Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
28 de julho de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria

1 Repudiar. Alusão a uma lei mosaica específica (Dt 24:1-4). … Jeremias tinha a difícil tarefa de convencer o povo de seus dias que Deus não o tomaria de para Si até que ele experimentasse uma profunda mudança de coração. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 388, 389.

Muitos amantes. Porque Judá se uniu em solene relacionamento de aliança com Deus, a procura por outros deuses foi considerada como adultério espiritual. CBASD, vol. 4, p.  389.

Torna. “Embora, de acordo com os regulamentos jurídicos, Eu não deva receber você, retorne para Mim”. CBASD, vol. 4, p.  389.

2 Altos. O cenário dos adultérios espirituais de Judá (ver 2Rs 21:3; cf. Jr 2:20). CBASD, vol. 4, p.  389.

Como o arábio (ARA). NVI: “nômade”.

Chuva serôdia. A chuva serôdia caía em março e abril, enquanto a chuva temporã precipitava-se em outubro e novembro (ver com. de Dt 11:14; Jr 5:24; Jl 2:23). CBASD, vol. 4, p.  389.

Fronte de prostituta. A imagem indica atrevimento, obstinação e falta de vergonha (Jr 6:15; 8:12; cf. Ap 17:5). A aflição não causou nenhuma impressão em Judá. CBASD, vol. 4, p.  389.

4 Agora mesmo tu Me invocas. Possivelmente, uma referência às reformas de Josias, que começaram no 12º ano do reinado dele e culminaram na grande celebração da festa da Páscoa, seis anos mais tarde (2Cr 34:3; 35:19). embora o rei fosse fervoroso, a resposta do povo foi, em grande parte, superficial. CBASD, vol. 4, p.  389.

Conservarás para sempre a Tua ira? O povo expressa a confiança de que a ira do Esposo divino passará, a despeito de sua infidelidade. CBASD, vol. 4, p.  389.

6 Disse mais o SENHOR. O profeta compara as atitudes idólatras de Judá e Israel. Judá estava inclinada a considerar com desprezo as tribos do norte, que foram levas cativas pela Assíria. jeremias salientou que a culpa de Judá era maior. CBASD, vol. 4, p.  390.

Dias do rei Josias. isto ocorreu nos primeiros anos do ministérios de Jeremias. CBASD, vol. 4, p.  390.

Viste o que fez a pérfida Israel? Os israelitas foram levados cativos cerca de 100 anos antes. CBASD, vol. 4, p.  390.

Foi. A forma verbal hebraica pressupõe uma prática habitual (ver Jr 2:20). CBASD, vol. 4, p.  390.

10 Não voltou de todo o coração. A reforma de Josias (v. 6) foi um aparente retorno a Deus. Contudo, no íntimo do coração, o povo ainda se agarrava aos ídolos. Os cidadãos de Judá caíram em idolatria declarada após a morte do rei (2Rs 23:31, 32; 2Cr 36:5-8). CBASD, vol. 4, p.  390.

11 Israel se tornou mais justa do que a falsa Judá. A hipocrisia era tão ofensiva a Deus como a apostasia declarada (PP, 523). O fato de Judá possuir grandes privilégios [1) sucessão initerrupta de reis/equilíbrio político, 2) o templo, 3) maioria dos sacerdotes e levitas, 4) a queda de Israel] intensificava sua culpa. … Apesar todas essas vantagens, o povo de Judá se tornou infiel, hipócrita e orgulhoso. Consequentemente, a despeito de sua declarada apostasia, Israel era menos culpado que Judá (ver Ez 16:51, 52; 23:11; Mt 12:41, 42; Lc 18:14). CBASD, vol. 4, p.  390.

12 Norte. As províncias do norte do império assírio, para onde foram exiladas as dez tribos (ver 2Rs 15:29; 17:6; 18:11; Jr 16:15; 23:8; 31:8). Os exilados foram convidados a se arrepender e retornar. CBASD, vol. 4, p.  391.

Volta, ó pérfida. O apelo a Israel foi, sem dúvida, para estimular Judá ao arrependimento e ao zelo piedoso (ver Rm 11:14). CBASD, vol. 4, p.  391.

13 Reconhece a tua iniquidade. Arrependimento e reconhecimento do pecado devem preceder o perdão. É necessário ter coragem e reconhecer os pecados com franqueza (ver Sl 51:3; Is 59:12; Jr 14:20). Nada deve ser mantido em oculto, nem serem apresentados desculpas inúteis. CBASD, vol. 4, p.  391.

14 Um de cada cidade. O profeta contemplava o retorno de uma minoria. Os que se arrependessem verdadeiramente constituiriam um pequeno remanescente. Deus trataria a cada pessoa de forma individual. CBASD, vol. 4, p.  391.

Família. “Um clã” ou “uma subdivisão de tribo”. CBASD, vol. 4, p.  391.

15 Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração. os pastores escolhidos por Deus são contrastados com os reis de Israel, nomeados não por Deus, mas segundo os desejos da nação (ver Os 8:4). Esses reis levaram a nação à apostasia e ruína. CBASD, vol. 4, p.  391.

16 A arca da Aliança. A arca era o símbolo da permanente presença do Senhor. … Sobre ela era revelada a glória do shekinah, o símbolo visível da presença do Deus Altíssimo. Ela era o centro da presença do serviço simbólico de Israel [foi provavelmente escondida por sacerdotes quando da invasão babilônica]. Jeremias predisse a vinda de um tempo quando Deus estabeleceria Sua morada na terra. A real presença de Deus tornaria obsoleto o símbolo de Sua presença. A experiência do antigo Israel teria sido gloriosa se o povo tivesse aceito o plano de Deus. CBASD, vol. 4, p.  391.

17 Chamarão a Jerusalém de Trono do SENHOR. Se Israel tivesse atendido á luz celestial, Jerusalém teria sido estabelecida como”a poderosa metrópole da Terra” (DTN, 577). CBASD, vol. 4, p.  392.

18 Com a casa de Israel. Israel e Judá sairiam simultaneamente da terra do cativeiro e a unidade nacional seria restaurada… A inimizade que existiam entre os dois povos irmãos desapareceria, e ambos se voltariam para Deus [citações omitidas]. CBASD, vol. 4, p.  392.

Terra do Norte. As terras do cativeiro: Assíria … e Babilônia. CBASD, vol. 4, p.  392.

21 Ouviu uma voz. Numa transição rápida e dramática (v. 21-25), o profeta retrata seu povo como estando em confissão penitente e em arrependimento sincero. CBASD, vol. 4, p.  392.

Nos lugares altos. Os antigos locais que foram o cenário da idolatria licenciosa são ilustrados como ecoando clamores e súplica (ver Jr 7:29). Segundo o costume oriental, lugares altos ou destacados eram geralmente escolhidos para a lamentação pública (ver Jz 11:37; Is 15:2). CBASD, vol. 4, p.  392.

22 Voltai, ó filhos rebeldes. “Convertei-vos”. CBASD, vol. 4, p.  392.

Eis-nos aqui, vimos ter contigo. O Senhor lhes deu “as próprias palavras com que podiam voltar a Ele” (PR, 410). CBASD, vol. 4, p.  392.

23 Os outeiros não passam de ilusão. É feito um nítido contraste entre o inútil e ilusório culto idólatra e a segurança do culto a Yahweh. CBASD, vol. 4, p.  392.

24 A coisa vergonhosa devorou o labor de nossos pais. Alguns comentaristas indicam se referir ao grande número de ovelhas e gado sacrificados a divindades pagãs e ás crianças queimadas como sacrifício a Moloque, deus de Amom (Sl 106;38; Jr 7:31). CBASD, vol. 4, p.  392.

25 Deitemo-nos. O Senhor desejava completo reconhecimento do pecado e a aceitação da punição sem apresentação de escusas nem causas atenuantes para suas faltas. Uma pessoa em dor ou tristeza geralmente se atira ao chão ou sofá (ver 2Sm 12:16; 13:31; 1Rs 21:4) a fim de dar vazão às intensas emoções que a esmagam. CBASD, vol. 4, p.  392.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: