Reavivados por Sua Palavra


SALMO 120 by jquimelli
28 de fevereiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Os próximos 15 Salmos (120-134) são conhecidos como “Salmos de Ascenção” ou músicas para “subir” ao templo. Essas eram as músicas normalmente cantadas pelos israelitas que viajavam para Jerusalém, três vezes por ano, a fim de participarem das festas nacionais (Deuteronômio 16:16).

Para entender o espírito destes salmos, imagine-se viajando em direção a Jerusalém com outros viajantes cansados, unindo-se a eles em cantar salmos de ardente expectativa de chegar à cidade santa e contemplar o Templo, a morada de Deus.

Essas canções também eram cantadas pelos sacerdotes ao entrarem na área do Templo a fim de cumprirem a sua escala de serviço.

O complexo do templo era precedido por 15 degraus e, quando o viajante ou o sacerdote que ia trabalhar se aproximavam, eles paravam e cantavam uma música em cada degrau, começando com o Salmo 120, e terminando, no último degrau, com o Salmo 134.

Nós também estamos em uma peregrinação para o nosso lar eterno da promessa e, enquanto viajamos, nada melhor do que reconhecer a nossa necessidade da proteção e da direção de Deus em nossas vidas e nos lembrarmos que somos estrangeiros neste mundo (v. 5).

Nossa viagem é tornada mais leve pelos parceiros que Deus colocou para viajarem ao nosso lado, que cantam para nós mensagens de encorajamento. Louve a Deus por Sua misericórdia e cuidado, e pelos companheiros de jornada.

Cindy Nash
Collegedale, Tennessee, Estados Unidos

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/120 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/120/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/05/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 120 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



SALMO 120 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO – PRIMEIRO DEUS by Maria Eduarda
28 de fevereiro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 120 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
28 de fevereiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 120 – Aqueles que se dedicam a servir a Deus neste mundo cheio de indivíduos alheios a Ele e aos Seus princípios são perseguidos por ódio, vitupério e falsidades.

• Rebeldes, religiosos formais e fanáticos propagam baixas incriminações e boatos caluniadores dos fieis servos de Deus.
• Há muitos zombadores, críticos e acusadores dos verdadeiros adoradores; sempre existiram, e, a tendência é de multiplicar-se quanto mais adentramos nos últimos dias deste mundo.
• Unir-se-ão ao mundo incrédulo os ministros eclesiásticos não firmados na verdade e os religiosos iludidos com propostas espirituais sedutoras.

Diante disso, precisamos aprofundar-nos no estudo integral da Palavra de Deus, e em especial o Salmo em questão, o qual nos revela muitas informações relevantes para nossa realidade atual e futura.

• Estamos neste mundo, longe da Pátria Celestial; rodeados de indivíduos que são agentes declarados do mal. Somos peregrinos em terra estranha. Precisamos ser puros em meio às impurezas de uma sociedade imoral; verdadeiros, em um ambiente falso, entre mentirosos; fieis, num século fraudulento… (vs. 1-2).

• Em um mundo regido por uma filosofia antibíblica, numa cultura desprovida dos princípios do reino de Deus, somos atingidos pela angústia devido às injustiças titânicas proliferando nas pessoas a nossa volta, onde estilhaços de todos os tipos ferem nossa alma, precisamos da intervenção de um Deus que age em prol dos que O buscam (vs. 3-4).

• Num ambiente onde a luz é incompatível com as trevas, o mal está sempre provocando o bem e, as brigas estão sempre tentando extinguir a paz, tornamo-nos infelizes, ansiosos para ir a um lugar bem distante daqui; pois viver constantemente entre gente má não dá para ser feliz de verdade (vs. 5-7).

Roland E. Murphy destaca que o salmo é “uma lamentação individual de um homem que se vê rodeado por inimigos que o caluniam em uma região hostil”. A seguir, destaco os três pontos importantes do salmo dividido por D. L. Moody: Um…

1. …grito por livramento. Senhor, livra-me (vs. 1-2);
2. …pedido de retribuição. Que te será dado? (vs. 3-4);
3. …lamento pela paz. Ai da mim… Sou pela paz (vs. 5-7).

Em meio a esse grande conflito, esperamos pela Nova Jerusalém, a cidade da paz. Enquanto essa esperança não se concretiza, oremos pela direta intervenção divina em nossa vida. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



SALMO 120 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
28 de fevereiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Sou pela paz; quando, porém, eu falo, eles teimam pela guerra” (v. 7).


Como uma das características do fruto do Espírito (Gálatas 5:22), a paz exige de nós um comportamento inesperado. Surpreender o inimigo com um bem imerecido é ser um promotor da paz, um seguidor de Cristo. Devolver escárnio com brandura e violência com bondade é surreal e estranho à nossa natureza. Posso afirmar com propriedade, que não é nada fácil.

Como promover a paz quando “teimam pela guerra”? A resposta está em um dos remédios naturais que o SENHOR nos deixou: a confiança em Deus. O salmista sabia a quem buscar quando as más línguas o angustiavam (v. 1). Ele confiava no SENHOR que o ouvia.

Os conselhos dados pelo apóstolo dos gentios nos versos a seguir, nos concede um vislumbre do que Deus espera que Seus filhos pratiquem: “Não torneis a ninguém mal por mal… se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens… VENCE o mal com o bem” (Romanos 12:17, 18 e 21).

VITÓRIA, este é o resultado de ser um agente da paz. Não há sensação melhor do que a de quebrar a maldição com bênção. É tornar-se participante do “gostinho” da vitória que não foi conquistada por nós. Cristo é o Doador de toda a paz: “Deixo-vos a paz, a Minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração e nem se atemorize” (João 14:27).

Não pode haver paz para aqueles que permitem ser dominados pela língua, que “é mal incontido, carregado de veneno mortífero” (Tiago 3:8). Pelo uso dela como maldição, somos condenados por seu envenenamento fatal. Usando-a contra outros, estamos cometendo um suicídio espiritual e selando o nosso destino eterno.

Se desejamos ser chamados de filhos de Deus, a paz deve ser manifestada em nossa vida: “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5:9). Que você e eu sejamos mensageiros da paz de Cristo. Que esta santa virtude aumente a nossa confiança em Deus! Que as nossas palavras e atitudes declarem à cada dia: “Sou pela paz” (v. 7).

Bom dia, pacificadores!

*Leiam #Salmo120

Rosana Garcia Barros



SALMO 119 by jquimelli
27 de fevereiro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este é o capítulo mais longo da Bíblia e é dividido em 22 segmentos, cada um deles iniciado, no original, pelas palavras do alfabeto hebraico. Cada segmento ou estrofe é uma meditação sobre as excelências da Palavra de Deus e da importância dela em nossas vidas. É uma canção de amor apaixonado de Davi pela Palavra de Deus.

É incrível como Deus preservou a Bíblia ao longo da história. Ela é publicada em mais de 400 línguas e milhares de exemplares são distribuídos todas as semanas. Mais livros foram escritos sobre a Bíblia do que sobre qualquer outro assunto e mais escritores citaram a Bíblia do que qualquer outra fonte. Existem mais manuscritos antigos da Bíblia do que documentos de qualquer outro escrito antigo popular. Então, quando Davi canta a Palavra de Deus como uma luz que brilha na escuridão (v. 105), a evidência é esmagadora.

Muitas bênçãos nos chegam a partir do estudo da Palavra de Deus, mentalmente, fisicamente , e, acima de tudo, espiritualmente. Quando Jesus foi tentado no deserto pelo maligno, Ele dependeu unicamente das Escrituras (Mateus 4:1-11). Isso é o que precisamos fazer cada vez mais à medida que avançamos em direção ao fim dos tempos.

Passemos tempo com a Palavra de Deus. Não somente para aprender intelectualmente o que a Bíblia diz, mas para colocar em prática os seus ensinos em nossas vidas. Deus fala amorosamente ao nosso coração através da Bíblia.

Dwight Nelson
Andrews University, Estados Unidos

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/119 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/119/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/04/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Salmo 119 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



COMENTÁRIO SALMO 119 – PR. HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
27 de fevereiro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 119 – Bebidas alcoólicas, cigarros, drogas, sexo sem compromisso, jogos de azar, e todo tipo de prazer que é contra os princípios divinos apenas iludem, pois são apenas paliativos que apenas arruínam a alma humana.

Estudar a Bíblia de verdade, com oração e dedicação intensa, resulta em alegria e prazeres que superam aos prazeres mundanos mesmo concentrados. O Salmo 119 é o maior dos Salmos, o maior capítulo bíblico, com 176 versículos. Por que alguém escreveria tanto sobre a Palavra de Deus senão por prazer?

Uma síntese do Salmo realizada por E. W. Grand revela o apreço do Salmista pela Palavra divina:

1. A bem-aventurança de obedecer a Palavra (vs. 1-8);

2. Purificação pela Palavra (vs. 9-16);

3. Discernimento pela Palavra (vs. 17-24);

4. Insuficiência pessoal percebida por meio da Palavra (vs. 25-32);

5. O poder da Palavra (vs. 33-40);

6. Vitória por meio da Palavra (vs. 41-48);

7. Descanso e consolo por meio da Palavra (vs. 49-56);

8. A perseverança na Palavra (vs. 57-64);

9. A preciosidade da Palavra em bons e maus momentos (vs. 65-72);

10. Discernimento por meio da Palavra (vs. 73-80);

11. O aflito é fortalecido pela Palavra (vs. 81-88);

12. O caráter eterno da Palavra (vs. 89-96);

13. Sabedoria por meio da Palavra (vs. 97-104);

14. A Palavra é lâmpada e luz para todas as ocasiões (vs. 105-112);

15. Os perversos e a Palavra (vs. 113-120);

16. Separação e livramento por meio da Palavra (vs. 121-128);

17. Alegria e comunhão por meio da Palavra (vs. 129-136);

18. Zelo pela Palavra (vs. 137-144);

19. Experiência por meio da Palavra (vs. 145-152);

20. Salvação por meio da Palavra (vs. 153-160);

21. A perfeição da Palavra (vs. 161-168);

22. Oração e louvou por meio da Palavra (vs. 169-176).

Cada estrofe contém oito versículos, iniciando com cada uma das 22 letras do alfabeto hebraico – um magnífico poema artístico exaltando a Palavra de Deus revelada à humanidade.

Um ponto relevante deste Salmo é que não existe reavivamento espiritual genuíno, sólido e duradouro fora da Palavra de Deus (vs. 25, 37, 40, 50, 88, 107, 149, 154, 156, 159). “A Palavra de Deus tem um poder vivo, porque a Palavra escrita não pode ser separada de Sua pessoa” (Neil T. Anderson).

Sejamos reavivados pela Palavra – Heber Toth Armí.



SALMO 119 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
27 de fevereiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Já é tempo, SENHOR, para intervires, pois a Tua lei está sendo violada” (v. 126).


O maior Salmo e o maior capítulo da Bíblia é  para exaltar a excelência da lei divina. Para cada letra do alfabeto hebraico, há um parágrafo de palavras sábias e repletas de preciosos ensinamentos. Davi encontrou nos preceitos divinos a essência do caráter de Deus: o amor. 
“Quanto amo a Tua lei!” (v. 97). 

Apesar do grande conhecimento do salmista e da intimidade com a lei de Deus, ele os destacou como fontes inesgotáveis, como mandamento ilimitado (v. 96). Davi se colocou na posição de quem crê, vive e tem prazer em obedecer ao SENHOR, mas também como qualquer homem tendente a cair (v. 59). Com humildade e “de todo o coração” (v. 2), ele faz este pedido a Deus: “Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da Tua lei” (v. 18). Em guardar a palavra que sai da boca de Deus (v. 88) há felicidade real (v. 1), há pureza (v. 9), há prudência (v. 100), há verdade (v. 142), há justiça eterna (v. 160), há paz (v. 165).

Não estamos somente diante de um texto grande, mas de um enorme privilégio espiritual. Se o salário do pecado traz o resultado morte; se foi pela desobediência que o homem entrou na enrascada em que nos encontramos hoje, pela obediência encontramos o resultado vida. A Bíblia nos diz que Jesus foi “obediente até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2:8). Por Sua obediência fomos salvos. Por Sua obediência recebemos a herança da vida eterna. 

Assim como o salmista, o sol não encontrava o nosso Salvador em Seu leito (v. 147 e 148). E o Seu exemplo assinou com propriedade o próprio testemunho de submissão à vontade do Pai. Precisamos, como Seus seguidores, sermos igualmente Seus imitadores. O Deus que não esqueceu Sua promessa e que se fez homem para servir, procura servos que não esqueçam dos Seus mandamentos (v. 176).

O mesmo Jesus que disse: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (João 14:6), é O mesmo que inspirou o Seu servo Davi a escrever que a Sua lei é o caminho (v. 14), a verdade (v. 151) e a vida (v. 144). Assim como Ele é a Luz do mundo, a Sua Palavra é lâmpada e é luz (v. 105). Cristo é o Verbo (João 1:1). Ele é a própria Palavra. E a lei é uma extensão dEle mesmo e de Seu caráter imaculado. 

“Já é tempo” (v. 126), amados, de levarmos a sério o que Deus estabeleceu como a lei sob a qual seremos todos julgados (Tiago 2:12). Percebam que este Salmo é uma oração. Davi  derramou-se perante o SENHOR da lei e em oração buscou a excelência da lei divina na sua vida. Não é exatamente isto que nos falta? Os líderes judeus foram achados em falta justamente porque seus padrões morais desvirtuados do real propósito da lei eram para agredir e acusar os seus semelhantes e não para apontar-lhes a salvação. Apesar de não ter o papel de nos salvar, a lei do SENHOR nos lembra a nossa condição de pecadores e nos aponta a nossa necessidade de um Salvador. E esta obra deve ser particular, pessoal.

Que assim como Cristo foi obediente até ao fim, por amor a mim e a você, que este seja o nosso desejo e a nossa oração: “Ensina-me, SENHOR, o caminho dos Teus decretos, e os seguirei até ao fim” (v. 33). Então, faremos parte dos restantes da descendência da igreja do SENHOR, “os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus” (Apocalipse 12:17).

Bom dia, “Bem-aventurados… que andam na lei do SENHOR” (v. 1)!

Desafio do dia: Divida o Salmo de hoje em três partes e estude-o em três horários diferentes, destacando o que você aprendeu. #PrimeiroDeus 

*Leiam #Salmo 119

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: