Reavivados por Sua Palavra


SALMO 68 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
10 de abril de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1383 palavras

O Salmo 68 celebra a liderança vitoriosa do Senhor sobre Israel desde a época do Êxodo até os dias do salmista. Ele descreve com pequenos detalhes a jornada de Israel pelo deserto, a conquista de Canaã, a fuga dos reis hostis e o estabelecimento final de Jerusalém como o centro religioso da nação. A citação de Paulo em Efésios 4:8 atesta o caráter messiânico de pelo menos uma parte do Salmo 68. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 887.

Os v. 1-18 contém muitas referências à marcha triunfante desde o monte Sinai (nos dias de Moisés) até o monte Sião (nos dias de Davi). … A igreja primitiva, seguindo os indícios em Ef 4.8-13, compreendeu que esse salmo prenuncia a ressurreição, ascensão e governo presente de Cristo, e o triunfo final de sua igreja sobre o mundo hostil. O Sl 68 é o último numa série de quatro. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 Levante-se Deus. Que Deus se levante como o sol quando Davi perseverar com sua força e os filhos das trevas se dissiparem, tal como as sombras da noite fogem antes do alvorecer. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

4 exaltai o que cavalga sobre as nuvens (ARA; ARC: “louvai aquele que vai sobre os céus”.

exaltai. Do heb salal, que tem o significado básico de ” erguer”, ” exaltar”. CBASD, vol. 3, p. 887.

5. Pai. Deus revela Seu caráter aos seres humanos por meio de Seus atos de bondade. Quanto mais o ser humano se relaciona com Ele, mais compreende o bondoso cuidado divino. Cristo ” estendeu Sua tenda ao lado da dos homens para que pudesse viver entre nós e tornar-nos familiarizados com Seu caráter e vida divinos” (DTN, 23). CBASD, vol. 3, p. 888.

Embora Deus seja Altíssimo, Ele não desampara o humilde. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

6 Deus faz com que o solitário more em família. A figura pode ser a se um solteiro pobre que não tem dinheiro para pagar por uma noiva (cf. Jacó; Gn 29:18) e, portanto, não pode se casar. Deus tem cuidado dele e o ajuda a formar uma família. CBASD, vol. 3, p. 888.

Os rebeldes habitam em terra seca. Ele é um Deus justo, pois contabiliza os malfeitos dos opressores, que assim não tem paz naquilo que conquistam pela fraude e pela injúria. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

7 Ao saíres. Este versículo introduz o glorioso tema do salmo. Deste ponto em diante [até o v. 18] apresentam-se várias alusões à marcha triunfal de Israel pelo deserto até Canaã, tendo a Deus como guia constante. CBASD, vol. 3, p. 888.

8 O próprio Sinai. Embora a presença de Deus fosse manifestada continuamente durante a longa jornada no deserto, Sua gloriosa majestade foi mostrada de forma especial no Sinai (ver Êx 19:16-18; PP, 339, 340). CBASD, vol. 3, p. 888.

12 aquela que ficava em casa repartia os despojos. O que demonstra a abundância dos despojos que serão conquistados. Bíblia de Estudo Mathew Henry.

13 Por que repousais entre as cercas dos apriscos? (ARA; NVI: “vocês dormem entre as fogueiras do acampamento”). Ficam de repouso no arraial. Bíblia de Estudo NVI Vida.

O termo heb. shefathayim, traduzido como “redis” na ARC e “fogueiras do acampamento” na NVI, na verdade indica pedras de fogão de lenha ou chaminé. …a passagem deve ser traduzida… “Ficareis assentados junto às pedras do fogão?” é uma pergunta que envergonha os que, num momento de emergência nacional [batalha e vitória contra os reis], ficam em casa quando grandes interesses estão em jogo, CBASD, vol. 3, p. 888, 889.

Cobertas de prata. Uma bonita imagem que sugere a luz do sol incidindo sobre a plumagem de uma pomba que alça voo. CBASD, vol. 3, p. 889.

14 Dispersa os reis. Evidentemente uma referência à frustração dos reis de Canaã quando Josué invadiu a terra (Js 10:10, 11). CBASD, vol. 3, p. 889.

Cai neve sobre o monte Salmon. Deus espalhou os reis assim como a neve desaparece do monte Zalmon. … É mais provável que este “Zalmon” seja Jebel Haurân, que fica ao leste do mar da Galileia, chamado por Ptolomeu de Asalmanos. Sua altura é de 2 mil metros e seu topo fica coberto de neve quase todos os invernos. CBASD, vol. 3, p. 889.

15, 16 As montanhas ao redor de Basã [a leste de Israel], incluindo-se o altíssimo monte Hermom, são apresentadas com ciúmes porque Deus escolheu o monte Sião como a sede do seu governo, fazendo dele o “mais alto” dos montes (v. 48.2 e nota). Bíblia de Estudo NVI Vida.

16 Por que olhais com inveja … ? O salmista personifica os imponentes montes como se estivessem invejosos dos montes de Jerusalém. Deus honrou Sião ao escolhê-lo para construir ali o Seu templo (ver Sl 132:13-16). CBASD, vol. 3, p. 889.

17 O Sinai tornou-se em santuário. O próprio Deus, acompanhado dos anjos celestiais, carregando consigo toda majestade e glória manifestada no Sinai, Se estabelece no monte Sião. Que conclusão gloriosa para essa retrospectiva histórica! CBASD, vol. 3, p. 889.

18 Subiste. O salmista emprega a figura de um monarca que retorna triunfante, com vários cativos, para descrever o Rei celestial subindo a Jerusalém. … Paulo aplica a figura do salmista à ascensão de Cristo (Ef 4:8). CBASD, vol. 3, p. 889.

Subiste em triunfo às alturas. Até teu lugar de entronização no monte Sião (v. 47.5, 6 e nota; v. tb. 7.7). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Paulo aplica esse versículo (como é traduzido na Septuaginta) ao Cristo na Ascensão (Ef 4.8-13), e ali dá a entender que a Ascensão de Cristo foi uma continuação e cumprimento do reino que Deus estabelecera na sua cidade real de Jerusalém. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Compare com o Salmo 47.5, 6. A ascensão de Cristo às alturas é enunciada em Sua honra. Ele triunfara sobre os portões do inferno. Ou seja, Ele triunfou conduzindo muitos cativos, tal como grandes conquistadores costumam fazer (Cl 2.15). E capturou aqueles que nos haviam capturado e que, não fosse Sua intervenção, teriam nos deixado cativos para sempre. Não! Mais do que isso, Ele fez cativo o próprio cativeiro, tendo prontamente destruído o poder do pecado e de Satanás. Isso testemunha a integralidade da vitória que Jesus Cristo obteve sobre nossos inimigos espirituais. De tal modo que, pelo amor do Messias, somos mais do que vencedores, somos mais do que conquistadores (Rm 8.37). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

19 Suporta as nossas cargas. Livra-nos de carregar os fardos que os inimigos imporiam sobre nós, caso nos escravizassem (v. 81:6; Is 9.4; 10.27). Mas alguns associam esse trecho a textos bíblicos como 55.22; Is 46.4. Bíblia de Estudo NVI Vida.

21 ferirá gravemente a cabeça de seus inimigos. Ou seja, a cabeça de Satanás, a antiga serpente (pela primeira promessa de Deus, fora profetizado que a semente da mulher pisaria a cabeça da serpente). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

22 Basã … profundezas do mar. Basã (cf. tb v. 15) era o planalto elevado a leste do Jordão, e o mar era o Mediterrâneo – nenhum dos inimigos escapará (v. Am 9.1-4). Bíblia de Estudo NVI Vida.

23 Para que banhes o pé em sangue. Uma expressão que descreve a destruição dos inimigos (ver com do Sl 58:10). CBASD, vol. 3, p. 890.

Ele os fará vitoriosos sobre seus inimigos. … Sobre a destruição das gerações anticristãs, lemos sobre o sangue do lagar até [a altura de] os freios dos cavalos (Ap 14.20). Bíblia de Estudo Mathew Henry.

24 Adufes (ARA; NVI: “tamborins”). Possivelmente um tipo de tambor. CBASD, vol. 3, p. 890.

27 Benjamim … Judá. Todo Israel está representado, desde a pequena Benjamim até a poderosa Judá, incluindo tribos do norte e do sul. Bíblia de Estudo NVI Vida.

30 Multidão dos fortes (ARA; NVI: “a fera entre os juncos”). Em vez disto ” animal selvagem dos juncos”, expressão usada talvez para simbolizar o Egito, a potência mundial da época. CBASD, vol. 3, p. 890.

O Egito é destacado aqui como representante das nações hostis – isso por causa das experiências passadas com aquela potência mundial, e porque, na ocasião em que o salmo foi composto, era o único império grande nos horizontes imediatos de Israel. Bíblia de Estudo NVI Vida.

32 Cantai a Deus. O salmo termina com um convite a todas as nações para louvar o Deus supremo que de forma tão gloriosa manifestou Seu poder e Sua bondade ao conduzir Israel em sua marcha triunfal desde o Egito até o monte Sião. Quando Cristo subiu ao Pai, os anjos O receberam nas cortes celestiais cantando em triunfo as palavras dos v. 32 a 34 (ver AA, 32, 33; comparar também com o Sl 24:7-10). CBASD, vol. 3, p. 890.

35 Bendito seja Deus! A contemplação do caráter de Deus conforme descrito neste poema motiva este tributo de louvor do coração de cada filho de Deus (ver Sl 66:20). CBASD, vol. 3, p. 891.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: