Reavivados por Sua Palavra


AMANHÃ COMEÇAREMOS A LER JOEL! by jquimelli
3 de dezembro de 2017, 12:00
Filed under: Sem categoria



OSEIAS 14 by jquimelli
3 de dezembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Deus está pronto a aceitar o verdadeiro arrependimento de Israel e seu retorno a Ele. Portanto, através do profeta Oséias, Ele diz: “Volta, ó Israel, para o Senhor, teu Deus” (14:1).

Deus quer ouvi-los dizer: “Por favor, retira a nossa iniquidade, e aceita-nos de volta. Então Lhe ofereceremos o fruto de nossos lábios” (14:2 LXX; Is 57:19). O fruto dos lábios significa confissões do pecado aceitáveis a Deus, o oposto de “lábios incircuncisos” (Êxodo 6:12 ACF,NKJV).

Quando Israel parasse de adorar ídolos, Deus os abençoaria e se alegria com o retorno de seu povo pródigo (14:4).

Israel diria: “Não tenho mais nada para fazer com os ídolos que foram feitos pelas nossas mãos”. Então, Deus diria: “Estou respondendo às suas confissões e você crescerá como uma cipreste verde. Você cantará com alegria e dará muitos frutos que você encontrou em Mim” (14:8 – paráfrase do autor).

Então o profeta Oséias faz um apelo final aos seus leitores e ouvintes: “Quem é sábio, que entenda estas coisas; Quem é prudente, que as saiba, porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão.” (14:9).

Confiemos em Deus e não decepcionemos Aquele que anseia fortemente pelo o retorno de Seus filhos!

Yoshitaka Kobayashi
Japão

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/hos/14 e https://www.revivalandreformation.org/?id=1122
Também disponível no blog mundial RPSP/BHP da IASD, em: https://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/hos/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/09/09/
Equipe de tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Oseias 14 NVI
Ouça online: Bíblia NVI em áudio
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



OSEIAS 14 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
3 de dezembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



OSEIAS 14 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
3 de dezembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

OSEIAS 14 – Deus ama curar, restaurar e perdoar. Deus tem prazer em oferecer a segunda chance aos que já desperdiçaram todas as oportunidades da vida. Deus sonha quando não existe perspectiva positiva alguma. Ele espera, mesmo quando parece ser em vão fazê-lo.

 
O arrependimento (vs. 1-3) é o caminho para experimentar o cumprimento das promessas divinas (vs. 4-9). Em detalhes, o esboço de Thomas E. McComiskey:
 
A comovente súplica de Jeová a Israel para que volte para Ele:
 
1. Israel aprende como deveria ser seu arrependimento (vs. 1-3);
2. Jeová confirma a restauração de Israel (vs. 4-7);
3. Os caminhos de Jeová são os justos (vs. 8-9).
 
O último capítulo do livro do profeta Oseias encerra “com a convicção profética usual de que o objetivo derradeiro de Deus é curar e salvar. Os ídolos serão removidos, a sabedoria será restaurada, e Israel será renovado (14.1-9). Deve-se, no entanto, lembrar que essa purificação não acontecerá sem juízo […]. Os caminhos de Deus estão certos, mas os ímpios precisam tropeçar para que isso fique demonstrado (14.9)” (Paul R. House).
 
O juízo do ponto de vista bíblico é positivo. Deus quer aniquilar tudo o que é fruto do pecado e do coração pervertido. Deus quer vivificar e vindicar o justo. Para isso Ele precisa julgar para saber quem é quem.
 
Sobre o último versículo, A Bíblia Andrews explica: “Os padrões de justiça são os caminhos de Deus. Nosso relacionamento com eles determina se somos considerados justos ou ímpios”.
 
Mais lições de vida:
 
• O drama de Oseias reflete o drama de Deus desde o início do livro (a lida com a prostituta que depois adultera), até o final. Por isso o profeta clama: “Volta, ó Israel, para o Senhor…” (v. 1).
• Nenhuma obra de nossas mãos e nenhuma potência humana pode salvar como salva o amoroso e gracioso Deus.
• Deus pode e quer perdoar qualquer iniquidade.
• O fato de apelar revela desejo intenso de salvar; por isso, Deus não reluta em expressar Seus mais apaixonantes apelos aos pecadores.
• Confissão, oração, súplica e submissão a Deus constituem o caminho para a restauração.
• A base para reavivamento espiritual é o amor e a misericórdia de Deus oferecidos aos pecadores carentes de perdão e salvação.
• O verdadeiro reavivamento espiritual resulta em reforma da verdadeira religião.
 
Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
 
E você, o que aprendeu neste último 14 dias estudando Oseias?


OSEIAS 14, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de dezembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Quem é sábio, que entenda estas coisas; quem é prudente, que as saiba, porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão” (v.9).

A idolatria de Israel representava a sua situação perante Deus: completamente indiferente. Ele não deixou de ser o povo de Deus, nem de ser chamado nação eleita, nem tampouco de praticar os rituais do templo. No entanto, tudo tornou-se uma espécie de religiosidade barata e adoração fingida. O mesmo esmero que dedicavam às obras do templo, também dedicavam a praticar coisas que os afastavam cada vez mais da verdadeira adoração.

Por mais que o mundo ofereça inúmeros meios para desviar a nossa atenção do sagrado, acredito que a pior situação seja a indiferença. Uma pessoa indiferente acomoda-se em uma condição espiritual rasa e sem propósito a ponto de pensar que está adorando a Deus quando, na verdade, nem faz ideia de quem Ele realmente seja. E assim como Israel, o indiferente se envaidece de sua vida religiosa superficial, pensando que disto depende a sua salvação. Pregam a graça de Jesus, mas não fazem ideia do que seja a graça.

Graça é um Deus que olha para a nossa infidelidade e ainda nos diz: “Eu de Mim mesmo os amarei” (v.4). É estender perdão a pessoas indesculpáveis. É intercessão por pecados detestáveis. É amor em troca de rebeldia. É favor onde não há misericórdia.

Foi Jesus inocente, em troca da humanidade culpada.

Este livro que terminamos apresenta uma nova forma de dizer que Israel pecou demasiadamente e que seus pecados eram passíveis de morte. De igual forma é mais um livro que Deus encerra com palavras de graça e de esperança. O que o Senhor espera do Seu povo não é nada menos do que isso: que a nossa vida seja uma fonte de graça e de esperança. Que não seja apenas uma “referência” religiosa, porque se a nossa justiça “não exceder em muito a dos escribas e fariseus”, jamais entraremos no reino dos céus (cf. Mt 5:20). Não existiam melhores exemplos de religião exterior do que as dos líderes de Israel. Sua religião polida e imponente conduta causavam admiração e tinham forte influência no meio do povo. Mas foram eles que crucificaram o Messias.

Eu não nasci na igreja, mas passei a fazer parte dela ainda em minha adolescência. Conheci a igreja, suas doutrinas, regras e serviços. Conheci a sua liturgia, organização e membresia. Mas faltava conhecer o principal: Jesus. Será que esta não é sua realidade hoje?

“Volta, ó _______ [seu nome] , para o SENHOR, teu Deus” (v.1), é o apelo divino para cada filho Seu. Enquanto os nossos pecados nos encerram na vala da perdição, Deus nos chama à salvação. E a única coisa que Ele nos pede é: Arrependei-vos e convertei-vos (v.2). O Senhor não exige de nós uma religiosidade baseada em obras vazias, mas a confissão de lábios que exprimem o que vai no âmago do coração.

Deus deseja que entendamos e saibamos que só Ele é Deus e que andemos por Seus retos caminhos. Pode acreditar: após conhecê-Lo e experimentar o Seu amor incondicional, você nunca mais passará um só dia sem sentir saudades de um Deus a Quem você nunca viu pessoalmente e de um lugar que você nunca foi.

“Tende convosco palavras de arrependimento e convertei-vos ao SENHOR” (v.2).

Bom dia, conversos do SENHOR!

Jornada de oração, dia 17/21: Oremos pedindo ao Senhor que nos conceda sabedoria e prudência para andar em Seus retos caminhos.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Oseias14 #RPSP

Deixe um comentário:



OSEIAS 14 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
3 de dezembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: