Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 47 – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
6 de julho de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Quanto ao nosso Redentor, o SENHOR dos Exércitos é Seu nome, o Santo de Israel” (v. 4).


Um juízo definitivo é declarado sobre Babilônia. A sua arrogância em tomar para si um atributo que só a Deus pertence seria derribada. A declaração “Eu só, e além de mim não há outra” (v. 8 e 10) revela a pretensão daquela nação, que desejou a glória do “nosso Redentor” (v. 4). A confiança em seus próprios méritos e na prática das ciências ocultas (v. 9) lançaria por terra a “chamada senhora de reinos” (v. 5), e sobre a cabeça de ouro (Daniel 2:38) sobreviria “tamanha desolação” como não imaginava (v. 11).

Diante deste cenário profético, cujo cumprimento se deu com precisão após o fim dos setenta anos do cativeiro de Judá (II Crônicas 36:17-23), descortina-se o destino da humanidade e o fim dos tempos. Babilônia, a “grande meretriz” (Ap. 17:1), “retorna” como a representação da infidelidade a Deus e à Sua Palavra. “A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA” (Ap. 17:5) engana, seduz e corrompe “os reis da terra… com o vinho de sua devassidão” (Ap. 17:2). Mas, assim como a antiga Babilônia foi por Deus julgada e condenada sem haver quem a salvasse (v. 15), a atual meretriz já teve a sua sentença decretada pela segunda voz angélica:

“Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição” (Ap. 14:8).

Babilônia simboliza um mundo cuja corrupção espiritual pode ser revelada pelo total afastamento de Deus, ou até pela falsa piedade. De forma sutil e articulada, Satanás tem atuado com a pressa de quem sabe “que pouco tempo lhe resta” (Ap. 12:12); e como profundo conhecedor da mente humana tem se valido de estratégias específicas para cada classe de pessoas. Céticos e religiosos têm sido alvo dos ataques demoníacos e, fazê-los pensar que estão no caminho certo é, sem dúvida, a maneira mais eficiente de mantê-los “cativos” em Babilônia sem que nem percebam. Por um lado, a sabedoria humana e a ciência mal aplicada desviam os céticos da verdadeira adoração ao Santo de Israel, e, por outro, a religião licenciosa conduz multidões a uma falsa adoração.

Deixar de crer na Bíblia não invalida o fato de que Deus cumprirá a Sua última promessa assim como tem cumprido as demais. E ser religioso não é sinônimo de estar fora da zona de perigo. Se assim o fosse, a conduta de Saulo de Tarso não teria sido reprovada por Deus (Atos 9:4). O “nosso Redentor” também é “o SENHOR dos Exércitos” (v. 4), e Ele virá reivindicar para Si um povo peculiar cuja vida esteve escondida debaixo da única via de salvação: a graça de Cristo. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e ISTO NÃO VEM DE VÓS; É DOM DE DEUS” (Efésios 2:8). A nossa única salvaguarda é a fé na graça salvífica de Jesus, que é um presente do SENHOR para nós. “O poder das chamas” (v. 14) não foi preparado para mim e para você, mas “para o diabo e seus anjos” (Mateus 25:41). Porém, todo aquele que decidir apoiar-se em si mesmo como senhor de seu próprio destino e em pessoas que pregam e vivem heresias, descobrirá, tarde demais, a terrível sentença: “ninguém te salvará” (v. 15).

Meus amados, a salvação só tem um nome, e é Jesus Cristo. Continuem examinando as Escrituras, pois são elas mesmas que dão testemunho de Jesus e nos conduzem à vida eterna (João 5:39). A decisão que um dia tomamos de aceitar a Cristo como o nosso Salvador foi apenas o primeiro passo em Sua direção. O nosso dia-a-dia nEle é o que definirá o nosso destino eterno. Não se trata de apenas andar COM ELE, mas permitir que Ele habite em nós. Que mesmo diante de um mundo dividido entre o ceticismo e a religião mascarada, que possamos, como atalaias de Deus dos últimos dias, declarar com palavras e ações:

“Quanto ao nosso Redentor, o SENHOR dos Exércitos é Seu nome, o Santo de Israel” (v. 4).

Bom dia, salvos pela graça de Jesus Cristo!

Desafio do dia: Faça uma visita a alguma família. Orem, louvem e juntos estudem um texto bíblico. Reforcemos os laços do amor e da fraternidade!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Isaías47
#RPSP

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: