Reavivados por Sua Palavra


Crede em Seus Profetas – capítulo da semana by jquimelli
15 de dezembro de 2017, 15:56
Filed under: Sem categoria

A pedidos, informamos que nesta semana estamos lendo o capítulo 58 de Patriarcas e Profetas,
em: https://credeemseusprofetas.org/2017/12/09/profetas-e-reis-cap-58/.

O comentário sobre o capítulo 58 está em:
BLOG DA SEMANA 10/12/2017, sobre Profetas e Reis, cap. 58

A leitura da semana pode ser acompanhada pelo blog: https://credeemseusprofetas.org/.
Marque já este blog como “Favorito” no seu navegador.
A partir deste domingo, iremos divulgar aqui, no blog Reavivados, o capítulo da semana.

E em janeiro,…
… começaremos a ler juntos o livro mais apaixonante do Espírito de Profecia:
O Desejado de Todas as Nações!

Que tal convidar toda a sua comunidade para lermos juntos este abençoado livro, que conta com detalhes apaixonantes a vida de Jesus?



AMANHÃ LEREMOS OBADIAS! by jquimelli
15 de dezembro de 2017, 12:30
Filed under: Sem categoria



AMÓS 9 by jquimelli
15 de dezembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Este capítulo, a última das visões que Amós registrou, tem claramente duas seções: primeiro a destruição de Israel (vv.1-10) e, segundo, a restauração de Israel (vv.11-15).

Deus graciosamente promete salvar um remanescente (vv-7-8). Israel será lançado, por assim dizer, na “peneira” da aflição para distinguir os verdadeiros seguidores de Deus daqueles que se apegam ao pecado. Todos os ímpios existentes entre o povo de Deus, que se rebelaram contra os Seus caminhos, serão destruídos.

Amós agora se volta do castigo do povo de Deus para a brilhante e gloriosa promessa de restauração futura. Quando Judá e Israel não conseguiram viver à altura do que Deus havia prometido fazer em benefício deles, aquilo que Deus tinha planejado somente poderia ser cumprido em parte quando os fiéis retornassem do exílio babilônico.

Quando o povo judeu rejeitou seu Salvador, as bênçãos e promessas a Israel foram repassadas à semente espiritual de Abraão, os seguidores de Jesus Cristo.

Os versículos 13-15 descrevem em linguagem impressionante a profusão de bênçãos que poderiam ter sido derramadas sobre o Israel literal, mas agora serão concedidas ao verdadeiro Israel de Deus. A promessa feita a Abraão de que sua descendência herdaria a terra de Canaã foi apenas parcialmente cumprida quando Josué conduziu os filhos de Israel para a Terra Prometida.

O cumprimento final desta maravilhosa promessa acontecerá quando a Cidade Santa, a Nova Jerusalém, repleta com os salvos de todas as épocas, descer do céu e se estabelecer permanentemente na terra, em Canaã. Esse dia não está longe!

Deepati Vara Prasad
Watchman Publishing House, India

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/amo/9 e https://www.revivalandreformation.org/?id=1134
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/09/21/
Equipe de tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Amós 9 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



AMÓS 9 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
15 de dezembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



AMÓS 9 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
15 de dezembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

AMÓS 9 – A restauração da humanidade e do mundo acontecerá apesar da incredulidade da maioria. Um remanescente fiel experimentará das alegrias pelo cumprimento real das profecias de Deus.

Estude o último capítulo de Amós, onde temos:

• A revelação de um juízo iminente contra todo pecador impenitente (vs. 1-6). Isso deve nos levar à reflexão e autoanálise, pois ninguém conseguirá driblar a Deus (II Coríntios 5:10).
• Após a investigação divina, o juízo resultará na sentença de aniquilação dos perversos, opressores e arrogantes (vs. 7-10). O resultado será morte plena, esse é o infeliz salário do pecado (Romanos 6:23).
• Ao executar a sentença nos ímpios, Deus reformará tudo o que o pecado deformou, trazendo bênçãos abundantes, promovendo paz e tranquilidade (vs. 11-15). O resultado será vida plena (Apocalipse 21 e 22).

Álvaro César Pestana destaca dois pontos do livro. Para ele, Amós…

1. mostra que os corruptos e ambiciosos não escaparão de Deus: No nosso mundo cheio de ganância e de exploração do próximo uma leitura deste livro poderia ajudar muito. No fim das contas, tudo não vai acabar em pizza!
2. prova que o chamado profético não tem limitações sócio culturais: Ele era um caipira iletrado, mas tornou-se o instrumento de Deus para corrigir os “intelectuais” e os “colunáveis” de seu tempo.

Dionísio Pape observou que, “Amós cumpriu a sua missão ingrata e perigosa. Antes de deixar a nação de Israel, sua terra missionária, ele não perdeu a ocasião de advertir o povo do perigo em que jazia enquanto não voltasse ao Senhor […]. No caminho de volta, Amós anunciou as suas visões apocalípticas, chamando o povo ao arrependimento e à fé no SENHOR”. Contudo, não houve “conversão em massa […]. No entanto, Amós não se desanimou. Como todos os profetas do SENHOR, Amós vivia na esperança certa do triunfo final do Senhor. A apostasia materialista de Israel não podia ofuscar os raios rutilantes da glória vindoura do dia do Senhor”.

Alguém declarou: “Quando Amós viu que Israel não ia ouvi-lo, regressou a Judá e pôs os seus escritos em forma de livro, para que o povo todo pudesse ler e entender”. Desta forma, suas palavras inspiradas chegaram até nós!

Podemos deliciar-nos com a esperança revelada nesse livro!

• Arrependamo-nos!
• Consagremo-nos!
• Preparemo-nos!
• Aguardemos!

Cristo logo virá! – Heber Toth Armí.

Tendo o privilégio e após a oportunidade de estudar por nove dias as mensagens de Amós, diga-nos quão útil foi pra você o conteúdo desse livro:



AMÓS 9, comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
15 de dezembro de 2017, 0:41
Filed under: Sem categoria

“Plantá-los-ei na sua terra, e, dessa terra que lhes dei, já não serão arrancados, diz o SENHOR, teu Deus” (v.15).


A mensagem dada a Amós possuía um teor de juízo, mas também de esperança. Apesar dos inevitáveis juízos sobre os desobedientes, também será inevitável a recompensa guardada para todos aqueles que, pondo em risco a própria vida, não mediram esforços para servir ao Senhor com inteireza de coração. Motivo pelo qual Deus não destruiu “de todo a casa de Jacó” (v.8).

Este último capítulo nos dá um vislumbre acerca da desafiadora missão do profeta. Declarar o “assim diz o SENHOR” não é tarefa fácil, principalmente quando o público alvo não reconhece a sua pecaminosidade: “O mal não nos alcançará, nem nos encontrará” (v.10). Deus falava com Seu povo por intermédio de Seus profetas e lhes apresentava importantes sinais que transmitiam os propósitos divinos com exata precisão.

O Senhor não chamou Amós para ser um porta-voz de más notícias, mas para gerar na mente do povo o desejo de buscá-Lo enquanto ainda O podiam achar (Is 55:6). O início do primeiro verso deixa isso bem claro: “Vi o Senhor, que estava em pé junto ao altar” (v.1). Por mais que a Sua posição indicasse um juízo iminente, eu creio que também nos indica a Sua posição como Intercessor. No Santíssimo do santuário celeste, Jesus anseia pelo aroma suave de nossas orações. Ele ali estava para declarar a condenação de “todos os pecadores” (v.10) e a salvação de Seus servos fiéis (v.14).

Parece que esconder-se de Deus é a primeira atitude precipitada e insensata do ser humano (v.2-4). Desde Adão (Gn 3:8), o pecado criou uma barreira entre Deus e o homem que provoca este receio e dúvida. Os juízos de Deus não são anunciados para provocar medo, mas para nos advertir de que, assim como as leis que regem a natureza precisam seguir o seu curso, “o salário do pecado é a morte” (Rm 6:23) e todos nós estamos sujeitos a esta maldita “folha de pagamento”.

O crivo de Deus já está em atividade cumprindo o seu papel no plano diretor. Sob a égide da justiça, encontra-se todo o mundo, mas nem todos aceitam esta proteção. Contudo, apesar da sacudidura provocar intensa dor, ela não tem o objetivo de lançar fora os grãos (v.9), e sim de torná-los resilientes e, como Paulo, fortalecidos no Senhor seja qual for a circunstância (Fp 4:11-13), aguardando com fé a terra da qual jamais “serão arrancados” (v.15).

Jesus nos prometeu: “Mudarei a sorte do Meu povo de Israel” (v.14). E também declarou a João: “E eis que venho sem demora, e Comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Ap 22:12). Ele deseja reparar as brechas (v.11) que o pecado nos causou e restaurar em nós a Sua perfeita imagem (2Co 3:18). Que as advertências da Palavra de Deus não lhe causem o mesmo que causaram ao coração de Faraó (Êx 14:4), mas que lhe ajudem a eliminar de sua vida tudo aquilo que macula o seu coração e lhe afasta do propósito de almejar o caráter de Cristo e a terra eterna.

Bom dia, remanescente do Deus vivo!

Desafio do dia: Surpreenda alguém hoje com uma mensagem ou telefonema dizendo o quanto o(a) estima e quer vê-lo(a) feliz.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Amós9
#RPSP



AMÓS 9 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
15 de dezembro de 2017, 0:28
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: