Reavivados por Sua Palavra


ESTER 2 by jquimelli
14 de dezembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/RA/et/2

Mordecai nos é apresentado como um benjamita. A menção de sua ascendência está longe de ser algo casual, como veremos mais adiante no livro. A ordem do rei trouxe Hadassa, isto é, Ester, para o palácio. Mordecai tinha criado a órfã, e a amava como sua própria filha.

Ester ganhou imediatamente a simpatia dos responsáveis do palácio. Certamente ela era linda exteriormente, mas seu coração terno e inteligência combinados com seus atributos físicos faziam Ester verdadeiramente encantadora. O rei ficou impressionado com sua beleza e graça e decidiu torná-la sua rainha.

Ao estar trabalhando em seu lugar na porta do palácio do rei, Mordecai ouviu sussurros de um plano sinistro para matar o rei. Ele contou a Ester, ela informou o rei e os conspiradores foram enforcados. Este incidente não é mencionado sem propósito; ele fornecerá posteriormente condições para uma reviravolta crucial.

Uma bela jovem judia experimenta uma notável reviravolta em sua vida: de órfã a rainha do Império Persa. Deus gosta de usar os membros mais fracos da sociedade desde que eles estejam dispostos a colaborar. Deus tem transformado adolescentes rebeldes em pacientes professores; viciados em drogas em diáconos; prostitutas em guerreiras de oração. Deus, em sua misericórdia, é um Deus de reviravoltas.

Jean Boonstra
Voz da Profecia

Fonte: https://reavivadosporsuapalavra.org/2016/09/11/ester-2-2/ Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=674
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



ESTER 2 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
14 de dezembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



ESTER 2 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de dezembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“O rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele favor e benevolência mais do que todas as virgens; o rei pôs-lhe na cabeça a coroa real e a fez rainha em lugar de Vasti” (v.17).

Passado algum tempo, a ira de Assuero deu lugar à saudade. Lembrando-se de Vasti e sentindo sua falta, os sentimentos do rei logo foram interceptados por uma proposta. Comissários foram enviados a “todas as províncias do reino” a fim de reunir “todas as moças virgens, de boa aparência e formosura” (v.3). A moça que mais agradasse ao rei, seria coroada no lugar de Vasti. Com a anuência de Assuero, muitas moças foram levadas para a “casa das mulheres” (v.3), e “levaram também Ester à casa do rei” (v.8).

Criada por Mordecai, seu primo, Hadassa recebeu uma elevada educação. Não era apenas “jovem bela, de boa aparência e formosura” (v.7), mas seu delicado trato e semblante gentil fazia com que alcançasse “favor de todos quantos a viam” (v.15). O significado de seu nome persa, Ester, apontava para o brilho inconfundível de uma fiel adoradora de Deus. Uma “estrela” que por não chamar atenção para si, irradiava a beleza da humildade, o que imediatamente conquistou o favor de Hegai, que “a fez passar com as suas jovens para os melhores aposentos da casa das mulheres” (v.9).

Mesmo que não mais devesse obediência a Mordecai, Ester manteve sigilo quanto à sua origem, “como Mordecai lhe ordenara; porque Ester cumpria o mandado de Mordecai como quando a criava” (v.20). Cumprido o tempo determinado e levando consigo nada “além do que disse Hegai” (v.15), Ester foi conduzida à presença do rei. Assuero logo identificou a fragrância de uma mulher especial. Havia algo além da beleza exterior. Deus tinha um propósito para a eleição de Ester e Ele honrou a sua fidelidade e entrega voluntária. Ela foi usada primeira vez, juntamente com Mordecai, para salvar a vida do rei (v.22), e, mais tarde, seria instrumento para salvar o seu povo também.

Existe um propósito especial para a vida de cada um de nós. O Espírito Santo deseja nos ungir para as mais variadas tarefas e nos moldar para um mesmo objetivo: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1Co.10:31). O nosso período de vida consiste nos dias de nosso embelezamento (v.12) espiritual. Nosso caráter é aperfeiçoado para que, naquele Grande Dia, possamos comparecer à presença do “Rei dos reis e Senhor dos senhores” (Ap.19:16). Se como Ester, permanecermos fiéis e permitirmos “o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo” (Tt.3:5), Jesus nos dará “a coroa da vida” (Ap.2:10).

Que a nossa vida revele ao mundo o brilho da salvação em Cristo Jesus! Pois Ele mesmo declarou: “Vós sois a luz do mundo” (Mt.5:14). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, luz do mundo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Ester2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ESTER 2 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
14 de dezembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



ESTER 2 – Comentários selecionados by jquimelli
14 de dezembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

630 palavras

3, 14-17 Os reis persas colecionavam não somente grande quantidade de jóias, mas também um grande número de mulheres. Estas jovens eram tomadas de suas casas e eram obrigadas a viver e uma construção separada do palácio, chamada de harém. O único propósito delas era servir o rei e aguardar seu desejo de satisfação sexual. Elas raramente viam o rei e suas vidas eram restritas e enfadonhas. Se fosse rejeitada, Ester poderia ser uma das muitas moças que o rei via apenas uma vez e se esquecia dela. Mas a presença e a beleza de Ester agradaram tanto ao rei que ele a coroou como rainha no lugar de Vasti. A rainha possuía uma posição de maior influência do que a de uma concubina, e ela tinha muito mais liberdade e autoridade que as outras no harém. Mas, mesmo sendo rainha, Ester possuía poucos direitos – especialmente porque ela fora escolhida para substituir uma mulher que havia se tornado assertiva demais (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

5 Mordecai [ou Mardoqueu, NVI). […] tinha um nome civil babilônico, derivado do nome da divindade Marduque. A história de Ester pertence ao período entre a primeira volta do Cativeiro, e a ida de Esdras e Neemias para Jerusalém: o período subentendido entre os cap 6 e 7 de Esdras (Bíblia Shedd).

Mordecai era um judeu que vivia na cidade, o que dá a entender que ele era um oficial persa. Bíblia de Genebra.

Segundo a tradição judaica, Mordecai estava envolvido em algum empreendimento comercial antes que o destino o unisse à corte persa (CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 518).

7 Hadassa. Nome heb derivado de hadhas, “mirta”. (Bíblia Shedd).

Ester. O nome é persa, derivado da palavra stam, “estrela”. Alguns pensam que o nome se refere a Istar, suprema deusa dos babilônios (Bíblia Shedd).

Em Babilônia, o planeta Vênus era deificado como Ishtar. Mordecai pode ter optado por um nome persa devido a um desejo de esconder a ascedência judia de Ester (v. 10) (CBASD, vol. 3, p. 518).

9 alcançou favor. …a palavra “favor”, heb hesed, é importantíssima nas Escrituras, como base da doutrina da graça, da misericórdia, do amor que Deus demonstra aos homens, atributo que deu origem a um elo vital na história da redenção (Bíblia Shedd).

comida especial. Lit, “suas porções”. […] Dar tais porções é sinal de favor especial (1Sm 9.22-24; 2Rs 25.29,30; Dn 1.1-10). […] O motivo de dar porções aparece depois como prática da observância do Purim (9.19,22 – “trocar presentes”) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

10 Sem virtualmente nenhum direito e pouco acesso ao rei, foi melhor para Ester não revelar sua identidade. Enquanto é nossa responsabilidade mostrar firmeza em mostrar nossa identidade enquanto povo de Deus, às vezes é uma melhor estratégia manter-se quieto até que consigamos o direito de sermos ouvidos. Isto é especialmente verdade quando tratamos com aqueles em posição de autoridade sobre nós. Mas podemos sempre deixá-los ver a diferença que Deus faz em nossas vidas (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

18 alívio às províncias. Algum desconto nos impostos imperiais (Bíblia Shedd).

segundo a generosidade real. Era um costume real na Pérsia dar à rainha um décimo de todas as multas pagas ao rei. Com isso, a rainha abastecia seu guarda-roupa e realizava outros desejos (CBASD, vol. 3, p. 520).

20 Ester cumpria. O profundo respeito por seu benfeitor levou Ester a valorizar seu conselho mesmo depois que se tornou rainha. Este fato exalta Mordecai como um pai adotivo e Ester como filha leal e obediente. Sua beleza era essencialmente de caráter e de personalidade. A beleza da aparência era incidental. (CBASD, vol. 3, p. 520).

21 A história registra que Xerxes perdeu a vida em uma conspiração como a descrita neste verso (CBASD, vol. 3, p. 520).

23 pendurados numa forca. Lit. “em uma árvore”. Isso se refere à empalação em estacas de madeira, uma forma assíria e persa de execução. Bíblia de Genebra.




%d blogueiros gostam disto: