Reavivados por Sua Palavra


2Crônicas 28 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
11 de novembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“No tempo da sua angústia, cometeu ainda maiores transgressões contra o Senhor; ele mesmo, o rei Acaz” (v.22).

O capítulo de hoje me fez lembrar de duas brincadeiras de infância: a gangorra e “O seu rei mandou dizer”. Na primeira, o brinquedo promove a divertida sensação de subir e descer rapidamente. Porém, aplicando este movimento na vida real, a sensação e os resultados não são nada divertidos. A sucessão dos reis de Judá se deu mediante efeito gangorra. Entre altos e baixos, o povo experimentava a bênção e a maldição em intervalos intercalados de anos ou até mesmo de décadas.

Na segunda brincadeira, havia um “rei” que liderava os demais, e todos deviam fazer exatamente o que ele pedia. A nação que mais havia testemunhado os milagres e os livramentos divinos, era a que mais rejeitava a voz do “Senhor, seu Deus” (v.5). Trocaram a liderança divina por seus falíveis líderes terrenos. O reinado de Acaz pode facilmente servir como modelo de governo maldito. E foi por seguir os passos deste rei ímpio que Judá caiu “em dissolução” (v.19), retornando à condição de escravidão.

Humilhados, nus, machucados e famintos, os filhos da desobediência foram vistos pelos olhos da misericórdia. Por intermédio de Seu profeta, Deus falou ao coração dos filhos de Israel, que “levaram presos de Judá, seu povo irmão, duzentos mil” (v.8). Temendo “o brasume da ira do Senhor” (v.13), “alguns homens dentre os cabeças dos filhos de Efraim” (v.12) falaram a favor dos cativos, que após serem vestidos, calçados, alimentados e ungidos, foram mandados de volta “a seus irmãos” (v.15).

Ao invés de reconhecer a intervenção de Deus e Sua terna misericórdia, o rei Acaz foi “pedir aos reis da Assíria que o ajudassem” (v.16) e, “de todo, se entregou à transgressão contra o Senhor” (v.19). Mas um dos reis da Assíria “mandou dizer” que Acaz fez uma péssima escolha, pois ele “o pôs em aperto, em vez se fortalecê-lo” (v.20). E mesmo entregando nas mãos do inimigo os mais valiosos tesouros, “isso não o ajudou” (v.21). Em lhe sobrevindo grande angústia, “cometeu ainda maiores transgressões contra o Senhor”, selando seu destino eterno, “ele mesmo, o rei Acaz” (v.22).

Sabem, amados, quando estudamos a Bíblia sem aplicá-la à nossa vida corremos o risco de perder de vista o seu propósito original: “Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça” (2Tm.3:16). Em cada sentença da Bíblia há utilidade, há ensino, há correção, há educação, há vida. Seja por testemunhos inspiradores, seja por exemplos de apostasia, todo crente, que busca ao Senhor de todo o coração, é santificado pelo “está escrito”.

Toda liderança exerce poderosa influência, mas isso não significa que os liderados tenham que submeter-se em tudo. Como os fiéis apóstolos da igreja primitiva, diante da corrupção humana seja esta a nossa resoluta decisão: “Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (At.5:29). Perto como estamos do “tempo de angústia, qual nunca houve” (Dn.12:1), que na angústia não façamos como Acaz, mas como o salmista: “Na minha angústia, clamo ao Senhor, e Ele me ouve” (Sl.120:1). O Reis dos reis lhes “mandou dizer”: “Dizei aos desalentados de coração: Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus… Ele vem e vos salvará” (Is.35:4). Vigiemos e oremos!

Bom dia, alvos do amor de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Crônicas28 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: