toda a fraqueza humana, volta-se para Deus em oração, deseja reconstruir com Ele e espera o resultado vindo de Deus. Bíblia Shedd.

13 Mas eu, SENHOR, clamo a Ti por socorro. O salmista volta, por assim dizer, à realidade de que ele não está na sepultura, mas está vivo. Embora à beira da sepultura, ele continuará a orar para que Deus venha resgatá-lo. CBASD, vol. 3, p. 938.

14 Por que rejeitas, SENHOR, a minha alma e ocultas de mim o rostoSem perceber um grave pecado, ele não consegue entender porque tinha que sofrer tanto. CBASD, vol. 3, p. 938.

17 Como água. O salmista é como uma pessoa prestes a se afogar. CBASD, vol. 3, p. 938.

18 Amigo e companheiro. O salmista … foi abandonado até mesmo por aqueles a quem ele tinha o direito de pedir ajuda e simpatia no sofrimento (ver Jó 19:13-21). CBASD, vol. 3, p. 938.

trevas. O salmo é um exemplo de fé confiante: embora … não visse livramento, [o salmista] permanecia firme em Deus. CBASD, vol. 3, p. 938.



SALMO 88 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
30 de abril de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Mas eu, Senhor, clamo a Ti por socorro, e antemanhã já se antecipa diante de Ti a minha oração” (v.13).

A maioria das pessoas têm a ideia de que os Salmos são poesias que transmitem tão somente palavras de conforto e de paz. Há verdade nisso se com ela não excluímos o fato de que eles também possuem teor profético e de que não exime a liberdade dada por Deus de permitir que a individualidade do escritor apareça nas Escrituras. No livro de Jó, por exemplo, encontramos discursos que exprimem os sentimentos e emoções de Jó pela força de sua experiência. O apóstolo Paulo, como doutor da Lei, não foi impedido de escrever “certas coisas difíceis de entender” (2Pe.3:16). Isso também não exclui e nem contradiz a verdade de que: “Toda a Escritura é inspirada por Deus” (2Tm.3:16).

No Salmo de hoje, o salmista expressou exatamente o que estava sentindo conforme a situação em que estava vivendo. Em uma lamentação sem a indicação de um final feliz, suas palavras se resumem em uma profunda tristeza que culminaria em morte, caso não houvesse uma intervenção divina. Ele declarou: “a minha vida já se abeira da morte” (v.3). Mas apesar de todo o seu sofrimento, ele não perdeu a fé de que há um Deus no Céu que ouve as orações dos aflitos: “Mas eu, Senhor, clamo a Ti por socorro, e antemanhã já se antecipa diante de Ti a minha oração” (v.13).

Talvez você esteja passando por um momento semelhante ao do salmista. Talvez você só tenha palavras de lamentação para oferecer a Deus. Contudo, assim como Hemã teve a sua lamentação escrita em registro sagrado, o Senhor não rejeita as suas palavras de sofrimento se elas provêm de um coração humilde e contrito. O que o salmista sentiu e o que você pode estar sentindo agora, Jesus também já sentiu e expressou o Seu sofrimento em palavras: “Deus Meu, Deus Meu, por que Me desamparaste?” (Mt.27:46).

Não confunda lamentação com murmuração. O murmurador não vai ao Senhor em busca de socorro, mas com espírito acusatório e desafiador. Entretanto, o fato de Deus ouvir as nossas lamentações não atesta uma vida constantemente atribulada. Jesus teve muitos motivos para andar entre os homens como Homem atribulado, mas, como o salmista, nas madrugadas depunha Suas aflições diante do Pai e retornava às multidões com espírito alegre e suave. Às vésperas de enfrentarmos um “tempo de angústia, qual nunca houve” (Dn.12:1), o hoje é o tempo que nos é dado como oportunidade de estreitarmos o nosso relacionamento com Deus. Apegue-se ao Senhor! Ele está voltando! Vigiemos e oremos!

Bom dia, apegados a Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo88 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 88 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
30 de abril de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

SALMO 88 – Quando densas nuvens pairam sobre nossa face, impossibilitando que nossos olhos enxerguem qualquer luz no fim do túnel, nossa alma precisa derramar-se sinceramente perante Deus exalando angústia e pesar.

O salmo é “oração de um adorador em aflição profunda, que clama a Deus das profundezas de seus problemas… Pode ser que esta oração desesperada se origine de alguém com uma doença fatal, pois o humor revela depressão profunda” (Bíblia Andrews).

Sem mudanças, o salmo começa com tristeza e termina com notas fúnebres. Não há sinal de vitória, nem de esperança. O único ponto positivo é que a fé encontra forças na fraqueza e na tristeza para falar com Deus em meios às densas trevas da existência.

Segue o esboço deste texto inspirado: O salmista…
• clama a Deus em meio à tristeza (vs. 1-2);
• descreve sua situação deprimente (vs. 3-8);
• pede urgência no atendimento de sua oração (vs. 9-12);
• solicita compreensão da parte de Deus por sua situação (vs. 13-18).

Este Salmo é considerado o mais triste dos salmos. Ele “representa o fundo do poço do sofrimento humano. O salmista parece explorar todo o vocabulário da tristeza e da amargura com o intuito de descrever sua situação desesperadora, semelhante a de um paciente em estado terminal, isolado em alguma ala de hospital destinada aos incuráveis. É apenas questão de tempo até cobrirem seu rosto com um lençol e transportá-lo para o necrotério” (William MacDonald).

Lições:
• Mesmo nas situações mais negras, é possível elevar nossa alma a Deus através da oração.
• Ainda que estejamos no túnel sem fim, sem luz, podemos agarrar-nos ao Deus que habita em luz inacessível – a corda é a oração suplicante.
• Até quando alguém se sente abandonado por Deus, sofrendo ameaças de morte desde a infância, crendo ser alvo da ira divina, é possível encontrar conforto na presença do divino Consolador através da oração.
• Embora a melancolia, a tristeza e a fraqueza de espírito ofusquem nossa visão de Deus ou malogre nossa interpretação sobre Ele, todavia, é possível clamar a Ele em oração.
• Apesar das palavras serem negativas, pesadas, enfadonhas e tristes, elas revelam o que vai dentro d’alma; e, Deus aprecia a sinceridade de quem ora.

Sem lágrimas de tanto chorar e sem melhoras… ainda é possível orar. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí




%d blogueiros gostam disto: