Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 61 – Comentários Selecionados by jquimelli
20 de julho de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria

O Espírito. Este é um dos capítulos mais notáveis de Isaías. Para todos os cristãos, esta é uma profecia claramente messiânica, que Jesus aplicou para Si mesmo. … (Lc 4:16-21). Quem fala é Cristo, no Seu papel de Servo de Deus (ver com. de Is 41:8). O tema de Isaías 61 está intimamente relacionado ao de Isaías 60. … Os v. 1 a 3 apresentam um quadro vívido do que o Messias realizaria por Israel e às pessoas. … Porém, ao rejeitar Jesus como o Messias (ver p. 17-20), a nação não se beneficiou do ministério de Cristo. CBASD, vol. 4, p. 338.

O SENHOR me ungiu. Na cerimônia de unção, a pessoa era separada para um ofício ou missão particular. … Cristo seria ungido por Deus, o Pai (Sl 45:7), por meio do Espírito Santo (At 10:38), por ocasião de Seu batismo (Mc 1:10; Lc 3:21, 22). CBASD, vol. 4, p. 338.

Pregar. Após a unção, Jesus foi de lugar em lugar pregando a mensagem de perdão e aceitação da parte de Deus (Lc 4:14, 15, 21, 31, 43, 44, 5:32; 6:20; 8:1; etc.). CBASD, vol. 4, p. 338.

Aos quebrantados. O próprio Jesus era “manso e humilde de coração” (Mt 11:19), e aqueles que fossem a Ele deviam se tornar como Ele (ver 1Jo 3:1-3). CBASD, vol. 4, p. 338.

Curar. Cristo é o grande médico capaz de curar o coração e a alma dos seres humanos. CBASD, vol. 4, p. 338.

Proclamar libertação. Os que se entregam ao pecado se tornam seus cativos e escravos (Jo 8:34; Rm 6:16). Cristo veio libertar o ser humano da escravidão do pecado e fazê-lo livre nEle (Jo 8:36; Rm 6:1-23; 8:2, 15, 21). A frase em si e a ideia que expressa são tiradas da proclamação feita no ano do jubileu (Lv 25:10; Jr 34:8; Ez 46:17; ver com. de Lc 4:18). CBASD, vol. 4, p. 338.

O ano aceitável. Literalmente, “o ano do favor [de Deus ao ser humano]”. Isto se refere à manifestacao da graca salvadora de Deus conforme demonstrada na vida e no ministerio do Salvador (ver com. de Lc 4:19).  CBASD, vol. 4, p. 338.

O dia da vingança. O contraste é entre “favor” para os que aceitam o Messias e “vinganca” para os que O rejeitam.  CBASD, vol. 4, p. 338.

Todos os que choram. Isto é, pelos seus pecados (ver com. de Mt 5:4) e pelos pecados de outros. CBASD, vol. 4, p. 339.

Coroa. Literalmente, “enfeite de cabeca”, “diadema”, ou “guirlanda”, como a usda por um noivo ou um guerreiro vitorioso. CBASD, vol. 4, p. 339.

Em vez de. As vestes de luto deveriam ser substituidas pelas que eram usadas em ocasioes de alegria (ver Zc 3:3-5; cf. Lc 15:22).  CBASD, vol. 4, p. 339.

Para Sua glória. Deus é honrado quando Seus filhos produzem os frutos da justica e revelam em sua vida os tracos de carater divinos (Jo 15:8; Gl 5:22, 23). CBASD, vol. 4, p. 339.

Estranhos. Isto é, gentios. … Os que tinham deixado o país desolado cooperariam com sua restauracao. CBASD, vol. 4, p. 339.

Sacerdotes. Isaias prediz o ministerio de todo o povo de Deus, como um “reino de sacerdotes”, na grande tarefa de levar aos gentios o conhecimento do verdadeiro Deus (Ex 19:6; 1Pe 2:5-9; ver p. 15-17). CBASD, vol. 4, p. 339.

7 Dupla. O povo de Deus sofreu demasiadamente,mas Deus o recompensaria em dobro (ver Is 40:2; Zc 9:12; cf. Jr 16:18; Ap 18:6). CBASD, vol. 4, p. 339.

9 Conhecida. Todos reconhecerao que o povo de Deus é especialmente abencoado e favorecido pelos ceus (ver Dt 4:6-8; 28:10; p. 15, 16). CBASD, vol. 4, p. 340.

10 Regozijar-me-ei muito. Siao agradece e louva a Deus pelos maravilhosos favores concedidos. Em Sua graça, Deus removeu a vergonha e tornou Siao gloriosa aos olhos do mundo (Is 49:13-23; 54:1-8; ver com. de Is 54:5-7; 61:7). CBASD, vol. 4, p. 340.

Vestes de salvação. Estas “vestes” representam o carater de Cristo (T4, 88) que Seu povo deve vestir, já nesta vida … Ha um contraste marcante entre essas vestes e os “trapos de imundicia” (ver com. de Is 64:6). ECBASD, vol. 4, p. 340.

11 Os seus renovos. O evangelho da graca fara com que os lugares deserticos florescam e produzam frutos de justica para a gloria de Deus (ver com. de Is 61:3; Gl 5:22, 23). CBASD, vol. 4, p. 340.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: