Reavivados por Sua Palavra


SALMO 140 by jquimelli
20 de março de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Eu aprendi algumas aplicações importantes para a minha vida neste Salmo:

1. Em nenhum lugar o salmista reclama de Deus por permitir que os homens maus o façam sofrer. Como é fácil reclamar quando as coisas não vão bem!

      – Ajuda-me a não reclamar, Senhor!   

2. A expressão da fé e confiança que o salmista tem em Deus (v. 6) me inspira a ter mais fé . “Tu és o meu Deus!”

      –  Querido Jesus, me ajudaste e protegeste no passado e sei que o farás novamente!

3. A importância de escolher bem as palavras é ressaltada no verso 3. As palavras podem ser usadas como armas para destruir e derrubar (Efésios 4:29; Tiago 3:1-10) ou para curar e construir.

      –  Senhor, eu quero utilizar palavras que dão vida e trazem cura (Provérbios 18:21; Provérbios 12:18; 15:4).

4. O salmo termina (v. 13) com uma bela garantia que encontra eco em Apocalipse 22:3-4.

      –  Obrigado porque o justo viverá para sempre na Tua presença, nosso Deus. Amém.

Thandi Klingbeil
Tennessee, Estados Unidos

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/140 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/140/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/25/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Salmo 140 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



SALMO 140 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO – PRIMEIRO DEUS by Maria Eduarda
20 de março de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 140 – COMENTARIO PR HEBER TOTH ARMI by Maria Eduarda
20 de março de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 140 – Numa sociedade dominada pela injustiça os incrédulos querem prejudicar os crentes, os maus gostam de infernizar os justos, os perversos implicam e perseguem os servos de Deus.

Há muita violência, roubo e morte. Há muitas vítimas, muitos inocentes sofrem. Os indefesos são alvos dos ameaçadores. Os pequenos são explorados pelos grandes. Os cristãos são perseguidos pelos pagãos. Isso sempre foi assim, mas no tempo do fim está mais acentuado.

Desta forma, aqueles que sofrem perseguição, que se sentem alvos das hostes malignas, que sentem na pele o que significa ter Satanás e seu exército como inimigo, devem considerar as palavras inspiradas de Davi.

Harold L. Willmington nos informa que Davi, neste salmo, “reflete sobre os perigos que passou por causa da perseguição de seus inimigos e confia na proteção da Palavra de Deus até que a promessa possa ser cumprida”. Logo em seguida, ele esboça a oração da Davi da seguinte forma:

I. A PETIÇÃO DA DAVI COM RELAÇÃO AOS ÍMPIOS – vs. 1-11
A. O que eles fazem (vs. 1-5)
1. Eles planejam o mal e instigam o problema (vs. 1-2);
2. A língua deles fere como veneno de serpentes (v. 3);
3. Eles tentam derrubar Davi com frequência (vs. 4-5).
B. O que eles merecem (vs. 6-11)
1. Sofrer por meio do fracasso e da pobreza (vs. 6-8, 11);
2. Ser destruídos por seus próprios feitos perversos (v. 9);
3. Ser queimados por carvão, consumidos por fogo ou lançados em abismos (v. 10).

II. A PETIÇÃO DE DAVI COM RELAÇÃO AO JUSTO – vs. 12-13
A. Os pedidos (v. 12)
1. Assegura-lhes a justiça: O Senhor ajudará aqueles que são perseguidos.
2. Sustenta-os: Deus cuidará dos direitos dos pobres.
B. Os resultados (v. 13)
1. O justo louva Seu nome;
2. O justo vive em Sua presença.

Os que humildemente buscam a Deus, pedem livramento das mãos dos maus, dos violentos, dos cruéis arrogantes e dos soberbos. Tais pessoas não temem a Deus, são aliadas do diabo.

Porém, quem teme a Deus, não é apenas moldado por Ele, é também protegido. Deus é o amparo aos que sofrem conspirações perversas e difamações diversas. Ele fará justiça. Os fofoqueiros e caluniadores que se cuidem, o melhor que eles poderiam fazer é se converterem… – Heber Toth Armí.



SALMO 140 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
20 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Livra-me, SENHOR, do homem perverso, guarda-me do homem violento” (v. 1)

A Bíblia diz que a nossa língua é “mal incontido, carregado de veneno mortífero” (Tiago 3:8) e que somos incapazes de domá-la. Jesus foi bem claro ao afirmar que as nossas palavras definem a quem servimos aqui e para onde iremos no porvir: “porque, pelas tuas palavras, serás justificado, e pelas tuas palavras, serás condenado” (Mateus 12:37). Não foi sem razão que Ele aplicou a mesma ilustração de Davi aos fariseus, comparando-os à cobras: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração” (Mateus 12:34).

Meus amados, este Salmo não é somente uma promessa de que o SENHOR defende os justos e os retos (v. 13), mas também um apelo do SENHOR para todo aquele “cujo coração maquina iniquidades e vive forjando contendas” (v. 2). Ainda há tempo de arrepender-se, ou “a tua malícia te castigará” (Jeremias 2:19). Ainda há tempo de aceitar o convite do SENHOR: “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Isaías 55:7).

E, para os Seus servos, que estiverem sendo alvos de dissensões e de fofocas, o SENHOR prometeu: “quem conspira contra ti cairá diante de ti” (Isaías 54:15). Para o povo que teme a Deus, a parte que lhe cabe é revestir-se de toda a armadura de Deus, tomando posse do capacete da salvação (v. 7; Efésios 6:17) e “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens… fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça” (Romanos 12:18 e 20).

Irmãos queridos, a Bíblia chama de perversidade, de violência e de veneno o mau uso da língua. Jamais haverá a bênção do SENHOR sobre aqueles que, com o coração endurecido, são governados pela perfídia. Se onde hoje há rodas de fofocas, houvesse grupos de oração, estaríamos cumprindo com inabalável poder o último sinal da volta de Cristo (Mateus 24:14): “Trarão todos os vossos irmãos, dentre todas as nações, por oferta ao SENHOR” (Isaías 66:20).

O Dia do SENHOR se aproxima e com ele o destino final de toda a humanidade. Para onde estás caminhando? Eis as duas únicas opções:

  1. “Todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o Dia que vem os abrasará” (Malaquias 4:1);
  2. “Mas para vós outros que temeis o Meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas Suas asas” (Malaquias 4:2).

Bom dia, justos e retos do SENHOR!

Desafio do dia: Está sendo perseguido? Ore! Está sendo difamado? Ore! Você é o algoz? Prostre-se diante da presença do Todo-Poderoso e arrependa-se enquanto há tempo!

Rosana Garcia Barros.   #PrimeiroDeus #Salmo140




%d blogueiros gostam disto: