Reavivados por Sua Palavra


JÓ 2 by Jeferson Quimelli
24 de dezembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/job/2

Desde que Satanás roubou este planeta, a Terra se tornou a única ovelha perdida no universo. Quando Deus, através de Cristo, perguntou a Satanás de onde ele viera, ele disse: “De andar de um lado para o outro e para cima e para baixo, na Terra.” Ele estava muito ocupado projetando o mal e desastres, não apenas para Jó, mas para toda a humanidade.

Deus estava orgulhoso de Jó e perguntou a Satanás se ele havia observado Jó, “homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal” (verso 3). Coloque-se na situação de Jó e aprenda de sua experiência. Deus permite que Satanás atue contra Jó, mas não o abandona. De fato, Deus enviou o seu Filho para vir e morrer por Jó, para que Jó possa viver, o que Ele também fez por todos nós, para que possamos viver. Por causa disso, todos os filhos de Deus e os anjos não caídos verão o amor de Deus e exultarão de alegria.

Querido Deus,
Muitas pessoas inocentes estão sofrendo e somente Tu sabes porquê elas sofrem. Mas Tu também sabes que nada se compara com as bênçãos e dádivas que lhes darás quando da Volta de Jesus e após. Inclua-nos, portanto, em seu reino de Graça. Amém.

Koot van Wyk
Kyungpook National University
Sangju, Coreia do Sul

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=684
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



JÓ 2 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
24 de dezembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JÓ 2 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
24 de dezembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

JÓ 2 – Tem capítulos da vida que ninguém gostaria de passar. Alguém gosta de injustiças, rejeições e solidão?

Após a primeira rodada de provas, Jó experimenta a segunda, bem mais intensa:
• No Céu, uma reunião se repete da mesma forma que antes dos primeiros ataques satânicos ao servo de Deus (v. 1);
• Deus inicia diálogo com Satanás – como no capítulo anterior (v. 2);
• Deus novamente introduz Jó na conversa, assim provoca a Satanás (v. 3);
• Satanás desafia o diagnóstico de Deus sobre Jó (vs. 4-5);
• Deus libera Satanás a fazer o que propôs para abalar a fé de Jó (v. 6);
• Satanás não perdeu a oportunidade, nem tempo: Ele foi eficiente em fazer o que se propôs, sem brincar no trabalho e sem desperdiçar nenhum dos limites dado por Deus: Jó ficou tomado de tumores malignos – da cabeça aos pés (v. 7);
• Jó, vítima dos diálogos entre Satanás e Deus, sentou-se em cinzas e começou a coçar-se com caco de cerâmica (v. 8);
• Assim como outros personagens que Satanás não eliminou propositalmente (ver 1:14-18), sua esposa foi preservada para pressioná-lo ainda mais a “amaldiçoar a Deus e morrer” (v. 9);
• A resposta de Jó à esposa revela sua firmeza diante da investida acirrada de Satanás (v. 10);
• Três amigos de Jó aproximaram-se, mas durante sete dias não ajudaram em nada, estavam pasmos diante da situação e sofrimento que viram (vs. 11-13).

Quando tudo sai de nosso controle, quando toda tranquilidade e paz tornam-se numa ebulição de problemas, em que/quem apoiaremos? Na família? Os dez filhos de Jó estavam mortos. O cônjuge? Bem… o cônjuge é muito importante nestas horas…

Contudo, “as palavras da esposa de Jó – amaldiçoa teu Deus e morre – foram provavelmente a provação mais amarga para ele. Ironicamente, a pergunta que ela faz – ainda reténs a tua sinceridade? – apresenta quase as mesmas palavras utilizadas antes pelo Senhor (Jó 2:3). A repetição dessa sentença ressalta a perseverança de Jó, que sua esposa interpretou de forma equivocada como loucura ou fanatismo religioso. Ela provavelmente pensou que o marido se recusava cegamente a encarar a realidade de sua situação desesperadora” (Earl D. Radmacher, Ronald B. Allen e H. Wayne Hause).

Apesar de tudo, é melhor nunca perder a fé? Vale a pena orar/adorar ao Senhor? – Heber Toth Armí.



JÓ 2 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
24 de dezembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre” (v.9).

Sem bens e sem filhos, a vida de Jó foi bruscamente afetada e tornou-se alvo da curiosidade do antigo Oriente. Contudo, ele conservou “a sua integridade” (v.3), como observado pelo próprio Deus, fato este que despertou o diabo a prosseguir em seus planos de destruir o servo do Senhor: “Pele por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida” (v.4). Ao perceber o fracasso de sua primeira tentativa, o inimigo das almas não desistiria de provar ao Universo que a integridade de Jó era condicional.

Completamente tomado de enfermidades físicas e emocionais, aquele que antes possuía um lugar de honra diante dos grandes da Terra, acabou “sentado em cinza” com um caco na mão “para com ele raspar-se” (v.8). Em nenhum outro relato bíblico encontramos alguém em semelhante sofrimento. Creio que depois de Jesus, Jó foi o homem que mais sofreu na Terra. Aquela cena era doída demais para a sua mulher, de modo que ela pensou ser a morte a única saída para uma situação tão degradante. É fácil julgar a atitude da mulher de Jó quando o relato não pode exprimir a dor de ver seu ente querido literalmente perecendo aos pedaços.

Dia após dia, Satanás observava a ruína de Jó e em cada gemido do humilde sofredor esperava com ansiedade palavras de maldição. Mas a medida de suas lágrimas e de seu flagelo não podiam superar a intensidade de seus clamores. Como quem aguarda a hora da morte, Jó não pedia pela própria vida e nem ambicionava reaver o que havia perdido, mas mesmo consternado em dor e agonia, seu coração pulsava no intenso desejo de permanecer na presença do Senhor e nEle encontrar alívio.

Como os amigos de Jó, existem muitos dentre o povo de Deus que ainda necessitam de genuína conversão. Não compreendem que qualquer de suas boas ações ou intenções não podem ser motivadas por esforço próprio, mas são dons de Deus. E o precioso silêncio que, conforme o costume, deveria permanecer até que o pranteador se manifestasse, teria sido o consolo suficiente não fosse seguido por palavras impensadas e cheias de falsa piedade.

O problema do sofrimento humano não define em que lado estamos. Para os antigos, e para muitos ainda hoje, o sofrimento está diretamente relacionado à condição do homem com Deus. Fazem da prosperidade um termômetro e esquecem que os grandes homens e mulheres de Deus do passado tiveram de passar por muitas tribulações a despeito da própria vida. Querem desfrutar das bênçãos de Jesus, mas rejeitam ter de compartilhar de Seus sofrimentos. E o único meio de escaparmos desta condição letárgica é, como Jó, conservando a nossa integridade diante de Deus.

Uma vida de comunhão diária, de constante oração e de diligente estudo das Escrituras, não nos livra de passarmos por aflições, mas, certamente, é a receita infalível para não sermos destruídos pelo inimigo. Jó andou “pelo vale da sombra da morte” (Sl.23:4), mas ao seu lado estava Deus. Se os amigos não conseguem lhe dar consolo na aflição, ao seu lado está o Senhor a lhe dizer: “Dizei aos desalentados de coração: Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus. A vingança vem, a retribuição de Deus; Ele vem e vos salvará” (Is.35:4). Vigiemos e oremos!

Bom dia, consolados pelo Espírito Santo!

Desafio da semana: “Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração” (Tg.5:13). A oração intercessora é uma poderosa  expressão de amor ao próximo e a sua eficácia a mais pura expressão do amor de Deus. Faça da intercessão um estilo de vida.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jó2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JÓ 2 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
24 de dezembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



JÓ 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
24 de dezembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

Observando Jó, os principados e potestades nas regiões celestes constataram que Deus pode levar um homem a amá-lo, não por suas dádivas, mas por Ele mesmo – Deus – (Ef 3.10). … A história é muito confortadora, porque verificamos que não somos um joguete do acaso, mas em cada detalhe d a vida a mão do nosso Pai está promovendo nosso desenvolvimento espiritual. Nossos amigos mais queridos podem aconselhar-nos a renunciar a Deus e morrer, mas no Getsêmane o Senhor nos ensinou a aceitar a vontade do Pai seja qual for o preço – mesmo que isso possa significar a morte – certos de que ele não nos deixará na sepultura (Sl 16.10). Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento. F. B. Meyer.

4 pele por pele. Satanás estava sugerindo que até a declaração de fé feita por Jó em 1.21 não passava de fingimento, e que ele sacrificaria qualquer coisa para salvar a própria vida. Se Deus estendesse a sua mão e fustigasse o corpo de Jó, então este amaldiçoaria a Deus em Seu rosto. Bíblia de Genebra.

O dito, evidentemente proverbial, talvez tenha tido origem na linguagem de barganha ou troca, significando que um homem renunciaria a uma coisa por outra ou a uma propriedade de menor valor para salvar outra de maior valor. … Satanás está tentando mostrar que ainda não havia imposto a Jó um teste suficientemente severo para revelar seu verdadeiro caráter. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 560.

7 tumores. Do heb sechin, de uma raiz que significa “estar quente”, “estar inflamado”. … É precário tentar diagnosticar a doença de alguém que viveu há 3.500 anos, quando a única informação consiste de umas poucas observações não técnicas registradas num livro que é em grande parte poético. … É suficiente ver Jó como um grande sofredor, sem tentar diagnosticar sua enfermidade específica. CBASD, vol. 3, p. 560.

8 cinzas. Símbolo de luto (v. 42.6; Et 4.3). Bíblia de Estudo NVI Vida.

9 Amaldiçoe a Deus. Em hebraico, a expressão, aqui e em 1.5 emprega um eufemismo (lit, “Bendiga a Deus”). Satanás está lançando mão da esposa de Jó para tentá-lo assim como levou Eva a tentar Adão. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Heb bãrekh, “abençoar”. A língua hebraica nunca poderia ser empregada … para dizer “amaldiçoe a Deus”; o contexto da passagem, porém, revela qual a tradução certa. Bíblia Shedd.

10 Doida. Heb nãbhãl. Estulta, na religião e na moralidade. Bíblia Shedd.

Não se refere a fraqueza mental, mas a insensibilidade religiosa e moral. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 561.

Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal? Tema principal do livro: a aflição e o sofrimento não são meramente castigos pelo pecado; para o povo de Deus, podem servir de provação (como aqui) ou como disciplina que culmina em lucros espirituais (v. 5.17; Dt 8.5; 2Sm 7.14; Sl 94.12; Pv 3.11, 12; 1Co 11:32; Hb 12.5-11). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Muitas pessoas pensam que crer em Deusos protege de problemas. Então, quando as calamidades vem, eles questionam a bondade e a justiça de Deus. Mas a mensagem de Jó é que você não deve desistir de Deus porque Ele permite que você tenha más experiências. Fé em Deus não garante prosperidade pessoal e falta de fé não garante problemas em sua vida. Se fosse assim, as pessoas creriam em Deus simplesmente para ficarem ricas. Deus é capaz de nos resgatar do sofrimento, mas Ele pode permitir que os sofrimentos venham por razões que não podemos compreender. É estratégia de Satanás levar-nos a duvidar de Deus exatamente neste momento. Aqui Jó mostra uma perspectiva mais ampla do que buscar o seu próprio conforto pessoal. Se quisermos sempre saber o porquê de estarmos sofrendo, nossa fé não terá espaço para crescimento. Life Application Study Bible NVI Kingsway.

11 Elifaz, o principal dos três amigos de Jó, era de Temá, cidade famosa por seus sábios (Jr 49.7). Seu discurso demonstrou mais esclarecimento racional que o de seus dois amigos. … Em 42.7-9, Deus se dirige a Elifaz (confirmando que ele era o líder entre os amigos de Jó) e lhe ordena que faça um sacrifício expiatório por haver acusado Jó injustamente. Bildade era, sem dúvida, descendente de Suá (Gn 25.2), um dos filhos de Abraão com Quetura, que mais tarde se tornou o patriarca de uma tribo árabe. Bildade pronunciou três discursos (Jó 8; 18; 25), e seu caráter “tradicionalista” pode ser visto de forma clara em 8.8-10. Zofar de Naamate, era, provavelmente, de Naamá, situada no norte da Arábia(2.11; 11.1; 20:1; 42.9). Bíblia de Estudo Arqueológica NVI.

combinaram. As circunstâncias aqui mencionadas sugerem o lapso de um tempo considerável desde que as calamidades haviam atingido Jó. … Esse intervalo ajuda a explicar a mudança de atitude de Jó da calma resignação (Jó 2:10) para o profundo desânimo (cap. 3). CBASD, vol. 3, p. 561.

13 Por que os amigos chegaram e apenas ficaram quietos? De acordo com a tradição judaica, as pessoas que chegavam para consolar outras em sofrimento não deveriam falar até que o sofredor falasse. Muitas vezes, a melhor resposta ao sofrimento de outras pessoas é o silêncio. Os amigos de Jó perceberam que seu sofrimento era muito profundo para ser curado com meras palavras, então não disseram nada. (Ah, se eles ao menos tivessem continuado quietos!) Muitas vezes nós sentimos que devemos falar algo espiritual e oportuno a um amigo que sofre. Mas talvez o que ele ou ela precisa mais é de nossa presença, mostrando que nos importamos com ele/ela. Life Application Study Bible NVI Kingsway.




%d blogueiros gostam disto: