Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 17 by jquimelli
6 de junho de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Há duas vertentes no texto de hoje contra Damasco e Efraim (Israel): uma que aponta para o juízo e outra para a redenção. A expressão “Naquele dia”, do verso quatro, indica a punição sobre Israel por ter se unido aos assírios contra o reino de Judá. Já no verso sete, a mesma expressão se refere a “alguns rabiscos” (v. 6), ou seja, um restante, que daria as costas à idolatria e tornaria a volver os olhos ao Criador.

Esta profecia não se trata apenas de um relato antigo, mas de uma mensagem tão atual quanto o noticiário de amanhã. O Santo de Israel (v. 7) nos convida, hoje, a olhar para Ele e viver (Is 45:22). A não nos esquecermos do Deus da nossa salvação e Rocha que nos fortalece (v. 10).

Logo vem a noite trazendo a este mundo trevas e destruição (v. 14) e só escaparão para desfrutar da gloriosa manhã os restantes que permanecerem fiéis: “os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus” (Ap 12:17).

Santo de Israel, fortalece a nossa fé e aplaina os nossos caminhos para que “naquele dia” possamos Te contemplar, face a face!

Rosana Garcia Barros
Líder Clube Aventureiros
Maceió, Brasil

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/isa/17, https://www.revivalandreformation.org/?id=942 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/17/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/03/13
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Isaías 17 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



ISAÍAS 17 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
6 de junho de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 17 – Confiar em emprego, empresa, salário, bens materiais, política, e até na ciência não garante segurança nenhuma para o futuro. Pode até aparentar segurança, mas tudo isso é uma grande ilusão diante das terríveis consequências do pecado.

Damasco (Síria) e Efraim (Israel), pegaram atalhos para o desfiladeiro da destruição ao deixar de priorizar a Deus para priorizar qualquer outra coisa. O despencar de Efraim do sucesso ao fracasso ilustra a decadência de uma igreja, uma cidade, um país, um continente e do mundo todo.

Em 14 versículos o profeta utiliza várias figuras para indicar devastação causada pela negligência à proteção divina:

• O vigor e o esplender daqueles que um dia brilharam apagarão pelo desligamento da fonte da vida e da luz;
• O corpo sadio daqueles que exibiram a sua força se enfermarão tornando-se um esqueleto raquítico;
• A terra ficará vazia como um campo em colheita feita à mão;
• O respigar de uma colheita de pequeno porte revela o estrago feito pelo pecado;
• A exuberante vegetação duma floresta torna-se deserto, ou pior, cidades vazias, destruídas e derribadas pelo poder destruidor da falsa religião seguida por grandes multidões;
• A devastação provocada como por um dilúvio, ou um tsunami, oriundo dos oceanos da perversidade, imoralidade e iniquidade;
• O destino dos que perseguem e anseiam arruinar aos remanescentes fieis de Deus é semelhante ao pó e à palha soprados fortemente pelos vendavais arrasadores.

Assim como Israel devia aprender com a ruína dos ímpios, nós também precisamos aprender. As mesmas lições de que o povo de outrora careciam, nós, o povo de Deus de agora, carecemos.

Além destes pontos nada atraentes, temos no capítulo em questão, nobres verdades teológicas importantes, relevantes:

1. Deus está no controle tanto do céu quanto da terra;
2. Deus abençoa Seu povo, mas também o repreende por seus pecados;
3. Deus é o Criador, dono de tudo;
4. Deus é a Rocha segura, a única esperança de salvação para o pecador;
5. Deus é incomparável em relação a qualquer coisa, inclusive a qualquer outro deus.

Grandes verdades se podem extrair dos textos inspirados, pena que muitos não gostam ou não sabem ler a Bíblia. Se menos pessoas deixassem de desprezar e passassem a apreciar o livro de Deus, um reavivamento mundial seria evidente! – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 17 – COMENTÁRIO PR. EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
6 de junho de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria



ISAÍAS 17 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
6 de junho de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Naquele dia, olhará o homem para o seu Criador, e os seus olhos atentarão para o Santo de Israel” (v. 7).


Há duas vertentes no texto de hoje: uma que aponta para o juízo e outra para a redenção. A expressão “Naquele dia”, do verso três, indica a punição sobre Israel por ter se unido aos assírios contra o reino de Judá. Já no verso sete, a mesma expressão se refere a “alguns rabiscos” (v. 6), ou seja, um restante, que daria as costas à idolatria e tornaria a volver os olhos ao Criador. A profecia contra Damasco e Efraim não se trata apenas de um relato antigo, mas de uma mensagem tão atual quanto o noticiário de amanhã. O Santo de Israel (v. 7) nos convida, hoje, a olhar para Ele e viver (Isaías 45:22). A não nos esquecermos do Deus da nossa salvação e Rocha que nos fortalece (v. 10).

Logo vem a noite trazendo trevas e destruição (v. 14) e só escaparão para desfrutar da gloriosa manhã os restantes que permanecerem fiéis: “os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus” (Ap. 12:17). O chamado da primeira voz angélica é para que “cada nação, e tribo, e língua, e povo” (Ap. 14:6) tornem a olhar para o Criador, o único digno de toda a adoração: “Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo; e ADORAI AQUELE QUE FEZ O CÉU, E A TERRA, E O MAR, E AS FONTES DAS ÁGUAS” (Ap. 14:7).

As advertências da santa Palavra de Deus têm sido negligenciadas e passadas por alto “em nome do amor”. As pessoas têm se contentado com belos sermões enlatados que pregam uma falsa piedade. Há uma contrafação acerca do amor de Deus. Satanás deleita-se ao perceber que o mundo o transformou numa lenda e caricatura cômica, com um rabo e um par de chifres. Enquanto enche os olhos das multidões com um amplo leque de entretenimentos e de maldades, deleita-se em observar como eles mesmos procuram a própria destruição. A humanidade é movida pelo que vê, pelo que é “agradável aos olhos” (Gênesis 3:6) e acaba caindo na mesma ruína que Eva caiu. Ao contrário da vitória de Cristo no deserto, muitos têm sido derrotados ao contemplar a oferta demoníaca: “Tudo isto te darei” (Mateus 4:9). E desviam o olhar do Único que tem uma eternidade de riquezas para nos dar: o nosso Criador.

Para onde estás olhando? Saiba que por mais tempo que tenhas perdido olhando na direção errada, o SENHOR lhe convida, HOJE, a olhar na direção certa: “Olhai para Mim e sede salvos, vós, TODOS OS LIMITES DA TERRA; porque Eu sou Deus, e não há outro” (Isaías 45:22). Não perca mais tempo, pois não temos mais tempo a perder! Que, como Pedro, você tenha a oportunidade de cair em si e olhar para Aquele que tem os olhos fixos em ti (Lucas 22:61).

Oremos: Santo de Israel, nosso Criador, fortalece a nossa fé e aplaina os nossos caminhos para que “naquele dia” possamos Te contemplar, face a face!

Bom dia, “alguns rabiscos”!

Desafio do dia: Se você tem dificuldades para abandonar práticas nocivas à tua vida espiritual, hoje é o dia de você tomar uma firme decisão ao lado de Deus e fazer um propósito de oração para permanecer fiel. Grandes coisas Deus fará por você.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Isaías17
#RPSP




%d blogueiros gostam disto: