Reavivados por Sua Palavra


SALMO 136 by jquimelli
16 de março de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Este Salmo, conhecido como o “Grande Hallel” [Grande Louvor], é tradicionalmente cantado no final da Páscoa judaica.

Ao estudarmos a estrutura e o conteúdo deste Salmo, podemos extrair algumas práticas que podem ser incorporadas a nossos cultos modernos:

1. O Salmo é participativo. Com a repetição, em cada verso, do refrão sobre o amor misericordioso de Deus, esta estrutura parece ter sido concebida de forma que a congregação pudesse facilmente cantá-la como resposta.

2. O Salmo usa a repetição. Do bebê aprendendo a falar ao adulto querendo memorizar um número importante, a repetição é um dos métodos de aprendizagem mais comumente usados. Depois de cantar este Salmo, não há dúvida de que cada adorador, do mais novo até o mais velho, saíam impressionados com a verdade de que “o amor de Deus permanece para sempre.” Embora a Bíblia advirta contra a repetição vã ou sem sentido, este Salmo ilustra como a repetição pode ser utilizada de uma forma positiva.

3. O Salmo conta uma história. Contar histórias é uma das melhores maneiras de transmitir emoção. E existe história melhor para contar do que um testemunho? Isto é exatamente o que os judeus fazem neste Salmo, ao contar como Deus os conduziu no passado. Da mesma forma, compartilhando nosso testemunho com outros adoradores, damos evidências de que Deus continua a liderar Seu povo e fortalecemos a fé uns dos outros.

Ao nos reunirmos para congregar utilizemos também alguns dos recursos de comunicação utilizados neste Salmo a fim de tornar mais significativo nosso culto de adoração a Deus.

Lori Futcher
Escritora e Editora
Cleveland, Tennessee, Estados Unidos

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/136 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/136/
Texto anterior expandido: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/21/
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Salmo 136 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



SALMO 136 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO – PRIMEIRO DEUS by Maria Eduarda
16 de março de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 136 – SEU AMOR DURA PARA SEMPRE! by jquimelli
16 de março de 2017, 0:50
Filed under: Sem categoria

Sua misericórdia dura para sempre (ARA). Literalmente, “para a eternidade, o Seu amor”. A palavra traduzida como “misericórdia” é chesed, que significa “amor divino”. O refrão é repetido em cada verso deste cântico. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 1035.

A palavra aqui traduzida “misericórdia” tem um significado mui profundo; é quase impossível traduzi-la adequadamente, porque descreve o âmago da natureza de Deus. É bondade, benignidade, amor, graça, favor, fidelidade e longanimidade. Só na pessoa de Jesus Cristo podemos compreender este amor persistente. Só pelo poder do Espírito Santo podemos deixar esta misericórdia crescer em nós (Gl 5:22-23). Bíblia Shedd.

10-25. A bondade de Deus é demonstrada quando Seu poder se emprega em atos de salvação.Idem.

23-25 O povo que Deus resgatou pode confiar nEle para animar os abatidos, libertar os cativos e garantir o indispensável para satisfazer as necessidades diárias. […] O resumo disto se acha nestas palavras: “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura não nos dará com Ele todas as coisas?” (Rm 8.32).Ibidem.

 

Publicado anteriormente em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/12/21/



SALMO 136 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
16 de março de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 136 – A misericórdia de Deus por nós é maior que nossa capacidade de compreendê-la. Sua graça é claramente revelada em nossa desgraça. Seus feitos generosos nos são outorgados sem nenhum merecimento.

Há, neste Salmo, quatro imperativos para louvar ao Senhor, que é bom, Deus dos deuses, Senhor dos senhores, e, Deus dos céus (vs. 1-3, 26). Entre os versículos 3 e 26 temos 22 razões para louvá-lO. Sim! Deus merece nosso louvor, porque…

1. …faz milagres (v. 4);
2. …formou o cosmo (v. 5);
3. …dispôs a terra sobre as águas (v. 6);
4. …encheu os céus de luz (v. 7);
5. …fez o sol para guardar o dia (v. 8);
6. …fez a Lua e as estrelas como guardiãs da noite (v. 9);
7. …abateu os primogênitos do Egito (v. 10);
8. …libertou Israel da opressão (v. 11);
9. …tomou conta de Israel com mão poderosa (v. 12);
10. …dividiu o Mar Vermelho (v. 13);
11. …conduziu Israel à seco pelo Mar Vermelho (v. 14);
12. …afogou o Faraó e seu exército no Mar Vermelho (v. 15);
13. …fez Seu povo marchar pelo deserto (v. 16);
14. …devastou vários reinos de todos os lados (v. 17);
15. …derrubou grandes reis (v. 18);
16. …destronou Seom, rei dos amorreus (v. 19);
17. …destronou Ogue, rei de Basã (v. 20);
18. …distribuiu o território dos inimigos como herança a Israel (v. 21);
19. …entregou a terra de volta a Israel depois do exílio (v. 22);
20. …se lembra de quando estamos caídos (v. 23);
21. …resgatou-nos de nossos inimigos (v. 24);
22. …cuida de cada um em tempos de necessidades (v. 25).

“Benignidade/misericórdia/amor do Senhor duram para sempre” aparecem 26 vezes neste Salmo, uma vez em cada verso. O maior ato de misericórdia no Universo foi demonstrado por Deus, ao dar Jesus para morrer por nós.

“Poderia o Senhor ter eliminado o pecador, destruindo-O totalmente; mas foi preferido o plano mais custoso… Cristo veio para manifestar o amor de Deus ao mundo, para atrair a Si o coração de todos os homens… O primeiro passo rumo da salvação é corresponder à atração do amor de Cristo” (Ellen G. White).

Como dura para sempre, hoje vamos usufruir da misericórdia de Deus e, louvá-lO por isso! – Heber Toth Armí.



SALMO 136 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
16 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Oh! Tributai louvores ao Deus dos céus, porque a Sua misericórdia dura para sempre” (v. 26).

Conforme o dicionário, misericórdia significa “Sentimento de pesar ou de caridade despertado pela infelicidade de outrem; piedade, compaixão”. Dentro deste contexto, podemos extrair uma lição tremenda sobre este atributo divino. Diante da nossa condição como pecadores, como criaturas que insistem em rebelar-se contra o Criador, que não possuem em si mesmos merecimento algum do amor de Deus, a misericórdia do SENHOR é uma dádiva incomensurável.

O SENHOR se compadece de nós justamente porque somos infelizes, somos miseráveis. Ao descrever a última igreja em Apocalipse, Cristo descreve a sua condição, chamando-a, primeiramente de “infeliz” (Apocalipse 3:17). Interessante que a descrição de Laodiceia até transmite a conotação de uma igreja que está feliz com o que é e com o que possui: “Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma” (idem). Mas a primeira coisa que Jesus diz a respeito dela é: Você é infeliz!

Quando continuamos lendo o texto sobre a iludida igreja, percebemos que Jesus não estava condenando-a por causa de sua infelicidade, mas admoestando-a. Tanto, que nos versos seguintes Ele aconselha a igreja, deixa bem claro que está repreendendo-a e diz as palavras mais ricas em misericórdia: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, Comigo” (Apocalipse 3:20).

As misericórdias de Deus se renovam a cada manhã (Lamentações 3:23). A cada despertar, recebemos do SENHOR o único remédio para a nossa infelicidade: as Suas misericórdias. Como membros da última igreja profética, somos chamados para a vitória. As “grandes maravilhas” (v. 4) de Deus só serão realizadas nestes últimos dias na vida daqueles que reconhecem as misericórdias divinas e aceitam a Sua repreensão. Ele deseja nos tirar da condição de mornos “vomitáveis” (Apocalipse 3:16) para a condição de príncipes vitoriosos: “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se Comigo no Meu trono, assim como também Eu venci e Me sentei com Meu Pai no Seu trono” (Apocalipse 3:21). Aceite as misericórdias do SENHOR a cada dia em sua vida, e de infeliz, muito em breve, serás elevado a vitorioso!

Bom dia, vitoriosos em Cristo!

Desafio do dia: Se ainda não o fez, institua em seu lar o culto matinal. Não deixe de receber em família a renovação das misericórdias do SENHOR a cada manhã.

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus #Salmo136




%d blogueiros gostam disto: